quarta-feira, 31 de março de 2010

Um descanço

Aê galera informo que o blog irá dar um "time" no período do feriadão e voltará na segunda-feira com mais atualizações; vou curtir uma praia ao lado de minha esposa e de meu filho que está para chegar valeu e até segunda!!!!!

Campeão mundial e internado em clinica

O campeão mundial dos pesos leve do Conselho Mundial de Boxe Edwin Valero está internado em uma clínica de reabilitação para tratar o vício em álcool e drogas, segundo informaram seus advogados.
A equipe do pugilista confirmou a entrada de Valero em uma clínica na cidade de Mérida, na Venezuela, sob ordens judiciais. Ele se envolveu em um caso em que é acusado de problemas com sua mulher, em que ainda teria ameaçado médicos que a tratariam e, posteriormente, resistido a prisão.
Mesmo quando for liberado do centro em que está internado, Valero, de 28 anos, terá de fazer tratamento para controle de sua raiva.
Quando foi preso, na semana passada, Valero deu positivo em testes para álcool e drogas. Segundo sua equipe de advogados, ele tem um caso de hiperatividade e sofre de depressão.
Sua mulher Jennifer Carolina Viera estava no hospital quando Valero foi preso, acusado de brigar com um médico e uma enfermeira. Ela estava tratando uma série de lesões, que poderiam ter sido feitas pelo próprio pugilista, mas ele nega a violência doméstica.
A versão dada por Valero é de que ela caiu de uma escada. Esta não é a primeira confusão em que o lutador se envolve. Em 2007, Valero foi acusado de ter agredido sua mãe e sua irmã após discussão familiar.
Valero é o melhor venezuelano no boxe atualmente. Invicto em 27 combates, ele foi campeão dos superpenas e, em fevereiro, defendeu pela segunda vez seu cinturão dos leves. Ele derrotou no México Antonio DeMarco, no nono assalto.



Lutador Marcelo Dourado Ganha o BBB10

Aos 37 anos, o lutador gaúcho Marcelo Dourado ganhou, na noite de terça-feira (30), o prêmio de 1,5 milhão de reais do Big Brother Brasil 10. Ele ficou com 60% dos 154.878.460 votos recebidos pelo programa na última votação, um número que já entrou para a história da TV. “O BBB10 bateu o recorde mundial”, anunciou o apresentador, Pedro Bial. A dentista Fernanda conquistou o segundo lugar e o personal trainer Cadu, o terceiro. Na entrevista que deu após sair da casa, Dourado atribuiu a vitória à educação que recebeu da família, e dedicou a conquista a seus professores de lutas marciais. No chat, realizado logo depois, afirmou que o grande jogador é o público. “O mérito maior é de quem votou em mim.”
Fonte:Globo.com



Gleison Tibau vs. Caol Uno

Conheça as caracteristicas do oponente do potigur Tibau!


Caol Uno (Kanagawa, 8 de maio de 1975, em japonês: Uno Kaoru) é um lutador japonês.
Estreou no artes marciais misturadas (MMA) em 1996 no Shootoo onde perdeu para Hayato "Mach" Sakurai. Em 2001 integrou o Ultimate Fighting Championship. Em 2005 estreiou no K-1 HERO'S,depois lutou no DREAM onde bateu Mitsuhiro Ishida,grande nome da época. Em 2009 fez sua reestreia pelo UFC tendo perdido para o veterano Spencer Fisher por decisão Unânime.




Apelido Uno Shoten

Altura 170 cm
Peso 70 kg
Nacionalidade Japonês
Data de Nascimento 8 de maio de 1975
Cidade Natal Kanagawa
Equipe/Associação Wajyutsu Keisyukai Tokyo

CARTEL
Vitórias 27

Por Nocaute 2
Por Finalização 13
Derrotas 12
Empate 5
Modalidade Wajyutsu, Wrestling

Nota do Blog: A nossa academia estará em peso assistindo o evento, torcendo pelo nosso representante do estado, Força! Tibau, força!!!!

UFN - 21 promete grandes lutas

Tudo pronto em Charlotte para a edição de numero 21 do UFC Fight Night. O evento trará como atração principal a estréia de Takanori Gomi na organização diante do americano Kenny Florian. Além do esperado debute do astro japonês, o show contará com cinco brasileiros em ação.

Em busca de sua primeira vitoria no UFC Lúcio Linhares encara o experiente japonês Yushin Okami, Rafaello “Trator” medirá forças contra Andre Winner e Mário Miranda fará sua estréia no Ultimate diante de Gerald Harris.
Além dos citados acima, Ronys Torres, que vem de derrota para Melvin Guillard, tentará a reabilitação contra Jacob Volkmann e se diz preparado
“Venho estudando o jogo dele e acredito que ele também está me observando. O Jacob é do wrestling, vou procurar trocar em pé com ele ou partir para finalização, não quero deixar a luta na mão dos juízes. Minha estratégia é usar meu jiu-jítsu e estou muito bem preparado”, disse.
Já Gleison Tibau, que vem de boa vitoria sobre Josh Neer no UFC-104 terá pela frente o experiente japonês Caol Uno
“Desafiar lendas do esporte é o desejo de qualquer atleta, pois possibilita o crescimento na carreira de quem os vencem. Tenho certeza que só tenho a ganhar se conseguir uma vitória”, afirmou o brazuca.
Confira o card completo do evento que terá transmissão ao vivo do canal Combate a partir das 21 horas.

Card principal:
- Kenny Florian vs. Takanori Gomi;
- Roy Nelson vs. Stefan Struve;
- Nate Quarry vs. Jorge Rivera;
- Ross Pearson vs. Dennis Siver;
Card preliminar:
- Rob Emerson vs. Nik Lentz;
- Gleison Tibau vs. Caol Uno;
- Rafaello “Trator” Oliveira vs. Andre Winner;
- Ronys Torres vs. Jacob Volkmann;
- Gerald Harris vs. Mário Miranda;
- Charlie Brenneman vs. Jason High;
- Lúcio Linhares vs. Yushin Okami.

Quero largar o "CRAK"

