quarta-feira, 31 de agosto de 2011

UFC Rio PASSOU MAS AS LUTAS CONTINUAM..

O UFC Rio foi histórico, mas já é passado. As atenções, agora, estão voltadas para o futuro. Você sabe quais lutas agitarão o mundo do MMA nos próximos meses? Confira abaixo, e prepare a festa para torcer e vibrar por seus lutadores favoritos.

Strikeforce define final do GP dos pesados

O próximo grande evento acontece no dia 10 de setembro, e terá um time forte de atletas brasileiros em ação. A principal atração da noite será as semifinais do GP de pesos pesados da organização, que tem como integrantes o paraibano Antônio Pezão, os norte-americanos Daniel Cormier e Josh Barnett, e o russo Sergei Kharitonov.

Além do quarteto, Ronaldo Jacaré coloca o cinturão dos médios contra Luke Rockhold, e Roger Gracie volta à ativa contra o ex-campeão King Mo Lawal, Nas preliminares, Rafael Feijão duela com o invicto Yoel Romero, Evangelista Cyborg enfrenta Jordan Mein, Marcos Pezão pega Mike Kyle e Amanda Nunes bate de frente com Alexis Davis.

Brazucas no GP até 77kg do Bellator

Ainda no dia 10 de setembro, dois brasileiros fazem sua primeira aparição no GP dos meio-médios do Bellator. Douglas Lima, ex-campeão do MFC, estreia na organização contra Steve Carl. Também no páreo do torneio, Luis Sapo bate de frente com Dan Hornbuckle. Nas preliminares, o empolgante Alexandre Popó, que já finalizou dois no evento, volta contra Scott Heckman.

Vitor Vianna no páreo do GP do Bellator

No fim de semana seguinte (17), tem mais GP no Bellator. Competindo entre os médios, Vitor Vianna, pupilo de Wanderlei Silva, faz sua estreia na organização já pelo torneio, duelando contra Sam Alvey. Outra luta que chama a atenção no GP será entre o russo Alexander Shlemenko e o croata Zelg Galesic. Nas preliminares, lutam os brasileiros Marcos Parrumpinha, Marcelo Gonçalves, Valdir Araújo e Cristiano Souza.

Jones x Rampage: quem segue campeão no UFC?

Jon Jones e Rampage Jackson comandam o próximo grande card do Ultimate Fighting Championship, no dia 21 de setembro, e a luta será válida pelo cinturão dos meio-pesados. Outras atrações da noite serão a volta de Matt Hughes diante de Diego Sanchez, o duelo Nate Diaz x Takanori Gomi e Kid Yamamoto x Damacio Page. Em noite sem brasileiros escalados até o momento, ainda lutam Mark Hunt e Takeya Mizugaki.

Quatro brasileiros no GP dos galos do Bellator

Na mesma noite, mas no estado de Ohio, nos EUA, quatro brasileiros disputam vagas nas semifinais do torneio dos galos no Bellator. Wilson Reis, ex-campeão do EliteXC, duela com Dudu Dantas. Marco Loro, veterano do WEC, encara o experiente Chase Beebe. Luis Betão parte com tudo para cima de Ed West, enquanto os gringos Joe Warren e Alexis Vila completam o card. Detalhe: Warren é campeão dos penas, mas baixou de peso de olho em mais um título.

Cruz x Johnson pelo cinturão dos galos do UFC

Dominick Cruz defendeu o cinturão dos galos do UFC com sucesso contra Urijah Faber, e já tem data para voltar à arena. No dia 1º de outubro, o peso galo duela contra Demetrius Johnson, atleta que vem de triunfo sobre Miguel Torres. Fábio Maldonado e Rafaello Trator lutam na mesma noite, entre as preliminares, contra Aaron Rosa e Yves Edwards, respectivamente.

UFC 136 com dois cinturões em jogo

Frankie Edgar e Gray Maynard travaram uma das lutas mais emocionantes do ano em janeiro, na edição 125, com uma batalha de cinco rounds que terminou em empate. Com o resultado, Edgar saiu com o cinturão, mas a organização decidiu marcar mais um duelo para decretar o verdadeiro campeão, de uma vez por todas, no dia 8 de outubro. Na mesma noite, José Aldo coloca o cinturão dos penas em jogo pela segunda vez, contra Kenny Florian. Entre as preliminares, Demian Maia duela com o compatriota Jorge Santiago, enquanto Chael Sonnen batalha com Brian Stann nas lutas principais.

St, Pierre x Nick Diaz em luta histórica no UFC

Georges St. Pierre varreu a categoria até 77kg do UFC, tanto que a organização foi buscar no Strikeforce o seu próximo desafio. Nick Diaz, que atropelou seus últimos oponentes no Strikeforce, disputa o título com St. Pierre no dia 29 de outubro. O lendário Mirko Cro Cop também está escalado para o show, onde enfrenta Roy Nelson, e BJ Penn duela com Carlos Condit, em luta que pode definir o próximo na fila contra o vencedor de GSP x Diaz.
Tatame

terça-feira, 30 de agosto de 2011

CAUÃ REYMOND VICE CAMPEÃO DE SURF PARA FAIXAS PRETAS

Cauã Reymond, o Jesuíno de "Cordel encantado", exibe orgulhoso o troféu que conquistou no Bintang Black Belt Challenge, campeonato de surfe exclusivo para lutadores que são faixa preta no jíu-jítsu.
O ator, que se declarou um fã de Rickson Gracie durante o "Domingão dos Faustão" exibido no domingo, 28, ficou em segundo lugar no campeonato. As baterias rolaram na Prainha, Zona Oeste do Rio.

