quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

FILHO DE RONALDO "FENÔMENO" FECHA PATROCÍNIO PARA TREINAR MMA


Ronald, filho mais velho de Ronaldo, assinou contrato de patrocínio com uma empresa de material esportivo para treinar MMA. A parceria entre o garoto, de 12 anos, e a Naja Extreme foi firmada na noite desta quinta-feira, 28, em uma academia da Penha, na Zona Leste de São Paulo.

"Pratico vários esportes, mas os que mais gosto são futebol e jiu-jítsu. Acho que no futebol puxei metade meu pai, metade minha mãe. No MMA não pensei em ser profissional por enquanto. Quero apenas ter uma rotina saudável. Claro que toda mãe tem medo que o filho se machuque, mas eu já vinha treinando, agora retomei. Meus pais sempre me apoiaram em qualquer coisa que eu quis fazer", disse.

Durante o papo com os jornalistas na academia, ele falou sobre seu ídolo no esporte na  modalidade: "Admiro o Anderson Silva, mas ainda não o conheci. Só o vi uma vez", disse.
O garoto curte ser DJ, mesma profissão de Paula Morais, namorada de seu pai. "Nos já nos encontramos e conversamos bastante. Eu vejo meu pai de acordo com seus compromissos. Atualmente ele anda bem ocupado, viajando bastante".
  •  
Ronald e Milene Domingues (Foto: Iwi Onodera / EGO)Ronald e com a mãe, Milene Domingues
Milene Domingues, mãe do jovem, foi prestigiar Ronald em companhia do namorado, Rubens Lopes, dono da academia e treinador do filho de Ronaldo Fenômeno.

"Por enquanto, ele esta só treinando. Ainda tem tempo para escolher se quer mesmo seguir essa profissão. Não é legal como mãe ver o filho fazer MMA, ainda mais porque quem apanha sai um pouco deformado (risos). Mas está na moda, e ele não é diferente dos outros garotos de 12 anos. Então estou eu, mãe chata, lembrando o Ronald que é só um treino. Ele nasceu no meio do esporte, e eu fiz com que ele enxergasse de uma forma lúdica, não competitiva. Como o Ronald é meu filho único, o esporte o ajuda na parte social. Em casa, ele pode perguntar coisas do esporte para o padrasto, que também é seu professor. Além de jiu-jitsu, ele também joga futebol e basquete, mas já o avisei que aos 15 anos terá de filtrar tudo isso e escolher o que realmente gosta", disse ela sobre a escolha do filho.

Críticas
Ronald em academia de artes marciais (Foto: Iwi Onodera / EGO)Ronald durante o treino(Foto: Iwi Onodera / EGO)
"Além de aconselhá-lo a ter disciplina no esporte, converso com ele sobre o que posta no 'Instagram', já avisei que muitas pessoas vão criticá-lo, e que por isso deve ter cuidado em sua conduta. Mas o meu filho é muito de boa", disse ela que falou ainda sobre a vida amorosa do filho. "O Ronald tem 12 anos, mas corpo de 16. Os hormônios estão a flor da pele. Por enquanto ele tem se interessado pelas meninas da idade dele, não pelas mulheres de 20", entregou.

Milene, que namora o treinador de Ronald, falou sobre a vontade de ter filhos. "Adoraria ter mais dois filhos. Não queria que o Ronald fosse filho único da minha parte. Mas meu namorado (Rubens Lopes) tem um filho de 1 ano e 3 meses, e eu tenho meus sobrinhos então mato essa vontade assim por enquanto", disse.

A ex-jogadora falou sobre a relação do filho com a nova madrasta, Paula Morais, namorada de Ronaldo. "Eles passaram o ano novo juntos. Ela é DJ, o Ronald gosta de música, então eles falam a mesma língua", disse.
Ronald em academia de artes marciais (Foto: Iwi Onodera / EGO)Ronald em academia de artes marciais (Foto: Iwi Onodera / EGO)
Ronald em academia de artes marciais (Foto: Iwi Onodera / EGO)Ronald em academia de artes marciais (Foto: Iwi Onodera / EGO)
Ronald em academia de artes marciais (Foto: Iwi Onodera / EGO)Ronald aquecendo para o treino  (Foto: Iwi Onodera / EGO)
Ronald em academia de artes marciais (Foto: Iwi Onodera / EGO)Ele com os colegas de turma   (Foto: Iwi Onodera / EGO)
Ronald em academia de artes marciais (Foto: Iwi Onodera / EGO)Mais um clique do filho de Ronaldo  (Foto: Iwi Onodera / EGO)
Ronald em academia de artes marciais (Foto: Iwi Onodera / EGO)Ronald em academia de artes marciais (Foto: Iwi Onodera / EGO)

Milene Domingues e Rubens Lopes (Foto: Iwi Onodera / EGO)Milene Domingues e Rubens Lopes (Foto: Iwi Onodera / EGO)

Milene Domingues (Foto: Iwi Onodera / EGO)Milene Domingues (Foto: Iwi Onodera / EGO)

sonnen VOLTA A CRITICAR BRASILEIROS DESSA VEZ É WANDERLEI SILVA


Como de costume, o falastrão Chael Sonnen voltou a falar sobre os lutadores brasileiros. O alvo dessa vez foi Wanderlei Silva, que vai enfrentar Brian Stann no próximo sábado (3), no UFC Japão.

De acordo com o americano, apesar do seu amor ao esporte, a carreira de Wand está chegando ao fim e caso seja nocauteado por Stann, provavelmente vai se aposentar.

“Wanderlei está em fim de carreira. Ele ama o esporte, mas ele não vem vencendo muito. Se for nocauteado mais uma vez, acho que será o fim da linha para ele. Stann tem o poder e habilidade para nocauteá-lo”, disse.

Mesmo apontando o fim da linha para o “Cachorro Louco”, Sonnen acredita que ele possa vencer a luta, mas colocou em xeque o quanto seu queixo vai aguentar, o comparando com o velocista Oscar Pistorius, que vem sendo acusado de matar a namorada.

“Wanderlei pode vencer essa luta. O problema é que Wanderlei precisa disso, e Brian, não. Wanderlei é raçudo, mas seu queixo é mais suspeito que Oscar Pistorius. Para mim, Stann vence por nocaute no primeiro round”.

Após ser derrotado por Anderson Silva, Sonnen ainda não voltou as competições e vem se dedicando ao TUF 16, onde ele é técnico de um time contra o de Jon Jones. Porém, o lutador já tem combate marcado para encarar “Bones”, pelo cinturão dos meio-pesados, em abril.

FONTE: PVT 

EX-PANICAT SERÁ DJ EM EVENTO DE MMA


A MMA Champions League apresentou nesta quarta-feira (27) mais uma grande novidade, desta vez fora dos cages. A organização anunciou a contratação da modelo Aryane Steinkopf para ser a DJ oficial da competição, que será realizada no dia 25 de março, no Teatro dos Grandes Atores, na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.
Depois de divulgar na última terça-feira que quatro atletas serão sorteados e submetidos a exames antidoping, o evento resolveu apostar na ex-Panicat para embelezar o torneio, que reunirá apenas campeões dentro do cenário nacional. Influenciada por amigos, Aryane decidiu ingressar no curso de DJ no fim de 2012, e desde o início do ano vem rodando o país atacando nas pick ups,
Presidente da MMA Champions League, Leandro Souza reforçou a importância de criar novos personagens dentro dos eventos brasileiros. Em sua opinião, outras funções fora dos cages devem ser exploradas, não apenas o trabalho desenvolvido pelas ring girls.