Fernando Tererê sempre foi sinônimo de alegria nos tatames. Foi lutando assim que Tererê conquistou muitos fãs e inspirou alguns lutadores da nova geração como Michael Langhi e Lucas Lepri. Admirado por todos, quem convivia ao seu lado sabia que ele era capaz de dar a sua cama e dormir no chão. No morro do Cantagalo, onde nasceu e foi criado, recebeu muitos amigos como Ronaldo Jacaré, e no seu projeto social tirou muitos jovens das drogas. Em São Paulo, onde montou a academia TT Jiu-Jitsu com Eduardo Telles, o faixa-preta lapidou e formou campeões como André Galvão e Rubens Charles Cobrinha.
Bicampeão mundial e considerado um dos maiores nomes da história do Jiu-Jitsu, Tererê não lutava desde o trauma que passou em 2004, quando permaneceu detido numa prisão dos Estados Unidos por dois meses por ter se desentendido com componentes da tripulação de um vôo que vinha para o Brasil. “Depois deste episódio do avião, muitos amigos deram as costas, perdi muitos contatos e muita gente que me ajudava passou a não me ajudar mais. Perdi muito dinheiro e a partir daí o meu chão desabou e passei a usar drogas”, revela Tererê, em uma conversa por telefone na tarde de hoje, onde pela primeira vez falou sobre o seu problema com as drogas.
Na entrevista, Tererê revelou que começou a usar maconha ainda em 2004 e que em seguida avançou para o crack. “Isso não é vida para ninguém, ainda mais para quem foi atleta como eu. Passei por momentos muito ruins. Cheguei a dormir na rua e ficar dias sem aparecer em casa. Mas agora está tudo mais fácil, porque eu quero largar o vícío. Antes eu não queria deixar de usar o crack, mas hoje eu quero largar e isso facilita o tratamento. Não vou mentir que eu fumo um maço de cigarro por dia, porque as vezes eu tenho vontade de usar drogas e o cigarro segura a minha onda. Mas isso não me faz bem e eu quero largar”.
Depois de quatro meses internado em uma clínica para dependentes químicos, em São Paulo, Tererê só pensa em voltar para casa. “Acabei de sair da clínica. Foi muito difícil este tempo que fiquei internado, mas respeitei a lei e segui o tratamento. Agora quero voltar para casa e ficar com a minha família. É lá que está a minha tranquilidade”, disse o faixa-preta, que já pensa em treinar e faz planos para voltar a competir. “Agora estou na casa do meu primo Leu (Leandro Martins) em São Paulo. Ele está me dando muita força. Quero voltar a treinar e se tiver oportunidade eu quero voltar a competir. Por enquanto estou sem professor, mas assim que alguém quiser me dar aulas eu volto a treinar”, afirmou.
Sem acompanhar os campeonatos de Jiu-Jitsu desde o incidente de 2004, Tererê não conhece a nova geração de lutadores, mas ao saber que muitos jovens se espelharam nele, o faixa-preta se mostrou muito feliz. “É mesmo? Fico muito feliz em saber isso. Que bom que as pessoas lembram do que eu fiz de bom para o esporte”. No período em que ficou internado, Tererê recebeu muito apoio de nomes como Kyra Gracie, Marcelinho Garcia, Rômulo Barral, Lucas Lepri, Michael Langhi e de seu fiel amigo, Elan Santiago, só para citar alguns. Ao saber através da nossa conversa alguns dos nomes que o ajudaram, Tererê fez questão de agradecer. “Eles são meus amigos e estou feliz que eles tenham me ajudado. Espero poder retribuir um dia. Obrigado”, finalizou
Fonte Tatame.com.br

Nota do Blog: Estamos na torcida pela recuperação do Campeão e queremos ainda ve-lo fazendo o que realmente sabe lutar Jiu-Jitsu. 

terça-feira, 30 de março de 2010

Jogos Sul-Americanos: Karatê estreia com cinco medalhas

Quatro medalhas de prata e uma de bronze. Este é o saldo do karatê brasileiro em sua estreia nos Jogos Sul-Americanos de Medellín. No kata masculino, Marco Sá foi superado pelo venezuelano Antonio Dias.
No kumitê feminino, Valéria Kumizaki (-55Kg) foi derrotada pela Chilena Jessy Contreras, enquanto que Jessica Candido (-50Kg) parou em outra chilena, Gabriela Budrin. O resultado classificou Valéria e Jessica para os Jogos Pan-americanos Guadalajara 2011.
A outra medalha de prata foi no kata por equipe masculino. A medalha de bronze foi conquistada por patrícia Shimon.
Os combates prosseguem neste sábado na localidade de Rionegro.

No boxe, Brasil é liderado por mulheres e tem 4 ouros no Sul-Americano

O boxe brasileiro encerrou na noite de sábado uma boa participação nos Jogos Sul-Americanos de Medellín, com um total de 11 medalhas, sendo quatro delas de ouro. Além dos campeões, sendo um no masculino e três no feminino, o país teve duas pratas e cinco bronzes.

O paraense Myke Carvalho foi um dos vencedores, superando na decisão o colombiano Miguel Escandon por 11 a 4 em Medellín.
"Esse resultado não significa somente um título, mas sim uma vida de batalha e dedicação ao boxe. Estou neste esporte desde os 10 anos e integro a seleção há oito anos. Pretendo conseguir uma medalha olímpica e encerrar minha carreira", disse ele.
A delegação feminina brasileira saiu da competição com um aproveitamento de 100%, com as vitórias de Erica Matos, Adriana Araújo e Andreia Bandeira.
O boxe feminino foi integrado às Olimpíadas e fará sua estreia nos Jogos de Londres, em 2012.

Confira as medalhas:
Ouro
64 kg - Myke Carvalho
51 kg - Erica Matos
60 kg - Adriana Araújo
75 kg - Andreia Bandeira

Prata
51 kg - Juliao Neto
60 kg - Everton Lopes

Bronze
69 kg - Esquiva Florentino
75 kg - Yamaguchi Florentino
81 kg - Washington Silva
91 kg - Rafael Lima
+91 kg- Marcelo Cruz

Seminario com a PM do RJ

Na última sexta-feira (26), estrelas do Jiu-Jitsu, MMA e Luta Livre se reuniram em um seminário no Centro de Saúde Mental, Física e Desporto da Policia Militar, no Rio de Janeiro. Na primeira etapa do Curso Progressivo da Força Pelo Método de Defesa, Ricardo Arona, Eurênio Tadeu, Amaury Bitetti e Rodrigo Artilheiro, entre outros, compartilharam seus conhecimentos com os policiais, que já iniciaram seus treinamentos visando a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos respectivamente em 2014 e 2016.

Fonte Tatame.com

Ryan Couture, filho da lenda do UFC Randy Couture em luta pôlemica


Ryan Couture, filho da lenda do UFC Randy Couture, fez sua última luta de MMA como amador na semana passada, e terminou em polêmica. No final do segundo assalto, Couture, que havia vencido cinco das seis lutas anteriores, foi pego num justo triângulo contra Sean Bollinger, mas não bateu. Ao soar do gongo, Ryan apagou, recuperando a consciência logo em seguida. O corner de Sean comemorou, mas o árbitro avisou que Couture havia desmaiado após o término do round, portanto a luta continuaria. Após muita confusão, a luta recomeçou e, na decisão dos juízes, deu empate.

André Galvão estreia bem no Strikeforce

André Galvão estreou com vitória no Strikeforce Challengers 7, no último final semana, contra o americano Luke Stewart. Campeão mundial e panamericano de jiu-jitsu, Galvão sofreu nas mão do oponente. Ao levar a luta para o chão, o brasileiro tentou impor o seu jogo, mas acabou raspado duas vezes. Arriscando posições no solo e aceitando a trocação, Stewart levou o combate até o fim. A luta acabou com vantagem para Galvão, que ficou com a vitória na decisão dos juízes.
Fonte:MMAsul

sexta-feira, 26 de março de 2010

Alguns alunos da Academia



Essa uma peguena parte do Jiu-Jitsu de Currais Novos/RN.

DIA FELIZ

AVISO A TODOS MEUS AMIGOS,  ALUNOS E TAMBÉM SEGUIDORES DO BLOG QUE ESTARÁ CHEGANDO EM BREVE O MAIS NOVO PRATICANTE DE JIU-JITSU.
RECEBI A MARAVILHOSA NOTÍCIA QUE SEREI PAPAI !
SÓ NÃO SEI AINDA, SE COMPRO KIMONO AZUL OU ROSA. MAS ISSO NÃO IMPORTA QUE VENHA TRAZENDO SAÚDE E AMOR A TODO NÓS.

"LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO ... PARA SEMPRE SEJA LOUVADO."
ESTOU MUITO FELIZ...

