sábado, 29 de setembro de 2012

PROFESSOR DE JIU-JITSU DE CURRAIS NOVOS É O PRIMIERO FAIXA PRETA RECONHECIDO NA REGIÃO OCIDENTAL DO RN





Dia 28 de setembro fica marcado a história do Jiu-Jitsu de Currais Novos onde o prof. Wanderson Marcelo foi agraciado como o primeiro faixa preto de Jiu-Jitsu oficialmente reconhecido na região ocidental do estado. A cerimonia aconteceu no Sindpol-RN (Sindicato a policia civil do estado do RN).

A cerimônia foi presidida pelo Faixa Preta 3º grau Iranilson Lima diretor técnico da FJJ/RN e tinha em sua tribuna de honra o Secretário estadual de esporte, o presidente da FJJ/RN o mestre Banni Cavalcanti Faixa preta 7º Grau de Jiu-Jitsu além de autoridades.

O evento começou com o canto hino nacional brasileiro e no decorrer da cerimonia foi apresentados vídeos e um pouco da história do Jiu-Jitsu norteriograndense.

O prof. Wanderson Marcelo recebeu das mãos do Mestre Banni o seu certificado de faixa preta dando a ele o total reconhecimento de sua legalidade em ministrar aulas e está a frente da arte em sua equipe.



"Um dia feliz, mas essa conquista não é minha e sim de meus atletas, pois um sonho que sonha junto é uma realidade." disse o professor a nossa reportagem.

domingo, 23 de setembro de 2012

MORRE NA SEXTA FEIRA PASSADA O GRANDE MESTRE DE JIU-JITSU OSWALDO PAKETÁ

Mestre Paketá de boné.
Por: Cristiano Martins
Um lord. Essa é a definição que dou ao mestre Oswaldo Paquetá, uma pessoa que sempre tinha um sorriso nos lábios quando via um amigo, sempre uma brincadeira ou um conselho.
Paquetá era, sem sombra de duvidas, a maior videoteca de lutas do mundo, as lutas de todos os eventos que se possa imaginar, ele tinha e sempre estava disposto a conseguir as lutas dos atletas que o procuravam, tanto no jiu-jitsu, quanto no MMA.
Tinha uma memória de primorosa, capaz de lembrar fisionomias das mais variadas e lutas esquecidas. O mestre tinha um orgulho, o seu diploma universitário.
“Oitavo grau na faixa preta no jiu-jítsu não é nada, o diploma que vale pra mim é o da faculdade”, dizia o saudoso mestre.
Sempre orientava os atletas a estudar, e isso você pode comprovar na minha entrevista com essa verdadeira lenda no WOCS 19, logo abaixo.
Vai em paz meu amigo, dá um treininho com o mestre Carlson assim que chegar e não esqueça de nós que em breve estaremos juntos.
Cristiano Martins
MMA Premium.

ANDERSON SILVA DIZ QUE FEZ CHURRASCO MAS sonnen NÃO APAREÇEU


Mais uma vez Anderson Silva zombou de Chael Sonnen usando seu bom humor característico. O campeão dos médios lembrou da época em que Chael Sonnen queria um bife mal passado feito por sua esposa.
Chael Sonnen é conhecido por falar demais, criticou o Brasil e falou mal de todos os brasileiros e em especial atacou Anderson Silva. Tanto falou que recebeu, dentro do octógono, o cala boca que merecia. Spider derrotou o falastrão americano em grande estilo durante a revanche que ocorreu em julho deste ano no UFC 148, vingando suas declarações sobre brasileiros.
“Ficou um sentimento de satisfação, aquela coisa de missão cumprida. Eu tentei honrar o nome do meu país” – disse Spider.
Após a luta, ainda dentro do octógono, Anderson Silva mostrou a Sonnen que os brasileiros são muito educados e aproveitou para rebater a provocação de Sonnen quando o falastrão disse que iria até sua casa para ver sua esposa na cozinha e ainda daria um tapa na bunda dela, diante disso, Spider não perdeu a chance e rebateu convidando Chael pra um churrasco em sua casa e prometeu que a sua esposa cozinharia para ele.
Relembrando essa história, durante uma entrevista coletiva, Anderson Silva riu mais uma vez de Soneen e disse ter feito o churrasco, porém ele não apareceu:
“O churrasco já rolou. Eu fiz o churrasco, mas ele  não apareceu”, disse de bom humor.
por Redação MMA Space / Leticia Miranda
Fonte: SporTV
Foto: AP

JONES APAREÇE COM O BRAÇO EM TIPÓIA NA COLETIVA DE IMPRENSA

Cerca de meia hora depois de derrotar Vitor Belfort por finalização no quarto round pelo UFC 152, Jon Jones apareceu na coletiva de imprensa pós-luta em Toronto, Canadá, com uma tipoia para segurar o braço direito. O campeão dos pesos-meio-pesados disse que ainda não tinha passado por exames de raios-X, mas que sua equipe suspeitava de danos aos nervos do bíceps. O presidente do evento, Dana White, anunciou durante a entrevista que Jones iria para um hospital ser examinado logo após terminar de responder às perguntas dos jornalistas.
Quando subiu ao palco de tipoia, Jones ouviu uma piada de White:
- Mais um lutador lesionado, que ótimo! - disse o presidente, fazendo graça da onda de lesões que assola o UFC nos últimos tempos.
A chave de braço aplicada por Vitor Belfort no primeiro round foi mesmo apertada. O brasileiro chegou a envergar o braço de Jones e disse que, ao sentir que a articulação do adversário estava estalando, instintivamente afrouxou a pegada, o que pode ter ajudado o americano a escapar. Ao ser informado da declaração do brasileiro, o campeão admitiu que já estava se conformando com a derrota quando foi pego por Belfort.
UFC 152 JOn jones e vitor belfort (Foto: Agência Getty Images)Jones defende a chave de braço de Belfort: lutador
pensou que perderia ali (Foto: Getty Images)
- Isso só mostra que tipo de pessoa ele (Belfort) é. Ele é uma pessoa fenomenal. Realmente o respeito, é uma pessoa incrível e estou honrado em enfrentá-lo. Se ele aliviou um pouco a pressão, tenho que tirar o chapéu para ele, é uma pessoa de classe. Houve um momento em que pensei que ele poderia ter estendido ainda mais, em 25 anos não tinha sentido nada daquele jeito. Eu estava conformado com aquilo, estava pensando que não acreditava que ia perder daquele jeito. Depois, quando soltei, fiquei com o braço dormente e não tinha força no soco - afirmou Jones, que disse ainda ter agradecido a Deus por ter escapado da posição, antes do segundo round.
O momento de desvantagem também abriu os olhos de Jones para uma deficiência em seu jogo: o jiu-jítsu. O campeão jurou que vai praticar mais a "arte suave".
- Acho que tive um desempenho bom, mas ainda há muito espaço para melhorar. Vitor me deu trabalho e tenho que trabahar mais, tenho que melhorar meu jiu-jítsu. Sou apaixonado por todas as artes marciais e tenho que melhorar meu jiu-jítsu. O ground and pound foi bom, golpeei bem - analisou.
Jones ainda comentou sua decisão de entrar ao som da música "Could you be loved" ("Poderia você ser amado"), de Bob Marley, numa clara brincadeira com as vaias e críticas que vem recebendo nos últimos meses, intensificadas após ser preso por dirigir embriagado e pela recusa a enfrentar Chael Sonnen com oito dias de sobreaviso, que resultou no cancelamento do UFC 151.
- Eu amo ele (Bob Marley). Sabia que eu seria vaiado, mas achei que a galera não ia conseguir me vaiar ouvindo Bob Marley. Acho que funcionou. Continuo tendo meus fãs, e sempre vai ter gente torcendo por mim e gente tentando me ver cair, tenho que focar em quem está torcendo por mim.

