sexta-feira, 30 de julho de 2010

KLITSCHKO IRÁ DEFENDER TITÚLOS NO BOXE CONTRA NIGERIANO

Campeão mundial dos pesados, o ucraniano Wladimir Klitschko irá defender os seus títulos diante do nigeriano Samuel Peter, em Frankfurt, na Alemanha, no próximo dia 11 de setembro. O pugilista da Nigéria foi escolhido para substituir o russo Alexander Povetkin, rival que acabou desistindo do combate.
Klitschko afirmou que sua última luta contra Peter, disputada em 2005, foi "uma das mais duras da sua carreira". Na ocasião, o lutador da Ucrânia ganhou por pontos, mas foi derrubado por três vezes pelo adversário no embate.
O pugilista ucraniano tem um cartel de 54 vitórias em 57 lutas, enquanto Peter ostenta 34 triunfos e três derrotas em 37 combates ao total.

ARNALDO JABOR - "UFC É UMA VIADAGEM"

Em sua pagina da CBN da radio globo onde é comentarista, Arnaldo Jabor causou grande polemica ontem (29/07/2010) ao defender as touradas da Cataluña e disse:

"UFC é uma mistura de viadagem com sangue, e que são um monte de brutamontes se arrentando como se estivessem numa cama de amor"

Para ouvir a besteira é só clicar no player da pagina da CBN abaixo:

 
ATENÇÃO AMANTES DO MMA O QUE VOCÊS ACHARAM DESSE COMENTÁRIO?
OPINE MANDE SUA BRONCA PARA ESSE IDIOTA!!!!

COLÔMBIA PROMOVEU PELA PRIMEIRA VEZ UM TORNEIO DE JIU-JITSU

Pela primeira vez na Colômbia, várias equipes de Jiu-Jitsu se reuniram para um torneio internacional da arte suave, que aconteceu em Cali no dia 17 de julho. As principais equipes participantes foram Gracie Barra Colômbia, que foi a grande campeã, seguida pela Alliance Equador, que ficou em segundo lugar. Organizador do evento, o americano Luis Carreno começou a praticar Jiu-Jitsu com Amaury Bitteti na Flórida e atualmente desenvolve a modalidade na Colômbia. Carreno ficou satisfeito com o resultado da primeira competição de Jiu-Jitsu na Colômbia. "O evento foi muito bem organizado, tivemos atletas de peso, os médicos não precisaram ser utilizados, já que nem um lutador se machucou”, comemorou.
Tatame

COLISEUM FIGHT EM MANAUS

Manaus recebe no próximo dia 07 de agosto á partir das 20h no CT Stetic Fitness, a primeira edição do Coliseum Fight, que contará com sete lutas de MMA, dentro de um octagono. Destaque para o combate principal entre os invictos Erick Silva (CM System) e Fabiano Jacarézinho (Roraima).
Os ingressos para o show de lutas já estão á venda, ao preço de R$ 50 a cadeira com bebida liberada, no próprio local, na FJJAM e na Nutri Fitness. A linda Jessica Castro será a garota octagon e após o evento, o UFC-117 será transmitido ao vivo em um super telão. Para maiores informações pelo telefone- (92) 8167-2397

Coliseum Fight
CT Stetic Fitness, Manaus, Amazonas
Sábado, 07 de agosto de 2010

Erick Silva x Fabiano Jacarezinho
Naldo Faveloso x Marcelinho
Marconi Silva x Mika
Abraão Lincoln x Wallison
Paixão x William
Meiaguarda.com.br