Campeão pode deixar Box por pedido de sua mãe

O filipino Manny Pacquiao pode se aposentar em breve, segundo o jornal inglês The Guardian. Atual campeão mundial pela Organização Mundial de Boxe na categoria meio-médio, o pugilista afirmou que poderia largar o esporte por causa de um "pedido" de sua mãe.
Segundo Pacquiao, sua mãe tem feito promessas para que ele largue o esporte. Aos 31 anos, o filipino já disputou 56 lutas na carreira, com 51 vitórias (38 por nocaute) e apenas três derrotas.
Ao The Guardian, Pacquiao afirmou que tinha prometido encerrar a carreira em novembro, após a luta contra Miguel Cotto, mas adiou os planos. Após as cobranças da mãe, o filipino afirmou que "não sabe o que dizer a ela", admitindo que encerrará a carreira em breve.
Fonte: esporteterra

Thiago “Pitbull” Alves está fora

Baixa de última hora no UFC-111. O brasileiro Thiago “Pitbull” Alves está fora do evento que acontece neste sábado, nos Estados Unidos. Segundo diversos sites internacionais, o atleta tupiniquim foi barrado pela Comissão Atlética devido a uma lesão arterial no cérebro. Com isso, a esperada revanche contra Jon Fitch foi cancelada.
Com a baixa no card, o duelo entre Fabrício “Morango” e Kurt Pellegrino, que estava programado para acontecer entre as lutas preliminares, foi transferido para o card principal.
Fonte Superlutas

Wand analisa luta entre Anderson e Demian

A luta principal do UFC 112 terá Anderson Silva e Demian Maia frente a frente pelo cinturão dos pesos médios do UFC. Ex-campeão do Pride, Wanderlei Silva conhece bem os dois atletas. Ex-companheiro de Anderson na Chute Boxe, Wand tem afiado a trocação de Demian em Las Vegas.
“Acho que vai ser uma luta muito interessante”, aponta o Cachorro Louco, em conversa com a TATAME. “Muita gente está achando que o Demian não tem chance, mas eu acho que tem. Ele é um cara muito talentoso, disciplinado. Acho que o Demian bem treinado tem muitas chances de ganhar. A mesma chance que o Anderson tem de nocautear, o Demian tem de finalizar”, analisa.
Campeão do UFC há bastante tempo, Anderson está com novas ameaças ao seu título. Nomes como Demian e Vitor Belfort são apontados como fortes candidatos a tentar tirar o atleta do seu trono no maior evento do mundo, mas Wanderlei acredita que Demian tem mais chances do que Belfort.
“Eu acho que o Demian é mais perigoso porque o Belfort luta mais em pé, e em pé o Anderson é imbatível. Eu já treinei com o Anderson e o Boxe dele se compara a de boxeadores profissionais. O cara que quiser trocar com ele está ferrado. Ele é longo, alto e tem um alcance muito bom”, disse, apontando o caminho para Demian. “A chance dele é entrar e botar pra baixo, aí ele tem alguma chance. Se ficar em pé é complicado”.

Fonte: Tatame

5 medalhas para o Brasil na Colômbia

No primeiro dia de disputas da Luta Olímpica nos Jogos Sul-Americanos, os atletas do estilo Greco-Romano foram os primeiros a entrarem em cena. Dos sete atletas que pisaram no tapete, cinco conquistaram medalhas. Ângelo Moreira, Felipe Macedo, Marcelo “Zulu” Gomes, Davi Albino e Maicon Steindorff conquistaram o bronze nas categorias 66kg, 74kg, 84kg, 96kg e 120kg, respectivamente.
“Os rapazes do Greco representaram bem o Brasil. Sempre podemos melhorar, porém cinco medalhas foram acima das expectativas”, ressaltou Pedro Gama Filho, presidente da CBLA, direto de Medelín. Hoje é a vez das meninas do Brasil a entrarem em ação. Laís Nunes, Joice Silva, Dailane Gomes e Gilda Maria estão motivadas para competir na Colômbia, apesar da triste notícia do corte da companheira de seleção Susana Almeida por uma lesão na panturrilha esquerda. “Vamos lutar com mais garra do que nunca, principalmente pela Susana, que infelizmente não competirá devido à lesão”, comentaram as meninas em coro por Susana.
Fonte:Tatame.com

quinta-feira, 25 de março de 2010

Wanderlei encara Yoshihiro Akiyama no UFC 116


                                           
Wanderlei Silva enfrentará o judoca Yoshihiro Akiyama no UFC 116, programado para o dia 3 de julho. A informação foi dada pelo site Fighters Only, confirmando os rumores que surgiram após a vitória de Wanderlei sobre o inglês Michael Bisping, no UFC 110. Essa será a 16ª luta entre o Cachorro Louco e um atleta japonês. Detalhe: são 15 vitórias para o brasileiro.
Em conversa com a TATAME, Rafael Cordeiro, treinador de Wand, comentou esse tabu. “Independente disso, vamos treinar como se fosse o primeiro japonês da vida dele. O que passou, passou. Temos que pensar daqui pra frente e só lembrar das vitórias boas”, disse, analisando a luta. “O Wanderlei quer essa luta, e é uma boa luta para ele. O Akiyama joga aberto, vai para a luta franca e gostamos disso. A gente se sente mais confortável assim... Vamos buscar a vitória mais uma vez”, finalizou Rafael.
Fonte: tatame.com

Campeão mundial de boxe troca luvas pelo futebol


Atual campeão dos pesos pesados da Federação Internacional e da Organização Mundial de Boxe, Vitaly Klitschko aceitou o desafio do polonês Albert Sosnowski, marcado para o dia 29 de maio. A luta será realizada no Estádio Veltins-Arena, em Gelsenkirchen, mesmo lugar da coletiva de imprensa em que a luta foi oficializada nesta quinta-feira.
Apelidado de "Punho de Ferro", o ucraniano deseja tentar sua 55ª vitória em 58 lutas na carreira no estádio do Schalke 04.
Na última luta, Klitschko só conseguiu nocautear o americano Eddie Chambers a cinco segundos do final do 12º round.





UFC banido da TV alemã:

Por conta de uma suposta “violação à dignidade humana” devido à “violência excessiva” o UFC foi banido da TV Alemã pelo comitê que regulamenta os programas exibidos por lá. O chamado “ground and pound”, ato de controlar o oponente no solo enquanto desfere socos, foi um dos argumentos usados para o banimento desse tipo de evento. A notícia é um passo largo para trás nas pretensões do UFC de se firmar na Europa.
Sherdog banido do UFC:

Duas horas antes do UFC on Versus tomar curso, o maior site de MMA do planeta, o Sherdog, foi impedido de cobrir o evento. E daqui pra frente não será mais credenciada para nenhuma edição do UFC. Dana White, promotor dessa organização, disse que “não interessa” a razão do banimento do Sherdog. Entre 2005 e 2009 o site americano foi proibido de cobrir o UFC e a história se repete mais uma vez.
Palavras Josh Gross, ex-editor chefe do Sherdog:
- Duas horas antes de as portas se abriram domingo no Centro 1stBank em Broomfield, Colorado, um oficial do informou ao UFC Sherdog.com - o maior site de mídia independente MMA na Web, o parceiro de conteúdo oficial MMA para ESPN.com, e minha casa como um executivo editor de 2004-2008 - que o seu acesso foi banido por tempo indeterminado por causa de uma “decisão executiva”.
Fonte: gustavonoblat.blog.terra

