quarta-feira, 31 de outubro de 2012

UFC TENTOU TRAZER O FEDOR


A maioria esmagadora dos fãs de MMA amargam uma frustração: não ter visto Fedor Emelianenko se apresentar no octógono do UFC, maior evento do esporte do mundo.
Não foram poucas as vezes que Dana White tentou levar o russo, considerado por muitos o maior lutador peso pesado da história, à América. A última delas aconteceu recentemente, mas o resultado foi igual ao das tentativas anteriores.
“Nós tentamos trazer o Fedor (para o UFC), mas ele está completamente aposentado. Ele não vai mais lutar”, revelou White nesta terça-feira (30).
Fedor ficou perto do Ultimate quando deixou o Strikeforce, mas as negociações não evoluíram. No evento norte-americano, o russo amargou a pior sequência de sua carreira, com três derrotas seguidas para Fabricio Werdum, Antônio Pezão e Dan Henderson.
A recuperação veio longe do Strikeforce, ao bater Jeff Monson e Satoshi Ishii, pelo M-1 Global. Em sua última luta, Fedor, pelo mesmo evento, nocauteou Pedro Rizzo ainda no primeiro round, em junho deste ano.

POTIGUAR RENAN BARÃO INDICADO AO "OSCAR" DO MMA


A revista inglesa Fighters Only Magazine divulgou, nesta segunda-feira (29),  os indicados ao World MMA Awards, o “Oscar” da modalidade, que premia os atletas, técnicos e dirigentes que se destacaram no esporte durante o ano.
O grande destaque das indicações foi a bela Ronda Rousey, que teve quatro indicações nas categorias de melhor lutadora, revelação, melhor  finalização e de melhor lutador, disputando entre os homens o prêmio mais importante da noite.
O Brasil conta com oito indicações ao prêmio – um a menos que em 2011 – e os destaques são os treinadores, onde entre os cinco indicados três são brasileiros. César Gracie, André Pederneiras e Rafael Cordeiro disputam o prêmio contra os norte-americanos Greg Jackson e Javier Mendez.
As outras indicações brasileiras foram de Renan Barão como revelação, Mauricio Shogun pela melhor luta no duelo contra Dan HendersonEdson Barboza pelo melhor nocaute, Charles do Bronxs e Rousimar Toquinho pela melhor finalização, além de Mário Yamazaki que concorre como melhor árbitro.
A votação final é aberta ao público de todo mundo através do site oficial da premiação. Clique aqui para votar
Confira abaixo a lista completa dos indicados nas principais categorias em disputa
Melhor Lutador
- Daniel Cormier
- Nate Diaz
- Ben Henderson
- Jon Jones
- Ronda Rousey
Melhor Lutadora
- Jessica Aguilar
- Sarah Kaufman
- Sara McMann
- Ronda Rousey
- Miesha Tate
Revelação
- Renan Barão
- Michael Chandler
- Luke Rockhold
- Ronda Rousey
- Chris Weidman
Lutador internacional
- Michael Bisping
- Alexander Gustafsson
- Chan Sung Jung
- Martin Kampmann
- Stefan Struve
Luta do Ano
- Dan Henderson vs. Mauricio Shogun (UFC 139)
- Michael Chandler vs. Eddie Alvarez (Bellator 58)
- Jake Ellenberger vs. Diego Sanchez (UFC on FUEL 1)
- Dustin Poirier vs. Chan Sung Jung (UFC on FUEL 3)
- Jamie Varner vs. Joe Lauzon (UFC on FOX 4)
Nocaute do Ano
- Adam Khaliev vs. Alexei Belyaev (League S-70)
- Edson Barboza vs. Terry Etim (UFC Rio 2)
- Stephen Thompson vs. Dan Stittgen (UFC 143)
- Anthony Pettis vs. Joe Lauzon (UFC 144)
- Brian Rogers vs. Vitor Vianna (Bellator 61)
Finalização do Ano
- Frank Mir vs. Rodrigo Minotauro (UFC 140)
- Charles do Bronxs vs. Eric Wisely (UFC on FOX 2)
- Rousimar Toquinho vs. Mike Massenzio (UFC 142)
- Ronda Rousey vs. Miesha Tate (Strikeforce: Tate vs. Rousey)
- Chan Sung Jung vs. Dustin Poirier (UFC on FUEL TV 3)
Virada do Ano
- Alan Belcher (na carreira)
- Mike Swick (na carreira)
- Frank Mir vs. Rodrigo Minotauro (UFC 140)
- Tim Boetsch vs. Yushin Okami (UFC 144)
- J.P. Joubert vs. Norman Wessels (EFC Africa 15)
Melhor Técnico
- Rafael Cordeiro
- Cesar Gracie
- Greg Jackson
- Javier Mendez
- André Pederneiras
Melhor Academia
- American Kickboxing Academy
- Cesar Gracie Jiu-Jitsu
- Jackson-Winkeljohn MMA
- Kings MMA
Nova União
Melhor Árbitro
- Herb Dean
- Marc Goddard
- John McCarthy
- Josh Rosenthal
- Mario Yamasaki
Melhor Ring Girl
- Jade Bryce
- Arianny Celeste
- Kelli Hutcherson
- Brittney Palmer
- Mercedes Terrell
Melhor Dirigente
- Victor Cui
- Lorenzo Fertitta
- Shannon Knapp
- Bjorn Rebney
- Dana White
Personalidade do Ano
- Jon Anik
- Bruce Buffer
- Mauro Ranallo
- Joe Rogan
- Bas Rutten
Melhor Evento
- Bellator
- Invicta FC
- ONE FC
- Strikeforce
- UFC
Veículo de Imprensa
- ESPN
- “Inside MMA”
- MMAFighting
- MMA Junkie
- Sherdog
Melhor Jornalista
- Karyn Bryant, MMA Heat
- Ben Fowlkes, MMA Junkie
- Gareth A. Davies, The Telegraph
- Ariel Helwani, MMAFighting
- John Morgan, MMA Junkie

PRESIDENTE DO UFC GARANTE LUTA ENTRE ANDERSON SILVA E GSP


O presidente do UFC, Dana White responde o questionamento dos fãs acerca de suas propícias super lutas para o campeão dos médios, Anderson Silva. A mais provável contra Georges Saint Pierre e a mais aguardada, com Jon Jones.

White afirma que Anderson Silva provavelmente vai enfrentar os dois lutadores, mas reforça o que disse no Brasil: “Eles vão lutar”.
Sabendo que Jon Jones quer lutar nos pesos-pesados em breve, Dana White usa o próprio peso de sua palavra para garantir a realização da luta mais sonhada pelos fãs do MMA.
“Eu garanto a você que luta com certeza vai acontecer”.
O chefão ainda falou sobre a contradição acerca dos fãs, que não vêem sentido na luta de Anderson Silva contra GSP, mas sonham em ver Jon Jones entre os pesos pesados.
Mas tendo agora a certeza de Dana White sobre essa realização, nos reservamos a humildemente esperar e segurar as emoções até a confirmação da luta mais esperada.
No entanto, Jon Jones enfrentará Chael Sonnen na final do TUF 17 que estréia no início de 2013.

Por Redação MMA Space
Fonte: MMA Junkie
Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

MUSA DO MMA DIVULGA VIDEO PROMOCIONAL

A musa do UFC, Arianny Celeste divulgou um vídeo a fim de promover as vendas de seu calendário 2013 e aproveitou o dia 31 de outubro, data comemorativa americana do dia das bruxas, para mostrar cenas do backstage e uma tarde de autógrafos realizada nos Estados Unidos.





DANA DIZ QUE BRASIL PODE RECEBER ATÉ 12 EVENTOS DO UFC EM 2013


No mesmo chat em que anunciou a aposentadoria do meio-pesado Stephan Bonnar, lutador que enfrentou Anderson Silva no UFC 153, o presidente Dana White respondeu perguntas de fãs sobre os mais diversos assuntos, e a especulação sobre uma grande quantidade de eventos no país em 2013 entrou em pauta quando um fã perguntou se os boatos sobre a possibilidade de 12 eventos no Brasil em um ano seria de interesse do UFC.

“Sim, eu quero. Eu queria ir ao Brasil todo fim de semana para fazer eventos do UFC. É incrível, tem uma torcida incrível e muito talento.”
Dois eventos já estão cotados para acontecer até então, o primeiro seria em fevereiro e o segundo em julho na final do TUF Brasil.
Mais informações em breve no MMA Space, como sempre.

Por Redação MMA Space
Foto: Jonathan Leibson/WireImage

JOSE ALDO NO UFC 156 EM FEVEREIRO


O campeão dos penas do UFC, José Aldo foi confirmado como estrela principal do evento UFC 156 que acontece no dia 2 de fevereiro de 2012 em Las Vegas.