“Estávamos buscando uma mulher sensual e que tivesse um grande apelo do público masculino, nosso objetivo é trazer novidades para dentro do cenário nacional. A Aryane é uma DJ profissional, já mostrou o seu trabalho em muitas festas pelo Brasil. Queremos criar também a figura do DJ, assim como existe a figura da ring girl”, disse o CEO da organização.

Eleita pelo voto popular a melhor Ring Girl de 2012, Aryane se mostrou impressionada com o projeto que lhe foi apresentado.

“Não se trata de um simples evento de MMA, quando recebi o convite para estar presente na MMA Champions League e tomei conhecimento do que se tratava, confesso que fiquei impressionada com o projeto e com o card. Atletas de alto nível, uma mega estrutura, tenho certeza que este evento chegou para ficar e sem dúvidas estará entre os melhores eventos do Brasil, sendo uma grande vitrine e o caminho mais próximo para o sonho de todo atleta de MMA hoje, que é ser contratado pelo UFC e representar nosso país contra os melhores lutadores do mundo”, declarou.

Card completo (sujeito a alterações):
MMA Champions League #1
Segunda-feira, 25 de março de 2013
Local: Teatro dos Grandes Atores (Barra da Tijuca-RJ)
Ronys Torres (Nova União) x A definir – Disputa do 1º cinturão até 70 kg
André Chatuba (Team Nogueira) x Cassiano Tytschyo (Chute Boxe) – Disputa do 1º cinturão até 77 kg
Raoni Barcelos (RVT/Nova União) x Cyderlan “Porco Loco” (PRVT) – Disputa do 1º cinturão até 66 kg
Ismael Marmota (Nova União) x Marcelo Barreira (Barreira Team Santos/Bocão MMA) – Disputa do 1º cinturão até 84 kg
Joriedson Reis “Fein” (Machida Team) x Lincoln de Sá (Art Combat) – Disputa do 1º cinturão até 57 kg
Card preliminar – Mixed Submission and Strike Arts (MSA) #3
Celson Rolim (Brazilian Top Team) x Denison Silva (PRVT) – até 57 kg
Sergio Bomba (Nova União) x Eliel Topete Dourado (PRVT) – até 61 kg
Geraldo Freitas (BTT) x Gustavo Prado (PRVT) – até 66 kg
Ângelo Tilapa (Chute Boxe) x Luiz Henrique “KLB” (TFT) – até 93kg
Felipe Nilo (Team Nogueira) x Elias Santos (RFT) – até 70kg
Sobre a MMA Champions League
Novidade no mercado, a MMA Champions League reúne apenas lutadores que detenham algum cinturão nacional. Daí surge o slogan “Onde somente os verdadeiros campeões se enfrentam”. A primeira edição acontece no dia 25 de março, no Teatro dos Grandes Atores, no Rio de Janeiro, com transmissão exclusiva por pay per view online, através do site www.mmachampionsleague.com.br. Os comentários serão de Mario Filho e Marcelo Dourado.
A cidade de Volta Redonda, no Sul Fluminense, vai receber os treinos abertos e a pesagem oficial da MMA Champions League, nos dias 23 e 24 de março, respectivamente. Tudo isso será transmitido pelo site oficial do evento, e faz parte dos pacotes de pay per view.
por Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação

SUL COREANA É ESCOLHIDA PARA SER RING GIRL


Como tem sido prática comum nos últimos eventos internacionais, a organização do Ultimate anunciou uma ring girl convidada para o UFC on Fuel TV 8, também conhecido como UFC Japão 2013. A escolhida foi a apresentadora e modelo sul-coreana Su Jung Lee, que vai dividir o posto com a japonesa Azusa Nishigaki.

“É muito estressante, mas também emocionante ser escolhida como ring girl do UFC”, afirmou Lee durante o anúncio oficial de sua participação. “Eu quero mostrar a todos os fãs os encantos de ring girl sul-coreana”, completou.

O UFC on Fuel TV 8 acontece no próximo domingo, dia 3 de março, em Saitama, no Japão. O brasileiro Wanderlei Silva vai fazer a luta principal da noite contra o norte-americano Brian Stann. Além de Wanderlei, Marcelo Guimarães, Cristiano Marcello e Rani Yahya também também representarão o Brasil no evento.

COM A "CABEÇA ARRUMADA" CIGANO TREINA PARA CONFRONTO COM OVEREEM


Junior Cigano encara Alistair Overeem no dia 25 de maio, cinco meses após perder o cinturão dos pesos pesados do UFC para Cain Velasquez, e seu treinador está confiante de que uma vitória o colocará mais perto de uma nova chance ao trono do Ultimate. No entanto, o foco do time é vencer o holandês.
“Ele é um striker, tem uma trocação respeitável. O Overeem falou muito, agora é a hora”, se empolga o técnico. “Cigano está tranquilo, sabe que a luta é importante e tem a consciência do trabalho a ser feito. Ele está seguro para voltar em grande forma, e com uma vitória”.
Dórea ressalta a importância de “sacudir a poeira” após o revés para Cain Velasquez, no fim de 2012, quando sofreu na trocação por 25 minutos.
“A derrota dele foi mais psicológica, mas agora a cabeça dele está arrumada. Ele está acostumado a dificuldades e superação, então vamos dar a volta por cima, com a equipe mais unida do que nunca”, garante Dórea, completando.
“Estamos do lado dele para fortalecê-lo em todos os aspectos. Ele vai voltar com bastante apetite. O Cigano é um vencedor e seu empenho vai ser maior ainda. O trabalho vai ser duro, mas a meta é retomar o cinturão, com o Overeem sendo o primeiro degrau”.
Campeão do K-1, Overeem também vem de derrota no Ultimate, sendo nocauteado por Antônio Pezão. De olho em sua trocação, Cigano seguirá treinando com especialistas na luta em pé na Bahia, como Glaube Feitosa e Ewerton Teixeira.
“Vamos ver algumas mudanças, mas temos grandes strikers na Bahia. O camp vai ser o mesmo, mas sem esquecer do Wrestilng, Jiu-Jitsu e Muay Thai. Vamos trabalhar para surpreendê-lo. Sabemos suas qualidades e seus pontos fracos”.
Na mesma noite de Cigano x Overeem, Velasquez coloca seu título em jogo contra Pezão. Caso vença, Junior pode ter nova chance pelo cinturão.

Fonte: http://www.tatame.co...to-com-overeem/ 

WANDERLEI PROMETE NOCAUTE NO UFC JAPÃO


Wanderlei Silva está em casa no Japão. O brasileiro reinou durante muitos anos atuando pelo Pride e conta com a admiração do povo, que promete apoiá-lo neste sábado, pelo UFC, sediado na Saitama Super Arena, palco em que já nocauteou os principais nomes do MMA. O adversário da vez é o norte-americano Brian Stann.

Na coletiva de imprensa realizada na quarta-feira, Wand falou sobre o incentivo vindo das arquibancadas e exaltou a grande quantidade de brasileiros que moram na Terra do Sol Nascente.

“Eles são uma motivação a mais. Sabemos que os brasileiros que vivem no Japão têm vida difícil. Trabalham em fábrica e vêm aqui para salvar um dinheiro e voltar ao Brasil. É um prazer proporcionar esse momento de torcer e vibrar por um brasileiro. É uma grande honra representar o Brasil no Japão e pelo mundo. Espero fazer um grande combate”, disse Wand, falando sobre Stann.

“Estou preparado para fazer cinco rounds, mas a luta não deve passar do terceiro. Vou para nocautear. Faremos uma grande luta”.