RESULTADOS DO UFC 152

Foto: Reprodução/Terra
O UFC 152: “Jones vs Belfort” terminou com mais uma vitória do campeão meio-pesado Jon Jones, que dessa vez dominou Vitor Belfort em performance marcada,  novamente, pela exibição do arsenal de cotoveladas.
O brasileiro foi valente e foi quem mais se aproximou da vitória no primeiro round, quando encaixou uma chave de braço que, por pouco, não o consagrou definitivamente nas artes marciais mistas.
Jones comentou que nunca havia sido pego daquela forma e confessou ter achado que seu braço quebraria, mas resistiu e daquele momento em diante dominou o desafiante até o 4º round, quando encaixou uma americana e finalizou o combate.
O carioca não teve chance de colocar o seu boxe em prática na disputa e buscou desenvolver sua luta de solo, onde foi atingido por cotoveladas que causaram cortes e que minaram o experiente lutador, de 35 anos de idade.
Jon Jones passou pela quarta defesa de cinturão com sucesso e é o homem a ser batido na divisão de peso até 93kg. O próximo oponente deverá sair da luta entre Lyoto Machida e Dan Henderson, que devem se enfrentar em dezembro.
1º campeão dos moscas
Demetrious Johnson fez história ao se tornar o primeiro campeão peso mosca do Ultimate Fighting Championship. Em decisão dividida, o atleta derrotou o competente Joseph Benavidez – que era apontado como favorito para o confronto. Johnson apresentou-se com maior velocidade, condicionamento físico e encaixou  mais golpes que lhe garantiram a vitória por decisão dividida.
Confira os resultados completos do UFC 152, que contou com a vitória de Vinny Magalhães e a derrota de Charles Oliveira, por nocaute.
Card principal:
Jon Jones finalizou Vitor Belfort com uma kimura no round 4
Demetrious Johnson derrotou Joseph Benavidez por decisão dividida
Michael Bisping derrotou Brian Stann por decisão unânime
Matt Hamill derrotou Roger Hollett por decisão unânime
Cub Swanson nocauteou Charles do Bronx no round 1
Card preliminar:
Vinny Pezão finalizou Igor Pokrajac no round 2
T.J. Grant derrotou Evan Dunham por decisão unânime
Sean Pierson derrotou Lance Benoist por decisão unânime
Marcus Brimage derrotou Jimy Hettes por decisão unânime
Seth Baczynski nocauteou Simeon Thoresen no round 2
Mitch Gagnon finalizou Walel Watson com um mata-leão no round 1
Kyle Noke nocauteou Charlie Brenneman no round 1
Siga o blog Mano a Man

VITOR TIRA ELOGIOS DE JONES


Vencedor do principal duelo do card do UFC 152, realizado neste sábado (22) em Toronto (Canadá), Jon Jones admitiu que sentiu o baque da chave de braço que tomou de Vitor Belfort ainda no primeiro round. O campeão, inclusive, deu entrevista após o duelo com o braço direito imobilizado por uma tipoia e elogiou o brasileiro:

- Ele pegou o meu braço de um jeito que nunca vi ninguém pegar. Achei que ele ia quebrar meu braço, foi a maior dor que senti na vida. Ainda bem que depois eu pude voltar para a luta. O Vitor é realmente fenomenal, estou honrado de ter lutado contra ele.

Belfort, por sua vez, confessou que por alguns segundos achou que havia vencido o combate com o golpe:

- Senti que tinha quebrado o braço dele, mas o Jones é durão e conseguiu resistir


Na sequência, o brasileiro explicou os motivos que o levaram à derrota:

- Depois, ele acertou minha costela , que já estava doendo, e me prejudicou. Tentei trabalhar o jiu-jitsu para reagir, mas ele provou o porquê é um grande campeão.

domingo, 16 de setembro de 2012

NOVO PÔSTER DO UFC RIO 3

Saiu neste sábado (15) no jornal “O Globo” o novo pôster da terceira edição do evento carioca.
Depois de algumas substituições, sendo as polêmicas lesões de José Aldo e Rampage Jackson, o novo cartaz do Ultimate traz Anderson Silva x Stephan Bonnar  que lutarão no main event e por isso o destaque no pôster. Rodrigo Minotauro x Dave Herman que lutarão no coevento principal pelos pesos-pesados também tem destaque. A propaganda também traz a fotos dos combates entre Erick Silva x Jon Ficth e Glover Teixeira x Fábio Maldonado, também no card principal.
Confira a foto do pôster divulgada pelo jornal:

ERICK SILVA PARTICIPA EM TREINO ABERTO EM VILA VELHA

Erick Silva participou de treino aberto em Vila Velha sob coordenação de Josuel Distak. Veja as fotos:

foto: divulgação
O atleta da X-Gym Erick Silva realizou um treino aberto ontem na Praia da Costa, em Vila Velha, Espírito Santo, em companhia de Rodrigo Damm e Diego Nunes, que também são atletas do Ultimate Fighting Championship, e do lutador Lion, que é contratado do Jungle Fight. Sob calor forte, o público conferiu técnicas de Taekowdo, jiu-jitsu e Muay Thai. O capixaba acredita que a energia dos conterrâneos lhe dará mais força para o duelo contra Jon Fitch no UFC 153.
"Tenho certeza que voltarei para o Rio de Janeiro com essa energia positiva do povo capixaba. Isso me ajuda demais a entrar no octógono e ter a certeza que vou conseguir mais uma vitória. Eu fico muito feliz por cada pessoa que veio nesse sol e ficou aqui duas horas assistindo e me dando força", disse.
O treinamento foi coordenado por Josuel Distak, que acredita na vitória do meio médio e na disputa de título da categoria. "Se o obstáculo é passar pelo Fitch, acredito que vamos passar, com toda essa energia positiva. Essa luta é um divisor de águas na carreira do Erick. Vencendo, tenho certeza que vamos para a disputa do cinturão contra o Georges St. Pierre", declarou.
Confira as fotos do treino:
Fotos: Ronyer Fernandes
O evento também contou com a presença de belas ring girls
Siga o blog Mano a Mano

SONNEN TREINA PARA SUBSTITUIR VITOR CASO ELE SE MACHUQUE.


De acordo com o presidente Dana White, o americano Chael Sonnen está treinando em ritmo integral para se antecipar a qualquer substituição de última hora no UFC 152: Jones vs Belfort, que ocorrerá no dia 22 de setembro, no Canadá. O polêmico lutador havia se oferecido para substituir Dan Henderson mas foi recusado pelo campeão Jon Jones. Vitor Belfort, então, foi anunciado como o próximo desafiante ao título de “Bonés”.
Curiosamente, Sonnen provocou o brasileiro há duas semanas ao dizer que ele nunca aparece para as lutas. “Tenho um acordo para enfrentar um cavalheiro chamado Forrest Griffin no dia 29 de dezembro, mas eu não sei. Jon Jones tem uma data no dia 22 de setembro e neste momento ele lutará com o Vitor Belfort. O Vitor nunca aparece, ele tem deixado mais lutas do que aparecido para fazê-las, então se tivesse que chutar, diria que vocês me verão contra o Jon Jones no dia 22 de setembro”, disse.

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

ANDERSON SILVA SOBE DE CATEGORIA PARA "SALVAR" UFC Rio

Por SporTV.com Rio de Janeiro
O UFC Rio III tem um novo evento principal. Como especulado por toda a quarta-feira, Anderson Silva, campeão dos pesos-médios (até 84kg) da organização, vai lutar na categoria de cima, meio-pesado (até 93kg), para salvar o card carioca, contra o americano Stephan Bonnar, vice-campeão do primeiro reality show The Ultimate Fighter. A notícia foi confirmada pelo jornal USA Today na noite desta quarta-feira.
Será a terceira luta do Spider na categoria de cima desde que entrou no Ultimate; anteriormente, venceu James Irvin em 2008, e Forrest Griffin, em 2009. O combate será entre os pesos-meio-pesados por conta do pouco tempo de sobreaviso para cortar peso para a categoria natural de Anderson, os pesos-médios.
O adversário do brasileiro, Stephan Bonnar, não sobe ao octógono desde novembro do ano passado, quando venceu Kyle Kingsbury pelo UFC 139, em novembro. O americano ganhou notoriedade ao participar do primeiro The Ultimate Fighter. Sua empolgante luta contra Forrest Griffin, na final do programa, é considerada uma das melhores de todos os tempos e o ponto de virada para o UFC, que até então estava em prejuízo. Depois do reality, porém, Bonnar nunca engatou uma grande sequência de vitórias. Atualmente, ele tem 14 triunfos e sete derrotas no cartel e vem de três triunfos consecutivos.

AMIGOS QUE IRÃO SE ENCONTRAR NO CÉU...


A BRUXA ESTÁ SOLTA NO UFC.

Dana White vive seu inferno astral nas últimas semanas. A crise pelo cancelamento do UFC 151 parecia ser o ápice, mas com um novo evento prejudicado por lesões de última hora, a fase difícil continua.
O Co-Main Event já havia ido para o espaço com a lesão no cotovelo de Rampage, que faria a segunda luta mais importante da noite, contra Glover Teixeira. O anúncio da impossibilidade de José competir é um duro golpe no evento marcado para o dia 13 de outubro. Em sua conta no Facebook, White confirmou a ausência do brasileiro.
“Agora Aldo está fora por lesão no pé. Main Event e Co-Main no mesmo dia! Mais um dia incrível no UFC. Temos que trabalhar.”
por Rodrigo Peixoto em colaboração ao MMA Space.
Foto: Wander Roberto/UFC

LUTA CANCELADA: EDGAR SERIA A ALVO FACIL PARA JOSÉ ALDO SE NÃO SOUBESSE CORTAR PESO

O excepcional boxe de Frankie Edgar é o responsável por suas principais vitórias no MMA. Aliado a isso, um condicionamento físico do mais alto nível proporciona uma intensidade vista em uma pequena fração de atletas na atualidade. A questão mais discutida diante do confronto entre José Aldo contra Edgar, é saber de que maneira o americano conseguirá se adaptar ao novo peso e se conseguirá conservar suas características de luta.
Andrei Benkei, preparador físico especializado em MMA, tendo inclusive trabalho na American Top Team, é reconhecido pela habilidade de cortar o peso dos atletas sem comprometer suas performances. Através de seus métodos, conseguiu cortar 13 quilos de Gleison Tibau apenas 24 horas antes do confronto contra Terry Etim, onde o brasileiro saiu vencedor. Benkei analisa as possíveis reações físicas de Edgar ao entrar na nova categoria.
 “Tudo pode acontecer. Edgar nunca teve de alcançar esse peso no MMA. Naturalmente ele pesa 70 quilos o que não apresenta muita dificuldade para baixar aos 66. Outro fator é que ele vem do wrestling onde essa prática de baixar o peso é comum.”
O preparador físico acredita que diante das diferentes características encontradas nos lutadores do peso pena, em relação ao leves, um plano de luta diferente deve ser adotado pelo americano.
 “Ele pode ter a vantagem no quesito força, mas quanto à velocidade ele vai ter que trabalhar muito duro para manter o mesmo nível. A questão da vantagem na velocidade que ele possuía no leves não vai mais existir, então ele deveria fazer um ajuste no seu planejamento de lutas. Se ele conseguir manter a velocidade, o fôlego e aproveitar a vantagem na força, então ele será o adversário mais difícil já enfrentado por Aldo.”
Por outro lado, uma preparação deficiente pode resultar em dificuldades praticamente irreversíveis contra um lutador do nível de José Aldo.
 “Se ele não conseguir fazer a preparação para o corte de peso da maneira certa ele será um alvo fácil, pois a recuperação do peso será prejudicada, e se ele confiar num jogo baseado na velocidade, então estará exposto ao nocaute. Eu elogio a coragem de Edgar ao encarar um campeão do nível de Aldo com tão pouco tempo de preparação.”
por Rodrigo Peixoto em colaboração ao MMA Space
Fonte: Fighters Only Mag