Era bom demais para ser verdade, por isso, a que pode vir ser a maior luta da história dos pesos-penas do UFC acabou realmente não sendo no Brasil. Por questões financeiras primordiais, como sempre os cassinos estadunidenses abraçaram e não abriram mão do evento.
Aldo e Edgar eram esperados como atrações do UFC 153, no Rio, mas devido à lesão do brasileiro, acabaram por não fazer tal combate.
O combate acontecerá no fim de semana do Super Bowl, maior evento esportivo americano, da NFL, liga de futebol americano. Assim, o UFC repete o que vem fazendo tradicionalmente em Las Vegas desde 2004, quando realiza um evento PPV conciliado em tal época.
José Aldo tem 21 vitórias e somente uma derrota no MMA. Frankie Edgar era campeão dos pesos leves e sofreu duas vitórias seguidas de Ben Henderson, ambas com decisões dos jurados e muito contestadas, agora se arrisca nos pesos-penas e fará com o manauara um combate épico, que vem a ser entre dois dos maiores lutadores peso-por-peso da atualidade.

Por Redação MMA Space
Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

sábado, 27 de outubro de 2012

LUTADOR FICA 21 HORAS EM JEJUM E É PRECISO SER CARREGADO ATÉ A BALANÇA.

Em jejum por 21 horas, Abedi é carregado por seu
treinador, Relma (Foto: Ivan Raupp / GE.com)
A pesagem do Jungle Fight 44, realizada nesta sexta-feira, foi marcada por duas situações ao mesmo tempo similares e opostas. Protagonistas da primeira luta do evento, que terá transmissão ao vivo do SPORTV.COM, Sidney Abedi e Ralph Loren sofreram na tentativa de bater o peso de 57kg, limite da divisão dos moscas, mas só o primeiro deles conseguiu. E foi quem parecia estar em piores condições. Sem forças, Abedi teve de ser carregado até a balança por seu treinador. O motivo? Ficou 21 horas em jejum. Sob os olhares da esposa, se emocionou e chorou após a vitória pessoal:
- Foi um sofrimento intenso, né? Na verdade todos os atletas passaram por isso. Como eu falo, sou profissional acima de tudo. Sofri, fiquei sem água e comida desde 20h de ontem (quinta-feira - a pesagem foi às 17h de sexta) para bater o peso. Graças a Deus fui feliz. Por causa desse meu profissionalismo que sou respeitado. O outro atleta estava acima do peso, mas não nego luta.
Ralph Loren e Sidney Abedi na pesagem do Jungle Fight 44 (Foto: Ivan Raupp / Globoesporte.com)Ralph Loren (E) e Sidney Abedi se encaram na pesagem do Jungle 44 (Foto: Ivan Raupp / Globoesporte.com)
Ralph Loren, por outro lado, mesmo com todo o sofrimento, ficou 2kg acima do limite e alegou imprevistos. Mas a luta está confirmada: Abedi aceitou ficar com 20% da bolsa do adversário:
- Foi muito complicado. Fazia um tempo que eu não batia abaixo de 60kg. A sauna quebrou, vomitei hoje (sexta), procuramos outra sauna, que ficava desarmando. E ainda peguei duas horas de trânsito do Humaitá para a Barra. Nunca aconteceu isso comigo. Dava para perder mais ainda, mas hoje foi o limite. Estou um lixo. Vou ter que fazer uma boa recuperação, bastante soro, líquido, muito carboidrato e carne branca. Se Deus quiser na luta vai dar tudo certo.
Sidney Abedi chora após a pesagem do Jungle Fight 44 (Foto: Ivan Raupp / Globoesporte.com)Sentado no chão, Abedi chora após bater o peso (Foto: Ivan Raupp / Globoesporte.com)
O Jungle Fight 44 será realizado no Ginásio Poliesportivo da AABB da Lagoa, no Rio de Janeiro, e terá como duelos principais da noite as semifinais entre Ildemar Marajó e Ederson Lion, pelo cinturão dos médios, entre Alexandre Capitão e Fabiano Soldado, pelo título dos penas, e entre Dimitry Zebroski e Agustin Acuña, pelo cinturão dos leves. O evento será transmitido ao vivo pelo canal Combate, a partir das 20h45m (de Brasília), e o SPORTV.COM transmite a primeira luta do card, entre Abedi e Loren, que é válida como uma das quartas de final pelo título dos moscas.
idney Abedi e a esposa Jungle Fight 44 (Foto: Ivan Raupp / Globoesporte.com) 
Após o 'perrengue', ele comemora com a esposa,
Dani Oliveira (Foto: Ivan Raupp / GE.com)
CARD DO JUNGLE FIGHT 44:
Ildemar Marajó x Ederson Lion
Alexandre Capitão x Fabiano Soldado
Dimitry Zebroski x Agustin Acuña
Jonas Bilharinho x Junior Pará
Salomão Ribeiro x Mariano Ricardo Hinojal
Warley Alves x Adilson Jack Godzilla
Sidney Abedi x Ralph Loren

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

PEZÃO DESAFIA OVEREEM - MESMO ELE SENDO FEITO EM LABORATÓRIO EU POSSO VENCE-LO

O brasileiro Antônio “Pezão” Silva fez recentemente sua segunda luta do UFC e derrotou o até então invicto Travis Browne ainda no primeiro round. Agora, visando seus maiores objetivos, Pezão quer dar as boas vindas para Overeem após seu tempo de suspensão.
“Se Overeem realmente não quer ter de esperar por uma luta após seu tempo de suspensão, eu estou aqui pronto para recebê-lo”
Respeitando Overeem, Pezão não teme os títulos do americano e quer mostrar seu potencial perante o americano.
“Eu o respeito como atleta. Afinal, ele foi K-1, DREAM e campeão do Strikeforce. Mas eu não estou preocupado com títulos ou cinturões agora.”
Confiante, Silva ainda aproveitou para alfinetar o grandalhão por conta de seu crescimento muscular exorbitante e constatação de 14 vezes acima em epitestosterona em seu organismo.
“Overeem é grande e forte, mas eu sei que posso vencê-lo. Mesmo se foi criado no laboratório, eu posso vencê-lo.”
Não deixando suas origens de lado, o brasileiro natural da Paraíba afirma ainda que Alistair é um dos melhores e que seu suplemento é o melaço. Assim, espera para ver se Overeem terá a atitude de o encarar.
“Para mim, Overeem está entre os melhores lutadores do mundo, e eu quero sempre lutar com os melhores”, disse Silva. “É claro que, de onde eu venho, nosso suplemento de escolha é o melaço, e a nossa força é a nossa atitude e vamos lutar com quem quiser. Vamos ver se Overeem pode dizer o mesmo.”.
Por Redação MMA Space
Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

FELIPE SERTANEJO CAI DE MOTO E PASSA POR CIRURGIA

O lutador da equipe Chute Boxe de São Paulo, o peso-galo Felipe “Sertanejo” Arantes entrou na onda de José Aldo, que foi retirado do UFC Rio 3 devido a um machucado sofrido ao andar de moto, e sofreu um acidente de trânsito também com uma motocicleta.
Ele esclareceu e despreocupou os fãs usando seu Facebook.
“Galera, pra quem nao sabe, na semana passada sofri um acidente de transito e infelizmente tive que passar por uma cirurgia hoje, mas graças a Deus ocorreu tudo bem!
Costumo ouvir que Deus da grandes obstáculos para grandes guerreiros e isso me conforta!
Em breve, muito em breve estarei na ativa e em busca dos meus sonhos! NADA e NINGUEM vai me fazer desistir!
Obrigado a todos pelas mensagens no twitter e no instagram!
Fiquem com Deus!”
Sertanejo tem 14 vitórias e 4 derrotas na carreira e vem de um empate contra Miltinho Vieira no UFC 147.
Por Redação MMA Space
Foto: Reprodução/Facebook

JONES NÃO QUER LUTAR COM ANDERSON SILVA

Após a possibilidade se apimentar ainda mais na última semana após o brasileiro afirmar que lutaria dependendo das possibilidades com o campeão dos meio-pesados, o americano Jon Jones mantém o discurso de não querer enfrentar Anderson Silva.
Acreditando que todos têm seu espaço, cada um em sua categoria, o lutador compara a diferença de gerações como desnecessária, usando como exemplo grandes ícones do boxe mundial.
“Puxa, cara, essa é a primeira pergunta do dia, e lá vem a luta com o Anderson… eu o respeito muito e acho que isso é mútuo. Algumas lutas são melhores para ver. Definitivamente tento ser o melhor, e Anderson, sem dúvida, é o maior de todos. Acredito que possa existir mais de um grande. Mohammad Ali e Mike Tyson são dois grandes, e os dois podem ser assim. Eles não têm que lutar entre si para provar alguma coisa”
O lutador disse que sua prioridade não é enfrentar Anderson e isso não precisa acontecer para provar que será ainda o maior de todos. Mas reforça que o brasileiro ainda é o maior.
“Não é a minha prioridade, não adianta. Acredito que não é a prioridade de Anderson também. Sou novo, tenho 25 anos, vou continuar lutando por anos e anos, e não acredito que precisaria lutar com Anderson para ser o maior
Por Redação MMA Space
Fonte: Yahoo! Esportes / Casca-grossa
Foto: Mike Roach/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