Apesar da confiança, o retrospecto do “Cachorro Louco” não é animador. Ele perdeu sete das últimas dez lutas. Já Brian Stann vem de derrota para Michael Bisping – adversário que o brasileiro já superou.

CARD COMPLETO:

UFC Japão
Saitama Arena, Tóquio
Sábado, 02 de março de 2013

Card principal
Wanderlei Silva x Brian Stann
Mark Hunt x Stefan Struve
Takanori Gomi x Diego Sanchez
Yushin Okami x Hector Lombard
Mizuto Hirota x Rani Yahya
Dong Hyun Kim x Siyar Bahadurzada

Card preliminar
Riki Fukuda x Brad Tavares
Bryan Caraway x Takeya Mizugaki
Cristiano Marcello x Kazuki Tokudome
Alex Caceres x Kyung Ho Kang
Marcelo Guimarães x Hyun Gyu Lim
TATAME

"EXTERMINADOR DO FUTURO" VEM AO BRASIL PROMOVER EVENTO


Entre os dias 26 e 28 de abril, no Centro de Convenções Sul-America, o Rio de Janeiro será palco da primeira edição do Arnold Classic Brasil, que apresentará aos fãs o que há de melhor no mundo das artes marciais, nutrição esportiva, equipamentos, aparelhagem e acessórios.

Ator e ex-campeão mundial de fisiculturismo, Arnold Schwarzenegger é presença certa no evento, que terá ainda o 1° Meeting Brasileiro de Ciências das Artes Marciais como uma de suas principais atrações.

“Estamos felizes em levar o modelo do Arnold Sport Festival à América Latina. A criação do primeiro Arnold Classic Europe, em Madri, em outubro de 2011, mostrou que existe uma grande demanda mundial pelo conceito do Arnold Sport Festival, e estamos ansiosos para continuar o nosso esforço de globalização no Rio de Janeiro”, disse Jim Lorimer, presidente da Federação Internacional do Fisiculturismo.

No cronograma do Arnold Classic Brasil, estão agendadas competições de Jiu-Jitsu, Caratê, Levantamento de Peso, Luta Olímpica e MMA, entre outras modalidades.

Serviço:
Evento: Arnold Classic Brasil
Data: 26, 27 e 28 de abril
Local: Centro de Convenções Sul-America
Tíquetes:
Antecipados pelo site ou pontos de venda:
Ingresso: 26, 27 ou 28/04 R$ 15,00 válido para um dia
Passaporte: 26 a 28/04 R$ 30,00 válido para os 03 dias
Tíquetes:
No local durante a realização do evento:
Ingresso: R$ 20,00/dia
Passaporte: 26 a 28/04 R$ 40,00 válido para os 03 dias

CONHEÇA OS LUTADORES QUE PODEM FICAR DESEMPREGADOS NO UFC


Dana White sacudiu o mundo do MMA ao anunciar, de uma tacada só, a demissão de 16 lutadores, incluindo os brasileiros Jorge Santiago e Wagner Caldeirão, além de Jon Fitch. Após o choque inicial, o presidente do UFC avisou: deverá cortar mais 100 lutadores nos próximos meses.
O Ultimate possui mais de 350 atletas em seu plantel, sendo 64 do Brasil. No entanto, 28 lutadores brasileiros se encontram em situação delicada na organização, e podem depender do resultado de suas próximas lutas para se manter empregado.
Embora o UFC não tenha um critério específico para justificar demissões – Paulo Thiago segue no evento apesar da série de quatro derrotas em cinco lutas, enquanto o experiente Vladimir Matyushenko foi parar no RH após quatro vitórias em sete lutas, tendo perdido apenas para os duríssimos Jon Jones, Alexander Gustafsson e Ryan Bader.
A TATAME lista abaixo os atletas tupiniquins que precisam vencer para terem mais segurança no emprego. Alguns deles ainda não estrearam no octógono, mas foram incorporados do Strikeforce ou contratados para suprir vagas de atletas lesionados em 2012, o que os deixa em situação de risco.

Confira:

Gerônimo Mondragon (peso-pesado): assinou com o UFC para estrear contra Gabriel Napão, mas saiu do card do Rio ao ser constatada hepatite B. Ainda não tem luta marcada.
Thiago Silva (peso-meio-pesado): venceu duas das últimas três lutas, mas ambos os triunfos foram anulados com o resultado positivo do antidoping. Suspenso, ele tem apenas uma vitória desde 2009 (no período, fez seis lutas).
Fábio Maldonado (peso-meio-pesado): conta a seu favor o fato de sempre estar disposto a enfrentar qualquer adversário e promover lutas empolgantes, mas venceu apenas a primeira de suas quatro lutas no evento. Ainda não tem luta marcada.
Ednaldo Lula (peso-meio-pesado): perdeu a única luta que fez na jaula, para Gabriel Napão, e cancelou sua estreia nos meio-pesados após fraturar o antebraço. Ainda não tem luta marcada.
Guto Inocente (peso-meio-pesado): está invicto no MMA, mas o fato de ter vindo do Strikeforce e lutar em uma categoria superlotada torna decisiva sua estreia na organização, que ainda não tem data definida.
Rousimar Toquinho (peso-médio): já chegou a ser apontado como possível adversário de Anderson Silva, mas vem em má fase. Perdeu duas seguidas por nocaute, e não tem vitórias sobre atletas no Top 10 do UFC. Foi pego por doping na última derrota e está suspenso até o segundo semestre do ano.
Rafael Sapo (peso-médio): venceu metade das lutas que fez no evento, mas ainda não está seguro no emprego. Vem de vitória, então um novo triunfo o coloca em posição mais confortável. Ainda não tem luta marcada.
Caio Monstro (peso-médio): foi contratado após apenas cinco lutas na carreira e perdeu na estreia, o que lhe coloca em posição de risco. Ainda não tem luta marcada.
Daniel Sarafian (peso-médio): conta a seu favor o fato de ter conquistado relativa fama com o reality show do UFC no Brasil e ser patrocinado pela franquia, mas perdeu em sua estreia. Precisa vencer a qualquer custo para não ficar na corda bamba. Ainda não tem luta marcada.
Paulo Thiago (peso-meio-médio): assim como Maldonado, sempre promove lutas empolgantes, mas venceu em apenas uma das cinco últimas aparições. Deve lutar no UFC de Jaraguá do Sul.
Sérgio Moraes (peso-meio-médio): ganhou de bandeja a vaga na final do TUF Brasil com a lesão de Sarafian, mas perdeu para Cezar Mutante. Venceu em seguida, mas precisa manter o cartel positivo para respirar. Ainda não tem luta marcada.
Marcelo Magrão (peso-meio-médio): invicto no MMA, estreou com vitória, mas não lutou bem. Pega um sul-coreano neste sábado, pelo UFC Japão, e um triunfo lhe daria mais tranquilidade.
Yuri Villefort (peso-meio-médio): estreou no último sábado e perdeu para outro ex-lutador do Strikeforce. O fato de a luta ter sido movimentada deve lhe manter o emprego, mas uma nova derrota pode custar o cargo. Ainda não tem luta marcada.
Thiago Tavares (peso-leve): vinha em boa fase, mas foi nocauteado por Khabib Nurmagomedov no UFC de São Paulo. Piorou sua situação ao ser flagrado no antidoping, e uma nova derrota pode ser encarada como definitiva para os cartolas. Está suspenso até setembro.
Gleison Tibau (peso-leve): um dos brasileiros há mais tempo na organização, vem de duas derrotas em três lutas. Ainda não tem luta marcada.
Rafaello Trator (peso-leve): não foi bem em sua primeira passagem pelo show e aceitou lutas em cima da hora no retorno, o que contou a seu favor. Vem de vitória, mas é a única em suas últimas três aparições na jaula. Ainda não tem luta marcada.
Fabrício Morango (peso-leve): tem uma vitória em quatro lutas pelo Ultimate, e se recupera de lesão. Ainda não tem luta marcada.
Francisco Massaranduba (peso-leve): leva vantagem por ser carismático e ter cativado o público no TUF Brasil, mas tem duas vitórias em três aparições, então precisa vencer para trabalhar sem a pressão da demissão. Ainda não tem luta marcada.
Cristiano Marcello (peso-leve): luta neste sábado, no UFC Japão, e necessita da vitória. Vem de polêmica vitória por pontos no Rio de Janeiro, sua única na organização.
Lucas Mineiro (peso-leve): foi chamado às pressas para o UFC SP e perdeu para o mais tarimbado Edson Junior. Terá nova chance por ter aceitado o pedido da organização, mas uma nova derrota lhe custaria o emprego. Ainda não tem luta marcada.
Adriano Martins (peso-leve): venceu Jorge Gurgel no Strikeforce e carimbou o passaporte para o UFC, mas o excesso de pesos leves sob contrato com a franquia deve causar mais cortes na divisão. Precisa atingir o mesmo resultado no octógono. Ainda não tem luta marcada.
Rani Yahya (peso-pena): vem de vitória por finalização sobre o já demitido Josh Grispi, e luta neste sábado, pelo UFC Japão. Se vencer, coloca os pés mais firmes no evento.
Charles do Bronx (peso-pena): o nocaute para Cub Swanson pôs fim à boa sequência no peso pena, e apenas a vitória interessa. Seu caso não é tão complicado, mas a derrota pode custar caro. Ainda não tem luta marcada.
Felipe Sertanejo (peso-pena): venceu apenas uma de três lutas no evento, com uma derrota e um empate. Não faz lutas mornas, mas só isso não garante seu emprego por muito tempo. Ainda não tem luta marcada.
Rodrigo Damm (peso-pena): saiu do TUF com vitória e perdeu em seguida, em luta ruim. Mais experiente, sabe que só a vitória lhe deixa na organização. Ainda não tem luta marcada.
Godofredo Pepey (peso-pena): o vice-campeão do TUF vem de vitória, mas o excesso de atletas sob contrato provocará cortes – e sua cabeça pode rolar se perder mais um confronto. Ainda não tem luta marcada.
Johnny Eduardo (peso-galo): perdeu no UFC Rio 1 ao ser chamado em cima da hora, mas venceu em seguida. Uma derrota deixaria seu cartel negativo, colocando-o em risco iminente. Volta à jaula contra Yves Jabouin, na edição 158.
Marcos Vina (peso-galo): levou sufoco em sua estreia na jaula, quando venceu por nocaute, mas não levou a mesma sorte na aparição seguinte. Precisa do triunfo para não ser forçado a procurar outro ringue para lutar. Ainda não tem luta marcada.
tatame