III CAMPEONATO PICOENSE DE JIU-JITSU

A Equipe Extreme TG Jiu-Jitsu vai promover o III Campeonato Picoense de jiu-jitsu, contando com a presença de equipes do todo estado do Piauí, e de estados vizinhos, como Maranhão, Ceará e Tocantins.
O evento acontecerá em Picos, Piauí, no dia 08 de agosto, no ginásio da AABB, a partir das 9h. Serão disputadas as categorias: Pré-mirim, mirim, infantil, juvenil, adulto, masculino e feminino, para evitar o wo, atletas da infanto-juvenil lutarão com os da juvenil, o mesmo acontecendo com o master e sênior que entram na categoria adulto.
A premiação para os atletas em todas as categorias será medalha para o campeão, vice-campeão e terceiros lugares. Troféus personalizados para as equipes até a terceira colocação. Haverá premiação em dinheiro para a faixa preta absoluto de R$ 150, faixa marrom absoluto kimono e troféu, faixa roxa absoluto kimono e troféu e faixa azul absoluto suplementos e medalha.
O preço da inscrição é de R$ 25 reais e vão até o dia 06 de agosto (sexta-feira), somente os 40 primeiros inscritos recebem camisa alusiva a competição. O local para se realizar as inscrições fica no Colégio Antares,telefone: (86) 94215696/(89) 99851927. Nas segundas, terças e quinta-feiras, no horário de 18h as 19h30. Atletas de outras cidades e estados, mandar os dados através do email-michelmelo82@hotmail.com e fazer o depósito na conta abaixo:
BANCO DO BRASIL
Agência: 0254-2
Conta Corrente: 33.911-3.
Favorecido: Michel Coutinho Melo
Meiaguarda.com.br

A III COPA LUTA PELA VIDA DE JIU-JITSU E SUBMISSION.

A III Copa Luta pela Vida de Jiu-Jitsu e Submission acontece no dias 07 e 08 de agosto a partir das 10h, em Fortaleza. O evento rola na Escola Municipal Gustavo Barroso, que fica na Rua Juvenal de Carvalho, s/n, essa é a rua da Sorveteria Trópicos na Avenida Bezerra de Menezes.
As competições acontecem em dias alternados, a arte suave rola no sábado (07) e o submission no domingo (08). As inscrições já estão abertas ao preço de R$ 15 reais para participar de um dos torneios e R$ 20 para ambos. A entrada para assistir o campeonato é 1 kilo de alimento não perecível,e para maiores informações pelo telefone-(85) 8867-7282 com Andrezinho Nogueira.
Meiaguarad.com.br 

quinta-feira, 29 de julho de 2010

UM VIDEOZINHO NA ACADEMIA HIKARI NATAL

video

PARA REFLETIR....


Se ando em meio à tribulação, tu me refazes a vida; estendes a mão contra a ira dos meus inimigos; a tua destra me salva.
Salmos, 138:7 -



Confia os teus cuidados ao Senhor, e ele te susterá; jamais permitirá que o justo seja abalado
Salmos 55:22

INVESTIGADOR DE POLICIA E TREINADOR DE BOXE.

Luiz Dórea divide seu tempo. Logo no início da tarde, parte para seu emprego oficial, como um respeitado investigador de polícia. Mas é pela manhã que faz o que realmente gosta. Em cerca de três horas, grita, sua e apanha de marmanjos suados e garotas musculosas. Mas tudo bem. É só a rotina de um técnico de boxe que ficou famoso por levar Acelino Freitas, o Popó, ao título mundial, e que tem aproveitado o crescimento do MMA para retomar seu melhor momento e dar nova direção à carreira.
O ex-pugilista baiano teve em suas mãos não só Popó, mas também Sertão, Pedro Lima e os irmãos Rodrigo e Rogério Nogueira, que começaram no boxe. Foram justamente estes dois últimos que há cerca de sete anos colocaram o mestre de boxe no caminho do vale-tudo, como forma de melhorarem a luta em pé, com os punhos. Em setembro, eles protagonizam o UFC 119.