Foto: Divulgação/UFC

RAMPAGE ESTÁ FORA DO UFC-Rio 153

A bruxa continua solta no Ultimate e mais um grande duelo foi por água abaixo através de uma declaração do cartola Dana White em seu Twitter oficial. Quinton ‘Rampage’ Jackson se lesionou em seus treinos no Recife e está fora do UFC 153, que acontece no Rio de Janeiro em 13 de outubro.
“Rampage está machucado e está fora do UFC 153. Droga!”, postou Dana no Twitter.
Rampage enfrentaria o brasileiro Glover Teixeira no card principal, o que seria a última atuação do lendário meio-pesado do Pride pelo Ultimate Fighting Championship.
Além de Rampage, o evento já sofreu a ‘baixa’ de Erik Koch na luta principal e a saída do combate entre Alan Belcher e Vitor Belfort no coevento principal.
O substituto de Rampage ainda não foi anunciado e não se sabe se mesmo machucado aguardará para fazer sua despedida do maior evento de MMA do planeta.
por Redação MMA Space
Foto: Felipe Varanda/UFC

LUTADOR SOFRE ACIDENTE, MAS ACEITA LUTAR EM NOVEMBRO

Mais um lutador teve problemas por causa do trânsito. Depois de Junior Cigano ter o carro batido em Salvador e José Aldo sofrer um acidente de moto no Rio de Janeiro, o meio-pesado (93 kg) Kyle Kingsbury deu aos fãs uma pequena demonstração do que sofreu semana passada na Califórnia (EUA).

Através de uma imagem publicada pelo perfil de seu treinador Javier Mendez, o lutador mostrou os machucados de seu acidente de moto. Apesar de chocar um pouco, os ferimentos não serão problemas em sua próxima luta contra Jimi Manuwa no UFC on Fuel TV 5, em Nottingham (Inglaterra). Quem garantiu isso foi o próprio técnico dele depois de mostrar as fotos.

— Lesão após acidente de moto! Ele ainda vai lutar na Inglaterra. Louco! Eu teria desistido!

O americano também mandou uma mensagem para tranquilizar seus fãs.

— Sofri um acidente dirigindo minha moto. Eu estou bem e vou ficar pronto para lutar no dia 29 de setembro.

Com 11 vitórias em 16 lutas na carreira, Kyle Kingsbury vem de derrota para o brasileiro Glover Teixeira por finalização no UFC 146. O lutador participou da oitava temporada do TUF americano quando foi treinado por Rodrigo Minotauro na ocasião.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