BELFORT DIZ QUE NÃO ASSINOU NADA PARA PROXIMO UFC BRASIL

Alguns rumores dão conta que Vitor Belfort voltará aos médios e medirá forças com o inglês Michael Bisping no início do ano, numa possível nova edição do UFC no Brasil.
Porém, na tarde desta sexta-feira (26), o “Fenômeno” esfriou os fãs que já davam a luta como certa.
“Não assinei nada ainda isso que saiu na internet, que vou lutar com o Bisping. Ainda não decidi qual será minha próxima luta. É tudo rumor. Quando decidir, aviso a vocês”, postou o brasileiro em seu perfil oficial no Twitter.
Em seu último compromisso, Belfort subiu para os meio-pesados e desafiou o campeão Jon Jones, mas não teve sucesso, sendo finalizado no quarto round. O inglês, por sua vez, venceu Brian Stann por pontos, também no UFC 152, em setembro passado.

UFC PODERÁ SEDIAR ATÉ 7 EVENTOS NO BRASIL

Em 2012, o UFC sediou três edições no Brasil – duas no Rio de Janeiro e uma em Belo Horizonte. E, no ano que vem, a expectativa é de que este número seja superado. Isto porque, a organização planeja de cinco a sete eventos no país, espalhados por diversas cidades.
Segundo Marshall Zelaznik, diretor de desenvolvimento internacional da franquia, o UFC planeja fazer eventos regionais, com horários mais acessíveis e atletas locais. O maior obstáculo encontrado pela organização é a falta de arenas de qualidade.
“Há uma arena que usamos em que não há problema, no Rio de Janeiro. Há desafios de produção em outras sedes, apesar de termos superado isso em Belo Horizonte. Gostaríamos de usar arenas com capacidade para 12 mil a 13 mil pessoas, mas eu pensei que poderíamos usar arenas de 5 mil a 7 mil assentos, só que, neste momento, estamos ficando mais otimistas. Vamos a cidades como Florianópolis, Brasília, Porto Alegre, Recife, Fortaleza e levar eventos ao vivo para o povo. Podemos fazer um evento nas florestas”, disse Marshall, que tem planos parecidos para outros países, como a Índia.
“A Índia ainda não é tão madura (quanto o Brasil), mas baseado na nossa pesquisa e nas conversas com nossos parceiros televisivos, estamos confiantes que podemos encontrar lutadores lá. Haverá centenas de lutadores se inscrevendo desde já como no Brasil? Índia não terá essa maturidade. Mas quando começarmos na Índia ou na Ásia, os lutadores serão a parte mais fácil. As pessoas estão treinando MMA em todo lugar”.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

EVENTO JAPONÊS DREAM ESTÁ DE VOLTA.

O evento japonês Dream vai contra a maré e anuncia que na verdade não morreu, mas estava somente adormecido.
Após a declaração de falência da empresa que gerenciava o evento, polêmicas com dívidas e a falência da proprietária do evento, investidores do ramo do kickboxing resolvem juntar-se à antigos realizadores e reacender a chama do DREAM para dia 31 de dezembro, na Saitama Arena, local onde foi realizado o UFC 144 e as histórias edições do PRIDE FC.
O retorno do evento foi anunciado em uma coletiva e será chamado de DREAM.18: Special NYE 2012.
A última edição do evento contou com o lendário Fedor Emelianenko, quando nocauteou Satoshi Ishii. Por sinal, o evento também foi na virada do ano.
Por Redação MMA Space
Foto: Divulgação/Dream

UFC BRASIL VOLTA NO COMEÇO DE 2013

Após somente duas semanas da edição do UFC Rio 3 na Arena da Barra, o Ultimate já almeja retornos ao Brasil logo no início do ano, possivelmente na edição do UFC 156.
Sendo a quinta aterrissagem do UFC no país em sua era moderna, ainda não se sabe qual será a cidade da respectiva edição, visto que foram feitas três atrações no Rio de Janeiro em uma em Belo Horizonte e segundo o site MMA Junkie, Dana White almeja conquistar outros estados brasileiros. Este visa muito São Paulo, mas mostra-se decepcionado com o desinteresse dos governantes, como afirmou em coletiva ainda no Brasil há duas semanas.
A possibilidade do evento ser realizado em Fortaleza é muito grande devido à rumores recentes antes mesmo da divulgação da edição.
Reforça-se a idéia do seria o main event do UFC 153 acontecer em janeiro é grande: O duelo dos campeões José Aldo e Frankie Edgar editaria um verdadeiro clássico das categorias leves do MMA, sendo estes os maiores nomes ativos da atualidade. O ex-campeão dos leves enfrentaria o campeão dos penas logo após perder seu posto em uma derrota controversa na categoria superior.
O presidente do UFC mostra-se empolgado afirmando que a visibilidade dos eventos no Brasil é mundialmente grande, variando de 60 a 80 milhões de expectadores.
Fique ligado no MMA Space para saber mais novidades do UFC 156.
Por Redação MMA Space
Fonte: MMA Junkie

ESCOLHIDA A PRIMEIRA RING GIRL DO UFC CHINA

O UFC on Fuel TV 6, primeira edição do UFC China, acontece no dia 10 de novembro em Macau e terá como ring girl ao lado de Arianny Celeste a gata Kang Ye-bin, uma sulcoreana até então desconhecida.
Desinibida no vídeo divulgado a seguir, a musa afirma que está animada para o posto e quer estar mais sexy e quente do que a famosa companheira de octógono.
“Estou muito feliz de ser Garota a primeira ring girl da Coréia no UFC. Estou um pouco ansiosa pois não sei se vou ser capaz de fazer um bom trabalho, mas eu vou tentar o meu melhor e espero que eu possa levantar os espíritos dos nossos três lutadores coreanos no UFC. Eu quero ser vista como mais sexy e mais quente do que Arianny Celeste “.
A gata é apresentadora de um programa na Coréia e não deixa a desejar nem mesmo para os ocidentais em sua beleza.


quarta-feira, 24 de outubro de 2012

SONNEN RESPONDE A RAMPAGE CONFIRA

O meio-pesado Quinton Jackson declarou que a boca de Chael Sonnen lhe garante lutas no Ultimate Fighting Championship e fez piada com a pronúncia do nome do rival, durante participação no programa Inside MMA.
‘Rampage’ elogiou o jogo de wrestling de Sonnen mas o criticou pelas provocações feitas a lutadores contra os quais o falastrão não lutará e lembrou a discussão de Chael com a ring girl Arianny Celeste há algum tempo.
O ex-campeão também já foi algo dos insultos de Sonnen e afirmou que não sabe se dará tapas no rosto do treinador do The Ultimate Fighter 17  se ele tiver a ousadia de dizer algo em sua frente.
A resposta de Chael Sonnen não tardou, e o próximo desafiante ao cinturão até 93kg usou a sua conta no microblog twitter para rebater as declarações de Jackson. De acordo com o gangster de Portland, a melhor apresentação de Rampage como ator (Nota do blog: Quinton Jackson atuou no filme A-Team) foi desafiá-lo.
“Se eu conseguisse entender uma única palavra do que ele disse sobre mim, eu poderia ficar levemente ofendido. É difícil ouvi-lo do fundo da sua cova de obscuridade. Sabe, Jackson, eu estava equivocado sobre a sua habilidade de atuar. Desafiar-me foi a sua melhor performance até agora”, provocou.
O duelo entre os provocadores não deverá acontecer tão cedo. Quinton fará a última luta do contrato do UFC e pretende deixar a organização. Recentemente ele pediu que Dana White o colocasse no octógono na mesma noite contra Forrest Griffin e Glover Teixeira pelo preço de um, como forma de se reaproximar do presidente.
Já Chael Sonnen disputará o cinturão da categoria meio-pesado contra o campeão Jon Jones na final do TUF 17, em abril de 2013. ‘Bones’ relutou a aceitar o desafio mas cedeu à pressão da organização que o culpou pelo cancelamento do UFC 151 e dos fãs que o chamaram de medroso após a recusa a oito dias da realização da luta.
Pergunta aos leitores do blog: Qual o maior falastrão do MMA?
Siga o blog Mano a Mano