DO BOXE AO MMA
O boxe costumava ser melhor (financeiramente), afinal, o Popó era um campeão do mundo. Mas já faz tempo que ganho mais no MMA
“O MMA chegou para mim em 2003, com o Minotauro. Ele treinou boxe comigo desde os 15 anos, antes de entrar no jiu-jitsu. Depois, deslanchou, foi para os EUA, foi campeão no Pride. E então me ligou. Não esqueceu suas raízes e ligou para eu voltar a treiná-lo e dar uma base maior de boxe”, explica ele, em conversa na academia Champion, na Ladeira do Ypiranga, em Salvador.
Dórea já assistia à luta dos antigos pupilos, mas não imaginava na mudança que teria. Hoje, viaja quase todo mês, trabalha na maioria as edições do UFC e consegue dar condições aos treinos em sua academia de dois andares com o que ganha no vale-tudo e que já não lhe chegava pelo boxe.
“Foi uma nova fase, de muito aprendizado. Viajava para o Japão e, vendo os melhores do mundo, passava o que eu sabia e recebia o conhecimento dos outros. Alguns de clinch, outros da característica de como lutar em cima, no chão”, conta o investigador.
“Como sou um estudioso de lutas, sei que com o boxe posso ajudar muito no MMA, porque a luta começa em cima. O boxe ensina a se deslocar, ensina a entrar no raio de ação é sair A base é o jiu-jitsu, mas hoje todos sabem lutar. Como os atletas hoje priorizam a trocação, o boxe e o muay-thay ganharam força”, analisa, sobre sua especialidade.
Os irmãos Nogueira chamaram atenção para uma série de outros lutadores, levando Dórea a ficar conhecido pelo talento no trato com o vale-tudo. O primeiro foi Gilberto Crocotá, que rendeu a estreia do técnico no UFC. Depois, passaram pela Champion Vitor Belfort, Anderson Silva, Demian Maia. “Todos que chegam ajudamos, porque a ideia é contribuir com o esporte brasileiro”, explica.
Agora, seu pupilo exclusivo que mais promete é Júnior Cigano, peso pesado com cinco lutas e cinco vitórias no UFC. “Não tenho dúvida de que o Cigano será campeão brasileiro. No passado, ele era esperança, mas hoje é uma realidade”, elogia, Dórea. O catarinense enfrenta o norte-americano Roy Nelson no UFC 117.
“O Dórea e o Minotauro sempre falam coisas que motivam. Isso me mostrou como é estar em cima de um ringue contra um top”, diz Cigano, sobre a confiança ganha na academia. O campeão do Pan do Rio Pedro Lima completa os elogios: “Ele é o tipo da pessoa que não faz por dinheiro. Aqui é uma família, com suas diferenças, como em qualquer outra, mas onde um ajuda o outro. É assim que trazemos os resultados.”

Fonte:http://esporte.uol.com.br/lutas/boxe/ultimas-noticias/2010/07/29/mentor-de-popo-vira-mago-do-boxe-para-estrelas-do-mma.jhtm
Reportagem sobre o Dórea. muito boa....

IGREJA LOTA PARA ASSISTIR MMA

A Igreja Renascer em Cristo, localizada em Osasco, São Paulo, recebeu no dia 23 de julho a segunda edição do Reborn Fight. O evento contou com duas lutas de Jiu-Jitsu, uma de Boxe, dois confrontos de Muay Thai e oito combates de MMA. Organizado pelo pastor e lutador Dogão Meira, o Reborn Fight contou com a presença de um público de mais de mil expectadores e deixou o Pastor bem satisfeito com o que viu. “O evento superou as expectativas com uma impecável organização. A Igreja possui um trabalho maravilhoso com aulas de Muay Thai, Jiu-Jitsu e MMA e dessa forma tem trazido milhares de jovens para perto de Deus.”, disse Dogão.
tatame.com.br

JUNGLE FIGHT EM NATAL PODE BATER RECORDE DE PÚBLICO.


O Jungle Fight by Pretorian será realizado neste sábado, em Natal, e promete um grande público. Segundo Wallid Ismail, promotor do evento, 15 mil ingressos estão sendo distribuídos gratuitamente na capital potiguar, e restam apenas dois mil.
“A procura pelos ingressos está absurda, já distribuímos 13 mil em apenas três dias”, explicou Wallid, “Sei que isso pode parecer repetitivo, mas vamos fazer mais um evento histórico. A superação do Jungle Fight a cada edição é incrível. O pessoal de Natal irá presenciar um evento que vai fazer história. Serão 15 mil pessoas torcendo dentro do ginásio!”.
Os ingressos restantes ainda podem ser encontrados na Secretaria de Esportes de Natal e no Ginásio Nélio Dias, palco do evento, na Zona Norte da cidade.
“Vamos fazer o Jungle em um ginásio novo, onde a seleção brasileira acabou de jogar. E, claro, mantendo nosso compromisso de popularizar o esporte, distribuindo ingressos para o público, e para que todos possam levar suas famílias ao evento”, disse Wallid.