UFC É PROSTITUIÇÃO

Já ouviu a história do jovem diretor financeiro de multinacional que abandonou tudo para se dedicar ao jiu-jitsu e virou até campeão da UFC? Soube da médica endocrinologista, professora da USP, que abandonou a profissão para ser garota de programa, atriz pornô, e acabou estrela de um reality show?
Eu também não. Vale-tudo, como prostituição, é para gente pobre e ignorante. O degrau final do trabalho manual - receber para apanhar, receber para se entregar a qualquer um. Se a pessoa for realmente muito boa na função, pode até fazer um dinheirinho, enquanto durarem os músculos, a rigidez, as curvas. Depois é morro abaixo.
Mas essas lutas vale-tudo ou quase, estilo UFC, são bem diferentes da prostituição, porque a função acontece em público. As artes marciais mistas (MMA) são um espetáculo de massa e, portanto, mais próximas da pornografia.
Do ponto de vista conceitual e de business, mas também esteticamente. Talvez seja um subsegmento do universo do sexo-espetáculo. A pegada é pornô gay total, machos suarentos nus se atracando etc. Se você é um homem hétero, talvez prefira a Ultimate Surrender, luta livre de gatas nuas na internet.
forasta 2 UFC é pornografia
Bem, já foi pior. Antigamente os gladiadores e prostitutas eram simplesmente escravos, e labutavam ou morriam, sem prêmio, sem alívio. Hoje pagamos para ver as interpretações - é isso que são, não? Anderson Silva e o japonês lá que ele derrotou em três minutos são personagens com um script, e pouco espaço para improvisações. Ou você acha que havia algum risco de derrota brasileira no principal evento do UFC Rio?
Na real não pagamos os profissionais da porrada, pagamos os intermediários. Quanto ganha um lutador? De U$ 10 mil, comum, a meio milhão, raro, por uma luta. Renda total do pay per view de UFC em 2010: U$ 410 milhões.
Sem contar a receita de merchandising, badulaques, suplementos alimentares etc.  Jiu-Jitsu, caratê, box, capoeira - qualquer arte marcial é, sim, esporte. Podem fazer muito bem para corpo e mente. Quem é dono do caratê no mundo? Ninguém. Quem domina a MMA? A família Fertitta e o presidente-apresentador da UFC, Dana White, agora em parceria próxima com a Fox.
O acaso me colocou este sábado na frente da televisão no aquecimento do UFC, e depois no momento da luta de Anderson Silva. Um comentarista explicava: "MMA não é um esporte violento, é um esporte agressivo, como futebol e fórmula um". Corta para o troglodita lá cuspindo sangue.
Veja mais fotos aqui
Tás brincando? Mas impossível desviar o olhar. Por que é mezzo marmelada, mas machuca mesmo assim. Para cada Shogun ou Minotauro, que chega a ganhar algum dinheiro por algum tempo, milhares de candidatos ficam pelo caminho. E mesmo os campeões pagam as consequências. Se tantos boxeadores carregam sérias sequelas de saúde para o resto da vida, imagine os veteranos das tais Mixed Martial Arts.
Pesquisas sugerem que 70% dos internautas, homens e de 18 a 34 anos, visitam um site pornô mensalmente. Segundo a própria UFC, 56% de seus fãs estão na mesma faixa etária. MMA cheira mal, mas é ótimo entretenimento - carne crua, instinto, agressividade, temperados com dor de verdade. Como pornô, apela para nossos instintos mais baixos, sem dúvida, mas nós os temos, não?


DO BLOG:  
OLHA A CARA DO MANÉ QUE PUBLICOU ISSO AI!

O INTERESSANTE QUE ESSE IDIOTA DIZ: "Se a pessoa for realmente muito boa na função, pode até fazer um dinheirinho." KKK DINHEIRINHO? O QUE OS LUTADORES GANHAM ESSE MANÉ DEMORA UNS 2 ANOS PARA CONSEGUIR HORA 2 ANOS COLOCA AI UNS 5 PORQUE NO MINIMO O MANÉ É A SALÁRIADO KKKK

PERA AI OLHA SÓ:
A revista Forbes nomeou a profissão de jornalista como uma das piores para o século XXI e referiu-se aos profissionais da área como "espécie em perigo".
Para a publicação, jornais vão cortar custos e empregos devido à proliferação de novas formas de mídia e à substituição do impresso pela Internet. A maioria dos empregos dessa área estará em mercados pequenos e o número de cargos de reportagem crescerá apenas 5% na próxima década.

OLHA AI MANÉ VÁ LOGO CUIDANDO DE TREINAR MMA PARA FAZER UMAS LUTAS POIS PELO QUE ESTAMOS VENDO VOCÊ VAI PRECISAR E DETALHE SUA BOLSA VALE R$ 300,00 METADE DO SEU SALÁRIO. TÁ BOM NÉ? KKKKKKKKKK 
TEM CADA IDIOTA ESSE AI É NO MINIMO FRUSTRADO

QUINTON JACKSON CRIA BOATO DE CONTUSÃO

O desafiante ao cinturão da categoria meio-pesado do UFC, Quinton Jackson, disse em entrevista ao Yahoo!Sports que inventou uma contusão na mão semana passada e que quatro horas após ter mencionado a suposta contusão no ginásio em que treina, seu agente recebeu ligação de Joe Silva, responsável pelo casamento de lutas do UFC.
“Rampage” criou o boato para confirmar a existência de espiões em sua preparação para o aguardado confronto contra o campeão Jon Jones, que defenderá o cinturão pela primeira vez contra o experiente lutador no UFC 135 “Jones vs Rampage”, dia 24 de setembro, em Denver, Colorado.
Jackson ficou cauteloso desde o UFC 114, realizado em maio do ano passado, quando enfrentou Rashad Evans, ex-companheiro de equipe de Jones. Durante a preparação para aquela luta, “QJ” disse que manteve em segredo uma contusão sofrida no joelho e que estava satisfeito pois a lesão não havia sido descoberta pela mídia.
Porém, durante a luta, Evans repetidamente socou o joelho do ex-campeão, que comentou “Em todos os meus anos de luta, nunca havia sido socado no joelho antes e nunca vi ninguém bater no joelho de alguém.”
Quinton Jackson recentemente recebeu mensagem de um fã no twitter dizendo que Jones tinha um espião em sua equipe. A partir de então, Rampage começou a considerar a possibilidade. Foi justamente essa mensagem que o motivou a inventar lesão na mão para ver até onde a história chegaria.
Quatro horas depois, Joe Silva - que estava no Brasil para o UFC 134 - telefonou para o agente Anthony McGann, que afirmou que Jackson não estava machucado e que gostaria de saber como Joe havia obtido a informação. Como respota, McGann ouviu Silva dizer que havia recebido ligação do empresário de Jon Jones, Malki Kawa.
“Um dos meus amigos estava conversando com o empresário do Jon Jones recentemente e ele estava dizendo que sabia tudo o que estava acontecendo no meu treino. Isso me fez pensar, como ele soube da minha contusão tão rápido? Isso não estava na internet e ainda assim ele soube imediatamente.”
“O pessoal do UFC estava no Brasil, o que explica o porquê deles terem levado quatro horas para me ligar. Isso me mostra duas coisas: Uma, eles têm espiões no meu time; duas, eles são muito idiotas por não saberem como usar a informação corretamente e aguardar. Eles telefonaram imediatamente pro Joe Silva e ele me telefonou de volta imediatamente.”
“Não me importo com o que o Jon Jones esteja fazendo e não dou a mínima para a estratégia dele. Tenho zero interesse. Ainda tenho a honra de lutador e vou para a batalha imediatamente, sem espiar meu adversário. Não estou com medo do meu oponente, fazendo várias perguntas ou me preocupando com o que ele está fazendo. Não assisto nem tape” falou.
Kawa negou veementemente possuir espião na equipe de Jackson mas admitiu ter ligado para Joe Silva para perguntar a respeito da lesão do desafiante sob alegação de ter lido o link de uma reportagem postada no twitter.
Rampage disse sentir-se traído e declarou que está na melhor forma física para enfrentar “Bones”. O lutador encara a situação como sinal de fraqueza do adversário, “Claro que eles dirão que não estão fazendo isso, mas colocaremos a história para os fãs decidirem [se acreditam ou não].”
“Não me importo com o que eles vêem ou com quem eles tenham vigiando. Todos nós conhecemos a história desse cara” disse sobre Jones. “Ele aprenderá uma dura lição no dia 24 de setembro. Ele vai ver” ameaçou.
Blog:manoamano