NÃO GOSTO DESSE CARA DIZ RAMPAGE SOBRE SONNEN

foto: Fighters Only
Quinton Jackson reafirmou o desejo de deixar o Ultimate Fighting Championship em entrevista ao programa Inside MMA, e o alvo de despedida do americano é o brasileiro Glover Teixeira, contra quem lutaria no UFC 153 realizado no Rio de Janeiro, não fosse por uma contusão que o impediu de lutar no card.
“Quero ver o mais está lá, quero ver se a grama está mais verde do outro lado. Essa é a última luta do meu contrato e eu quero destruir o Glover e então deixarei [a organização].”
‘Rampage’, que é conhecido por fazer lutas empolgantes, conversou sobre o esporte em geral e criticou as lutas maçantes realizadas por lutadores estratégicos que, segundo ele, estão matando o MMA e cumprimentou Glover por seu estilo agressivo.
O ex-lutador do Pride também é conhecido por declarações hilárias e polêmicas e a conversa com Bas Huten foi direcionada a Chael Sonnen, próximo treinador do The Ultimate Fighter 17 e desafiante ao cinturão da categoria meio-pesado do UFC.
“A boca dele lhe garante lutas. Qual é o nome dele? Como se diz esse nome ‘Chael’? A boca coloca o traseiro dele em risco. Esse cara é empolgante por dois minutos, mas então você quer abaixar o volume, tipo: Sobre que porcaria você está falando? Ele soa como se ele pratica as coisas dele no espelho e então vai e diz isso. Ele é um grande wrestler, é isso o que vou dizer porque o todo o resto é uma droga”, declarou.
Jackson também mencionou a falta de poder nos golpes de Sonnen. “Ele não consegue socar com força. Olhe o que ele fez ao Anderson Silva. Ele fez um ótimo trabalho mantendo-o no chão, fazendo de um decorado campeão um lutador chato durante cinco rounds. Após a luta – eu não assisti mas ouvi falar – vejo que o Anderson não tinha uma marca nele. Nenhuma marca.”
O ator-lutador reconheceu que também faz provocações mas declarou que somente dispara suas palavras contra os adversários com quem lutará, e não como Chael, que se envolve em discussões até com as ring girls.
“Eu falo bobagem, mas eu faço provocações sobre pessoas que eu realmente vou lutar e que são da minha categoria de peso. Esse cara, ele provoca ring girls, ele fala besteira sobre o presidente. Agora é um pouco demais. Ele é muito desrespeitoso e eu não gosto daquele cara de verdade”, disse.
Rampage, que já foi vítima dos insultos de Chael, não sabe qual será a sua reação se encontrá-lo. “As coisas que ele diz sobre mim… eu gosto de fazer piada tanto quanto qualquer pessoa, mas na real, se eu encontrar o Chael Sonnen e ele disser qualquer coisa  na minha cara, não sei se vou dar uns tapas nele ou não. Eu não gosto do cara.”
Siga o blog Mano a Mano

CONHEÇA A HISTÓRIA DO KUNG FU

Como uma arte tradicional, o Kung Fu faz parte da grande herança cultural do povo chinês.Sua origem pode ser encontrada na pré-história, onde nossos ancestrais eram obrigados a lutar contra animais e outros homens a fim de garantir sua sobrevivência (Ji,1986). Na luta entre tribos, os guerreiros compreenderam que, para derrotar o inimigo, era importante não só possuir boas armas, mas também melhorar a capacidade física e as habilidades de combate através de treinamento intensivo nos tempos de paz.
Este treinamento melhorou essas capacidades e habilidades e propiciou o surgimento de várias artes marciais ao longo dos séculos, dentre elas o Kung Fu. Alguns livros afirmam que essa arte marcial é conhecida pela inspiração nos movimentos dos animais e com preocupações de saúde e defesa pessoal há mais de 5000 anos (Minick,1975).
A Federação Paulista de Kung Fu (em “A Origem da Expressão Kung Fu”, 2003) explica a utilização desta palavra e a equivocada utilização da mesma em associação à arte marcial. O Kung Fu é uma expressão antiga que genericamente, no dialeto cantonês, significava “tempo e esforço desprendido numa atividade” ou “grau de perfeição alcançado em qualquer área de atuação”, ou ainda, “conhecimento profundo de um assunto”.
Na década de 70 essa expressão utilizada para denominar as artes marciais chinesas, ficou mundialmente conhecida através dos filmes de artes marciais. Entretanto, a expressão gramaticalmente correta para designar a arte marcial é Wushu (arte marcial), originária do mandarim.
Complementarmente, Ortega (1997) observa que essa arte marcial deve ser vista como atividade esportiva sistematizada e com regras próprias, medidas que permitiram a organização de torneios e campeonatos. Pode-se caracterizar as competições em três tipos, formas ou rotinas (Kati), Lutas combinadas (Toi Chat) e os Combates (Kuoshu e Sanshou).
A primeira diz respeito às seqüência de movimentos inspirado nos movimentos dos animais contra um ou mais adversários imaginários; a segunda, confronto envolvendo dois ou mais atletas com movimentos de ataque e defesa pré-determinados; e a terceira, que é o embate direto entre dois adversários, no qual são avaliadas as qualidades técnicas, táticas e físicas de cada um.
* Texto retirado de “Preparação física para lutadores de Sanshou: Proposta baseada no sistema de periodização de Tudo O. Bompa.”
** Por Daniel Shenji Hirata (Faculdade de Educação Física – UNICAMP) e Fabrício Boscolo Del Vecchio (Faculdade de Educação Física – UNICAMP; Faculdade de Educação Física – METROCAMP; E-mail: fabrício_boscolo@uol.com.br)

KYRA GRACIE MIRA O MMA "TENHO QUE APRENDER A LEVAR SOCO"

Pentacampeã mundial de Jiu-Jitsu, Kyra Gracie cogita a possibilidade de largar o quimono e atuar MMA. Com o crescimento da modalidade feminina, muito impulsionada pelo sucesso de Ronda Rousey, campeã do Strikeforce, a integrante da família Gracie garante que vai treinar muito para chegar bem quando tiver a oportunidade.
“O esporte cresce a cada dia e provavelmente o UFC vai se abrir para o MMA feminino, com uma luta entre a Ronda Rousey e a Cris Cyborg. Estou treinando forte, porque tenho de estar pronta para quando a hora chegar. Não tenho data, mas a vontade é grande”, disse, em entrevista ao UOL.
“Eu não tenho nenhuma pressa em estrear no MMA. Isso é um desafio novo, pessoal, eu não tenho nada a provar a ninguém. Quero estrar num evento grande, representar minha família bem e não vou começar enquanto não estiver 100%”, completou.
A primeira mulher da família a se arriscar na arte suave, Kyra afirmou que para fazer essa transição do Jiu-Jitsu para o MMA ainda precisa se acostumar com as regras do esporte.
“É muito diferente do Jiu-Jitsu, que é sempre agarrado. Tenho de treinar toda a parte de soco e chute. E tenho de me acostumar a tomar soco na cara”.
Tricampeã do ADCC, um dos maiores eventos de Submission do mundo, a Gracie comentou sobre seu estilo de luta, admitindo que precisar fazer uma adaptação para o MMA.
“O meu Jiu-Jitsu é calmo, eu tenho paciência para fazer os movimentos e encaixar as posições. Não sou uma lutadora explosiva, vou na calma. Mas para o MMA tenho de buscar a explosão, a agressividade, ainda mais lutando em pé. Tem sido o mais difícil, mas preciso mudar um pouco o meu estilo para a estreia”.

MMA FEMININO FAI ACONTEÇER NO UFC.