Confira abaixo o card completo do evento:

77kg - Erick Silva (Minotauro Team) x Zezão Trator (Ulisses Pereira);
70kg - Jose Medrano (México) x Ramon Diaz (Kings MMA - Espanha);
70kg - Armando Souza (Hikari) x Yuri Marajó (Striker Team);
84kg - Dinarte (Kimura) x Eduardo Telles (Nine Nine);
66kg - Renato "Moicano" (Constrictor Team) x João Paulo (Nine Nine);
77Kg - Rondinelle Rodrigues (Hikari) x Edilberto Crocotá (Champion);
77kg - Francisco Ayon (México) x Eduardo Sandoval (GF Team - Chile);
70Kg - Guilherme (Kioto) X Anderson Leão (Combate Real
Portaldovaletudo

VISTO PODE TIRAR CARINA DO STRIKEFORCE

Escalada para participar do mini GP welterweight do Strikeforce, que acontece no dia 13 de agosto em Phoenix, nos Estados Unidos, Carina Damm pode ficar de fora do card. Segundo os sites americanos tem noticiado, o Strikeforce está ajudando Carina a resolver este impasse. “O Strikeforce está ajudando a Carina para que ela possa obter o visto. Se ela não conseguir, nós vamos anunciar um substituo a altura de Carina Damm”, disse Mike Afromowitz, porta voz do Strikeforce. O GP, que além de Carina contará com Miesha Tate, Hitomi Akano e Maiju Kujala, definirá quem será a segunda no ranking para a disputa de título, que hoje está nas mãos de Sarah Kaufman. Na semana passada Kaufman defendeu seu cinturão com um nocaute sobre Roxanne Modafferi e voltará a defender seu título contra Marloes Coenen.
TATAME.



FILHO DE PEIXE; PEIXINHO É...

‘Filho de peixe, peixinho é...’ O velho ditado popular parece se confirmar no mundo do MMA. Isso porque, Ryan Couture, filho da lenda do UFC, Randy Couture segue os passos do pai. Ryan firmou, nesta quarta-feira, contrato com a organização americana Strkeforce e já tem data para estrear. Seu debute será no dia 13 agosto em Phoenix, quando acontece o Strikeforce Challengers 10. O jovem, de 27 anos, que tem um cartel no MMA amador de cinco vitórias, um empate e uma derrota, encara o ex-lutador do Rage in The Cage, Lucas Stark.
Portaldaslutas

quarta-feira, 28 de julho de 2010

POTIGUAR GLEISON TIBAU ENCARA JIM MILLER PELO UFC

Depois de derrotar o japonês Caol Uno em março, o potiguar Gleison Tibau enfrenta outra pedreira. No dia 15 de setembro, o lutador enfrenta Jim Miller, no evento que acontecerá na cidade de Austin, Texas. O seu adversário está invicto há quatro lutas e é considerado um dos atletas que podem ganhar o título da categoria até 70kg em 2011.
Por isso, o atleta volta aos Estados Unidos depois de passar três meses no Brasil. Segundo Tibau, esse combate será muito importante porque Jim Miller tem um cartel de vitórias semelhante ao dele.
“Eu e Miller somos os atletas que mais crescem na categoria. Somos jovens e a organização no UFC aponta tanto eu, como ele, como fortes candidatos a uma decisão de cinturão. Mas está bem claro que só um atleta continuará com chances de disputar o título em breve. É um mata-mata semelhante a esse da Copa do Mundo de futebol. E eu vou continuar na disputa, custe o que custar”, comentou Gleison Tibau.
O combate só acontecerá no dia 15 de setembro, mas as dificuldades para Tibau iniciaram bem antes. O atleta sofreu uma série de dificuldades para retornar aos Estados Unidos que jamais havia passado. Quando ele renova o visto, o tempo de espera é sempre de, no máximo, uma semana. Porém, dessa vez ele teve que aguardar cerca de 20 dias para chegar o passaporte, o que significou a perda de duas semanas de treinamento.
“Foi muito estressante para mim essa espera. Perdi tempo e dinheiro com esses adiamentos. Além disso, a preparação foi muito prejudicada. Mas eu tenho fé em Deus e sei que tudo vai dá certo. Já ouvi muitas vezes que quando acontecem coisas ruins é porque virão fatos melhores logo em seguida. É confiando nisso que eu acredito que vou acabar com a invencibilidade de Miller e ser convidado para a decisão do cinturão logo logo”, comentou Gleison Tibau.
Nominuto