sábado, 23 de fevereiro de 2013

FUTURO DA WGT/HIKARI


ESSE É O FUTURO DO JIU JITSU DE CURRAIS NOVOS OS QUE AMANHÃ ESTARÃO ELEVANDO O NOME DE NOSSA ARTE DE NOSSA WGT/HIKARI DE NOSSA FAMÍLIA.
Osss 

ANDERSON SILVA FALA DE LUTA DE DESPEDIDA


Anderson Silva inaugurou, nesta sexta-feira, sua academia, a Muay Thai College, na cidade de Torrance, Califórnia, Estados Unidos. E, em entrevista ao site da Veja, o brasileiro falou sobre diversos assuntos, como a possibilidade de enfrentar Chris Weidman, em 06 de julho, dois dias depois do feriado da Independência americana.

O campeão dos médios disse que a luta ainda não está fechada, mas ressaltou que gostaria de fazê-la no Brasil.

“Eu queria saber também (quando volta a lutar). Ele (Dana) quer que aconteça essa luta e eu quero que aconteça tantas coisas… Não conversamos nada ainda, não há nada certo. Como brasileiro, gostaria que essa luta acontecesse no Brasil. O garoto (Weidman) já falou que gostaria de me enfrentar no Brasil também. Se acontecer, vou me preparar”.

Questionado sobre para qual lutador ofereceria uma revanche, ele escolheu Rich Franklin, a quem derrotou duas vezes, inclusive, quando se tornou campeão do Ultimate.

“Se eu pudesse escolher, daria a revanche para o Rich Franklin, que me deu a oportunidade de ser campeão do UFC. Eu gostaria de fazer essa luta de novo, talvez na minha última luta, de despedida. Seria uma coisa legal. Devo isso a ele”, comentou “Spider”, que acredita poder atuar em alto nível mais cinco anos. “Como diz o Pedro Rizzo, ainda tenho muita garrafa para vender”.

UFC FAZ HISTORIA COM A PRIMEIRA LUTA FEMININA


Neste sábado, dia 23 de fevereiro de 2013, acontece o UFC 157, evento marcado pela primeira luta entre mulheres na história do UFC, além de um coevento bombástico com Lyoto Machida enfrentando o ex-campeão do Pride e Strikeforce, o veterano Dan Henderson, mirando a vitória para poder disputar o cinturão.
A campeã incorporada do Strikeforce, a judoca Ronda Rousey enfrentará a ex-fuzileira naval Liz Carmouche na luta principal do UFC 157 sendo assim um fato inédito na organização, lutando ambas pelo título dos pesos galo da divisão feminina.
Dan Henderson e Lyoto Machida são respectivamente os lutadores classificados como primeiro e segundo no ranking oficial do UFC e o vencedor será o próximo desafiante ao cinturão dos meio-pesados da organização, atualmente pertencente ao jovem Jon Jones, que enfrenta Chael Sonnen no dia 29 de abril colocando seu título em jogo.
O UFC 157 será transmitido no Brasil pelo Canal Combate a partir das 20:35, sendo o início do card principal a partir de meia-noite. Confira abaixo o card repleto de grandes lutas que vão agitar sua noite.
CARD PRINCIPAL
Ronda Rousey encara Liz Carmouche
Lyoto Machida encara Dan Henderson
Urijah Faber encara Ivan Menjivar
Court McGee encara Josh Neer
Josh Koscheck encara Robbie Lawler
CARD PRELIMINAR
Brendan Shaub encara Lavar Johnson
Michael Chiesa encara Anton Kuivanen
Dennis Bermudez encara Matt Grice
Sam Stout encara Caros Fodor
Kenny Robertson encara Brock Jardine
Jon Manley encara Neil Magny
Nah-Shon Burrell encara Yuri Villefort