Golpes na cabeça afetam o olfato de lutadores

Em estudo que acaba de ser publicado, os pesquisadores oriundos do Departamento de Otorrinolaringologia, Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital Universitário de Colônia (Alemanha), analisaram se impactos com traumas recorrentes à cabeça afetavam a função olfatória de lutadores de modalidade com predominância de golpes traumáticos (Strikers).
A hipótese a ser testada era se os atletas teriam a função olfativa reduzida. Cinquenta atletas do sexo masculino foram submetidos a olfatometria (”medida de odores”). Além disso, foram submetidos a endoscopia nasal e responderam a um questionário detalhado sobre seu histórico médico e desportivo. Esses dados foram correlacionados com os dados normativos de indivíduos saudáveis.
Os pesquisadores verificaram que o limiar olfativo e de identificação de odores foram significativamente menores em lutadores, apesar de a discriminação de odores não ser afetada. Observou-se que houve correlação entre o desempenho de identificação de odor e a capacidade de amortecimento das luvas, ou seja, quanto mais acolchoadas eram as luvas do adversário, melhor era o desempenho de identificação de odor, e, portanto, pareceu ser uma medida de proteção em relação ao sentido do olfato nesse grupo de indivíduos.
Vale ressaltar que no MMA, as luvas são ainda mais finas (e menos acolchoadas) do que no Boxe, apenas protegendo as mãos de quem soca. Mesmo com a utilização de luvas mais acolchoadas do que no MMA, no Boxe, os traumas recorrentes na cabeça afetaram a função olfativa, especialmente pela redução do limiar olfativo.
Esses resultados podem ser extrapolados com algumas reservas para o MMA, pois nessa modalidade, a totalidade de golpes que o lutador absorve na luta não se concentra somente no segmento de golpes traumáticos: devem ser consideradas as técnicas de projeção e solo, evidenciando, desse modo, menor recorrência de golpes traumáticos na cabeça comparando com o Boxe.
Os autores deste estudo concluíram alertando que o amortecimento das luvas pode servir de proteção e deve ser aumentada para salvaguardar os desportistas de danos físicos.
Referência:
Vent J, Koenig J, Hellmich M, Huettenbrink KB, Damm M. Impact of recurrent head trauma on olfactory function in boxers: A matched pairs analysis. Brain Research, 2010.

Por Leandro Paiva, do blog e autor do livro Pronto Pra Guerra:

quarta-feira, 24 de março de 2010

Fabrício Werdum X Fedor Emelianenko

Fabrício Werdum será o próximo adversário de Fedor Emelianenko. A luta, cotada há bastante tempo, foi confirmada pela organização do evento para o final de junho nos Estados Unidos. “Dizem que não tenho condições, mas eu estou treinando, estou me dedicando e vou ganhar do Fedor”, adianta Werdum.
Em conversa com a TATAME, Werdum já comentou o confronto. “Já tenho estratégia traçada. Não posso pegar um cara como o Fedor no braço. Se eu pego ele no braço ele não vai bater, nem na perna. Eu posso esticar, mas ele não vai bater. Mas eu já tenho o caminho”, garante, deixando o segredo guardado a sete chaves. “Vou entrar para a história do MMA. Ganhei do irmão do Fedor, um cara muito bom de Boxe, e ele não me deu um soco. Fiz o Jiu-Jitsu puro, botei pra baixo, fiquei na meia guarda e finalizei no katagatame... Saí limpinho”.
Preparando uma estratégia para bater o russo, Werdum explica que um dos pontos principais no jogo tem que ser a explosão. “Vi que eu estava sem explosão nas minhas últimas lutas, e nessa luta contra o Fedor eu preciso disso. Indicaram o Ken e já estou sentindo uma diferença muito forte. Não é só o kettlebell, mas todo o treinamento que estou fazendo, com sacos de areia também”, conta, dando uma de Usain Bolt. “Estou fazendo muita corrida. Levanto seis da manhã e vou correr no campo de futebol americano da Universidade de Santa Mônica”.
Treinador de Fabrício nos Estados Unidos, Rafael Cordeiro está animado para a luta. “A expectativa é de vitória, independente do adversário. A diferença dessa luta do Werdum para as outras do Fedor é que vamos aplicar fundamentos que os outros não aplicaram. Vamos ver onde as pessoas poderiam ter vencido, mas não aproveitaram”, explica, apontando que o caminho para a vitória contra o russo pode vir através do Jiu-Jitsu de Werdum. “Sabendo das qualidades dele, estamos visando o Jiu-Jitsu para essa luta”.



Sucesso no campê de Kyra Gracie

Tricampeã mundial de Jiu-Jitsu, Kyra Gracie comandou um camp só para mulheres entre os dias 24 de fevereiro e 3 de março no Rio de Janeiro, e o resultado foi um sucesso. O cronograma foi bem variado e intenso. Além de aulas com a faixa-preta, o camp contou com passeios ao Pão de Açúcar e Corcovado, treino de Boxe na Nobre Arte, aula de ginástica natural na praia, subida à Pedra da Gávea, entre muitas outras atividades. 
Fonte: Tatame.com

UFC 114 terá ex-campeões


Demorou, mas o UFC finalmente confirmou a aguardada luta entre os ex-campeões Quinton “Rampage” Jackson e Rashad Evans. O duelo, que estava programado para o UFC 108, foi adiado devido aos compromissos de Rampage com as gravações do filme “Esquadrão Classe A”, mas tudo foi contornado e ele estará de volta no dia 29 de maio, data em que o UFC realiza sua 114ª edição em Las Vegas, Estados Unidos. Na mesma noite, o evento terá Forrest Griffin, outro ex-campeão da categoria, enfrentando Rogério “Minotouro” Nogueira. Os brasileiros Luiz Banha e Thiago Tavares também devem pintar no card.
Fonte:Tatame.com.br

Bananada conquistou o cinturão do Shooto Brasil

Bananada conquistou o cinturão do Shooto Brasil no último fim de semana, numa revanche contra Giovane Diniz. A 15ª edição do evento aconteceu no bairro do Flamengo, no Rio de Janeiro, na casa de Giovane. Como diz Bananada: "Coloquei água no chopp deles". Ele se refere à torcida, toda contra. O lutador sorri quando lembra que na plateia apenas quatro amigos estavam do seu lado, um deles vindo de São Paulo, um de Minas Gerais e dois de Rio das Ostras (RJ). Radiante com o título dos pesos-leves do Shooto Sulamericano, Paulo conta ao MMA Sul como foi o combate.
"Cara, foi uma das melhores sensações da minha vida. E melhor que devolver a derrota, foi ganhar da forma como ganhei. Comecei dando uma canelada, em seguida trocamos socos e eu coloquei pra baixo. A luta foi nesse ritmo, procurava uma troca rápida e derrubava, trabalhando o ground and pound e batendo dos '1oo kg'. Agora é descansar um pouco, mas estamos negociando com um evento grande nos Estados Unidos, ainda não posso revelar nada."
Fonte: MMAsul

terça-feira, 23 de março de 2010

Lojinha WGT HIKARI


Camisa da academia WGT Jiu-Jitsu
Compre já a sua!

Evento em Santa Cruz

Grande evento de MMA em Santa Cruz / RN
Reunindo os melhores lutadores de suas categorias será impredivel!!!!

Como evitar o roubo de sua MOTO

Está cada vez mais perigoso andar de moto. O número de furtos só aumenta e muita gente se pergunta o que pode fazer para minimizar este problema. Veja algumas dicas para dificultar ou até mesmo inibir a ação dos bandidos. Se alguém tiver mais alguma dica a dar, por favor comente.