JUNGLE FIGHT É O MAIOR EVENTO DE MMA DO BRASIL

Os fãs de Mixed Martial Arts (antigos vale-tudo) terão a oportunidade de presenciar neste sábado (31) a primeira edição do maior evento de luta do Brasil: O Jungle Fight Championship. A entrada será 1 Kg de alimento não perecível.
O evento será realizado no Ginásio Nélio Dias, na zona Norte, às 18h, e terá no card oito lutas. Os atletas escalados para os combates são Erick Silva, Edilberto "Crocota", Dinarte e Yuri Marajo, o espanhol David Muñoz, o chileno Eduardo Sandoval e os mexicanos Francisco Ayon e José Medrano.
O "Jungle Fight" é uma idealização do ex-campeão de vale-tudo, Wallid Ismail, e teve a sua primeira edição realizada em Manaus (Amazonas), no ano de 2003, contabilizando atualmente um total de 20 edições já promovidas em diversos outros estados brasileiros.
Os ingressos para o evento estão disponíveis a partir desta segunda-feira na Secretaria Estadual de Esportes (fone 3232.1028) e no Ginásio Nélio Dias. Os interessados receberão as entradas gratuitamente. No dia da competição, será cobrado o alimento não perecível.

Wallid Ismail
Considerado o primeiro brasileiro a viver profissionalmente do vale-tudo, Wallid Ismail participou, em 1996, do maior evento do mundo da modalidade, o UFC 12 (Ultimate Fighting Championship). Dois anos mais tarde o lutador derrotou a lenda do jiu-jitsu, Royce Gracie, em uma competição internacional. Na bagagem, Wallid carrega ainda oito títulos brasileiros na modalidade. Hoje, percorre o país promovendo o evento Jungle Fight.

nominuto.com

GRANDE EVENTO EM NATAL

V BEST FIGHTERS TAMBÉM COM LINDAS MEDALHAS

O V Best Fighters de Jiu-Jitsu promete esquentar ainda mais a capital cearense. A competição que é valida pela III Etapa do circuito estadual da FJJO-CE, rola no feriado de 07 de setembro, no ginásio da Faculdade Marista, em Fortaleza.
O campeonato esta com mais novidades nesta etapa, começando pelo cronograma, onde os absolutos terão inicio as 8h, antes de todas as categorias. As lindas medalhas que já viraram marca registrada da entidade, serão as recompensas dos três primeiros colocados de cada categoria. Além delas, haverá premiação de suplementos e kimonos para os três primeiros lugares dos absolutos, e um troféu especial para o campeão. As cinco primeiras equipes mais bem colocadas na pontuação geral também recebem trofeús.
As inscrições para a V Best Fighters de Jiu-Jitsu estão abertas desde ontem, e vão até o dia 03 de setembro. O preço da inscrição é de R$ 25 para todas as faixas, menos a mais escura que esta isenta da taxa.
Atletas do interior e de outros estados podem fazer o deposito na conta bancária abaixo descrita e mandar os dados para o email sazinho1000@hotmail.com. Para maiores informações sobre o torneio é só ligar para (85) 8803-1088.
Conta para depósito das inscrições:
Banco do Brasil
Conta- 13.619-0
Agência- 3140-2
meiaguarda.com.br

II ETAPA DO CIRCUITO DE JIU JITSU EM SANTA CATARINA

Faltam 16 dias para a 2ª Etapa do Circuito de Jiu-Jitsu Catarinense. As inscrições estão abertas e custam R$ 37. Os primeiros atletas inscritos ganham a camiseta alusivo ao evento, que acontece no sábado (14), no Clube Subtnentes, em Blumenau. Os melhores colocados de cada categoria receberão belas medalhas, produzidas especialmente para a esta edição. E, os campeões absoluto ganharão, além do prêmio em dinheiro, mais um Kimono Stance Fight. Com mais de 600 filiados de 14 cidades do estado, a competição se prepara para superar todas as edições já realizadas. Maiores detalhes sobre você encontra no http://jj.blu.vilabol.uol.com.br/.
Contatos pelo (47) 9655.9741 ou montejj@bol.com.br, com professor Wellington Monte.
MMALUTAS