DUDA YANKOVICH TROCA BOXE PELO MMA

A sérvia Dusica Yankovich, mais conhecida como Duda, teve a oportunidade de conquistar o cinturão peso-ligeiro feminino da Organização Mundial de Boxe (WBO, na sigla em inglês) em março deste ano. Por decisão dos jurados, acabou derrotada. Inconformada até hoje com o resultado, ela acredita ter sido roubada e reclama de uma suposta manipulação a favor da colombiana Enis Pacheco, que atuava em casa na ocasião. A decepção com o episódio foi o incentivo que faltava para que ela seguisse o caminho de muitos outros e ingressasse no MMA, esporte no qual fará sua estreia neste sábado, no evento Bitetti Combat, diante de Jéssica Andrade. Mesmo assim, Duda não vai abandonar as origens, como disse em entrevista ao SPORTV.COM.
O boxe acabou com o boxe. Eu assino embaixo. Esse tipo de coisa, manipulação, lutas armadas, faz com as pessoas abandonem o boxe. Eu não acho, eu fui roubada, isso é um fato"
Duda, sobre derrota para colombiana em março
- Mantenho a minha carreira de boxeadora profissional. Se me oferecerem uma luta, eu vou aceitar na hora. Mas em março tive a felicidade e a infelicidade de disputar um título mundial na Colômbia. Foi uma luta limpa e eu ganhei. Houve inúmeras coisas erradas, várias manipulações, e eu ganhei mesmo assim, mas fui roubada. Foi uma coisa ridícula. Aí todo mundo diz que o MMA acabou com o boxe. Não! O boxe acabou com o boxe. Eu assino embaixo. Esse tipo de coisa, manipulação, lutas armadas, faz com as pessoas abandonem o boxe. Eu não acho, eu fui roubada, isso é um fato. Você não ganha a luta em um país estrangeiro se não for por nocaute. Os juízes foram todos locais, o que é errado em uma disputa de título mundial. E a luta foi programada para ter 12 rounds, mas cortaram na hora para 10 rounds. Isso é fato, não é minha opinião - afirmou.
A ideia de tentar a sorte no MMA já fazia parte dos pensamentos de Duda há algum tempo. A boxeadora pôde acompanhar a grande e rápida evolução da modalidade e enxergou nisso a chance de atrair patrocinadores e mais atenção da mídia:
- Em primeiro lugar, a mídia e os patrocínios. O boxe era um esporte em que se ganhava muito dinheiro, mas as bolsas eram altas só para algumas categorias no mundo profissional. O MMA percorreu um longo caminho e hoje é uma profissão, uma coisa que nenhum outro esporte conseguiu dessa maneira. Existe um grande acompanhamento de mídia, de patrocinadores e bastante inventimento. As competições, como o UFC e o Strikeforce, viraram espetáculos mundialmente acompanhados e se comparam no Brasil só a uma Copa do Mundo de futebol. O MMA é algo diferente, algo em que as pessoas investem, e isso fez a gente migrar. Não sou a primeira e nem serei a última.
Enis Pacheco vence luta de boxe contra Duda Yankovich (Foto: Reuters)Duda Yankovich perdeu para Enis Pacheco em
março de 2012, pelo título da WBO (Foto: Reuters)
Os patrocínios, por sinal, estão em falta para Duda Yankovich. Ela conta com algumas parcerias e ganha alimentos de suplementação, protetor bucal, roupas, equipamentos de treino, além de fazer preparação física, fisioterapia e acupuntura. Mas falta a ajuda em dinheiro. Por isso, ela se sustenta com outras atividades, o que a distanciou do "mundo perfeito".
- Vou deixar claro que sou uma ótima profissional, mas adoraria não precisar trabalhar no momento. Faço isso pela falta de patrocínio em dinheiro e a necessidade de pagar as contas. Sou formada em Educação Física, trabalho como professora de boxe de uma academia e como professora de "Ladies Camp", uma atividade física nova para mulheres. E dou aula particular. Dou aula de boxe para um cadeirante, o Rafael França. Gosto de coisas diferentes, de pessoas que se dedicam. Gosto de trabalhar, mas eu queria treinar mais e trabalhar menos. Infelizmente, só no mundo perfeito.
Nascida na cidade de Jagodina, na Sérvia, Duda quer se naturalizar brasileira. Mas a vontade dela não é o suficiente neste caso. A lutadora diz que precisaria ser casada com um brasileiro ou ter um filho nascido aqui. E ela não tem nenhum dos dois, apesar de morar junto do lutador de MMA da equipe XGym Douglas Moura, com quem mantém um relacionamento sério.
É um processo lento, burocrático, e não depende de mim. Mas eu me considero uma brasileira, tanto que eu luto pelo Brasil, e não pela Sérvia. Isso já é o suficiente"
Sobre se naturalizar brasileira
- Já estou em processo de naturalização. Você não deve questionar isso a mim, deve questionar isso ao governo. No Brasil, só demora mais tempo para quem quer ser regular. Não é uma coisa tão fácil de ser feita, não é uma opção. Se eu quero? Eu quero. Mas se você não tiver filho brasileiro ou casamento com brasileiro, não te traz nada. É um processo lento, burocrático, e não depende de mim. Mas eu me considero uma brasileira, tanto que eu luto pelo Brasil, e não pela Sérvia. Isso já é o suficiente.
A primeira visita de Duda ao Brasil ocorreu em 1998, mas foi uma viagem de apenas um mês. Em 2000, voltou para ficar mais três meses e acabou morando definitivamente por aqui. Na época, a antiga Iugoslávia se recuperava dos estragos causados pela Guerra de Kosovo, conflito entre forças de segurança sérvias e o Exército de Libertação de Kosovo, província que buscava a independência daquele país.
Só lutadores de MMA: com a amiga Ana Maria India e o namorado Douglas Moura (Foto: Reprodução / Twitter)
- A grande pergunta é se eu fugi da guerra. Não. Depois da guerra, eu era atleta da seleção sérvia de kickboxing. Viajava, treinava... E com a guerra tudo parou. O governo de lá não tinha mais dinheiro para investir nas academias por estar recuperando o país. Eu tinha 21, 22 anos, e não queria parar. Como eu já tinha vindo ao Brasil (em 1998), reativei alguns contatos e vim para passar três meses. Estou completando meu 13º ano.
Atualmente Duda mora no Rio de Janeiro e treinava na XGym, mas se mudou para a Team Nogueira por considerar o trabalho mais técnico. Os ídolos dela? Os irmãos Nogueira, Rodrigo Minotauro e Rogério Minotouro, que administram a academia no Recreio dos Bandeirantes.
Duda Yankovich, Minotauro e Minotouro, MMA, UFC (Foto: Reprodução / Twitter)Entre os ídolos Rogério Minotouro (E) e Rodrigo
Minotauro (D) (Foto: Reprodução / Twitter)
- Eu os conheço há mais de dez anos. São lendas vivas, guerreiros, exemplos de superação. Hoje tudo é mais fácil no MMA por causa deles. Eles foram pioneiros em absolutamente tudo. Quando ninguém dava nada, quando ninguém aceitava fazer umas lutas loucas, eles faziam. Os projetos sociais eles começaram a fazer quando ninguém fazia. Sou agradecida por ter essa oportunidade de estar aqui.

Desde de que botou na cabeça que iria experimentar novos ares, a sérvia passou a treinar jiu-jítsu e wrestling. Apesar de ser experiente no boxe - tem 15 lutas, com 11 vitórias e quatro derrotas e títulos como o da Associação Internacional de Boxe Feminino em 2006 -, ela mostrou humildade por ser estreante no MMA:
- Posso ter a experiência que for no mundo do boxe, mas continuo sendo estreante no MMA. As pessoas confundem isso. A pressão é sempre maior em cima de mim por já ter essa experiência, só que não é a mesma coisa.
Não tenho muito mais tempo de carreira competitiva. Isso é claro e óbvio, já sou veterana. Mas o tempo que eu tiver, um, dois ou três anos a mais, vou fazer o máximo possível. Mas não vai depender só de mim"
Sobre a aposentadoria
Aos 35 anos, Duda mantém os pés no chão sobre seu futuro. Com consciência de quem já não está no início da carreira, apesar de estar ingressando no MMA só agora, ela cogitou ficar na ativa por mais uns três anos:
- Não tenho muito mais tempo de carreira competitiva. Isso é claro e óbvio, já sou veterana. Mas o tempo que eu tiver, um, dois ou três anos a mais, vou fazer o máximo possível. Mas não vai depender só de mim. Depende da academia, da assessoria da academia. Vamos analisar o que for bom. Não tenho que pensar em me aposentar. Só sei que hoje, com 35 anos, sou melhor do era com 20.
Quem quiser assistir à estreia de Duda Yankovich no MMA, contra Jéssica Andrade, poderá acompanhar o Bitetti Combat 12 no canal Combate, na noite deste sábado. A transmissão do evento está programada para ter início às 20h45m (horário de Brasília).

APÓS TREINO LUTADOR DO UFC FICA PELADO.

foto: reprodução/twitter
O blog americano Tito Couture divulgou uma foto em que o campeão meio-pesado do UFC Jon Jones aparece nu, logo após um treino na academia JacksonMMA, em Albuquerque, Novo México. O atleta se prepara para o confronto contra Vitor Belfort no dia 22 de setembro, em Toronto, Canadá. Para mais informações sobre a luta que marca o duelo entre gerações, siga blog Mano a Mano

DONO DO UFC FAZ CAMPEÃO SE SENTIR UM "PEDAÇO DE CARNE".