Com a ascensão do MMA feminino ao redor do mundo com o nascimento inclusive de eventos destinados às mulheres como o Invicta FC e o Pink Fight, no Brasil, o UFC começa a ver com outros olhos à modalidade.
Após inúmeras declarações de Dana White a respeito de não trazer as mulheres pro UFC, o cartola teve uma reviravolta mental e após as exibições e fama da musa Ronda Rousey no Strikeforce, reviu seus valores e mudou sua opinião e se mostra comprometido com a causa.
“Absolutamente vai acontecer. Pode acontecer amanhã, pode acontecer daqui a um ano. A questão é que eu estou comprometido com isso. “, disse ao site SI.com.
Ronda Rousey tem seis vitórias consecutivas por chave de braço no primeiro round em sua carreira profissional e é a musa aos olhos de Dana e tudo leva a crer que seja a primeira lutadora a estrear na maior organização de lutas do mundo.
Por Redação MMA Space
Foto: Esthen Lin / Showtime

"NUNCA MAIS LUTO O UFC"

O peso-pesado responsável por vender rios de pay-per-view do UFC nos Estados Unidos devido à toda sua popularidade no WWE, o grandalhão Brock Lesnar garantiu para o presidente do Ultimate Dana White para não esperar seu retorno.
Questionado sobre a atual qualidade da categoria meio-pesado, Dana White confia nas seus lutadores e exalta o brasileiro Pezão como grande promessa.
“Há tantas novos talentos crescentes agora, o que é muito excitante. Bigfoot Silva pareceu ótimo em sua última luta, então sim, a categoria dos pesos-pesados me parece incrível.”
Sobre rumores sobre a volta de Brock Lesnar e algumas conversas sigilosas entre o tal e o presidente do UFC, Dana tratou de clarear os horizontes e descartar o retorno do wrestler.
“Ele está fora, Ele me ligou há alguns dias atrás. Ele disse que nunca mais vai voltar. Ele apenas disse que vai ficar no wrestling, mas ele não vai lutar. Ele estava pensando em voltar mas não vai, assim como Fedor. Ambos são aposentados.”
Lesnar fez 8 lutas no MMA, sendo 7 no UFC onde venceu quatro das mesmas. Sua última luta foi contra Alistair Overeem no UFC 141, onde anunciou sua aposentadoria.
Por Redação MMA Space
Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

domingo, 21 de outubro de 2012

BRUNO EX-KLB ESTREIA NO MMA EM DEZEMBRO

Caçula da banda KLB, Bruno Scornavacca sofreu um acidente no mês de agosto, quando foi atropelado, na Zona Sul de São Paulo. Entretanto, o plano de estrear no MMA está de pé e o cantor deverá fazer sua primeira luta no mês de dezembro, em evento ainda indefinido.
Há oito anos treinando na Chute Boxe paulista, o cantor, que tem propostas de organizações brasileiras e estrangeiras, optou por estrear em solo brasileiro, com o apoio da família, amigos e, é claro, dos fãs.
Em entrevista à TATAME, Bruno revela seus planos para a nova empreitada e se apresenta como lutador. Fã de black music, ele disse ainda não saber sob que música entrará no cage.
“Venho da luta em pé. Treinei muitos anos Muay Thai e Boxe , então o meu forte é a trocação, mas estou firme no Jiu-Jitsu com o Barbosa para surpreender quem quiser me levar para baixo”, disse Bruno, que treina com Felipe Sertanejo e Allan Puro Osso.
Confira a entrevista na íntegra abaixo:
Como surgiu a ideia de ser lutador de MMA?
Sempre gostei de artes marciais, sempre treinei. Desde os primórdios do UFC eu alugava fita com meu pai e assistia. Sempre curti MMA e conforme eu treinava sentia vontade de competir. Agora me sinto preparado para não ser uma aventura.
Está treinando na Chute Boxe há quanto tempo?
Eu treino na equipe há oito anos junto com o Macaco até ele se mudar para os Estados Unidos. Foquei no Boxe e através de um amigo conheci o Felipe Sertanejo, Diego Lima e o Allan Puro Osso que viraram meus irmãos e me trouxeram de volta para a equipe. Agora mais do que nunca estou treinado e preparado.
Vai conciliar a carreira de cantor com a de lutador?
Com certeza, a música é minha vida, isso só vai somar na minha carreira musical. Acho que temos que fazer tudo que temos vontade, não há barreiras, basta acreditar.
Como está sendo essa experiência?
Estou muito ansioso. Para mim é uma responsabilidade maior por terem pessoas que não acreditam, mas acho que temos que mostrar por que viemos em qualquer profissão, então estou aí.
Fale um pouco sobre suas características como lutador.
Venho da luta em pé. Treinei muitos anos Muay Thai e Boxe , então o meu forte é a trocação, mas estou firme no Jiu-Jitsu com o Barbosa para surpreender quem quiser me levar para baixo.
Quais são seus planos para sua carreira no MMA?
Minha ideia inicial é focar na minha estreia. Daí em diante é pensar em dar um passo de cada vez, mas tenho sonhos como qualquer outro.
Recebeu muitas propostas?
Através de meu manager e treinador (Diego Lima), fiquei sabendo que tive boas propostas dos maiores eventos Brasileiros para minha estreia. Fiquei muito contente com isso e analisaremos a melhor proposta.
Houve propostas de eventos do exterior?
O (Diego) Lima e o Jorge Patino Macaco vêm conversando sobre isso e existem alguns eventos interessados, mas a minha vontade é fazer a primeira luta aqui pois acredito que o público será grande .
Sua estreia será no fim do ano? Tem adversário definido?
Sim, será em dezembro. Estamos com dois eventos em mente. Quando estiver tudo certo iremos divulgar.
Com que música vai entrar no octógono?
Não pensei nisso ainda, mas provavelmente alguma que me inspire. Gosto de black music.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

DEMIAN MAIA PEDE LUTA CONTRA NICK DIAZ

Vindo de uma vitória contundente sobre o americano Rick Story em sua segunda performance na categoria dos meio-médios o ex-desafiante ao título dos médios Demian Maia vem traçando uma nova história em uma categoria que pelo visto se adaptou muito bem e voltou a dar show com seu jiu-jitsu fora de série.
Se Demian já era um dos grandes nomes nos médios, quer consolidar seu espaço nos meio-médios e espera que com as duas belas finalizações consiga agora enfrentar um top 10 da categoria, visando obviamente a possibilidade de até mesmo disputar o cinturão que hoje é dividido entre o campeão interino Carlos Condit e o absoluto George Saint Pierre que lutarão no UFC 154 para a unificação do título.
Assim, o brasileiro que tem 4 graus na faixa-preta de jiu-jitsu mira Nick Diaz e Jon Fitch, dois grandes nomes da divisão meio-médio.
“Jon Fitch e Nick Diaz seriam adversários que, com certeza, têm muito nome nessa categoria e me fariam subir rápido”, afirmou à Revista Tatame.
Analisando como seriam os possíveis combates, Demian vê que possivelmente o jiu-jitsu seria novamente a sua saída, sabendo que Fitch é um wrestler com um jiu-jitsu afiado e Nick Diaz é um faixa-preta de Cesar Gracie, observando seus principais pontos.
“As duas teriam muito Jiu-Jitsu. Os dois são bons disso, só que sinto o Fitch mais voltado para o Wrestling com Jiu-Jitsu, e o Nick é um cara mais pro Boxe do que pro Jiu-Jitsu”.
Demian Maia desceu de categoria após ser derrotado por Chris Weidman em uma atuação apática no UFC on Fox. Em seguida bateu Dong Hyun Kim e Rick Story, respectivamente no UFC 148 e UFC 153.
por Redação MMA Space
Fonte: Tatame
Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

SÓ UM BRASILEIRO EM MEIO A 100 ESTA NA LISTA DOS MELHORES CORPOS DO MUNDO

A Men’s Health, revista norte-americana dedicada aos homens que trata, principalmente, sobre saúde e sucesso masculinos, publicou nesta semana uma lista com os 100 melhores corpos de todos os tempos. Isso em tradução livre para os 100 homens mais ‘fit’ da história. O esquisito foi que o único brasileiro da lista, encabeçada pelo multicampeão olímpico e ex-nadador Michael Phelps, não é Cesar Cielo (nadador), Anderson Silva (lutador), Renan (ex-jogador de vôlei) nem qualquer outro atleta considerado pelas brasileiras como um símbolo sexual. Trata-se de Wanderlei Silva. Mas como?
Antes de tudo, é importante dizer o que a Men’s Health levou em conta nesta eleição. Para a revista, não basta ser bonito ou sexy para entrar aqui. Na descrição que ela mesma publicou, “Fitness, como nós definimos aqui, não se trata apenas de quanto peso você pode levantar, quão rápido você pode correr, ou quantos recordes você pode quebrar. É também sobre o que mais você consegue com o seu corpo – as pessoas que você inspira e o legado que você deixa”.
Pronto, dito isto, vamos aos argumentos usados pela publicação para eleger Wanderlei Silva como o 66º em sua lista. Se você só acompanha MMA superficialmente, talvez não saiba que o brasileiro é uma lenda das lutas. Mais de 70% de suas vitórias foram alcançadas em nocautes, e ele ficou invicto durante cinco anos quando lutava no Pride, principal competição de artes marciais mistas antes do UFC. Para se ter uma ideia, Wanderlei é um ídolo no Japão (onde se disputava o Pride), sendo até nome de rua por lá.
Wanderlei se encaminha para o octógono antes de sua luta no UFC 147 UFC/Divulgação
 