Quando você está longe da moto

1) Tenha um segredo antifurto e use-o ao estacioná-la. É tão barato, simples e funcional que todos deveriam ter.
2) Tenha um alarme com sensor de presença. Prefira os modelos discretos, que não fazem barulho nem acendem luzes ao serem acionados ou desligados. O sensor de presença anda com você e quando ele está longe da moto, o alarme se arma sozinho, sem avisar a todos em volta que isso aconteceu.
3) Compre um bom cadeado de disco e use-o ao estacionar a moto. Ele dificulta a ação do bandido, que dificilmente conseguirá se livrar do cadeado e levar a moto rodando. Para levar, só se ele colocar a moto em cima de uma caminhonete ou furgão.
4) Compre uma boa corrente de aço e use-a sempre que estacionar na rua. Procure amarrar sua moto a algo fixo no chão, como um poste ou uma grade. Se você estiver junto de um amigo que também tem moto, pode prender uma na outra, isso certamente dificultará muito a ação do ladrão.
5) Evite estacionar a moto na rua. Por melhores que sejam os acessórios de segurança, o ladrão pode simplesmente encostar um furgão ao lado da moto e colocá-la para dentro (principalmente se for uma moto pequena). Além disso, o ladrão pode ficar vigiando a moto até que você chegue perto dela, para então te assaltar. O melhor é sempre colocá-la em um estacionamento.
6) Se a garagem da sua casa tem portão de grade, que permite às pessoas que estão na rua enxergarem dentro da sua garagem, então o troque por um fechado, ou coloque algumas placas opacas para tapar a visão de quem está do lado de fora..

Quando estiver junto a moto

1) Não pare para conversar com seus amigos na rua enquanto fica em cima da moto, ou próximo dela, mesmo que isso seja na rua da sua casa. O ladrão sempre chega de surpresa e te rende. Nunca fique perto da moto se não estiver rodando com ela. Estacione e então vá ver seus amigos.
2) Quando estiver pilotando, não se distraia. Evite parar em semáforos e cruzamentos, fique observando de longe para ver se ele está fechado, e se estiver, diminua a velocidade para dar tempo de ele abrir antes de você chegar e ter que parar.
3) Pilote atento ao trânsito. Alguns casos de assalto acontecem quando um carro fecha você, te derrubando ou obrigando-o a parar. Isso pode ser evitado se você estiver atento e conseguir se esquivar a tempo.
4) Não tente fugir de uma perseguição com uma moto maior que a sua. Alguns ladrões usam motos esportivas para abordar as vítimas. Se este for o caso, reconheça que não há o que fazer e simplesmente entregue a moto. Se o ladrão perguntar sobre alarme na moto, entregue o sensor, não vale a pena arriscar sua vida.
5) Quando estiver chegando ou saindo de casa, sempre observe o movimento da sua rua. Se vir alguém suspeito te observando, passe reto e não pare em casa. Dê umas voltas e espere uns 5 minutos para passar lá de novo. Se o sujeito ainda estiver lá, então passe reto novamente, vá para um lugar seguro e ligue para a polícia. Peça para que escoltem você até a sua casa

Rafael Cordeiro vibra com o “novo” Wand

Treinador de Wanderlei Silva na época em que o atleta lutava pela Chute Boxe, Rafael Cordeiro se juntou ao casca-grossa nos Estados Unidos e comemorou a primeira vitória da parceria no UFC 110, que aconteceu mês passado na Austrália.
“A gente ficou muito feliz com isso. Estávamos esperando por essa vitória há muito tempo, mais uma vez o grupo está de parabéns. A ajuda que tivemos do nosso camp foi maravilhosa”, vibra Rafael, que contou com a ajuda de nomes como Mark Muñoz, “King Mo” Lawal e Renato Babalu. “Foi muito bom, uma coisa que esperávamos há muito tempo. O Wanderlei merece por tudo o que ele fez, retomou o rumo das vitórias”.
Após o triunfo sobre Michael Bisping, o retorno de Wanderlei ao octagon deve ser contra o atleta japonês Yoshihiro Akiyama. Rafael não confirma a luta, mas comenta. “O Wanderlei quer essa luta, e é uma boa luta para ele. O Akiyama joga aberto, vai para a luta franca e gostamos disso. A gente se sente mais confortável assim... Vamos buscar a vitória mais uma vez”, garante.
Para os supersticiosos, a luta será boa para Wand, que nunca perdeu para um japonês. “Graças a Deus”, comenta, lembrando que o ex-campeão do Pride já bateu 15 japoneses em sua carreira. “Independente disso, vamos treinar como se fosse o primeiro japonês da vida dele. O que passou, passou. Temos que pensar daqui pra frente e só lembrar das vitórias boas”, decreta

ANIMADO PARA WERDUM X FEDOR

Além da próxima luta de Wanderlei, o treinador está focado na luta ainda não confirmada entre Fabrício Werdum e Fedor Emelianenko no Strikeforce. “A expectativa é de vitória, independente do adversário. A diferença dessa luta do Werdum para as outras do Fedor é que vamos aplicar fundamentos que os outros não aplicaram. Vamos ver onde as pessoas poderiam ter vencido, mas não aproveitaram”, explica.
E as credenciais de Werdum no Jiu-Jitsu são um caminho provável. “Sabendo das qualidades dele, estamos visando o Jiu-Jitsu para essa luta”, conta, ajudado por uma grande equipe. “Estamos treinando muito com o “King Mo” (Lawal), Mark Muñoz, Bruno Paulista, Renato Babalú... Tem uma garotada muito boa no Jiu-Jitsu que está ajudando bastante”, finaliza. Apesar do Strikeforce ainda não confirmar a luta, Werdum já está treinando para Fedor.

Por Guilherme Cruz

Foto Josh Hedges

Nova versão do Karatê Kid não terá o "Daniel Larusso"

O ator Ralph Macchio, famoso por ter protagonizado a série “Karatê Kid”, afirmou que não pretende participar do remake do primeiro filme, de 1984.
A nova versão trará o filho de Will Smith, Jaden, no papel principal.
Segundo o tabloide inglês "The Sun", Macchio decidiu se manter afastado do projeto em respeito aos fãs da produção original.
"Meu único envolvimento com o filme foi ter uma conversa com Will Smith e Jaden. Não tenho a menor vontade de participar ou fazer uma ponta, porque ninguém quer ver Daniel LaRusso aos 40", brincou.
O astro revelou, porém, que está curioso para assistir a nova produção. "Estou ansioso para ver o filme, mas é estranho porque venho trazendo esse nome e esse personagem comigo por 26 anos."

segunda-feira, 22 de março de 2010

Grande evento de Jiu-Jitsu


Grande evento na cidade de Mossoró/RN será imperdivel 

Davi e Golias - "Aqui Golias vençeu!"

Com 2,05m, o paranaense Rafael Silva, de 22 anos, derrotou o peruano German Correa, que tem apenas 1,70m, com um ippon, na final da categoria Open do judô nos Jogos Sul-Americanos de Medellín, e ficou com a medalha de ouro. A disparidade entre as alturas dos oponentes deste domingo de deve ao fato de os judocas terem sido indicados por suas delegações, independentemente do peso.
Rafael Silva, que anteriormente já havia vencido em sua categoria (para atletas com mais de 100kg), também integra a equipe do Exército Brasileiro, que se prepara para os Jogos Mundiais Militares.
Nas outras disputas do dia, na categoria até 48 kg, Daniela Polsin ficou com a prata ao ser derrotada pela argentina Paula Pareto, medalha de bronze nos Jogos de Pequim 2008. Já Catiere Toledo, com mais um Ippon, derrotou a chilena Antonieta Manque e chegou à medalha de prata na categoria até 44kg. No masculino, Ricardo Ayres (-60kg) perdeu a disputa da medalha de bronze para o venezuelano Javier Guedez.

Junio Cigano e sua quinta vitoria seguida


Junior "Cigano" (E) conquistou seu quinto nocaute consecutivo no UFC Live em cima do compatriota Gabriel "Napão". No duelo de brasileiros deu somente Cigano. Ele foi encurtando a distância até achar o ponto certo e desferir um cruzado de esquerda na ponta do queixo de Napão. Cigano viu seu adversário desabar e aproveitou para definir o combate numa sequência de socos. Resultados abaixo.