Não foram as críticas, muito menos as ofensas postadas pelos lutadores que fariam parte do card do UFC 151 que magoaram o campeão Jon Jones, principal acusado pelo cancelamento do evento em que defenderia o cinturão dos meio-pesados do Ultimate Fighting Championship contra Dan Henderson, que se contundiu e deixou o espetáculo a poucos dias de sua realização.
Para Johnny Bones, o pior de toda a situação que resultou no primeiro cancelamento de uma edição do UFC, foi o tratamento recebido pelo presidente Dana White. O manda-chuva da organização – entre outras coisas – disse que o melhor lutador até 93kg em todo o mundo não dava a menor importância para os demais atletas, e conseqüentemente, para o maior palco do MMA na atualidade.
Jones se defendeu ao afirmar, com razão, que é o campeão que mais se mantém em atividade e se revoltou com a maneira com a qual foi tratado pelo dirigente a quem tinha como amigo. “Bones” diz que continuará a fazer o seu melhor pela franquia dentro e fora do octógono e declara não ser necessário haver nenhuma espécie de relação falsa de agora em diante.
“Aquilo realmente machucou… eu não reclamo sobre dinheiro, eu faço o que sou mandado. Sou o campeão que luta muito mais do que qualquer outro campeão. Eu apenas pensei que significava muito mais para ele. Eu pensei mesmo”, disse em entrevista ao programa The MMA Hour.
“Eu nem mesmo olhava para ele como um patrão, eu o via como um amigo, um sócio nos negócios. Eu achei que significava muito para o UFC e eles me fizeram sentir como um pedaço e carne”, continuou.
“Mas é bom ver onde em que situação eu me encontro com ele. Não é preciso haver qualquer tipo de relacionamento falso no futuro. Eu tentarei fazer o meu melhor para o UFC, mas é bom perceber o que significo para ele”, continuou o campeão que não conversa com o presidente desde o cancelamento do UFC 151.
Jon aproveitou para se defender ao sugerir que, se o card fosse tão bom quanto o de outros eventos, não haveria necessidade de cancelamento e também provocou os lutadores que se sentiram prejudicados com a recusa de Jones a enfrentar Chael Sonnen, que havia sido proposto como substituto de Henderson.
“O UFC é conhecido por ter belos cards de luta, desde o início até o fim, até mesmo o card preliminar. Por que aquele não foi o caso? Eu amo o MMA em todos os níveis, então, para todos os lutadores que estão com raiva de mim, não fui eu que basicamente disse que vocês não eram bons o bastante para o pay-per-view.”
O atleta da equipe Jackson MMA também declarou que não se importa com o que pessoas que não pertencem à organização pensam a seu respeito, muito menos lutadores, entre os quais não se sente obrigado a ser popular.
“O meu trabalho não é ser popular entre os lutadores. Eles não pagam os meus cheques, não compram as camisetas do Bones. Não é meu trabalho cuidar de lutadores. Eu poderia me importar menos se algum lutador gosta de mim ou não. Meu trabalho é ir lá, aparecer uma, duas, três vezes ao ano, fazer o meu trabalho e voltar para casa.”
Em relação ao novo adversário, o brasileiro Vitor Belfort, com quem lutará no dia 22 de setembro, ele se diz honrado por enfrentá-lo apesar de não achar que ele merece a oportunidade do desafio pelo cinturão.
“Não acho que ele necessariamente merece a disputa mas eu estou honrado por lutar com ele. Ele é um grande cara, um cara que trabalha duro. Eu respeito muito o Vitor Belfort. É uma honra enfrentá-lo e acho que ele é um oponente digno.
Já sobre Chael Sonnen, que não poupou provocações, Jon promete bater muito no rival quando sua vez chegar. “Chael vai ter a chance dele, e quando isso acontecer, eu te digo que vou bater muito naquele cara. Eu realmente irie”, repetiu.

ANDERSON SILVA BRINCAVA DE BONECA, USAVA VESTIDO E TAMANCO.

foto: UFC
O homem mais temido das artes marciais mistas em todo o mundo usa cremes, é louco por perfumes e fala fino. O campeão peso médio do Ultimate Fighting Championship Anderson Silva é o entrevistado da edição de setembro da Revista Playboy.
O paulista de 37 anos – que é casado com Dayane e é pai dos filhos Kaory, Gabriel, Kalyl, Kauana e João Vitor – afirmou que brincou de boneca com a irmã até os quatorze anos e idade.
"Também botava tamanco, usava vestido", declarou o lutador, que devido à suavidade de sua voz, é considerado homossexual por muitas pessoas.
O “Spider” tem declarado a intenção de retornar ao octógono somente em 2013 e não esconde a vontade de fazer uma superluta contra o campeão meio médio Georges Saint Pierre, que é considerado o segundo melhor atleta peso por peso no mundo.
  Mano a Mano

LUTAR NO MARACANÃ SERIA UM SONHO.

foto: divulgação
Em outubro, o UFC fará sua quarta edição no Brasil em pouco mais de um ano.  Apesar do grande sucesso, a organização ainda não conseguiu realizar o objetivo de promover um evento em um grande palco do futebol. O estádio mais famoso do país, o Maracanã, será reaberto em 2013 e surge como opção para a materialização do plano do presidente Dana White.
Apaixonado por futebol, o campeão peso pena José Aldo se coloca à disposição para uma possível luta no maior do mundo. “O futuro a Deus pertence. Primeiramente, estou focado em defender o meu cinturão, mas caso exista essa possibilidade, seria a realização de um sonho meu” – disse o lutador que já confessou a vontade de se tornar técnico de futebol após pendurar as luvas no MMA.
O manauara, que na última semana recebeu a notícia de que enfrentará Frankie Edgar no UFC RIO III, se mostra confiante para mais esse desafio. “Estou me preparando bem. Claro que teremos que mudar um pouco algumas estratégias, mas estou treinando pesado e me sentindo ótimo” – concluiu o atleta da Integralmédica que se envolveu em um acidente em Copacabana quando sua moto colidiu com um veículo.

UFC TIRA LYOTO DA DISPUTA PELO CINTURÃO.

As polêmicas em torno do cancelamento do UFC 151 sem dúvida deram muito pano pra manga, tanto que o presidente Dana White ainda está precisando esclarecer muitas delas. Mais uma vez o assunto foi sobre as recusas dos lutadores a enfrentar Jon Jones em curto prazo, e porque a organização chegou a anunciar Lyoto Machida como próximo desafiante ao título e depois voltar atrás nesta decisão.