terça-feira, 27 de julho de 2010

Lutadores e pensamentos negativos

De modo geral, muitos atletas (principalmente os que já estão no alto nível), encaram a derrota como um momento de aprendizagem, a oportunidade de rever todo o histórico de lutas anteriores, analisar a carreira e a luta em que perdeu e, também, encarar novas possibilidades e trabalhar as brechas em seu jogo.
No entanto, alguns atletas (principalmente nos níveis iniciante e intermediário), são tomados por pensamentos recorrentes negativos. Muitas vezes esses pensamentos fogem ao controle tornando-se insuportáveis e prejudicando a preparação técnico-tática e física, por minar a confiança do atleta em suas ações.
A mente “fala” conosco constantemente e, por isso, o atleta deve condicionar a sua mente para que transmita somente pensamentos adequados. O lutador necessita de pensamentos positivos e não de negativos.
Afinal, o corpo faz o que a mente “diz”. Se a mente “diz” “você não pode fazer”, o atleta não faz, pois a mente “disse” ao seu corpo que não é possível conseguir.
Contudo, se a mente “diz” “você consegue fazer”, será observado incremento positivo no rendimento, que ode até mesmo ser mais relevante que o aspecto técnico em dado momento.
E o que a ciência nos diz sobre isso, ou seja, o que gera normalmente sentimentos mais fortes? A emoção da vitória ou a agonia da derrota? Segundo alguns cientistas especializados no cérebro humano, nosso cérebro é "tendencioso" a ser negativo. Numerosos estudos têm mostrado que as conexões elétricas (neurais) no cérebro são mais fortes e mais rápidas quando estão respondendo a algo desagradável, comparadas às respostas a situações neutras ou agradáveis.
Será que isso pode auxiliar, como explicação científica, a uma antiga frase: "mente ociosa é a oficina do diabo"? E por que o cérebro se comporta assim? A ciência oferece algumas ideias e possibilidades.
Muitos cientistas acreditam que este viés da negatividade ocorra da adaptação evolucionária do homem (história da evolução). A ideia é que há muito tempo, como a espécie humana estava começando a emergir, o mundo era um lugar difícil e perigoso, com eventos climáticos devastadores (geleiras intercaladas com inundações). Aqueles seres humanos que sobreviveram foram aqueles cujos cérebros alertados os protegia dos perigos. Esses seriam nossos antepassados. Essa é a teoria mais aceita para as diferentes respostas do cérebro em função de situações diversas.
Na prática, o fato é que as consequências de responder muito lentamente ou pouco para o perigo iminente muitas vezes é mais dramático e perigoso do que responder lentamente a um estímulo neutro ou positivo. De certa forma, o cérebro negativo está tentando proteger-nos por priorizar o que procura, como ele avalia a informação e como ele nos obriga a agir. Ele faz isso automaticamente, e muitas vezes sem a nossa consciência. Quando apresentado simultaneamente a situação negativa, neutra e positiva - o cérebro naturalmente mantém o foco na negativa, a maior parte do tempo. Isto significa basicamente que se preocupar é o estado padrão de nosso cérebro e que as emoções negativas "triunfam" sobre as positivas. Isso já explica muita coisa para muitos atletas, não é?
Agora que você já leu a má notícia, talvez, nenhuma boa notícia que transmitirei agora, trará de volta o seu estado anteriormente alegre...(risos), mas vou tentar. Uma das características mais notáveis do cérebro humano é sua capacidade de aprender e se adaptar.
Temos a capacidade de mudar o nosso próprio nível de felicidade - para cima ou para baixo - e para facilitar um resultado positivo dentro de nós mesmos e melhorar as atitudes mentais e emocionais. Alguns cientistas sugerem que cada um de nós tem o nosso próprio "eu" de felicidade ou de positividade (denominado em inglês de "set point"), e que talvez mais da metade disso é determinado geneticamente. Todavia, independentemente de nossas tendências naturais e predisposições, quase todos os pesquisadores concordam que a psicologia pode mudar o nosso estado de positividade para melhor.