1ª Jason Brilz venceu Eric Schafer por unanimidade
2ª Mike Pierce venceu Julio Paulino por unanimidade
3ª Brendan Schaub nocauteou Chase Gormley aos 47s R1
4ª John Howard nocauteou Daniel Roberts a 2min01s R1
5ª Darren Elkins nocauteou Duane Ludwig aos 44s R1
6ª Vladimir Matyushenko venceu Eliot Marshall na decisão dividida
7ª Clay Guida finalizou Shannon Gugerty no triângulo a 3min40s R2
8ª Alessio Sakara nocauteou James Irvin a 3min01 R1
9ª Cheick Kongo nocauteou Paul Buentello a 1min16s R3
10ª Junior dos Santos nocauteou Gabriel Gonzaga aos 3min53s R1
11ª Jon Jones nocauteou Brandon Vera aos 3min19s R1

Sylvio Behring na terra do tio San

Treinador de Jiu-Jitsu de Anderson Silva, Sylvio Behring está nos Estados Unidos para uma série de seminários. Rodando pelas cidades de Washington, Denver e Minnesota, entre outras, o especialista na arte suave comemora o reencontro com suas academias. “Depois de dez anos sem vir aos Estados Unidos, consegui vir aqui para visitar as filiais da minha academia... Estou muito feliz”, conta Sylvio, fazendo a felicidade de seus pupilos. “Também vou graduar alguns alunos que estavam esperando para receber a faixa preta de mim”, contou. Além dos compromissos com sua equipe, Sylvio se reunirá com “Papa” John Gorman para tratar de assuntos do Conselho de Grandes Mestres.

sexta-feira, 19 de março de 2010

Primeira medalha de ouro para o Judô

A dupla de judocas Luis Alberto dos Santos e Rioiti Uchida conquistou a primeira medalha de ouro para o Brasil nos Jogos Sul-Americanos, que estão sendo realizados em Medellín (Colômbia). Os dois superaram os colombianos Luis Gabriel Cuartas e Gatenferd Ramirez na disputa de Katame – No-Kata (técnica de solo), por 145 a 140.
Além do ouro, Luis Alberto dos Santos e Rioiti Uchida subiram ao pódio em outra apresentação contra a mesma dupla da Colômbia, no Nague - No - Kata (técnica de projeção). Desta vez, os donos da casa venceram por 141 a 136, e os brasileiros ficaram com a medalha de prata.
A competição de judô dos Jogos Sul-Americanos Medellín 2010 acontece até o dia 22. A cerimônia de Abertura está marcada para esta sexta-feira (19), às 21h15

Lojinha WGT HIKARI

Compre sua camisa ou seu short da academia WGT Hikari de Currais Novos

*Camisa em algodão. Valor R$ 15,00 (No momento estamos apenas com essa cor de camisa)

*Shorts com abertura lateral estilo Muay Thai (20cm) Elástico de 15cm de espessura. Valor R$ 20,00

Entre em contato wandersondjcia@hotmail.com ou 84 88038290 / 99373533



O destaque do MMA no Brasil

O mixed martial arts (mistura de artes marciais), mais conhecido como valetudo no Brasil, é o esporte que mais cresce no mundo. Milhões de dólares são arrecadados com a venda de pacotes televisivos além da arrecadação de bilheteria e parceria com grandes empresas de material esportivo.
Em nosso país, o MMA ainda está em evolução mas já existem organizações conceituadas como Jungle Fight e Bitetti Combat, que servem de trampolim para os atletas nacionais fazerem carreira no exterior. Ao contrário do que ocorre em outros países, o empresariado não investe em esportes de combate, o que dificulta o crescimento desse seguimento esportivo e prejudica aqueles que aspiram se profissionalizar.
O MMA rompeu com o paradigma de esporte violento e criou regras que preservam a integridade física de seus praticantes. Hoje em dia existem categorias de peso, comissões reguladoras, juízes capacitados para intervir a qualquer momento durante os combates, estrutura de ponta e bolsas com pagamentos atraentes. A competição em alto nível tornou-se destaque.
Dois lutadores não entram no ringue ou no octógono para matar ou morrer. Estão ali para comprovar a eficácia de sua técnica e, se possível, ganhar os bônus de melhores apresentações da noite. Do conceito de briga o cenário evoluiu para profissão e oportunidade de mudança de vida dos lutadores em todos os sentidos.
Mesmo sem apoio, os brasileiros despontam em todo o mundo. Atualmente, temos dois campeões no maior evento, o Ultimate Fighting Championship. Anderson Silva, especialista em Muay Thai, domina a categoria até 84Kg (peso médio) e o carateca Lyoto Machida detém o cinturão até 93Kg (categoria meio-pesado).
Seja trocando chutes e socos ou com imobilizações em que o oponente é obrigado a render-se à técnica, os atletas brasileiros são disputados pelas organizações e idolatrados por uma legião incontável de fãs que acompanham suas carreiras e discutem sobre resultados controversos, estratégia possíveis combates como se fossem verdadeiros especialistas no assunto.
A partir de hoje o Jornal Alô Brasília disponibilizará entrevistas exclusivas, matérias especiais e a cobertura completa dos maiores eventos do planeta, às segundas-feiras em nossa edição impressa e diariamente no site www.jornalalobrasilia.com.br.

Por Eduardo Cruz e Wesley Moura, redatores do Portal Brasil Combate

Pra não enferrujar…

Finalmente os americanos Quinton “Rampage” Jackson e Rashad Evans vão acertar suas antigas contas em cima do octógono, quando se enfrentarão pelo UFC 114 que está previsto para ocorrer no dia 29 de maio em Las Vegas.
A notícia foi oficialmente confirmada pelo UFC nesta quinta feira e os dois ex campeões dos pesos meio pesados do UFC já iniciaram a troca de provocações.
“Eu realmente quero nocautear esse cara. Eu nunca quis tanto nocautear alguém como quero fazer com Rashad Evans. Ele me desrespeitou muito por muito tempo”, disse Rampage.
“Eu não gosto dessas provocações antes da luta, então eu não posso esperar para finalmente ter a minha chance de calá-lo. Por diversas vezes durante o programa (The Ultimate Fighter) eu quis acertá-lo ali mesmo”, atestou Rashad.
Os dois estão em rota de colisão desde a derrota de Keith Jardine (companheiro de treinos e amigo pessoal de Rashad Evans) para Rampage pelo UFC 96. Após isso a rivalidade só aumentou quando os dois foram escalados como treinadores da 10ª edição do reality show “The Ultimate Fighter”. Tradicionalmente os dois treinadores deveriam se enfrentar ao fim da edição mas Rampage decidiu atuar no filme “Esquadrão Classe A”, o que inviabilizou o combate.
O presidente do UFC, Dana White, acredita no sucesso da luta dentro e fora do octógono.
“Não é segredo para ninguém que Rampage Jackson e Rashad Evans não se gostam e a rivalidade entre eles só aumentou nos últimos meses. Eu garanto que nenhum deles quer perder para o outro e essa luta com certeza será insana” afirmou Dana.