OVEREEM PRÓXIMO EM FECHAR COM O UFC

De acordo com Shane Carwin, ex-desafiante número um ao título da categoria dos pesados, o campeão do Strikeforce, K-1 e DREAM Alistair Overeem está próximo de fechar contrato com o Ultimate Fighting Championship.
“Tive a oportunidade de conversar com ele na Magic Convention, em Las Vegas, e ele disse que está próximo de chegar a um acordo com o Dana White e que provavelmente estará no UFC antes de 2012″ Carwin postou no fórum americano The Underground. “Acho que ele seria uma grande aquisição para a lista de atletas.”
“Quando decidi que iria me testar no UFC, a categoria peso pesado não estava nem próxima do que é hoje. Os caras que estão chegando possuem muito talento e coração e o topo da divisão está repleto de lutadores super talentosos. Estou empolgado com todas as potenciais lutas. Tenho ido para a guerra com muitos desses caras em minha mente e mal posso esperar por uma oportunidade para bater e ser batido por eles” encerrou.
Overeem era um dos participantes do grand prix do Strikeforce. Em sua primeira e única luta na competição, derrotou Fabrício Werdum para logo em seguida ser demitido da organização por ter não concordado em lutar no dia 10 de setembro, quando ocorrerá as semifinais do GP. Daniel Cormier foi escalado para ocupar o lugar do holandês e enfrentará o brasileiro Antonio “Pezão” Silva.
Blog: manoamno

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

GRANDE EVENTO DE JIU-JITSU NO SERTÃO PARAIBANO

ANDERSON DIZ "EU REPRESENTO UM PAÍS E NÃO UM CLUBE"


Anderson Silva mostrou neste sábado porque é considerado o maior lutador de MMA do mundo. O brasileiro precisou de apenas dois rounds para nocautear o japonês Yushin Okami, na luta principal do UFC Rio, e defender com sucesso o cinturão dos pesos médios da organização. Mas após o triunfo, o “Spider”, como é conhecido, teve de ouvir vaias e protestos do público contra o Corinthians, time que o patrocina.

Leia também:

Anderson Silva comanda festa brasileira do UFC Rio
Na entrevista coletiva depois do evento, Anderson reclamou a atitude da torcida e comentou a polêmica relação entre lutadores de MMA e clubes de futebol, que, segundo o campeão, não é levada da maneira correta pelos fãs.
“Nós não estamos aqui para defender a bandeira de um clube, mas do Brasil. Eu represento o Corinthians, o Minotauro o Inter e o Flamengo vai acabar fechando com o Jose Aldo (campeão dos pesos penas do UFC e torcedor do Flamengo). Enquanto a torcida nos vaia, a gente acaba treinando junto e representando o Brasil no mundo inteiro”, reclamou Anderson
“O público tem que entender que essa combinação dos clubes em apoiar o MMA é importante porque nos tornamos uma referência para as crianças do Brasil. Os fãs têm que entender que nos podemos mudar muita coisa em nosso país”, completou o campeão.

APÓS O UFC Rio ROYCE GRACIE DESCARTA APOSENTADORIA

O UFC é atualmente a organização esportiva que mais cresce nos Estados Unidos, mas se o evento é hoje um fenômeno, muito se deve a Royce Gracie. O brasileiro, que conquistou três dos quatro primeiros torneios do show, é idolatrado em todo o mundo e membro do Hall da Fama do UFC, porém todo este reconhecimento não faz o atleta pensar em aposentadoria.

Sem competir desde 2007 e com 44 anos, Royce era cotado para fazer sua luta de despedida no UFC Rio, evento que acontece no próximo sábado (27), na capital fluminense, mas o faixa-preta afirmou que não foi procurado pelos organizadores do show.

“Eu não fui procurado por ninguém do UFC”, afirmou Royce. O Gracie ainda revelou que só voltaria a competir se seu adversário fosse o norte-americano Matt Hughes, lutador que o derrotou em 2006, único revés de Royce no evento.

“Eu só tenho mais uma luta. É a única que falta”, disse. “Eu só volto para o octógono se for contra o (Matt) Hughes”, encerrou o faixa-preta.

http://www.superlutas.com.br/noticias/7326...tra-matt-hughes

PARA 2012 UFC PRETENDE FAZER EVENTO MENSALMENTE

O Ultimate demorou 13 anos para voltar ao Brasil, mas parece que a organização gostou do retorno do UFC Rio e já faz planos audaciosos para 2012. O lutador Vitor Belfort, que mediou uma mesa redonda do UFC nesta sexta-feira, confirmou que a organização fará um evento por mês no país.

“É o seguinte pessoal, vou revelar uma coisa em primeira mão para vocês. O Brasil terá um evento do UFC por mês”, disse Belfort, que ainda confirmou que uma edição do The Ultiamte Fighter, o reality show do UFC, é prevista para o país “Ainda vai ter um reality show dentro do Brasil para que possam surgir vários Josés Aldos e Ciganos por aí”, completou Vitor.

http://www.superlutas.com.br/noticias/7335...r-mes-no-brasil

ALGUMAS CELEBRIDADES QUE ESTIVERAM NO MAIOR EVENTO DE LUTAS DO BRASIL

A plateia, claro, também fez uma grande festa. Repare que no canto direito, logo acima da grade e logo abaixo da bandeira do Fluminense, está a atriz Alinne Moraes.
O empresário Eike Batista, entusiasta de eventos esportivos e recém-criador de um time de vôlei, o RJX, também acompanhou a partida entre os vips, ao lado do senador Aécio Neves (PSDB-MG) e do apresentador de TV Luciano Huck

Consultor do astro Anderson Silva, um dos clientes de sua agência de marketing esportivo, Ronaldo não poderia dperder o combate contra o japonês Yushin Okami. Levou junto seu amigo e ex-chefe, o presidente do Corinthians, Andres Sanchez, que foi conferir a vitória de seu "reforço"

R7


MINOTAURO LEVA A MELHOR SOBRE ANDERSON E SHOGUN E FATURA 100 MIL DÓLARES

Estrelas principais do card do UFC Rio, evento de MMA realizado no último sábado (27), Rodrigo Minotauro, Anderson Silva e Maurício Shogun disputaram, soco a soco, quem levaria o prêmio de melhor nocaute da noite.

Melhor para Minotauro, que deixou o americano Brendan Schaub estatelado no octógono montado o ginásio HSBC Arena ainda no primeiro round, em pouco mais de três minutos.