Como conseguir isso?
É preciso reconhecer que o otimismo é uma escolha. Você vai ter de assumir alguma responsabilidade por aquilo que você pretende. Claro que isso não virá naturalmente no início, mas quanto mais você fizer isso, mais vai amplificar os caminhos positivos no cérebro e parar ou silenciar os negativos.
Muitos pesquisadores da chamada "psicologia positiva", muitas vezes comentam sobre três componentes da felicidade:
O primeiro é: localizar e apreciar o que é positivo e agradável em sua vida no dia a dia e "saboreá-lo". Se algo deleita seus sentidos e faz você sorrir ou rir ou sentir-se interessado - pare e preste atenção a essa situação enquanto desfruta da sensação de prazer que ela traz. Sentimento de gratidão e de ser grato também pode promover sentimentos positivos.
O segundo componente é o de tornar-se mais "engajado" em tudo que está fazendo. Muitas vezes, quando realiza uma técnica de luta, é fácil separar mentalmente e apenas reproduzir os movimentos, em vez de tentar concentrar-se e perceber a experiência do que você está fazendo, sem qualquer outra distração. Não pense demais ou analise em excesso, apenas sinta e tome consciência física e mental do que você está fazendo no momento.
O terceiro componente da felicidade reside em encontrar maneiras de tornar sua vida se sentir mais significativa. Existe um recurso na "psicologia positiva", que sugere que você faça um inventário (histórico) de suas próprias forças (coragem, compaixão, humor, etc.) e procure por novas maneiras de utilizá-las para atingir suas metas ou para ajudar os outros.
Durante a semana seguinte, tentando considerar (e escrever), esses passos simples e práticos para tirar do foco seu cérebro - e pensamento - negativo. Pegue um pedaço de papel para cada dia da semana. Você não tem de escrever uma narrativa. Apenas deve escrever uma nota rápida para si mesmo sobre cinco coisas:
1) Escreva uma bênção ou uma coisa em sua vida (ou o que aconteceu nesse dia) para os quais você é grato;
2) Escreva uma coisa que você observou durante o dia, que lhe trouxe prazer;
3) Identificar uma pessoa que você é grato e feliz por ter em sua vida. Tome um minuto para pensar sobre o porquê. Considere a possibilidade de dizer a pessoa que você gosta dela;
4) Faça algo agradável para alguém, seja um amigo ou um estranho;
5) Tome 1-2 minutos para respirar profundamente e permitir que todos os seus músculos relaxem. Concentre-se apenas na sua respiração.
Você pode achar que ser feliz, positivo ou otimista é um trabalho difícil, pelo menos no início da aplicação dessas técnicas. Mas, sinceramente, vale a pena o esforço em sobrepujar pensamentos negativos com pensamentos positivos! Sua felicidade e a volta de sua confiança nos treinamentos técnico-táticos e físicos, serão a origem dos pensamentos negativos que passarão a atormentar seus adversários...

* Leandro Paiva é autor do livro Pronto Pra Guerra, mantém um Blog diário e possui um canal de TV abordando todos os aspectos da preparação de lutadores.
Referência:
1) Paiva, L. Pronto Pra Guerra: Preparação Física Específica para Luta e Superação. Amazonas: OMP Editora, 2009;
2) Borum, R. Re-Train the Negative Brain. Black Belt Magazine, p. 48-50, 2008.

IÑCIDÊNCIA DE LESÕES NO MANO A MANO

O evento de MMA (Mixed Martial Arts) MANO a MANO aconteceu no sábado, dia 17 de Julho de 2010, em Belo Horizonte – MG, organizado pelo lutador Yukio Mano. O evento reuniu 18 lutadores profissionais de MMA brasileiros. Destes, 7 lutadores, representando 38,88%, sofreram lesões que necessitaram de atendimento imediato após o término das lutas.
Foram diagnosticadas um total de 8 lesões importantes, uma média de 1,14 por lutador. Dessas, 62,5% foram cortes, 25% contusões e 12,5% entorses. Lacerações na face foram as lesões mais prevalentes, representando 62,5% das lesões. A articulação do joelho, pé e dedos da mão ficaram logo atrás, representando 12,5% cada. Com relação ao mecanismo de lesão, 75% ocorreram devido ao golpe do lutador adversário, sendo 62,5% socos e 12,5% chave de perna. Apenas 25% das lesões ocorreram devido ao golpe do próprio lutador, sendo 12,5% socos e 12,5% chutes. Dos 7 lutadores lesionados, 5 foram derrotados pelos seus adversários, representando 71,42%. Apenas 2 lutadores lesionados venceram suas lutas, representando 28,58%.
Estudos mais detalhados sobre as lesões no MMA brasileiro se tornam cada vez mais fundamentais para reduzir a ocorrência de lesões, através de medidas preventivas que consequentemente irão melhorar o desempenho dos lutadores.