Vitor Targueta – Brasil Combate

Napão vs Cigano promete incendiar noite de domingo pelo “UFC on Versus

No dia 21 de março o UFC inicia uma nova caminhada para tornar ainda maior a popularização do MMA.
Será a estréia da organização no canal de TV a cabo americano “Versus”, o que levará o show a milhões de lares espalhados por todos os Estados Unidos.
No card do evento e em uma das principais lutas da noite teremos o duelo entre dois brasileiros representantes da categoria dos pesos pesados. Junior “Cigano” dos Santos (10-1) tentará conquistar sua quinta vitória consecutiva pelo UFC, mas para isso terá de passar por Gabriel “Napão” Gonzaga (11-4) que já foi campeão mundial de Jiu Jitsu.
A escalada de Cigano no UFC impressionou os fãs e críticos do MMA ao redor do mundo. A estréia dele na organização foi contra o também brasileiro Fabricio Werdum pelo UFC 90 em outubro de 2008. Até então um mero desconhecido no mundo das lutas, Cigano surpreendeu o favorito veterano Werdun e o nocauteou logo no 1º round com um belo upper. Dono de um excelente boxe, Cigano acumulou vitórias ainda em cima de Stefan Struve, Mirko “Cro Cop” Filipovic e Gilbert Yvel, todas conquistadas por meio de seus punhos.
Já Napão está no UFC desde 2005 e já viveu altos e baixos pela organização. Seu auge foi na vitória contra Mirko “Cro Cop” Filipovic em uma época em que o croata era um dos lutadores mais temidos do mundo. A brutalidade do nocaute aplicado por Napão e a repercussão de sua vitória o credenciaram a disputar o título dos pesos pesados da organização contra Randy Couture, quando acabou sendo derrotado no 3º round por nocaute técnico, tudo em 2007.

Lutas principais
-Jon Jones (9-1) vs. Brandon Vera (11-4)
-Junior Dos Santos (10-1) vs. Gabriel Gonzaga (11-4)
-Cheick Kongo (14-6-1) vs. Paul Buentello (27-11)
-James Irvin (14-5) vs. Alessio Sakara (14-7)

Lutas preliminares
-Clay Guida (25-11) vs. Shannon Gugerty (12-4)
-Eliot Marshall (8-1) vs. Vladimir Matyushenko (23-4)
-Duane Ludwig (19-10) vs. Darren Elkins (9-1)
-John Howard (13-4) vs. Daniel Roberts (9-0)
-Brendan Schaub (4-1) vs. Chase Gormley (6-1)
-Mike Pierce (10-3) vs. Julio Paulino (17-2)
-Jason Brilz (17-2-1) vs. Eric Schafer (11-4-2

Por: Vitor Targueta – Brasil Combate

Amaury Bitetti nega Calotes

A organização do Bitetti Combat esclarece algumas questões relativas ao evento realizado em Brasília, no dia 25 de fevereiro. Numa notícia publicada na internet, não ficou muito claro ou houve um mal-entendido em relação a pagamentos de bolsas e despesas com hotel e passagens aéreas.
Yanko, responsável pela Mix Travel, fornecedora de passagens para o Bitetti Combat 6: “Não sei porque falaram esse tipo de coisa (calote nas passagens). Não partiu de mim e não fui eu quem falou. Estamos em contato direto. Hoje mesmo falei com responsáveis pela organização do Bitetti Combat e tenho certeza que tudo está sendo resolvido”.
Mestre Índio: “Jamais chamei o Amaury de caloteiro ou algo assim. Não acredito que tenha saído uma declaração assim minha. Inclusive, por ele ser um faixa-preta do mestre Carlson, não acredito que ele faria algo assim. O que houve foi um mal entendido. Algumas pessoas me ligaram por eu ter apresentado ele e o Fernando e fiquei preocupado, afinal, tenho um nome a zelar. Mas parece que as partes já estão se acertando. Entretanto, não diria que ele deu bolo em ninguém. Realmente paguei a passagem dos meus filhos (Danillo e Yuri Villfort), porque eles viriam à Brasília num voo que chegaria em cima da hora. Mas fiz isso porque eu quis e não houve nenhum pedido do Amaury em relação a isso. Algumas pessoas realmente me ligaram, mas acredito agora que tudo está sendo resolvido”.
Amaury Bitetti: “Lógico que pagaremos todas as bolsas, como estamos fazendo em todos os eventos. O combinado com os lutadores é começarmos o pagamento a partir do próximo dia 25, um mês após o evento. O evento envolve custos altíssimos e não tem como quitar tudo de uma só vez. Todas as despesas estão e serão pagas”.
Fonte

Babalu vai para cima


Confirmado no GP até 93kg do Dream, Renato “Babalu” Sobral, que não luta desde agosto do ano passado, mostrou animação extra para entrar no torneio japonês. “Estamos dentro... Vamos com tudo, pressão total. Torneio é maneiro, dá uma injeção extra de gás”, disse o lutador à TATAME.
Se não bastasse a empolgação para lutar o torneio, “Babalu” terá um motivo a mais para buscar o cinturão. “Adversário não importa para mim, eu quero é ganhar esse cinturão”, garante o ex-campeão do Strikeforce, reconhecendo que uma revanche contra Gegard Mousasi, algoz no evento americano e que também estará no GP, seria muito bem vinda.
“Lógico que uma luta contra ele tem um gosto extra, mas se não for está tranquilo. A preocupação é só do meu lado, é treinar para engolir ele, meter a porrada em todo mundo”, disse, treinando forte nos Estados Unidos. “Já vinha treinando desde janeiro, então dei uma folguinha, tudo controlado pelo preparador físico. Vamos sem muita empolgação para não entrar no overtraining, mas a vontade é como se tivesse 18 anos de novo”.
Além de treinar ao lado de grandes nomes do MMA mundial, como Wanderlei Silva e Fabrício Werdum, o casca-grossa conta com o reforço de Gustavo Ximú na preparação. “Sem esquecer a galera da Gracie Barra, Márcio Feitosa, Carlos Gracie treinando junto... O exército da Gracie Barra está todo aqui... Tem o exército da trocação, o exército do chão, o exército do Wrestling (risos)... Estamos nos preparando, faremos o que tivermos que fazer para ganhar”, finalizou.



Campanha em prol ao campeão Teterê

Tricampeã mundial de Jiu-Jitsu, Kyra Gracie teve a nobre atitude de leiloar seu quimono autografado para que o tratamento de Fernando Tererê contra as drogas possa continuar. O faixa-preta está internado há quatro meses e precisa ficar pelo menos mais quatro para que o tratamento alcance o sucesso absoluto.
Kyra teve a iniciativa na última sexta-feira (11) e, cinco dias depois, as propostas não param de aparecer. Empresário e fã de Kyra, Alan Régis deu um lance de R$ 500, que já foi coberto, por outra proposta vinda da Terra do Sol Nascente. O japonês Tochiro, que treina na Gracie Tóquio, cobriu a oferta de Alan e está disposto a pagar R$ 850 pelo quimono.
Com o sucesso da proposta, Kyra Gracie conversou com a TATAME e se mostrou animada com a repercussão que sua iniciativa está tendo ao redor do mundo. “Vamos reforçar essa campanha! Fico feliz que as ofertas estão aparecendo, o que é importante para que o Tererê continue seu tratamento”, disse a faixa-preta.
Para dar o seu lance (até o dia 10 de abril) pelo quimono autografado de Kyra Gracie, entre em contato com Elan Santiago pelo telefone (21) 7858-7244 (id: 55*87*23798).
Para ajudar na continuidade do tratamento do atleta, que está internado numa clínica em São Paulo, você pode depositar qualquer quantia na conta abaixo, do Banco do Brasil, em nome do “Tio Barriga”. Não deixe de ajudar!

Conta Corrente: 24611-5
Agência: 0525-8
Carlos Augusto da Silva
CPF: 495662967-20

quarta-feira, 17 de março de 2010

AMI-JITSU você conheçe?

O Ami-Jitsu é uma Arte Marcial que traz em seu bojo conhecimentos de ordem filosófica e propostas de evolução capazes de caracterizá-lo como verdadeiro caminho de evolução pessoal.

Foi concebida pelo Mestre Antônio Tibery que buscou unificar, de maneira integrada, parte das propostas contidas em diferentes modalidades, adotando-se, de início, princípios filosóficos estruturais.