por Redação MMA Space
Foto:  Al Bello/Zuffa, LLC via Getty Images

O DIA QUE DANA PERCEBEU QUE O MUNDO NÃO CABE NO UFC


Maior empresário do esporte da última década, Midas do MMA, exemplo de empreendedor em um ramo absolutamente abandonado. Os holofotes e aplausos estiveram elevando o nome de Dana White ao longo dos últimos anos. Sim, seu trabalho à frente do UFC é digno de congratulações. Todos sabemos da belíssima história onde ao pegar uma organização falida e desacreditada, os irmãos Fertitta e Dana, conseguiram transformar um esporte proibido em diversos estados americanos, e considerado barbárie, em máquina de fazer dinheiro com eventos por todo o mundo. A escalada ao topo do MMA mundial foi dura, trabalhosa, e exigiu práticas predatórias em diversas oportunidades. Não podemos definir realmente a razão do rumo como as coisas seguiram, mas até o declínio do Pride, o UFC era considerado o “patinho feio” entre muitos dos fãs da modalidade. Mesmo contando com nomes importantes, a nata das artes marciais estava sediada no Japão, recebendo os aplausos de um público apaixonado pelo que via. Vaias quando o combate estava morno? Jamais! Apenas um espetáculo grandioso realizado para um público muitas vezes superior a 80.000 pessoas. Havia sonho, adoração e fantasia naquilo que até hoje é considerado o evento preferido da grande maioria dos apreciadores do esporte. Dana White sabia que não poderia concorrer contra o sentimento criado pelo Pride. A crise na promoção japonesa, acusada de relação com a máfia daquele país, foi responsável pelo fim da atração e White rapidamente fez questão de encerrar o problema: adquiriu o Pride e jamais permitiu a realização de outra edição.
O WEC promovia intensos duelos entre categorias leves e conquistava seu espaço ao realizar apostas certeiras em atletas competentes. Sem peso mosca, pena ou galo, novamente o UFC enxergava um problema que não poderia superar. Comprou o concorrente e abriu categorias de peso para estes atletas. No caso do Strikeforce, a promoção aproveitava competidores de altíssimo nível que por alguma razão não estavam no elenco do primo rico. Cheque na mesa e mais um adversário engolido, mais lutadores em seu grupo. O Bellator que se cuide, em breve um caminhão de dinheiro poderá ser despejado na mesa de seus diretores, ou talvez seria a hora do UFC superar os concorrentes pela qualidade e não mais deletando suas marcas após a aquisição?
É impossível, em um mercado alegadamente em franca expansão, não permitir um desenvolvimento sadio da concorrência. O resultado de tantas aquisições e enxertos foi anunciado durante esta semana. A bolha explodiu, mais de 100 cortes foram anunciados e a questão “capacidade financeira” foi trazida à tona pela primeira vez em muitos anos. Parece que até os deuses sangram.
Não são poucos os atletas que reclamam, geralmente após anunciada a demissão, de como a gestão do elenco do UFC é extremamente confusa, estressante e, muitas vezes, injusta. Você precisa entrar no octógono e oferecer uma disputa que agrade aos fãs. E isso nada mais é do que  definir lutas de maneira empolgante. A conclusão é que lutas abertas, promovendo o ataque em detrimento da defesa, oferecem maiores oportunidades de nocaute ou finalização. O que deixa essa equação mais complicada é a lei não escrita do evento que em caso de duas ou três derrotas o competidor fatalmente será demitido. A linha entre ser “empolgante” e vitorioso não pode ser cruzada por todos. Alguns apenas vencem, outros apenas empolgam. Os que chegam a combinar as duas características enchem no máximo uma mão: Anderson Silva, Cigano, José Aldo e Jon Jones? Nem mesmo o avassalador campeão dos meio-médios, George St. Pierre, um dos mais dominantes da história do MMA, é unanimidade quando se trata de “dar show” durante os encontros.
É uma questão que divide opiniões, sem dúvida. Dana White pergunta frequentemente em coletivas de imprensa quanto seus lutadores querem ganhar de dinheiro, relacionando a qualidade das apresentações com o potencial midiático desenvolvido pelos atletas. É uma questão correta, visto que os números de venda de pay-per-view praticamente definem o quanto White ama determinado lutador. Vendeu bem, entra para o clube.
Em um esporte ainda iniciante, sim, o mercado costumeiramente vai tentando se adequar ao que o dominante UFC dita. A grande novidade sobre a reformulação gigantesca no quadro de competidores da maior promoção de MMA da atualidade lança dúvidas sobre a condução dos negócios da empresa daqui para frente: aposta na qualidade total sem tanta quantidade? Permitir o desenvolvimento de atletas em promoções rivais? Encerrar a prática destrutiva relacionada a qualquer obstáculo no caminho?
Dana White está pagando apenas metade da conta de tantos investimentos no passado, mas engana-se quem pensa que isso tire o sono do empresário. O UFC seguirá lucrando milhões de dólares a cada semana, muito diferente das dezenas de futuros desempregados que arcarão com o restante desta conta, resultado da, PASMEM, má administração de White neste quesito. Acredite, até mesmo ele pode cometer erros.
por Rodrigo Peixoto em colaboração ao MMA Space
Foto: Scott Cunningham/Getty Images

LUTADOR REVELADO EM PROJETO SOCIAL NA CADEIA AJUDA LYOTO MACHIDA


O atleta revelado pelo projeto social da Pretorian, Raphael Correa, está sendo peça fundamental na preparação de Lyoto Machida, que encara Dan Henderson, no UFC 157, nesse sábado, 23, em Anaheim, Califórnia, no Honda Center. Raphael está fazendo parte do camp de Lyoto que acontece na Black House, academia localizada na Califórnia.
O brasileiro é um dos atletas que passaram pelo projeto Lutando pela Vida, que recupera detentos do Complexo Penitenciário de Bangu, no Rio de Janeiro, dando-lhes uma profissão e, consequentemente, tirando-os da criminalidade. No final do ano passado, Raphael Correa já tinha feito parte do treinamento de outro brasileiro, Glover Teixeira, que venceu Rampage Jackson, no UFC on Fox, em janeiro de 2013.
Na ocasião, Raphael Correa destacou a importância de ter conseguido sair do país, mesmo sendo ex-presidiário, e a experiência que teve acompanhando o treinamento de Teixeira, também na Califórnia.
Raphael ganhou a liberdade em 2010 e continuou recebendo apoio da Pretorian. Em setembro de 2012, ele fez a sua estreia no MMA contra Alexandre Bam Bam, vencendo-o por nocaute, na primeira edição do Iron Fight Combat, que aconteceu em Feira de Santana, na Bahia. Além disso, já venceu o Campeonato Carioca, Brasileiro e Pan-Americano.
Atualmente Raphael Correia é atleta do Ruas Vale Tudo, equipe chefiada por Marco Ruas e Pedro Rizzo.
Sobre o Projeto Desenvolvido no Complexo Penitenciário de Bangu
O projeto desenvolvido no Complexo Penitenciário de Bangu já reúne quatro academias, com 40 detentos em cada, e não para de ganhar adeptos. Quatro novos centros de treinamento estão sendo criados e nos próximos meses a iniciativa, patrocinada pela Pretorian, chegará a aproximadamente 360 lutadores, divididos em oito unidades distintas dentro do complexo. O objetivo principal é reinserir os presos a sociedade, oferecendo uma alternativa de sustento quando retomarem a liberdade, como lutadores ou instrutores de luta. Para ser contemplado pelo projeto, o detento precisa estar estudando em uma das unidades ou ter completado o segundo grau, além de não poder infringir as regras de conduta. Caso cometa alguma irregularidade, é eliminado, cedendo a vaga automaticamente. Cada aluno tem em média três aulas por semana. Além de atender os detentos, o projeto disponibiliza também duas academias no complexo para os policiais treinarem e desenvolverem suas habilidades no mundo das lutas.
por Assessoria de Imprensa (Press Release)
Foto: Mike Lee – Black House.

sábado, 16 de fevereiro de 2013

POTIGUAR RENAN BARÃO, MANTEM O CINTURÃO DE CAMPEÃO DO UFC


Renan Barão defendeu o cinturão interino do UFC na tarde deste sábado, contra Michael McDonald, mas já está pensando no futuro. Após a peleja, o atleta da Kimura Nova União pediu pelo confronto com Dominick Cruz, atual campeão do peso, que se recupera de lesão. Porém, ele não será contra outra defesa do título interino.