Hoje aos 36 anos, o ‘Cachorro Louco’ já não faz mais nos rivais os estragos que fazia antigamente, mas ainda é muito respeitado no meio. E o que nos interessa, o físico. Sim, Wanderlei Silva tem um corpão. Se é isso que conta, ok, somado a seu legado no MMA, a eleição foi justa.
Outros esportistas que aparecem na seleção são Michael Jordan, Magic Johnson, Mark Spitz, Tiger Woods, Kelly Slater, Oscar Pistorius e até Lance Armstrong, que está em vias de perder seus sete títulos da Volta da França por liderar um grande esquema de doping na década passada. A Men’s Health ainda listou celebridades como Jackie Chan, Daniel Craig, Brad Pitt e até Chuck Norris.
E parece que Wanderlei gostou de entrar na listona da Men’s Health. Em seu twitter, o lutador divertiu-se com a presença na seleção da revista e brincou que passou a treinar justamente para melhorar o corpo e arranjar uma namorada, já que achava que não fazia muito sucesso entre as mulheres.
“Meu irmão, que sempre fez muito sucesso entre as mulheres, tinha um cabelo bonito e começou a treinar capoeira e musculação e começou a ficar forte. Aí pensei: ‘Esse rosto não é tão bonito assim tipo um Brad [Pitt] ou aquele que é o Thor, mas o corpo eu posso mudar”, escreveu Wanderlei na rede social. “Tudo Por um amor!!!Elas são a razão de tudo. hahahaha”.

MARCUS "BUCHECHA" EMPATA COM O MAIOR COMPETIDOR DE JIU-JITSU DA ATUALIDADE

Atual campeão mundial peso e absoluto, Marcus ‘Buchecha’ vive um momento brilhante em sua meteórica carreira. O atleta, que já foi campeão mundial peso e absoluto em todas as faixas, empatou com Roger Gracie, no último domingo, pelo Metamoris Pro. Mas, pelo que se viu no tatame, o desfecho teve sabor de vitória para o discípulo de Rodrigo Cavaca.
No combate de 20 minutos, onde não era levado em conta pontuação, Buchecha ficou próximo de finalizar o maior competidor da história com um arm-lock, mas Roger conseguiu defender. Em entrevista exclusiva com o lutador, Buchecha revelou os segredos de sua preparação, entendeu por quê a torcida da Gracie Barra chama Roger de “cobertor”, falou sobre o arm-lock e disse que não se considera o melhor do mundo.
Confira abaixo a entrevista na íntegra.
Como foi a preparação para enfrentar o maior nome da história do Jiu-Jitsu? 
A preparação foi forte, treinei todos os dias com os meus amigos e companheiros da flilial daqui da Califórnia e em Huntinton Beach, na nova escola do João Assis e na Checkmat La Habra (Lucas Leite BJJ). O treinamento foi forte e intenso, meu amigos colocaram o quimono para me ajudar mesmo sendo epoca de no gi, até o meu mestre Cavaca veio só para ser córner e estar do meu lado nessa luta. Devo muito a eles, treinamos muito defesa da montada, guarda fechada, Judô, e claro,  meu jogo mais forte, meia-guarda com ataques nas pernas e costas.
Também dei uma ênfase à preparação física com o Tony Gonzales na Ultimate Training Center (UTC) em Corona, lugar onde treino e dou aula e, claro, treinei diariamente com os meu alunos da UTC e da  ACE JIU JITSU em Fountain Valley.
Você assistiu muitos vídeos dele? Como foi a preparação técnica e específica para encarar o “cobertor”?
Para ser bem sincero, eu assisto as lutas do Roger há anos e é incrível ver como o Jiu-Jitsu dele funciona tão bem, mas eu evitava assistir lutas dele antes desse evento, pois cada luta dele mais parecia um highlight do que uma luta (risos), aí optei por não assistir mais vídeos. E, nessa luta, eu realmente entendi o porquê do apelido cobertor, quando ele passou minha guarda, mas eu estava treinado para aquela situação e consegui manter a calma e repor.
Qual a diferença do treino para uma luta de 20 minutos até pegar?
Para uma luta de 20 minutos, o treino foi novidade para mim, pois eu sabia que seria muito difícil de finalizar, pois ele nunca foi finalizado em uma competição e eu também estava treinando para não bater, ou seja, lutaríamos 20 minutos. Fizemos muitos treinos específicos e parciais, onde eu ficava 20, às vezes até 40 minutos no meio. Era muito sacrificante, mas valeu a pena o treinamento, pois foi uma ótima luta.
O que esse empate representa para você?
Esse empate representa que estou no caminho certo, pois lutei com o numero um do mundo e fiz uma ótima luta. Lutei contra um dos meus maiores ídolos e consegui colocar em prática tudo o que eu treinei. Saí de cabeça erguida porque, apesar de derrota, vitória ou empate, lutei para frente, tentei finalizar, saí de posições ruins, não me entreguei em nenhum momento, e quando eu sinto que fiz tudo isso eu fico satisfeito com o resultado, seja ele qual for. Ou seja, representou tudo de positivo.
E o arm-lock que você encaixou no Roger, estava justo mesmo?
Aquele braço estava muito justo e eu sabia que ele não iria bater, por isso dei o meu máximo para finalizar, apesar de ter esticado e muito, ele manteve a calma e a técnica certo para sair da posição,  mas passou muita coisa pela minha cabeça, todo o treinamento e que aquele poderia ser um feito único, mas estou satisfeito com o resultado.
Você se considera o melhor do mundo no momento?
Não me considero o melhor do mundo e nunca cheguei nem perto de ser, apesar de eu ter ganhado o Mundial de azul à preta, peso e absoluto. Eu só tenho dois títulos mundiais na preta, e isso é o que realmente conta. O Roger tem 10 títulos mundiais só na preta, ou seja, seria muita audácia da minha parte dizer uma coisa dessas. Graças a Deus, estou em uma ótima fase e treinando muito para me manter nela, mas tenho apenas 22 anos e sei que tenho muita estrada pela frente. O Jiu-Jitsu hoje em dia está em um nível alto. Se você se dar ao luxo de se confortar, alguém estará treinando para te incomodar.
Qual é o próximo passo do Buchecha no Jiu-Jitsu?
Ajudar meus amigos para as competições de final de ano, e já estou focado no sem quimono e a espera de um convite para o ADCC.  Mas, agora vou focar em seminários, pois abri mão de muitos, devido ao treinamento. Todos que estiverem interessados em seminários comigo, mandem um e-mail para buchechabjj@hotmail.com  ou, em breve, no site www.buchechabjj.com.

O POTIGUAR GLEISON TIBAU ANALISA LUTA CONTRA MASSARANDUBA

Gleison Tibau foi um dos brasileiros que fez bonito na noite deste sábado (13) na terceira edição do UFC Rio. O brasileiro subiu ao octógono junto com o compatriota Francisco Massaranduba. Por decisão unânime dos juízes Tibau foi o vencedor. O combate entre os dois foi o penúltimo do card preliminar.
Após o duelo, durante a coletiva após o evento, Tibau falou a respeito da luta onde ressaltou as qualidades de seu adversário:
“ Foi uma grande luta. Ele veio com tudo, estava bem preparado. Acertou um golpe muito forte e caiu encaixado no mata-leão. Consegui sair, mas aí ele fez a transição para o katagatame. Pensei: “Nossa, e agora?!” Mas deu certo, consegui escapar.”
Tibau, vinha de uma derrota contra o russo Khabib Nurmagomedov no UFC 148, com essa vitória sobre Massaranduba o brasileiro completa 26 vitórias em seu cartel onde tem apenas 8 derrotas.
Massaranduba, ex-participante da primeira edição do reality show TUF Brasil, vinha com uma sequencia de 5 vitórias seguidas que foi encerrada pela derrota contra Tibau. O brasileiro tem um cartel com 11 vitórias e apenas 2 derrotas.
Por Redação MMA Space/Letícia Miranda
Fonte: SporTV.com
Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

ANDERSON SILVA ADMITE LUTA COM JON JONES

Anderson Silva participou de um evento promocional no Rio de Janeiro e pela primeira vez admitiu enfrentar Jon Jones. Apesar de declarar que não luta por dinheiro, o campeão peso médio entende que o americano pode aceitar a oferta do Ultimate Fighting Championship e o deixaria em situação difícil de se recusar a enfrentá-lo, ainda que não seja essa a sua vontade.
“As pessoas estão falando tanto disso. Não tenho essa pretensão, não tem algo que me motive, justamente por terem outros atletas da minha equipe, como o Minotouro, o Maldonado, o Feijão e o Caldeirão, que são do peso dele.”
“Meu peso é 84kg, meu título é esse. Mas as pessoas falam tanto disso, e a gente é funcionário do UFC. É claro, posso estar falando que não quero, mas e se ele vai lá e aceita a grana que o Dana vai dar para ele querer lutar? Vai ficar difícil”, reconheceu.
O ‘Spider’ falou que o combate mais aguardado das artes marciais mistas tem de acontecer em um peso entre 84kg e 93kg. “Não é a grana que me motiva a lutar, eu luto porque gosto. Então, sei lá… Não gostaria. Mas se for acontecer, teria que ser no peso-combinado. Não valeria o cinturão dele. Eu já tenho o meu e não quero um título para deixar largado”, concluiu.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

JONES ALFINETA SONNEN "NÃO SABE GANHAR TITULOS"

Jon Jones recusou lutar contra Chael Sonnen no UFC 151, e o evento acabou cancelado. Muito criticado, o campeão dos meio-pesados espera a expiação com bom desempenho no TUF 17, e em seguida com vitória sobre Chael Sonnen, adversário no reality e no duelo programado para abril.