Mediante a utilização de movimentos curvilíneos, permite ao praticante defender-se de agarradas, socos e chutes. Os movimentos retos ou quebrados são evitados por não serem componentes adequados à formação das técnicas, as quais adquirem eficiência tanto por sua precisão como pela reorientação da força do agressor. Devem ser praticadas com o corpo descontraído e atitude mental conveniente (esvaziamento do Ego).

As técnicas finalizam em projeção ou imobilização. No último caso, o atacante acaba imobilizado, ficando impossibilitado de esboçar qualquer reação.

Suas técnicas são movimentos eficientes e harmônicos, onde atua o princípio do movimento conduzido com Ki, como também o conceito de percepção, e redirecionamento do ataque.

Em algumas técnicas usamos pressão em pontos específicos dos punhos, coxas ou tornozelos. A pressão, exercida no lugar exato, provoca dor intensa.
A repetição leva o praticante a ter reações automatizadas.

As técnicas não devem ser avaliadas apenas pela eficiência ou beleza coreográfica; pois - convém frisar – são antes ferramentas de auto-realização e de crescimento pessoal.


Os fundamentos de uma arte são os seus alicerces, as idéias básicas que a orientam e a estruturam. O Ami-Jitsu tem como fundamentos:
1. Movimentos curvos, não necessariamente circulares. Os movimentos retos ou quebrados são evitados.
2. A prática envolve o corpo descontraído, e a respiração livre.
3. O treino é feito com resistência para atuarem como exercícios isométricos (ou isotônicos), mas sem sobrecarga excessiva.
4. Os movimentos seguem o padrão do fluir da água, constante e perma- nente, saindo através dos pontos fracos ou dos espaços livres. Quando há resistência, a energia é acumulada e aumentada gradativamente até que rompa o obstáculo que a represa.
5. Os movimentos devem ser conduzidos, e alimentados continuamente pelo Ki.
6. Integração corpo-mente-emoções, durante a prática, mantendo a mente livre e desempedida para registrar qualquer ataque.
7. As técnicas são construídas a partir de giros positivos e negativos.
8. As técnicas seguem os seis princípios: Saúde, Agradabilidade, Boa-utilização, Eficiência, Não-violência e Simetria .
9.Os movimentos conduzidos são alimentados pela energia Ki.
10. As formas de cair englobam rolamento para a frente, para trás e queda lateral . Os rolamentos descrevem no espaço o desenho do "sansara" (hélice central do símblolo).

(C) 2009 - Ami-Jitsu - Direitos reservados

terça-feira, 16 de março de 2010

O peso é que impede


Ano após ano surgem os rumores: Evander Holyfield enfrentará mais uma vez Tyson para vingar o pedaço da orelha que teve arrancado por mordidas do rival. 2010 não foi diferente e logo em março surgiram as notícias de que os norte-americanos farão o terceiro encontro nos ringues. E, por Holyfield, desta vez o combate pode até acontecer.
Em entrevista ao UOL Esporte, o pugilista de 47 anos afirmou que não teria problemas em subir ao ringue diante de seu maior rival. Em forma, já que segue atrás de um cinturão do mundo antes de encerrar a carreira, ele tem na aposentadoria de Tyson o problema, já que o compatriota está longe do peso que apresentava quando lutava.
“Se Tyson estivesse com um bom peso, eu o enfrentaria”, afirmou, por telefone, o único lutador dos pesados a chegar a quatro títulos mundiais. Holyfield, no entanto, está calejado com os excessivos rumores envolvendo seus nomes, que surgem ano após ano.
Desta vez o site Ringside Report foi quem noticiou o assunto, falando que Tyson se reaproximou de seu antigo empresário, Don King, para um retorno após cinco anos parado. O problema é que nos últimos tempos o ex-lutador tem aparecido visivelmente fora de forma, muito acima do peso em que se acostumou a entrar nos quadriláteros. Tanto Holyfield quanto Tyson costumavam subir ao ringue com cerca de 100 kg, sendo que o segundo fez sua última com 105 kg.
“Não estava sabendo disso, mas sempre há muita falação. Não tenho ideia sobre uma luta com ele. Não há nada certo, a não ser que ele perca seu excesso de peso”, explicou Holyfield, hoje com um cartel de 42 vitórias (27 nocautes), dez derrotas e dois empates. “Meu objetivo é ser campeão novamente. Mas uma luta dessas sempre atrai mais atenção ao boxe.”
Sobre o encontro com Tyson após 13 anos, acontecido em 2009 no programa da apresentadora Oprah Winfrey, ele se disse satisfeito em passar a história da mordida a limpo. À época da luta, Tyson disse que perdeu a cabeça após levar cabeçadas intencionais do rival. “Foi bom para ele ir à Oprah. Espero que agora tome as decisões certas para ele e encontre seu caminho”.
O certo até o momento para Holyfield é que conseguiu uma licença para voltar aos ringues - apesar da idade avançada e das últimas derrotas - e calçará as luvas para enfrentar Francois Botha no dia 10 de abril, em Las Vegas. O combate aconteceria em Uganda no início do ano, mas foi adiado e relocado por problemas com a organização local.
APÓS POLÊMICA

Será a primeira luta de Evander Holyfield desde dezembro de 2008, quando perdeu para Nikolay Valuev, em disputa pelo título da Associação Mundial de Boxe (AMB), à época em poder do “Gigante Russo”. A decisão por pontos, no entanto, foi feita de forma polêmica em favor de Valuev, que saiu vaiado do ringue.
“Eu ainda penso bastante nesta luta. Eu bati, mas não ganhei, então foi uma situação difícil”, comentou o pugilista, que tentou recorrer da decisão à época, mas sem sucesso.
Em caso de vitória, Holyfield teria concretizado o sonho de bater um recorde histórico, do lendário George Foreman. O norte-americano foi o mais velho campeão dos pesados em 1994, quando bateu Michael Moorer e faturou o cinturão mais uma vez, aos 45 anos.
Agora, o peso pesado tem de bater Botha para tentar se recuperar de uma série de nove lutas em que teve o braço erguido pelo árbitro apenas quatro vezes, sendo a última em 2007, contra Lou Savarese. Se vencer o sul-africano, não pretende escolher rivais.
“Ainda não conversei com nenhum dos detentores de cinturão, mas não recusaria enfrentar qualquer um deles. Com certeza vencendo Botha terei uma chance ainda em 2010 de ser campeão do mundo”, estimou ele. Atualmente, os campeões do mundo são os irmãos Vitali (CMB) e Wladimir Klitschko (OMB e FIB), além do britânico David Haye (AMB), que tirou o título justamente de Valuev.
COMO UM GAROTO
Apesar da idade, Evander Holyfield não deve em disposição no ringue. Prova disso foi seu combate contra Valuev, em que o russo ficou praticamente estático no centro do ringue, enquanto foi o norte-americano quem se movimentou e atacou, chegando a fazer o gigante de 2,13 m balançar.
“Eu me sinto ótimo. Parece que ainda tenho 21 anos, mas com muito mais inteligência”, disse ele. Ao contrário de lutadores como o próprio Tyson, que disse em seu documentário recém-lançado no Brasil que perdeu o gosto por lutar, o boxe ainda corre no sangue de Holyfield.
“O recorde de Foreman ainda é uma motivação. Você tem de se manter em ação, estar focado e tomar muitas vitaminas. Se não se cuidar, não há o que fazer”, contou, entregando sua receita. “Eu com certeza ainda tenho prazer em lutar. Na verdade, não mudei em relação ao que sempre fui e acho que hoje gosto ainda mais do boxe.”
Related Posts with Thumbnails