Após um início pior, o baiano surpreendeu ao trocar socos com o rival e anotar o terceiro nocaute na carreira, que conta com 40 apresentações em mais de dez anos no MMA.

Mas a disputa pelo prêmio não foi tão fácil. Sem cerimônia, Anderson e Shogun também despacharam seus rivais com extrema velocidade.

Enquanto Shogun demorou menos de dois minutos para apagar Forrest Griffin, o Spider foi o único a utilizar o segundo assalto para liquidar a fatura, e mandar o japonês Yushin Okami para o hospital.
R7

BUSTAMENTE - "TOQUINHO É INGÊNUO"

Rousimar Toquinho venceu Dan Miller na decisão dos juízes, mas a vitória do mineiro poderia ter sido avassaladora. Diante de 17 mil fás na HSBC Arena, no UFC Rio, Rousimar levou o norte-americano a knockdown com um belo chute alto e castigou com socos no chão, até que parou de bater e foi comemorar. Detalhe: o árbitro não tinha encerrado a luta.

Acompanhando de perto a polêmica, Murilo Bustamante, treinador da fera na Brazilian Top Team, comentou o caso. “Ele me disse que parou porque o oponente disse ‘stop, stop’ quando ele estava batendo, então ele parou de bater e achou que a luta tivesse acabado, então foi comemorar”, explica. “Quem pode dizer que o Toquinho não é um lutador justo? Ele é apenas muito ingênuo, mas tem um coração grande”.

Curiosamente, esta não foi a primeira confusão de Toquinho no UFC. Contra Tomasz Drwal, o mineiro foi punido com suspensão pela Comissão Atlética por “segurar uma finalização por muito tempo” após o adversário ter desistido, e contra Nate Marquardt ele acabou nocauteado após se “distrair” ao reclamar com o corner sobre uma possível vaselina nas pernas do oponente.

Apesar da polêmica envolvendo seu atleta, Bustamante aprova o UFC Rio.

“O Rio passou no teste com louvor! Que venham outros eventos! Não só do UFC, porque lutador bom o Brasil está cheio. Os lutadores brasileiros deram show ontem junto com a torcida. Eu já fui a muitos UFCs e nunca tinha visto tanta vibração dentro de uma arena... A arena já estava cheia desde a primeira luta, coisa que não é comum, e torcendo com educação pelos seus ídolos. Esse evento foi um divisor de águas do MMA no Brasil”, finaliza.

Tatame

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

CORINTHIANO ANDERSON SILVA NÃO QUER RIVALIDADES ENTRE TORCIDAS NO UFC Rio.

 O brasileiro Anderson Silva defenderá cinturão o dos pesos médios diante do japonês Yushin Okami na luta principal do UFC Rio, evento que acontece no próximo sábado, na capital fluminense. O combate será a estreia de Anderson como representante do Corinthians, clube que acertou um contrato de patrocínio com o lutador no início deste mês, mas atuando no Rio de Janeiro, o atleta tupiniquim não pensa em rivalidade do futebol e quer o apoio de todas as torcidas em sua luta.

“Representar o Corinthians, é uma nova fase. O UFC nos dá uma oportunidade de unir as torcidas”, disse Anderson. “O Inter está patrocinando o Minotauro, outros clubes já tem seus interesses, e talvez a gente consiga unir as torcidas para que todos possam assistir ao MMA juntos. Estamos quebrando uma barreira muito grande e espero que os torcedores entendam”, completou o campeão.

O UFC Rio será realizado no próximo sábado (27), no HSBC Arena, na capital fluminense, e contará com 11 brasileiros em ação. Confira abaixo o programa de lutas completo do show:, que terá transmissão do canal Combate a partir das 18hs e da RedeTV a partir das 22hs:

Card Principal
Anderson Silva vs. Yushin Okami – Luta válida pelo cinturão dos pesos médios;
Forrest Griffin vs. Mauricio “Shogun” Rua;
Rodrigo “Minotauro” Nogueira vs. Brendan Schaub;
Edson Barboza vs. Ross Pearson;
Luiz “Banha” Cane vs. Stanislav Nedkov;

Card Preliminar
Spencer Fisher vs. Thiago Tavares;
Dan Miller vs. Rousimar “Toquinho” Palhares;
David Mitchell vs. Paulo Thiago;
Raphael Assunção vs. Johnny Eduardo;
Erick Silva vs. Luis “Beição” Ramos;
Felipe “Sertanejo” Arantes vs. Yuri “Marajó” Alcântara;
Yves Jabouin vs. Ian Loveland;
PVT

EMPRESA BRASILEIRA BORROU A VINDA DE sonnenGADOR AO UFC Rio

A notícia de que o fanfarrão americano Chael Sonnen viria ao Brasil para o UFC Rio despertava a atenção de muitos, independentemente do motivo. O rival de Anderson Silva estava cotado para fazer parte do corner do japonês Yushin Okami, um dos protagonistas da noite, mas subitamente cancelou seu voo ao país.

Para surpresa de muitos, Sonnen, sem motivo aparente, também se calou nos últimos dias e cessou as constates críticas e frases de efeito sobre atletas brasileiros. Pronto, a dúvida estava lançada: o que teria acontecido?

Na tarde da última quinta-feira (25), um anúncio oficial da empresa brasileira Pretorian, figurinha tarimbada nos grandes eventos de MMA do mundo, esclareceu a situação. Não seria possível vincular a imagem da marca com a do polêmico lutador.

Entenda o caso
A Pretorian fechou, recentemente, um contrato de patrocínio com o japonês Yushin Okami, apenas para o duelo contra Anderson silva no UFC Rio. Mas, devido as constantes declarações de Chael Sonnen, sua vinda ao Brasil estaria fora de cogitação. Responsável pelo veto, Alexandre Bucci, diretor da empresa, confirmou sua posição em conversa exclusiva ao R7.

- Não tínhamos a informação de que o Sonnen viria para cá. Mas, quando soube, liguei para o empresário do Okami e cancelei o contrato, porque não podemos aceitar que ele estivesse do lado da nossa marca depois de tantas besteiras que ele faz apenas pelo marketing.

A repercussão do americano é tão negativa que alguns brincalhões criaram no Facebook, em tom de ironia, uma manifestação para linchar o atleta quando este chegasse ao país. Iniciativa que foi cancelada de antemão.

- Eles preferiram cancelar a vinda dele, já que o Sonnen não faz parte do time do Okami. O empresário do japonês ligou e disse para ele não vir, e ainda deu uma bronca pelas besteiras que ele falou. Deve ser por isso que ele ficou quieto esses dias [risos].

Para os fãs mais exaltados, que adoram cornetar, Bucci afirma que Anderson silva também foi procurado para estampar o nome da empresa, mas não houve acordo. No entanto, a resposta sobre uma hipotética parceria com Chael Sonnen arranca sorrisos na torcida de Spider.