“O objetivo é lutar com o Dominick, mas, se tiver que lutar com outro atleta, sou empregado do UFC. Estarei pronto para quando me chamarem”, avisa Renan, revelando o desejo de lutar no Brasil.

“Seria ótimo ter a oportunidade de lutar no Nordeste. Fiz grandes lutas lá no começo da minha carreira e seria a realização de um sonho”.

Clique aqui e confira os resultados completos do show.

Sobre a luta, Barão comentou a vitória por finalização no kata-gatame. Segundos depois de o rival sinalizar que estava bem, ele deu os três tapinhas.

“Sou faixa-preta de Jiu-Jitsu e vi que estava pegando”, garante o campeão. “Ele sinalizou que estava ‘ok’, mas eu sabia que uma hora ia pegar. E deu certo. Eu estava super bem, treinei mais de três meses para essa luta e graças a Deus consegui o resultado positivo”.

“A luta foi dura. Eu sabia que ele tinha a mão perigosa, que ia jogar a mão direita, então segui a estratégia e fui pra briga corpo a corpo, pois vi que em suas lutas antigas ele dava uma cansada”, completou.


DANA PROMETE GUERRA A ( TRT ) SAIBA O QUE É ISTO.


Dan Henderson, Chael Sonnen, Forrest Griffin e Vitor Belfort são alguns dos lutadores que receberam licença nos últimos anos para passar por uma terapia de reposição de testosterona (TRT). O tema tem gerado polêmica entre lutadores, técnicos, fãs e a mídia especializada, pois muitos consideram que o procedimento é um "doping legal". Antes neutro sobre o assunto, o presidente do UFC mudou completamente o tom. Sem citar nomes, criticou a TRT e prometeu que vai unir todas as forças para dificultar o uso da terapia o máximo possível.
- TRT se transformou em uma forma de as pessoas enganarem as outras. Você tem caras treinando com níveis altíssimos de testosterona e depois chegando a níveis normais pouco antes da luta. Não gosto mais disso. Há muitas pessoas no UFC que são naturalmente dotadas e talentosas. Se seus níveis de testosterona são muito baixos, então você provavelmente está muito velho para lutar, pare de lutar - disse o dirigente durante entrevista sessão de perguntas e respostas com os fãs antes da pesagem do UFC Barão x McDonald, em Londres.
SporTV.com/Combate: confira as últimas notícias do mundo do MMA
O site "MMA Fighting" ainda repercutiu o assunto com o presidente do UFC, que então mandou um recado para os lutadores.
- Nós podemos testar todos. Estou dizendo agora: se você está usando a terapia de reposição de testosterona, prepare-se porque nós vamos testar você todo. Algumas coisas, recentemente, me levam a crer que as pessoas estão trapaceando. Elas estão transformando as coisas boas em coisa ruins. E se você quiser jogar esse jogo, então nós vamos jogar. Há substâncias proibidas e seguimos os regulamentos. Mas agora nós vamos além das substâncias proibidas. TRT nunca foi uma delas, e eles eram testados perto da luta para saber se os níveis estavam bons. Se você estiver em TRT agora, você vai desejar nunca ter estado - criticou.

RESULTADOS DO CARD PRELIMINAR DO UFC BARÃO vs MACDONALD



CARD PRELIMINAR

Renée Forte venceu Terry Etim por decisão unânime

Danny Castillo venceu Paul Sass por decisão unânime

Andy Ogle venceu Josh Grispi por decisão unânime

Tom Watson venceu Stanislav Nedkov por nocaute técnico aos 4m42s do segundo round

Vaughan Lee venceu Motonobu Tezuka por decisão unânime

Phil Harris venceu Ulysses Gomez por decisão unânime

MAIS UM POTIGUAR FAZENDO ESTÓRIA NO JIU-JITSU

TEXTO JR. SAMURAI
MEIAGUARDA.COM.BR

O potiguar Horlando Monteiro foi o grande nome da faixa-azul no Campeonato Europeu,que rolou no final do mês de janeiro, em Lisboa. O fiel  escudeiro de Jair Lourenço venceu o absoluto e ainda fisgou a medalha de prata no peso leve. "A vitória me deixou muito feliz, foi uma emoção que não se mede e não tem como explicar, só tenho a agradecer a Deus por esses momentos, fiz dez lutas todas muito duras, a final do absoluto foi a melhor onde eu tive a oportunidade de finalizar com um triângulo", disse ao MEIAGUARDA.

Atualmente residindo no Rio de Janeiro,onde treina na Nova União Bangu, o casca-grossa vai cair para dentro da Seletiva de Manaus. Além da vaga para Abu Dhabi o jovem lutador está de olho em outro cobiçado prêmio. "Vou cair para dentro no Ranking MEIAGUARDA, pois quero terminar a temporada em primeiro lugar com fé em Deus", garantiu Horlando, que fez questão de colocar o patch do site MEIAGUARDA no kimono.

"O site é conhecido no Brasil inteiro e até na Europa. Por lá, tinha lutadores que comentavam sobre o portal, era só elogios. Vou usar o patch, fui reconhecido em Portugal, por uma matéria que saiu no MEIAGUARDA", comentou.

"Quero agradecer primeiramente a Deus por tudo e aos meus pais Cândido e Claudete, aos meus professores o Jair Lourenço e o Fabio Andrade com quem estou treinando aqui no Rio, a DN suplementos, a In Natura Açai, a Venum fight wear , a Stone fight wear e a Só filtros, também agradecer ao Thiago Macedo, meu preparador físico", concluiu.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

SHOGUN CURTE FERIAS COM SHEIK NOS EMIRADOS ÁRABES


Sem luta marcada no UFC, Maurício Shogun está curtindo férias nos Emirados Árabes. O peso-meio-pesado curitibano recebeu um convite do sheik Tahnoon Bin Zayed Al Nahyan, um dos mais ricos daquele país e que tem ligação bem próxima com o Ultimate, e viajou para um período de dez dias, sete em Abu Dhabi e três em Dubai. Na companhia da esposa, Renata, e do parceiro de negócios Julio Heller, Shogun tem treinado todos os dias no Palácio Real com o sheik, que é faixa-preta de jiu-jítsu e graduado por Renzo Gracie.

- O sheik é uma pessoa muito acessível, simpática e um grande apreciador do Brasil. Ele tem se mostrado muito bem informado.
O empresário, por sinal, não negocia mais as lutas de Shogun, mas ainda cuida de questões do atleta, como patrocínios e participação em eventos. O ex-campeão do UFC optou por ter um escritório nos Estados Unidos para tratar de seus próprios interesses. Ele também planeja intensificar seus treinos por lá. Julio segue representando os interesses de Serginho, Pepey, Alexandre Sangue e outros nomes da equipe Evolução Thai.