O mandachuva contou ao programa ‘UFC Tonight’ que estava precisando urgentemente dar uma resposta à imprensa e aos fãs sobre as especulações que estavam aparecendo sobre a lesão de Dan Henderson, até então desafiante ao título de Jon Jones. E nessa pressa, acabou deslizando em alguns erros que sabe que não pode cometer, como de anunciar o duelo antes de confirmado. Tudo porque houve um mal entendido entre ele e Ed Soares, empresário de Lyoto Machida.

— Vocês sabem que quando eu faço uma luta, não digo uma palavra até que ambos os acordos sejam assinados e o negócio seja fechado. Mas fiz exatamente o que eu nunca faço, porque estávamos nesta posição. Essa grande conferência de mídia foi no dia seguinte e eu queria ter algumas respostas. E então o Machida estava em uma maldita selva, em algum lugar. Ed me disse: “Ele está na selva. Eu não consigo falar com ele”. Eu disse: “O que você acha?”. Ele disse: “Eu acho que ele vai assumir a luta e não vejo por que ele não assumiria”. Então eu fui com isto, e não deu certo.

No entanto, a decisão do brasileiro recusar ser o desafiante ao cinturão dos meio-pesados (93 kg), alegando que precisava de mais tempo para se preparar, pegou mal para os dirigentes da organização. Dana White contou que, mesmo depois de ter confirmado o carateca para ser o próximo na linha pelo título, quando nocauteou Ryan Bader no dia 4 de agosto, ele terá de mostrar mais uma vez que merece a chance.

— Este é um cara vinha me aterrorizando para uma disputa de título e então ele diz que quatro semanas não é suficiente. Eu disse que tudo bem e segui em frente. Lyoto estava chorando por um cinturão há longo tempo e vocês sabem como são essas coisas. Quando você recusa a oportunidade de lutar, as coisas começam a ir a outro caminho, em outra direção. Foi o que aconteceu para Rashad Evans. Rashad Evans estava fora de combate por um ano e meio. Vamos ver o que acontece. Ele não é o próximo na linha. Ele vai ter que fazer outra luta.

Depois de toda a confusão, Jon Jones vai encarar Vitor Belfort no UFC 152, que será realizado no dia 22 de setembro em Toronto (Canadá). Será a quarta vez que o americano defenderá seu cinturão diante um ex-campeão da organização.

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

SILVO SANTOS NARRA LUTA DE ANDERSON x SONNEN



Foto: Divulgação/SBTA criatividade da galera não para na internet e uma prova disso é um vídeo postado recentemente no Youtube com trechos da luta histórica de Anderson Silva contra Chael Sonnen narrados com a voz e trejeitos  semelhantes ao do apresentador Silvio Santos.

Não passando de uma sátira humorística, a voz de Silvio Santos ‘imitada’ pelo usuário rende boas gargalhadas e você pode conferir no vídeo abaixo incorporado do Youtube.
Assista:

UMA SENHORA DE 61 ANOS SE ARRISCA NO MMA ASSISTA


Um duelo de MMA amador entre duas praticantes de karatê nos Estados Unidos talvez não tenha tanta repercussão, porém, um fato inusitado chamou a atenção à mídia especializada ao saber de que uma das competidoras teria 61 anos e enfrentaria uma jovem de 20 anos, Shelly Hartwell que além de tudo praticava jiu-jitsu.




A senhora Sue Hemenway entrou na luta pelo Michigan Battle League buscando a trocação, em uma apresentação bem amadora, e por volta de 30 segundos acabou sendo facilmente quedada e finalizada como você confere no vídeo abaixo incorporado do Youtube.

ONE FC ADOTA REGRAS DO PRIDE


Foto divulgação

O resultado controverso da luta entre Andrei Arlovski e Tim Sylvia resultou na mudança de regras do One FC. O combate, realizado na última sexta-feira, terminou sem resultado (no contest) após Andrei acertar um tiro de meta no rival. O golpe, que ganhou fama no Pride, só é permitido nas regras da organização após com a liberação do árbitro central.

O One FC decidiu marcar uma nova luta entre os pesos pesados, e uma novidade já estará em vigor a partir da sexta edição do show, no dia 6 de outubro: as regras para os tiros de meta serão as mesmas do Pride. Em resumo, o que muda é a liberação total dos tiros de meta, extinguindo a estranha necessidade de liberação do árbitro central ao uso do golpe.

Vale lembrar que o brasileiro Rodrigo Ximbica perdeu para Phil Baroni na mesma edição de Arlovski x Sylvia, e acabou nocauteado com o uso de tiros de meta. O mesmo aconteceu na vitória de Zorobabel Moreira sobre Roegr Huerta. Em ambos os casos, os atletas esperaram a liberação do árbitro antes de chutar.

MENSAGEM DO MESTRE IRANILSON LIMA LIDER DAS HIKARI's AO PROF. WANDERSON MARCELO

A NOSSA HIKARI CURRAIS NOVOS DO PROFESSOR WANDERSON HIKARIANO QUE TEM LEALDADE DISCIPLINA QUE NOS ORGULHA O SERIDO E REGIÃO ONDE O TRABALHO DE RESGATE DO NOSSO JIU JITSU VENHE SENDO FEITO A CADA DIA E VEM PROSPERANDO A CADA ANO, PARABENS FICO MUITO ORGULHO EM FALAR AOS QUATRO REGIÕES DO RN QUE VC MUDOU A CARA DO JIU JITSU EM CURRAIS NOVOS, VALE LEMBRAR QUE A HIKARI CURRAIS NOVOS ESTA 100 POR CENTO LEGALIZADA NA FJJRN EXEMPLO A SER SEGUIDO.
PARABENS HIKARIANO

PROFESSOR IRANILSON LIMA

sábado, 1 de setembro de 2012

RESUMÃO DA SEMANA

27/8 – Vídeo: Anderson Silva se emociona no Faustão. – Atleta é homenageado e conta detalhes sobre a carreira. http://www.mmaspace.net/noticias/video-anderson-silva-se-emociona-faustao-57299/

27/8 – Bellator crescendo: Reality show e vinda ao Brasil. – Um dos maiores eventos de MMA planeja lançamento de programa sobre lutadores e mira expansão no mercado brasileiro. http://www.mmaspace.net/noticias/bellator-crescendo-reality-show-vinda-ao-brasil-32189/