- O único lutador que eu jamais patrocinaria é o Sonnen. Em hipótese alguma. Esse não veste Pretorian.

R7

FÃS ESPERAM "GOLEADA"

Catorze brasileiros neste sábado no UFC Rio, e os fãs aguardam uma verdadeira goleada tupiniquim. Nas bolsas de apostas dos Estados Unidos, porém, apenas um brasileiro é visto como azarão (entre os que enfrentam gringos): Rodrigo Minotauro, que encara o norte-americano Brendan Schaub. Anderson Silva, astro da luta principal, é o grande favorito da noite, para o duelo contra Yushin Okami, seguido de Paulo Thiago, cotado para vencer David Mitchell nas preliminares.
Tatame

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

sonneGADOR DIZ - "ANDERSON SILVA TEM ASSUNTOS NÃO RESOLVIDOS COMIGO."

Independente do resultado do confronto entre Anderson Silva e Yushin Okami no UFC 134 “Rio”, Chael Sonnen quer enfrentar o campeão peso médio para resolver negócios mal resolvidos.
Sonnen se refere ao combate com o brasileiro ocorrido no UFC 117, em agosto do ano passado, quando fez o que os demais adversários de Anderson no UFC nem chegaram perto: dominar o “Aranha”.
Durante o programa de rádio “It’s Time”, apresentado por Bruce Buffer, o americano falou não se opõe a enfrentar o amigo Yushin Okami e declarou que Dana White quer que ele enfrente Silva novamente.
“Dana White e eu estamos em um momento de definição. O Dana quer que que essa luta [com Brian Stann] defina o desafiante número 1 ao título. Não tenho nada contra lutar com meu amigo Okami, que será campeão do mundo, mas tenho negócios inacabados com o Anderson.”
Sonnen diz que seu lobby é para vencer ou perder e que enfrentará Anderson na próxima luta, “Vou pegá-lo e batê-lo de qualquer maneira, apenas para rir, apenas por princípios, só por diversão. Vou bater naquele cara mais de uma vez” afirmou. “Não preciso do pequeno cinturão de lata dele. Já sou o campeão” finalizou.
Após a derrota para Anderson, última vez em que entrou no octógono, Sonnen foi suspenso pela Comissão Atlética da Califórnia por ter apresentado elevados índices de testosterona no exame antidoping. O fanfarrão apelou para a sentença e teve sua pena reduzida e voltará ao octógono contra Brian Stann no UFC 136, em outubro.
Já Anderson Silva vem de vitória por nocaute sobre Vitor Belfort e está a quatro dias de defender mais uma vez o cinturão da divisão dos médios contra Yushin Okami. O campeão fará o principal combate do UFC 134, no próximo sábado, na cidade maravilhosa.
Manoamano

UFC PLANEJA ANDERSON SILVA vs DAN HENDERSON

A TATAME divulgou em primeira mão que o UFC já está em negociações para definir o próximo adversário do campeão peso médio Anderson Silva, que defende o cinturão no próximo sábado, no UFC Rio. O “Aranha” poderá retornar ao octógono no primeiro evento transmitido pela FOX, dia 12 de novembro, contra o veterano Dan Henderson.
Em entrevista à TATAME, Lorenzo Fertitta – um dos donos do UFC – se demonstrou interessado em promover o segundo combate entre Anderson e Henderson, “Eu adoraria casar essa luta… O Anderson só precisa vencer” declarou.
Anderson Silva finalizou Dan Henderson no UFC 82 com um mata-leão inapelável. O brasileiro já declarou que enfrentará qualquer oponente escolhido pela organização e o americano postou em seu microblog que está empolgado para realizar a revanche.
Desde a derrota para Anderson, “Hendo” lutou sete vezes e perdeu somente uma. Em três apresentações mais recentes, nocauteou Renato Babalu e tornou-se campeão do Strikeforce com outro nocaute sobre outro brasileiro, Rafael Feijão. O veterano aceitou subir de categoria para enfrentar Fedor Emelianenko e impressionou o mundo ao impor a terceira derrota consecutiva do russo em mais um nocaute da carreira do wrestler.
Manoamano

VITOR DIZ - "O MMA IRÁ DOUTRINAR O FUTEBOL."

Quando o UFC anunciou, ainda no ano passado, a edição no Rio de Janeiro, os lutadores brasileiros viram no evento a oportunidade de melhorar a imagem dos competidores, muitas vezes relacionadas aos maus praticantes que brigam nas ruas. O desejo, no entanto, vai ainda mais longe e Vitor Belfort acredita que o MMA tem muito a contribuir com o futebol.

Embora não vá subir ao octogono neste sábado (27), no UFC 134, que acontecerá na HSBC Arena, no Rio de Janeiro, o lutador é um dos que mais tem divulgado a modalidade na capital carioca durante os eventos que antecedem o dia do combate.

Com a agenda lotada, o peso médio revelou a ansiedade pela disputa do torneio no Brasil, algo que não ocorria desde 1998. Com todos os pouco mais de 16 mil ingressos esgotados rapidamente, Belfort acredita que o torcedor brasileiro será bem comportado, ao contrário do que ocorre nos estádios de futebol.

- A torcida brasileira tem de ser ela mesma, empolgante, mas não pode ser igual a do futebol. Nos estádios, o que mais vemos são brigas. Isso não acontece nunca no UFC. Existe um enorme respeito pela competição, não pode ser vândalo igual ao futebol. O UFC veio para doutrinar o futebol.

Torcedor do Flamengo, Vitor Belfort frequenta pouco os estádios brasileiros. Morando com a família nos Estados Unidos, vê poucas partidas de futebol, mas se impressiona com alguns jogos que assiste.

Na semana passada, se mostrou assustado com a violência também dentro de campo. Ao acompanhar a final da Supercopa da Espanha, vencida pelo Barcelona, condenou a confusão generalizada dos catalães com atletas e membros da comissão técnica do Real Madrid.

Em especial, a atitude do técnico madrilenho, José Mourinho, o chamou atenção. Na ocasião, o treinador português agrediu de forma covarde um auxiliar técnico do Barcelona, ao colocar os dedos no olho do adversário, pelas costas.

- Outro dia na final da Espanha teve dedo no olho e ficou por isso mesmo. Não tem multa, não tem suspensão. No MMA, nós somos atletas, temos nossas rivalidades, mas existe respeito, se cumpre as regras. Entristece ver atos como aquele de violência no esporte. Depois são os lutadores que sofrem preconceito, mas nós temos ética e respeito.
R7

MAIS UM CLUBE DE FUTEBOL DO BRASIL CONTRATA UM LUTADOR DO UFC

Rodrigo Minotauro é o mais novo atleta do UFC patrocinado por um time de futebol. A TATAME soube com exclusividade que o peso pesado, que luta neste sábado (27), na edição carioca do evento, fechou com o Internacional. O atleta, que torce pelo Vasco, segue os passos de Anderson Silva, que fechou com o Corinthians, seu clube de coração, e de Paulo Thiago, que fechou com o Cruzeiro na semana passada em nota divulgada em primeira mão pela TATAME.