Fonte: http://sportv.globo....imo-do-ufc.html s

COMPANHEIROS DE TREINOS SE ENFRENTAM NO BELLATOR


Campeão dos galos do Bellator, o brasileiro Dudu Dantas enfrentou seu amigo e companheiro de treinos Marco Loro pelo Bellator 89 na última quinta feira.
Sendo ambos atletas da equipe Nova União, comandados pelo treinador Dedé Pederneiras, Dudu e Marcos mostraram profissionalismo e caíram para dentro em busca de seus sonho e o primeiro sagrou-se vencedor defendendo seu título com um belo nocaute, caindo em lágrimas logo em seguida, tocado pela emoção de vencer um companheiro.
MMA SPACE

BISPING CHAMA VITOR DE TRAPACEIRO


O inglês Michael Bisping foi um bom esportista nas últimas semanas e não deu desculpas para sua derrota diante do brasileiro Vitor Belfort no UFC São Paulo, mesmo após a descoberta que seu adversário recebeu autorização para fazer terapia de reposição de testosterona (TRT) antes do combate. Entretanto, o peso-médio admitiu nesta sexta-feira que ainda não gosta de falar no assunto e que gostaria de uma revanche contra o lutador carioca.
- Ele já foi pego por isso no passado, e agora ele tem permissão para colocar esteróides no (palavrão). O que posso dizer? Ele é um trapaceiro de m****. Mas eu quero, sim, uma revanche com o cara - disparou Bisping, durante uma sessão de perguntas e respostas com fãs ingleses em Londres nesta sexta, antes da pesagem do UFC: Barão x McDonald.
Apesar de se recusar a tomar providências mais fortes e fazer campanha contra o uso de testosterona no MMA, o que tem sido cada vez mais comum - além de Belfort, Dan Henderson, Chael Sonnen e Forrest Griffin estão entre os lutadores que receberam autorização para usar esse tratamento -, Bisping criticou repetidamente a prática.
- Há, provavelmente, 0,1% do mundo que realmente tem baixo nível de testosterona. Mas, por alguma razão, uma porrada de lutadores tem baixa testosterona. Eu não preciso testosterona. Sou um bastardo de mau humor na maior parte do tempo. É assim que as coisas são, é dessa forma que está tudo armado. Para mim, eu levo meu traseiro de volta à academia, treino para c****** e faço o que posso. Não vou ficar lá parado debatendo a política disso tudo - resignou-se.
Sobre a luta, Bisping mais uma vez não deu desculpas, mas reclamou que ainda estava bem quando foi derrubado por um chute de Belfort na sua cabeça.
- O árbitro parou a luta. Fair play com ele, parabéns. Ele (Belfort) foi o melhor lutador naquela noite. Mas eu estava completamente bem quando caí, e acho que o árbitro interrompeu (a luta) muito cedo. Adoraria uma revanche algum dia - ratificou.
No momento, Michael Bisping está escalado para enfrentar o americano Alan Belcher em abril, no UFC 159.
GLOBO

ABATIDO RENAN BARÃO BATE PESO PARA UFC AMANHÃ (16)

Não houve surpresas na pesagem do 'UFC: Barão x McDonald'. Além de todos os atletas baterem o peso de suas categorias, quase todas as encaradas foram tranquilas, sem provocações. Os dois únicos momentos de tensão aconteceram entre o brasileiro Renée Forte - que usava uma cueca com a estampa da bandeira da Grã-Bretanha - e o inglês Terry Ettim, quando Forte elevou as duas mãos na direção do rosto de Ettim, encarando-o fixamente, e entre os americanos Cub Swanson e Dustin Poirier, que protagonizam o co-evento principal da noite. Ambos quase tocaram os rostos um do outro, e trocaram pequenas provocações, forçando Dana White a se colocar entre eles para evitar qualquer problema.
Na luta principal da noite, Renan Barão e Michael McDonald ficaram a uma libra, ou 0,455kg, do limite dos pesos-galos. Na hora da encarada, mesmo abatido pelo corte de peso - o brasileiro normalmente perde de oito a 12 quilos nos últimos dias de preparação - e trocando sorrisos com o americano, Barão levantou a mão direita e quase a tocou no rosto do adversário. O desafiante ao cinturão interino da categoria sorriu, e o campeão retribuiu. Os dois se abraçaram ao final da pose para os fotógrafos.
Os destaques da pesagem foram as roupas de alguns lutadores. O britânico Tom Watson subiu ao palco vestido elegantemente com calça social, camisa social e blazer. Mas, ao subir à balança, o lutador usava meia. Já Danny Castillo, como de costume, usava um paletó com gravata borboleta, que na verdade era uma fantasia presa com velcro. O terceiro brasileiro no card, Jorge Santiago, subiu ao palco acompanhado de Gesias Cavalcante.

O Combate transmite o "UFC: Barão x McDonald" na íntegra e com exclusividade neste sábado, às 15h30m (de Brasília). O SporTV.com fará o acompanhamento do torneio na íntegra, em Tempo Real.
Confira os pesos dos lutadores:
CARD PRINCIPAL
Peso-galo (até 61,2kg): Renan Barão (60,78 kg) x Michael McDonald (60,78 kg)
Peso-pena (até 66,2kg*): Dustin Poirier (65,77 kg) x Cub Swanson (66,22 kg)
Peso-meio-pesado (até 93,4kg*): Jimi Manuwa (92,53 kg) x Cyrille Diabate (93,44 kg)
Peso-meio-médio (até 77,6kg*): Gunnar Nelson (76,66 kg) x Jorge Santiago (77,11 kg)
Peso-meio-pesado (até 93,4kg*): James Te Huna (93 kg) x Ryan Jimmo (93 kg)
Peso-meio-médio (até 77,6kg*): Che Mills (77,11 kg) x Matt Riddle (77,11 kg)
CARD PRELIMINAR
Peso-leve (até 70,8kg*): Terry Etim (70,31 kg) x Renée Forte (70,76 kg)
Peso-leve (até 70,8kg*): Paul Sass (70,76 kg) x Danny Castillo (70,76 kg)
Peso-pena (até 66,2kg*): Andy Ogle (65,77 kg) x Josh Grispi (65,32 kg)
Peso-médio (até 84,4kg*): Tom Watson (83,91 kg) x Stanislav Nedkov (83,91 kg)
Peso-galo (até 61,7kg*): Vaughan Lee (60,78 kg) x Motonobu Tezuka (61,24 kg)
Peso-mosca (até 57,2kg*): Ulysses Gomez (57,15 kg) x Phil Harris (56,70 kg)
* Nas lutas em que não há disputa de cinturão, é dada uma tolerância de 0,455 kg, ou uma libra.
GLOBO

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

POTIGUAR TALISON SOARES NO JUNGLE FIGHT 49


Que o Rio Grande do Norte é um celeiro de campeões do Jiu-Jitsu e no MMA isso não se pode negar.
Mais um exemplo de determinação, suor e treinos é o potiguar Talison Soares que lutará do Jungle Fight o maior evento de MMA da America latina e com certeza é uma vitrine para outros grande eventos de MMA no mundo, tive o privilégio de conhecer o Talison em meus campeonatos de Jiu-Jitsu que realizo e pude observar o cara simpático  simples mas com uma veia para luta incontestável.

Essa será uma grande oportunidade para o expert em artes marciais de Areia Branca mostrar para o mundo o seu talento.

O Jungle Fight 49 já tem seu card e local definidos. O evento, que acontecerá no próximo dia 22, às 20h, será no ginásio da AABB da Lagoa, no Rio de Janeiro. Ao todo serão sete lutas na competição. Na principal delas, o americano Sean ‘’Cubby’’ Peters e o tocantinense Lucio Curado duelarão pelo cinturão da categoria dos leves. Outra curiosidade dessa edição será a participação de quatro lutadores que surgiram do Jungle Comunidade, torneio à parte, organizado pelo Jungle, porém voltado apenas para atletas de comunidades.

Além da disputa de cinturão, o baiano e especialista em finalização, Alexandre Capitão retornará à Arena Jungle contra o potiguar Talison Soares Costa em outra luta de destaque. Talison vem de cinco vitórias consecutivas e fará sua estreia na organização. Outro que vem embalado com a marca de cinco triunfos seguidos, o amapaense Tiago Trator, ficará frente a frente com Fábio Queiroz.