“Minha decisão de enfrentar Sonnen agora não teve nada a ver com dinheiro. Quero vencer Chael, que recusei a enfrentar antes porque faltavam apenas oito dias para o evento. Depois quero vencer Dan Henderson, que seria minha luta no UFC 151, que me acusam de ter cancelado. Então passarei esse capítulo da minha carreira”, explicou Bones nesta quarta, com conferência por telefone.

Provocado por Chael Sonnen desde que recusou a enfrentá-lo, Jones respondeu nesta tarde: “Eu sei como derrotar Chael. Vou muito confiante para essa luta. Sonnen não sabe conquistar títulos”, alfinetou Jones, lembrando as derrotas do falastrão para Anderson Silva.

O campeão dos meio-pesados faz coro com os que acham que Sonnen, que ainda não fez uma luta na categoria, não merece uma luta por título apenas com provocações: “Chael merece a chance? Não. Mas o que seria do esporte sem os fãs? Há pouco tempo, diziam que eu tinha medo do Sonnen. Sejamos realistas, os fãs querem ver essa luta”, disse Jones, completando: “Não importa, Sonnen não vai chegar nem perto do cinturão. Se ele me derrubar, o que ele vai fazer? Ele sempre acaba dominado de qualquer jeito”, disparou Jon.

Jones, entretanto, reconheceu as qualidades de Sonnen, antes de prometer dar fim ao trash talk (provocações) do oponente: “Chael é o maior adversário que já tive. Quero acabar com ele por todas as coisas que fala. Não tanto sobre mim, mas sobre os outros. Quero torná-lo irrelevante”, afirmou o campeão.

Jones inclusive parece ter descoberto o “ponto fraco” de Sonnen. Sequer obteve uma resposta ao perguntar: "Você está em forma? Mas com ou sem TRT [terapia de reposição de testosterona]?”. Em seguida, quando um repórter também perguntou sobre TRT, ouviu: “Sem comentários sobre esse assunto”, disse Chael.

JUNGLE FIGHT vs BITETTI COMBAT - ENTENDA

Parceiros de longa data e ambos com sua faixa-preta recebida pelo saudoso Mestre Carlson Gracie, Wallid Ismail e Amaury Bitetti acabaram se tornando rivais na organização de eventos de MMA, com o Jungle Fight e o Bitetti Combat.

Presentes no coquetel de inauguração da Exposição “20 anos de luta: do vale tudo ao MMA”, que exibe fotos de Marcelo Alonso e Susumu Nagao no Shopping Rio Sul (RJ), Wallid e Amaury trataram de se desafiarem diante das lentes do PVT.

Mas foi tudo com muito bom humor.

“Os campeões do Jungle Fight contra os campeões do Bitetti Combat, vamos fazer esse evento?”, disparou Bitetti.

“Não dá pra discutir com o “Bitettão”, ele nunca viu uma conta na vida”, se divertiu Wallid.

Observados ainda por Manimal e por Ronaldo Jacaré, que fez uma imitação imperdível de Wallid, os empresários continuaram a brincadeira e se abraçaram após uma grande demonstração de bom humor.

DANA REBATE CRITICAS SOBRE A ESCALAÇÃO DE SONNEN PARA O TUF EUA


Nesta quarta, foi realizada uma conferência por telefone com a imprensa americana. Em pauta, o TUF 17, que irá será filmado já neste mês, mas que será exibido em janeiro de 2013. O programa terá Jon Jones e Chael Sonnen como treinadores. Questionado sobre a chance de cinturão que Sonnen terá ao fim do programa, Dana White disparou contra Lyoto Machida e Dan Henderson, que enfrentariam Jones no cancelado UFC 151.

“Quem está reclamando do title shot de Sonnen iria enfrentá-lo no UFC 151, mas se machucou ou não aceitou lutar contra Jones. Tiveram sua chance, eu liguei para eles, mas negaram. Sonnen foi o único que aceitou, então terá sua chance”, criticou White.

Dan Henderson, assim como Jones, está lesionado. Com ambos no “estaleiro”, não faria sentido um TUF com os dois? White discorda: “Tudo bem, Henderson só não enfrentou Jones porque se machucou, mas não sei se ele faria outro TUF”, disse Dana, lembrando a edição em que Hendo enfrentou Michael Bisping: “É fácil dizer ‘faça isso, faça aquilo’, mas as coisas são mais difíceis do que parecem”, completou o chefão.

Há planos para que o duelo entre Sonnen e Jones, que está programado para abril de 2013, seja realizado no estádio do Dallas Cowboys, com capacidade para mais de 100 mil pessoas.

Dana White declarou ainda na conferência que os vencedores das lutas Mauricio Shogun x Alexander Gustafsson e Lyoto Machida x Dan Henderson devem definir quem disputa o cinturão dos meio-pesados após Sonnen, provavelmente no segundo semestre de 2013.

http://portaldovalet...-jones%E2%80%9D

WANDERLEI SILVA FALA SOBRE UFC RIO 3

Foto: Marcelo Alonso

Wanderlei Silva era muito aguardado por fãs no último sábado, no UFC Rio 3. Não pode comparecer devido a um evento, mas acompanhou as lutas do evento, que considerou “um dos melhores do ano”. Em entrevista exclusiva ao PVT, Wanderlei confessa que ficou tenso com Anderson Silva, que perigosamente esquivava de guarda baixa os golpes de Stephan Bonnar, mas acabou vencendo de forma espetacular.

“O risco ali era ele tomar uma no queixo e cair. Mas o Anderson é um cara seguro no que faz, está em outro nível. Como ele não existe, serve de exemplo para muita gente, para lutadores novos como Jon Jones”, elogiou Wand.

Na entrevista abaixo, o Cachorro Louco comenta o show brasileiro, liderado pelos ídolos Anderson e Rodrigo Minotauro, agradece à homenagem feita mais uma vez por Diego Brandão, e comenta suas preferências para próximos técnicos do TUF Brasil 2.

Confira mais no bate-papo a seguir.

O que houve que não pode comparecer ao UFC Rio? Era muito aguardado pelos torcedores.

Pô, eu vou pra Goiânia nos dias 26 e 27 para um evento de uma empresa. Acabou que não deu para ir para o Rio, ia ficar muito tempo fora de casa.

E o que achou do evento?

Foi fantástico, uma das melhores edições do UFC no ano! Lutas emocionantes. Phil Davis e Jon Fitch ganharam de brasileiros, mas mereceram, lutaram bem. E o Anderson e Minotauro deram grande show. Vibrei muito!

Você viu que Diego Brandão entrou novamente com sua música? A galera foi ao delírio. O que achou da homenagem?

Vi sim, fico honrado de servir de exemplo para a nova geração. Temos o mesmo estilo de luta, agressivo. Diego lutou bem, pegou cara duro, mas mostrou sangue no olho, poder de absorção bom, quedas em dia. Se continuar desse jeito, mantiver o foco, tem todas as chances de ser o futuro campeão. Desejo toda a sorte do mundo para ele.

E como viu a vitória de Minotauro?

Minotauro está numa das melhores fases da carreira. Nocauteou Schaub, finalizou Herman e ia nocauteando Mir. Eu estava na arena, vi o Mir cair de cara no chão. Mas Rodrigo está numa fase muito boa, e com certeza é um dos maiores ídolos brasileiros.

Como viu mais um show de Anderson?

Acho que em todo esporte tem um cara que é diferente. Futebol teve o Pelé, Fórmula 1 teve o Ayrton Senna, e no MMA tem o Anderson. Ele é diferenciado, mas isso não começou agora. Ele treinava numa academia num bairro pequeno em Curitiba, se dedicava muito. Não se faz um Anderson Silva da noite pro dia. A lição que ele deixa é a entrega. Quem treina como Anderson Silva tem muitas chances de ser como ele. Não deixar o sucesso subir à cabeça, não se acomodar com o dinheiro que vier a ganhar. Ele é campeão do UFC há tanto tempo e ainda treina muito.