Assim como o Aranha, Rodrigo Minotauro, que pela primeira vez luta em seu país, entrará no octógono para encarar Brendan Schaub com a camisa do Colorado. “Fechei com o Colorado e já estreio com as cores do clube no UFC Rio. Vou fazer tudo para representar o Inter da melhor forma possível”, disse Rodrigo, que terá o escudo do time estampado em seu calção.

O vice-presidente de marketing do Internacional, Jorge Avancini, afirmou que, em princípio, o patrocínio é exclusivo para o UFC Rio e que esta é uma ótima oportunidade de consolidar a marca do Colorado. Jorge ainda sonha com uma edição do UFC no Gigantinho (ginásio que fica ao lado do Beira-Rio, estádio do clube) até o fim do ano.

Nos próximos dias, o clube vai lançar uma linha exclusiva de roupas com a imagem de Minotauro associada ao Colorado.
 Tatame

terça-feira, 23 de agosto de 2011

FAB - (FORÇA AEREA BRASILEIRA) PROMOVE EVENTO DE JIU-JITSU NO RS.

Este ano a Força Aérea Brasileira completa 70 anos e estão previstos em todo o território nacional vários eventos esportivos comemorativos a esta data envolvendo os militares e a população civil em geral. No dia 18 de setembro será realizado o primeiro campeonato aberto de Jiu-Jitsu da FAB, o Força Aérea Brasileira Open de Jiu-Jitsu ou FAB Open Jiu-Jitsu, que rola no Ginásio de Esportes do Quinto Comando Aéreo Regional (V COMAR) em Canoas/Rio Grande do Sul. Este evento é uma realização da Diretoria Esportiva do COGAPA - V COMAR e tem como diretrizes as principais competições nacionais de Jiu-Jitsu, tanto em sua forma, como em prêmios aos atletas.

A competição será aberta, qualquer pessoa a partir de quatro anos de idade poderá participar. As inscrições, que custam R$ 60, já começaram e vão até o dia 12/09 às 16h exclusivamente pelo site www.soucompetidor.com.br. O edital de convocação da competição, onde há mais detalhes sobre o campeonato está disponível no mesmo site, assim como a autorização dos menores de 18 anos que deverá ser assinada pelos pais.

Premiação:

Todas as categorias: Medalhas padrão IBJJF para o 1º, 2º e 3º colocados

Absoluto Adulto: Medalhas padrão IBJJF para o 1º, 2º e 3º colocados;

1 Kimono Gracie Sports para o 1º colocado.

1 KIT de artigos da FORÇA AÉREA BRASILEIRA contendo mochila, camiseta, boné, gorro,
manta, caneco, chaveiro, etc. para o 1º colocado.

1 KIT Gracie Sports contendo bermuda e protetor bucal ou camisetas para o 2º colocado.

1 KIT Vita Juice de alimentos naturais para o 3º colocado.

Academias: Troféus padrão IBJJF² para 1º, 2º e 3º colocadas

Categorias: Pré-Mirim, Mirim, Infantil, Infanto-Juvenil, Juvenil, Adulto, Master, Sênior, Super-Sênior (acima de 40 anos)

Ingresso: 1kg de alimento não perecível ou 1 agasalho
Tatame

EVENTO DE MMA É CANCELADO POR LIMINAR DA JUSTIÇA.

O Power Fight Extreme 6 deveria acontecer no sábado (20), a partir das 18h, no ginásio do Circulo Militar, em Curitiba. Mas, uma única pessoa conseguiu embargar o evento e impedir cerca de três mil pessoas de assistir às lutas programadas.

Kunta Kintê, mestre de capoeira e presidente da Federação Paranaense de Freestyle impetrou uma ação junto a nona vara cível de Justiça de Curitiba, alegando que o evento somente poderia ser realizado sob a aprovação da Federação que preside. A juíza Flávia da Costa Viana aprovou a medida cautelar e embargou o evento.

Josafá Liberal, um dos organizadores do Power Fight, explica que o evento sempre recebeu a aprovação da Federação Paranaense de Boxe Tailandês.

“Hoje um evento de MMA precisa ter a recomendação de uma única federação e nós tínhamos a aprovação da Federação de Boxe Tailandês. Tentamos cassar a liminar da Federação de Freestyle, do seu Kunta Kintê, mas já eram cerca de 21h, e não achamos justo com o público de três mil pessoas começar nesse horário e ir madrugada adentro. Vamos remarcar a data e iremos devolver o dinheiro dos ingressos”, explica Josafá, completando.

“Esperamos que o Power não acabe por causa de uma pessoa. Hoje estávamos com o árbitro oficial do UFC, com uma grande estrutura e acontece uma situação dessas. Isso é sacanagem. Depois querem que Curitiba seja a capital do MMA e do Muay Thai. Tem 'gente' que não faz nada pelo esporte. Para liberar o evento teríamos que dar dineiro pra 'ele'. Infelizmente foi isso que aconteceu", desabafou Josafá.

Por telefone, em meio à confusão, Kintê teria pedido R$ 1.000 para retirar a ação.

As filas dobravam as esquinas. Milhares de pessoas aglomeradas se revoltaram com a situação. Por volta das 20h veio o anúncio oficial do cancelamento. A polícia teve de dispersar o público frustrado, que esperava assistir 11 lutas de MMA e três de Muay Thai. A nova data será anunciada em breve e os fãs do esporte que tiverem ingresso poderão entrar ou pedir a devolução do dinheiro.
Tatame

DO BLOG:

Isso para mim é INVEJA pois estão vendo que a cada dia que passa o MMA é um esporte que cresce a cada dia.

UM VASCAINO BOM DE PORRADA E CAMPEÃO...

Que Anderson Silva torce para o Corinthians e José Aldo pelo Flamengo todo mundo já sabe. Mas, que o dono do cinturão dos meio pesados do UFC, Jon Jones, tem simpatia pelo Vasco pouca gente sabe. Quem garante é o parceiro de treinos do norte-americano, Igor Araujo, que postou em sua conta no Twitter uma foto do lutador com a camisa do Gigante da Colina.

"Eu falei para ele torcer para o Vasco, que é o melhor time do Brasil e o presenteei. Aí ele falou: agora eu sou Vasco. Ele está aprendendo a cantar o hino do clube. Quando ele vier ao Rio prometi levá-lo a um jogo em São Januário ou no Engenhão", revelou Igor, torcedor do Cruzmaltino.

Igor contou ainda que Jones pouco sabe a respeito dos times brasileiros. Segundo ele, “Bones” é fã mesmo de futebol americano.