27/8 – Tragédia: Wanderlei Silva perde o pai após acidente de trânsito. – Holando Pinheiro da Silva, pai de Wand, faleceu após acidente automobilístico no Paraná. http://www.mmaspace.net/noticias/tragedia-wanderlei-silva-perde-pai-apos-acidente-de-transito-2-68518/


28/8 – Minotauro vai virar história de cinema. – Atleta brasileiro será tema de documentário. http://www.mmaspace.net/noticias/minotauro-vai-virar-historia-de-cinema-78015/

29/8 – Maior de todos os tempos? Vitor Belfort exalta Jon Jones. – Lutador brasileiro espanta mundo das lutas ao fazer declaração polêmica sobre o próximo adversário. http://www.mmaspace.net/noticias/maior-de-todos-os-tempos-vitor-belfort-exalta-jon-jones-60448/

29/8 – GSP liberado pelos médicos. – Após longa inatividade um dos principais nomes do MMA mundial está pronto para voltar aos treinos. http://www.mmaspace.net/noticias/gsp-liberado-pelos-medicos-88658/

29/8 – Iiiiiit´s Time!, Locutor do UFC decide inovar o bordão. – Bruce Buffer decide modificar o tradicional slogan para o anúncio das lutas. http://www.mmaspace.net/noticias/iiiiiiiiiiiiiiiits-time-locutor-do-ufc-decide-inovar-o-bordao-96806/

30/8 – Brasileiro na lista: Confira quem luta no TUF 16. – Programa americano anuncia lutadores da próxima edição. Brasileiro está entre os escolhidos. http://www.mmaspace.net/noticias/brasileiro-na-lista-confira-quem-luta-no-tuf-16-14830/

31/8 – Duelo de campeões: José Aldo enfrenta Frankie Edgar no UFC Rio 3. – Lesão de Erik Koch e chegada de Edgar nos penas garantem grande duelo no UFC 153, dia 13 de outubro. http://www.mmaspace.net/noticias/duelo-de-campeoes-jose-aldo-enfrenta-frankie-edgar-no-ufc-rio-3-81491/

GLOBO NÃO SABE SE TRANSMITIRA LUTA ENTRE VITOR X JONES

O evento UFC 152, mesmo com o apelo de Vitor Belfort e seus fãs através do Twitter, ainda é indefinido por meio da Rede Globo, que ainda não sabe se passará o combate, seja ao vivo ou por reprise, conforme divulgado por sua assessoria de imprensa.
Vitor enfrenta o campeão dos meio-pesados, o americano Jon Jones que é um dos maiores lutadores da atualidade. O brasileiro visará conquistar usando sua experiência o título mundial de uma das categorias mais concorridas do UFC.
O evento, tanto com o card preliminar quanto o principal será transmitido pelo Canal Combate na TV fechada e contará com os seguintes combates listados abaixo.
A Globo transmitiu a luta de Anderson Silva e Chael Sonnen no UFC 148 e vem ‘brigando’ para transmitir as lutas fora do Brasil ao vivo em tv aberta, visto que uma cláusula do contrato  com o UFC exige a diferença de 30 minutos para que a emissora o transmita após a luta.
Fique ligado no MMA Space para saber o desenrolar dessa história, se a Globo transmitirá ou não.
Card Principal
  • Jon Jones encara Vitor Belfort
  • Joseph Benavidez encara Demetrious Johnson
  • Michael Bisping encara Brian Stann
  • Matt Hamill encara Vladimir Matyushenko
  • Cub Swanson encara Charles Oliveira
Card Preliminar

  • Igor Pokrajac encara Vinny Magalhães
  • TJ Grant encara Evan Dunham
  • Sean Pierson encara Lance Benoist
  • Jimy Hettes encara Marcus Brimage
  • Seth Baczynski encara Simeon Thoresen
  • Mitch Gagnon encara Walel Watson
  • Kyle Noke encara Charlie Brenneman

ROYCE GRACIE AJUDA O ROY NELSON

O lendário e primeiro vencedor do UFC, Royce Gracie auxilia o ‘gordinho’ Roy Nelson na empreitada de comandar uma equipe no reality show ‘The Ultimate Fighter 16 – Friday’, que estréia dia 14 de setembro na FX americana.
‘Big Country’, como Nelson é conhecido, postou uma foto em sua página no Facebook ao lado do brasileiro, aproveitando para dar uma alfinetada em Dana White.
“Royce e eu discutindo como ele construiu o @UFC, e como ele poderia me ajudar para fazer @danawhite torná-lo melhor.”
O oponente de Roy Nelson que lidera a equipe adversária é Shane Carwin e ambos já começaram a provocar-se antes mesmo do início das gravações.

ESPOSA DE ALDO PEDE PARA QUE MARIDO ARREBENTE EDGAR

O adversário mudou, mas a motivação de José Aldo deve ser a mesma para o UFC Rio 3, que acontece em 13 de outubro na Arena da Barra, na Cidade Maravilhosa. O campeão dos penas (até 65 quilos) recebeu um pedido especial da mulher para “arrebentar” Franck Edgar. Vivianne Pereira escreveu uma mensagem de apoio no Facebook.

— Vamos nessa, amor! Mudou o adversário, mas não mudou o foco. Arrebenta ele

Originalmente, o adversário do brasileiro seria Erik Koch, que acabou sofrendo uma lesão e tendo de ser substituído pelo ex-campeão. Depois da derrota controversa para en Henderson, Edgar ganhou a chance de descer de categoria e logo de cara desafiar o campeão. O norte-americano tenta igualar os feitos de Randy Couture e BJ Penn, os únicos atletas do UFC a conquistar cinturões em categorias diferentes.
Além de colocar o cinturão em jogo, Aldo põe à prova a sua série invicta de 14 vitórias consecutivas. Em três defesas anteriores, contra Chad Mendes, Kenny Florian e Mark Hominick, o brasileiro não deu a menor chance aos adversários.

Confira o card do UFC Rio 3:

- José Aldo x Frankie Edgar;
- Glover Teixeira x Quinton Jackson;
- Erik Silva x Jon Fitch;
- Phil Davis x Wagner Prado;
- Demian Maia x Rick Story;
- Gabriel “Napão” Gonzaga x Geronimo dos Santos;
- Gleison Tibau x Massaranduba;
- Diego Brandão x Joey Gambino;
- Rony Jason x Sam Sicilia;
- Serginho Moraes x Renée Forte;
- Luiz “Banha” Cane x Chris Camozzi;
- Cristiano Marcello x Reza Madadi.
Related Posts with Thumbnails