Ficou tenso vendo Anderson se esquivar daquele jeito, e deixando alguns golpes entrar?

O risco ali era ele tomar uma no queixo e cair. Mas o Anderson é um cara seguro no que faz, está em outro nível. Como ele não existe, serve de exemplo para muita gente, para lutadores novos como Jon Jones.

Você foi treinador do The Ultimate Fighter Brasil 1, que foi um sucesso. Quem gostaria de ver como técnicos do TUF Brasil 2?

Eu queria ver Werdum contra Cigano, ou Shogun contra Lyoto. Acho que esses quatro são os mais indicados para participar, e fazer um grande programa.

Alguns fãs em fóruns já cogitaram Anderson Silva contra Michael Bisping, e Dana White conversou com a Globo, dizendo que gostaria de um treinador brasileiro e outro estrangeiro, mas a emissora não gostou muito da ideia. O que acha?

Acho ótimo, seria legal também. Não tinha pensado nessa! E o Anderson nesse TUF é muito mais do que merecido. Sobre o problema do idioma, é só colocar um cara dublando, como fizeram no primeiro, com o Dana.

Sobre você: quando pretende voltar a lutar? Em que peso?

Quero lutar num catchweight até 90kg, ou nos 93kg mesmo. Com 84kg fico com muita fome (risos). Estou fazendo musculação, uma manopla. Estou meio que de férias agora, dando atenção à família, mas no ano que vem o Wand está de volta.

Escolheria algum adversário?

Na verdade quem colocarem para mim está bom. Luto com quem o UFC quiser.

http://portaldovalet...%ADvel%E2%80%9D

LYOTO E BELFORT CRITICAM DECISÃO DE SONNEN ENFRENTAR JONES NO TUF EUA

A escolha do polêmico Chael Sonnen para disputar o cinturão dos meio-pesados do UFC contra o detentor do título, Jon Jones, gerou críticas de lutadores brasileiros que já tiveram essa chance.
Na opinião de Lyoto Machida e Victor Belfort, Sonnen não se credenciou o suficiente para disputar o cinturão.
- Com todo respeito, para mim o Sonnen não merece o “title shot”!! Queria saber o q ele fez na LHW pra merecer!! - escreveu Machida no Twitter, citando a sigla da categoria.
Jones quase foi finalizado por Belfort
Jones quase foi finalizado por Belfort Foto: Divulgação
Em seguida, Belfort usou a rede social para referendar a opinião do brasileiro.
- Concordo plenamente - disse o lutador, pedindo a opinião dos fãs.
Os dois foram alguns dos adversários de Jones que mais chegaram perto de vencê-lo.

terça-feira, 16 de outubro de 2012

O MESTRE DO COMBATE - DIA 22 DE NOVEMBRO

Programado para o dia 22 de novembro, “O Mestre do Combate” promete agitar os fãs cariocas de MMA. O evento, que está sendo organizado por Rickson Gracie, terá um formato e regras diferentes de outros shows.
Cada edição contará com o confronto entre duas equipes, sendo declarada vencedora aquela que tiver no mínimo três de seus lutadores vitoriosos nos cinco duelos disputados. A equipe vitoriosa se classifica para o evento seguinte e a premiação aumenta conforme os lutadores vão superando seus adversários.
Uma das principais mudanças é o tempo do round inicial, que passa de cinco para dez minutos, como acontecia na época do Pride. Segundo Rickson, dessa maneira o lutador precisa focar melhor sua estratégia.
“O round de 10 minutos obriga os atletas desenharem uma estratégia antes da luta que equilibre a energia e a melhor técnica de cada um”, avalia o ídolo.
Além disso, buscando instigar os atletas a buscarem o nocaute ou a finalização, um atleta que estiver prestes a ser nocauteado ou finalizado, não poderá ser salvo pelo gongo, com o término do round decretado somente se o oponente não conseguir o golpe final. Esta medida, somada ao sistema de decisão em caso de não finalização ou nocaute ao final do combate – “Big” John McCarthy (1 voto), o mestre Rickson (1 voto) e o público que acompanha de casa e da arena (1 voto no total) decidem quem triunfa – valoriza a técnica, estratégia e espírito de vitória.
Outra novidade do Mestre do Combate é a pesagem oficial. Normalmente, ela acontece um dia antes das lutas, mas no evento de Rickson ela será no mesmo dia dos combates.
“Perder peso de maneira rápida traz problemas de desidratação, pressão alta e distúrbios cardiovasculares. Além de que a repetição desta prática ao longo do tempo acarreta em problemas psicológicos que deixam o lutador deprimido, cabisbaixo”, disse Gisele Lemos, nutricionista da Confederação Brasileira de Judô. “A perda brusca de peso é muito prejudicial. Com a pesagem na mesma noite da luta, o atleta precisa ser consciente, atencioso e acaba armazenando mais energia para a hora do combate”.

BOMBA! JONES E SONNEN SERÃO OS TÉCNICOS DO PRÓXIMO TUF

A 16ª temporada do The Ultimate Fighter está rolando a todo vapor nos Estados Unidos, mas os cartolas já anunciaram os técnicos da próxima edição. Em entrevista ao LA Times, Dana White anunciou que Jon Jones e Chael Sonnen ocuparão o posto, e uma luta entre eles está marcada para o dia 27 de abril.
As gravações do próximo TUF começarão no dia 29 de outubro, em Las Vegas, nos Estados Unidos, e a final da temporada será em abril, em uma edição menor do Ultimate, no Vegas Hard Rock Hotel. O duelo Jones x Sonnen, pelo cinturão dos meio-pesados, acontecerá mais tarde.
Jon Jones vem de vitória por finalização sobre Vitor Belfort, no UFC 152, enquanto Chael Sonnen caiu diante de Anderson Silva na edição 148, nocauteado no segundo round. O “falastrão” estava com luta marcada contra Forrest Griffin para o fim do ano, mas o interesse no confronto surgiu após Dana cogitar Sonnen como substituto de Dan Henderson no UFC 151.

ATRIZ PORNÔ DIZ QUE JIU-JITSU E MMA É COISA DE HOMOSSEXUAIS

O sacrifício de um lutador, entre dietas, treinos duros e duelos, é alvo de piadas para uma atriz porno norte-americana. Kristina Rose declarou em seu blog que os treinos de MMA e Jiu-Jitsu são coisas de “homossexuais que ainda não saíram do armário”.
“Eu me recuso a namorar um homem que escolhe passar a maior parte do seu ‘tempo livre’ cercado por e tocando outros homens suados na academia. Como se fosse tudo que eles fizessem, regularmente, optando por andar descalço com eles no tatame cheio de homens suados. Isso é SUS (ele usa a abreviação como se fosse uma gíria para suspeito)”, postou a atriz de filmes adultos.
“Essa também é a razão pela qual eu não sou realmente fã de MMA. Homens héteros nunca devem ficar se tocando quando estão descalços. Não a menos que você esteja f… O Boxe é um esporte corrupto agora, mas, ao menos, eles estão lutando de verdade. Acho que o MMA é uma ameaça agressiva aos homens que mantêm o lado gay deles reprimidos. Estamos em 2012. Você não pode se casar em qualquer lugar, mas tudo bem ser gay agora. Pode sair do esconderijo”, completa a atriz que já recebeu muitos prêmios nos Estados Unidos por suas “atuações”.
Tatame

PATRÍCIO TOMA AS DORES DE RONY "JASON" E ALFINETA BRANDÃO.

Diego Brandão e Rony Jason venceram entre as lutas preliminares do UFC Rio 3, no último sábado, e o destino das feras pode se cruzar. Ambos são campeões do The Ultimate Fighter na mesma categoria – Diego venceu na temporada norte-americana, enquanto Jason venceu no Brasil –, e Dana White não se opôs à ideia.
Pelo Twitter, o peso pena Patrício Pitbull, atleta do Bellator, tratou de por lenha na fogueira, apostando em nocaute de Rony Jason, seu companheiro de treino na Team Nogueira.
“Diego Brandão, você vai ser nocauteado pelo Rony Jason e ele vai calar a sua boca. Tá com ciúmes da fama do cara? Ele foi o primeiro campeão do TUF Brasil, sim”, disparou o atleta.
Patrício, que aguarda por uma chance pelo cinturão do Bellator, foi além: “tu tem (sic) sorte, macho, nunca nem ouvi falar de você lutando aqui no nordeste. Seja mais humilde, seu palhaço”, emendou.
Diego não respondeu às mensagens em seu Twitter.
Related Posts with Thumbnails