Essa não é a primeira vez que uma estrela internacional do UFC veste a camisa de um clube brasileiro. Ex-campeão dos meio pesados, Quinton “Rampage” Jackson já envergou o uniforme do Palmeiras. Curiosamente, as feras se enfrentam na edição 135 do evento, dia 24 de setembro,em luta válida pelo cinturão.

E, aí, quem vai levar a melhor? Vasco ou Palmeiras?
TATAME

CONSIDERADO O MELHOR JAPONÊS NO UFC; OKAMI - DIZ: "VOU ESMAGAR ANDERSON SILVA"


Desafiante do brasileiro Anderson Silva na principal luta da noite do UFC Rio, no próximo sábado, o japonês Yushin Okami já está na cidade treinando para a batalha. Para ser mais exato, o treinamento já foi feito, e agora o lutador faz apenas o chamado polimento, sem muito esforço.
Okami conversou com a reportagem do Extra e avisou que está confiante para o duelo valendo o cinturão dos médios na Arena da Barra, e avisou:
- Vou esmagar o Anderson.
Apesar da confiança, o japonês disse que o adversário não tem pontos fracos, e por isso vai ter que se superar de outras formar.
- Já estou muito bem preparado. O treino já acabou. Agora é só se preparar fisicamente e mentalmente, para chegar bem na luta e fazer um bom trabalho. Estou bem tranquilo, bem concentrado. Estou treinando todas as modalidades. Boxe, jiu-jitsu, não é um só nesse final. O Anderson Silva tem tudo bom, é completo. Espero estar no mesmo nível para que seja uma boa luta no fim de semana. O Anderson não tem ponto fraco. É bom no chão, na trocação - afirmou.

sonnenGADOR COLOCA ANDERSON E MACHIDA NO LIXO.

Mais uma vez. Chael Sonnen não se cansa de provocar os brasileiros e os lutadores do Brasil no UFC. Em vídeo publicado na internet nesta segunda-feira, o lutador que quase derrotou Anderson Silva coloca o detentor do cinturão dos médios em uma lata de lixo, em animação produzida de forma pitoresca. Sobrou também para Lyoto Machida, que luta entre os meio-pesados. Sonnen também ironiza a cultura brasileira, comos os índios em relação à tecnologia.

ESSE É O MOTIVO DO sonnenGADOR TER RAIVA DE NÓS BRASILEIROS NUNCA GANHOU. NUNCA GANHARÁ....

VOCÊ SABIA QUE A LUTA ENTRE ANDERSON SILVA E OKAMI É UMA REVANCHE?


Anderson Silva é uma unanimidade no MMA, o antigo vale-tudo. Marrento ou não, o atleta foi responsável por quebrar os principais recordes do maior evento da modalidade, o UFC.

Invicto desde 2006, o Spider terá pela frente no próximo sábado (27) seu último algoz, o japonês Yushin Okami, que o venceu de forma polêmica no extinto evento Rumble on the Rock, em Honolulu, Havaí.

Ainda no primeiro round, Okami deixou claro que sua estratégia era evitar afiado muay thai do brasileiro e levar o combate para o chão. E tudo ia bem, até que Anderson aplicou uma “pedalada”, golpe proibido pelas regras do evento.

Sem pensar duas vezes, o juiz interrompeu a luta, provocando a ira do campeão, que tentou ir para cima do seminocauteado japonês. O combate aconteceu no dia 20 de janeiro de 2006, mesmo ano em que o Spider conquistou o cinturão dos pesos-médios (84 kg) do UFC.
R7

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

ROYLER GRACIE ANUNCIA SUA APOSENTADORIA DO MMA

Uma das maiores lendas do jiu-jítsu mundial, Royler Gracie anunciou que fará a última luta de MMA de sua carreira no dia 14 de setembro, no Amazon Forest Combat, em Manaus. O brasileiro enfrentará o japonês Masakutsu Ueda no combate principal do evento, que, com estrutura e card dignos dos maiores eventos internacionais, terá em ação nomes como o ex-campeão do WEC Paulão Filho, o medalhista olímpico de judô Satoshi Ishii e os ex-lutadores do UFC Maiquel Falcão, Roan “Jucão” e Karo Parisyan.

Um dos maiores representantes da arte suave no mundo, Royler foi um dos únicos dois lutadores a vencer o ADCC por três anos consecutivos. Afirmando que um atleta “deve saber a hora de parar”, Royler olha com carinho para sua carreira, e não esconde a felicidade de se despedir em meio a lutadores de alto nível, no coração da floresta amazônica.

“Me despedir no Brasil foi minha prioridade. Lutar aqui é uma sensação diferente, principalmente em Manaus, um dos maiores celeiros de lutadores de MMA e, principalmente, de jiu-jítsu no mundo”, comemora Royler. “O card está acima de qualquer expectativa, é totalmente diferenciado no Brasil. Dá para ver que há um investimento pesado, com muita gente de fora.”

Em busca de sua sexta vitória profissional no MMA, ele está treinando para sua última batalha em San Diego, onde reside atualmente. Sentindo falta do
“ar brasileiro”, ele pretende chegar cedo para se aclimatar, mas se diz preparado para entrar em ação.
“Minha cabeça está em sintonia com meu corpo, funcionando muito bem. Estou treinando bem, mas é diferente do Brasil. Apesar da qualidade por aqui ser ótima, e eu ter a chance de treinar com bastante gente de MMA, inclusive do UFC e do Strikeforce, o ar não é o mesmo”, comenta Royler. “Por isso vou chegar antes em Manaus, que é bem quente. O bom é que gosto muito de lá”.

Confira o card completo do evento:

Royler Gracie vs. Masakatsu Ueda;
Josh Burkman vs. Roan Jucão;
Paulo Filho vs. Satoshii Ishii;
Antonio Braga Neto vs. Maiquel Falcão;
Alexandre Capitão vs. Shanon Slack;
Jordan Smith vs. Karo Parisyan;
Ronnys Torres vs. Drew Ficket;
Dileno Lopes vs. Danny Martinez
Geroges Clay vs. Anthony Birchack
Sergio Junior vs. Daniel Acácio;
Rivaldo Junior vs. André Leocardio
PVT

SonnenGADOR FAZ MISTÉRIO APÓS AMEAÇA E DEIXA VISITA AO RIO NO AR.

O polêmico Chael Sonnen fez mistério em relação à possível visita ao UFC Rio. Alvo de brincadeiras e ameaças de torcedores brasileiros, o lutador deixou em xeque sua participação e não confirmou se estará presente no evento da Arena HSBC do próximo sábado à noite.