Sidnei ‘’Abedi’’ e Marcos Vinícius ‘’Cabecinha’’, ambos lutadores oriundos do Jungle Comunidade, farão um confronto bastante aguardado pelos moscas. Abedi vem de derrota na grande disputa de cinturão da divisão, enquanto Cabecinha permanece invicto com sete vitórias em seu cartel. Em mais um embate da noite, Ederson Lion tentará se recuperar da derrota de sua última apresentação contra Rodolfo Buda, outro lutador que surgiu no Jungle Comunidade. Salomão Ribeiro, que saiu vitorioso em seu único duelo no Jungle, enfrentará o estreante Fábio Cesar Marongiu. O combate que abrirá o espetáculo será entre o já veterano da organização, Ary Santos, e outro estreante, Guilherme Sawaya.

O presidente do Jungle Fight, Wallid Ismail, promete um evento de grande nível. ‘’ Será um espetáculo e tanto. Teremos a disputa de cinturão entre as duas principais potências do esporte, Brasil e Estados Unidos, que promete dar o que falar. Além disso, é muito bom ver o card principal do Jungle Fight importando lutadores que foram descobertos no Jungle Comunidade e saber que, por conta disso, eles conseguirão dar melhores condições as suas famílias’’, avaliou o empresário.

O canal Combate transmite o Jungle Fight 49, ao vivo, a partir das 20h45 para todo o Brasil.


O card do Jungle Fight tem seis lutas confirmadas até o momento e ainda não está completo. Confira:

Jungle Fight 49

Peso-leve: Lucio Curado x Sean Cubby
Peso-pena: Alexandre Capitão x Talison Soares Costa (Areia Branca)
Peso-leve: Thiago Trator x Fábio Queiroz
Peso-galo: Jonas Bilharinho x José Cláudio Paraíba
Peso-médio: Ederson Lion x Rodolfo Buda 
Peso-mosca: Junior Abedi x Marcos Vinícius Cabecinha
PVT

Nós da WGT/HIKARI estaremos grudados no canal combate para passar sorte e bons fluidos ao potiguar e amigo Talison Soares. Vá lá amigo e divirta-se pois preparado sei que você está. Osssss

JOSÉ ALDO E CIGANO CAEM NA FOLIA


Os astros do UFC José Aldo e Junior Cigano aproveitaram o momento de folga das lutas de MMA e curtiram o carnaval carioca na madrugada desta segunda-feira, na Marquês de Sapucaí, no Centro do Rio.
Após a vitória sobre o americano Frankie Edgar no UFC 156, em Las Vegas, há pouco mais de uma semana, Aldo esteve acompanhado da esposa, Viviane, no camarote da escola de samba Vila Isabel. Ele já tem um novo compromisso marcado: vai defender o cinturão peso-pena contra Anthony Pettis no evento de 3 de agosto, ainda sem local definido.
Cigano, por sua vez, esteve presente em mais de uma área da avenida. Ele encontrou o amigo e ator da TV Globo Bruno Gagliasso e o cantor e compositor Martinho da Vila. O peso-pesado vem de derrota para o também americano Cain Velásquez no UFC 155, no fim do ano passado, quando perdeu o cinturão da categoria. Ao contrário de José Aldo, Cigano ainda não tem uma data certa para seu retorno ao octógono, mas não deve demorar muito a acontecer.


Junior Cigano e Bruno Gagliasso (Foto: Reprodução/Twitter)Junior Cigano com Bruno Gagliasso e mais dois amigos na Sapucaí (Foto: Reprodução/Twitter)Junior Cigano martinho da vila (Foto: Reprodução/Twitter)Ex-campeão peso-pesado encontra o sambista Martinho da Vila (Foto: Reprodução/Twitter)

sábado, 9 de fevereiro de 2013

HIKARI ESTÁ ENTRE AS 10 MELHORES EQUIPES DE MMA DO BRASIL


O MMA Premium contabilizou todas as equipes que colocaram atletas no Ranking Nacional na primeira edição de 2013 e descobriu um total de 67 equipes diferentes que receberam pontuação que foi muito simples.
A equipe que colocou um atleta como numero 1 de sua categoria recebeu 15 pontos a que colocou um atleta no segundo lugar recebeu 14 pontos e assim sucessivamente até a ultima posição de contender que recebeu 1 ponto.
Nas 3 primeiras posições estão equipes relacionadas no 1º prêmio Osvaldo Paquetá melhores do MMA Nacional mas a campeã Nova União teve um desempenho ligeiramente inferior a Team Nogueira e em terceiro ficou a 2ª colocada do Prêmio a Chute Boxe.
Confira abaixo as equipes e suas respectivas colocações.
1-Team Nogueira 87 pontos

2-Nova União 84 pontos
3-Chute Boxe/Gold Team 70 pontos
4-RFT 60 pontos
5-Gracie Barra 48 pontos
6-Champion Team 30 pontos
7-BullDog Team 26 pontos
8-CFT 26 pontos
9-PRVT 22 pontos
10-Hikari 21 pontos
10-Clube de Judô Ronildo Nobre 21 pontos
12-BTT 17 pontos
13-Machida Team 15 pontos
13-Fox Team 15 pontos
13-Repanas Team 15 pontos
14-Ulisses Pereira Team 14 pontos
14-Orelha Jiu-jítsu/Mikito 14 pontos
14-Art Combat 14 pontos
14-Checkmate 14 pontos
14-Urso Team 14 pontos
15-Fefel Team 13 pontos
15-Strikers House 13 pontos
16-Marcelo Ribas Team 12 pontos
16-Ataque Duplo 12 pontos
16-011 MMA Team 12 pontos
16-Team Legendary 12 pontos
16-Jacaré Team 12 pontos
17-Domínio Jiu-jitsu 11 pontos
17-Ataque Duplo 11 pontos
18-Orion Fight Camp 10 pontos
18-Los Lokos Team 10 pontos
19-Mario Sukata Team 9 pontos
19-Union Scorpion 9 pontos
20-Barreto Jiujitsu 8 pontos
20-CMT 8 pontos
20-Lions Team 8 pontos
20-Cerberus MMA Team 8 pontos
21-Sanshou Free Style 7 pontos
21-Pit-bull Brothers 7 pontos
21-TFT 7 pontos
21-Squadron Orlando Junior 7 pontos
22-Frankiko Team 6 pontos
22-Yamasaki Ac-jítsu Club 6 pontos
22-Equipe 1 – 6 pontos
23-Five Rounds 5 pontos
23-Coliion Fight 5 pontos
24-CM System 4 pontos
24-X Gym 4 pontos
24-Lótus Clube Macapá 4 pontos
24-Draculino Team 4 pontos
24-Claudio Bueno 4 pontos
25-Ruas Vale Tudo 3 pontos
25-Baixinho Team 3 pontos
25-Mota Team 3 pontos
25-Morganti Jujitsu 3 pontos
26-Popó Fight Team 2 pontos
26-Nobrega Team 2 pontos
26-Evolução Thai 2 pontos
26-One a One 2 pontos
27-Relma Team 1 ponto
27-Adil Fight 1 ponto
27-Team Belfort 1 ponto
27-Elite Fight 1 ponto
27-Bani Club 1 ponto
27-Ryan Gracie Team 1 ponto
27-Gracie Fusion 1 ponto
Publicado na categoria Pelo Brasil em 8/fevereiro/2013 |
Related Posts with Thumbnails