“Estou indo para o Rio? O maior truque do diabo foi fazer mundo acreditar que ele não existia”, afirmou o atleta por meio de seu Twitter.
Principal parceiro de treinos do japonês Yushin Okami, Sonnen anunciou por diversas vezes que auxiliaria o companheiro em sua luta contra o campeão dos médios Anderson Silva. Apesar disso, a organização do UFC Rio confirmou que o atleta não viria ao Rio de Janeiro.
Conhecido por suas declarações polêmicas contra outros lutadores e contra o Brasil, Chael Sonnen virou alvo da fúria de fãs no país. Alguns chegaram a criar o evento “Linchamento do Chael Sonnen” no Facebook, com milhares de participantes.
Foi logo depois disso que a organização do evento anunciou a ausência do norte-americano. Vale ressaltar que seu parceiro, Yushin Okami, já está no país para o combate.
O UFC Rio começa a partir das 19h deste sábado na Arena HSBC com o card preliminar transmitido pelo canal Combate. Já as lutas do card principal terão início às 22h com transmissão ao vivo da RedeTV.
Confira todas as lutas do UFC Rio:
Card principal:
Anderson Silva (BRA) x Yushin Okami (JAP)
Forrest Griffin (EUA) x Mauricio Shogun Rua (BRA)
Antonio Rodrigo Nogueira (BRA) x Brendan Schaub (EUA)
Edson Barboza (BRA) x Ross Pearson (ING)
Luiz Cane (BRA) x Stanislav Nedkov (BUL)
Card preliminar:
Spencer Fisher (EUA) x Thiago Tavares (BRA)
David Mitchell (EUA) x Paulo Thiago (BRA)
Erick Silva (BRA) x Luis Ramos (BRA)
Dan Miller (EUA) x Rousimar Palhares (BRA)
Felipe Arantes (BRA) x Yuri Alcantara (BRA)
Yves Jabouin (CAN) x Ian Loveland (EUA)
Raphael Assuncao (BRA) x. Johnny Eduardo (BRA)

CRIADOR DO UFC VÊ TORNEIO COMO ESPETÁCULO: VIROU "CAFÉ COM LEITE"


Quando Rorion Gracie criou o UFC (Ultimate Fighting Champioship) em 1993, ele tinha só um objetivo: provar que o jiu-jitsu era a arte marcial mais eficaz do mundo em um torneio televisionado nos Estados Unidos. Quase duas décadas depois, a entidade cresceu exponencialmente, ganhou milhões de torcedores fanáticos e atingiu valores bilionários. Mas para o criador do evento, tudo virou um grande show que não retrata, necessariamente, quem é o melhor lutador do mundo.
“As pessoas assistem a um espetáculo de entretenimento e não a uma briga de verdade atualmente. Essa não era a ideia original. Eles mudaram as regras e transformaram o que tínhamos em algo café com leite, um jogo, para satisfazer necessidades políticas do esporte”, afirmou Rorion Gracie em entrevista ao iG.
Nas primeiras edições, o UFC contava com a ausência quase completa de regras. Não havia rounds, limite de tempo e categorias. Mas após as primeiras edições (maioria vencida pelo franzino Royce Gracie), o torneio foi pressionado a introduzir uma série de normas.
Insatisfeito com o rumo que o UFC estava tomando, Rorion Gracie vendeu sua parte da franquia já em 1995. De acordo com o brasileiro radicado nos Estados Unidos, a entidade sofreu uma série de pressões da Comissão Atlética do Boxe, que viu uma grande ameaça no crescimento do UFC.
“Inicialmente, criei um evento no qual era possível ter uma comparação entre os vários estilos de lutas e consegui demonstrar que o nosso jiu-jitsu era a mais eficiente. O evento sofreu uma série de pressões da comissão de boxe e meus sócios cederam às modificações. Eu não aceitei o rumo que o UFC estava tomando e vendi minha parte”, completou.
Atualmente, Rorion trabalha ao lado de seus dez filhos como mestre na Gracie Jiu-Jitsu Academy, na Califórnia. Apesar de mostrar satisfação pelo crescimento do torneio na última década, ele reitera que o evento não mostra quem é o melhor lutador do mundo.
“Hoje em dia, o cara se prepara para lutar rounds de cinco minutos. São atletas bem explosivos e muito bons. Mas um combate sem tempo é outra história. Só assim dá para ver quem é o melhor. O Anderson Silva é um grande atleta, que se adaptou bem às regras. Mas sem o jiu-jitsu, eu acredito que ele estaria em uma roubada”, avaliou o Gracie.
IGESPORTES

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

AVALIADO EM 200 MIL OCTÓGONO JÁ ESTÁ NO RIO

No dia 27 de agosto, no Rio de Janeiro, um personagem será o centro das atenções, atraindo olhares do mundo todo e em especial dos fãs do MMA. Se você pensa que este personagem é Anderson Silva, não está de todo errado. Para a organização do UFC 134, no entanto, uma outra estrela é tratada com tanto zelo e pompa quanto o campeão dos médios: o octógono.
Pois é. A estrutura que será o palco do UFC é um dos elementos mais importantes da noitada na arena HSBC e, para receber 12 combates - incluindo uma disputa de cinturão -, o octógono já está no Brasil. A chegada ao Rio de Janeiro foi pelo mar, de acordo com a Brasil 1, empresa responsável pela produção de todo o evento, com a missão de realizar um espetáculo com exatamente o mesmo padrão do visto nos Estados Unidos.
A estrutura que será montada no Rio deixou o porto de Tilbury, na Inglaterra, no início do mês. “O navio com a valiosa carga, estimada em 125 mil dólares, será o centro das atenções no HSBC Arena e aportou no Rio de Janeiro no dia 06 de agosto”, afirmou a empresa, por meio da assessoria do UFC, demonstrando o status de “protagonista” do palco das lutas.
Em meio a 3 toneladas de equipamentos de som e 2 toneladas de equipamentos de luz, a infraestrutura do UFC Rio tem de “gringa”, além do octógono, apenas parte da estrutura da transmissão ao vivo da programação. Itens de som, luz e telões são nacionais, mas os valores totais para movimentar o “circo” do evento são guardados a sete chaves pelo UFC.
A montagem da HSBC Arena começará no dia 24 de agosto, três dias antes dos combates, e estima-se que 600 profissionais estarão em ação para garantir o sucesso da edição carioca.
“Popstars”, lutadores não tem lista de exigências
Apesar de serem as estrelas de fato da noite, pisando no octógono de R$ 200 mil, os lutadores não terão tratamento de popstars na HSBC Arena.
Camarins individuais só serão disponibilizados para os lutadores dos combates principais - as três estrelas brasileiras serão, além de Anderson, Rodrigo Minotauro e Maurício Shogun.
O restante deve ser dividido em dois espaços para o aquecimento, para manter oponentes afastados nos instantes anteriores aos confrontos.
Para o público, por outro lado, há quem vá receber tratamento bem mais cômodo. São previstas áreas VIP para convidados da Zuffa (empresa dona do UFC) e para patrocinadores, que poderão levar celebridades para a noitada como convidados.
Related Posts with Thumbnails