Rafael Persichini Freire
Fisioterapeuta
Especialista em Fisioterapia Esportiva
Membro da Sociedade Nacional de Fisioterapia Esportiva (SONAFE)
(31) 9783-5114
rafaelpersichini@gmail.com

CONFIRMADO LYOTO X QUINTON JACKSON SERÁ DIA 20 NOVEMBRO

Desde a derrota de Quinton Jackson para Rashad Evans que Dana White já havia afirmado que casaria o combate entre Jackson e Lyoto Machida. No entanto, Rampage ainda não havia confirmado o interesse nesta luta e Lyoto estava interessado em lutar contra Rashad pelo título interino dos meio-pesados, uma vez que o campeão Maurício Shogun só deve voltar a lutar em 2011. Mas semana passada a novela teve um novo capítulo. Quinton Jackson declarou na imprensa americana que havia aceitado o combate contra o carateca brasileiro. Hoje foi a vez de Lyoto Machida confirmar o duelo através de seu Twitter. “Minha próxima luta está confirmada contra o Rampage”, anunciou. Rumores indicam que o combate será realizado no dia 20 de novembro.

Tatame

NORTE NORDESTE DE JIU-JITSU NO MARANHÃO VAI PREMIAR EM DINHEIRO

Conhecida como a Jamaica brasileira ou cidade do Reggae, a capital maranhense receberá, nos dias 4 e 5 de setembro, a Copa Norte Nordeste de Jiu-Jitsu. O evento acontece no Ginásio do Castelinho, em São Luís, e serão distribuídos R$ 10 mil em premiação. Maiores informações podem ser obtidas através dos telefones (98) 8167-8961 ou (98) 8851-4280, ou pelo email ricardobulldog@hotmail.com.
tatame.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

NOCAUTE NAS DROGAS

Experimentou álcool ainda menino. Aos 12 anos, conheceu o coma alcoólico com um garrafão de vinho. Dois anos depois, o primeiro baseado. Vieram a cocaína, a merla e o crack. Os excessos levaram-no quatro vezes ao hospital, mas Alexandre da Silva Oliveira seguiu bebendo e se drogando. Vendeu as roupas para bancar o hábito, descuidou da alimentação e da higiene. Nem uma hemorragia no nariz o fez deixar o pó. Até que teve um primo assassinado por uma gangue de Taguatinga, em dezembro. Algo despertou em Alexandre. Decidiu ser um exemplo para o filho de 4 anos. Parou de se entorpecer e foi à luta. Com luvas de boxe. Há mais de seis meses, as únicas doses que ele experimenta são de adrenalina.
Aos 25 anos, Alexandre é um dos 40 alunos da Escola de Base de Boxe do Guará, criada no ano passado por uma parceria entre a ONG Cidadania para Todos, a Administração Regional do Guará e a Federação de Boxe do DF e Entorno. É no ringue da instituição que o rapaz dedica-se a uma atividade esportiva que lhe traz saúde, satisfação, autoestima e, principalmente, determinação para não recair no vício, como já ocorreu no passado. "Agora nada vai me fazer desistir", diz, determinado.
Para iniciar essa luta saudável, Alexandre recebeu apoio do professor Hebert Luiz Carvalho Matos. "Comecei a conversar com o Alexandre, incentivando-o a deixar as drogas e vir para o boxe", conta o instrutor, confiante em seu pupilo. "Alexandre tem potencial para deslanchar", elogia.

Doações
A escola atende gratuitamente a 40 praticantes do boxe, com idade entre 8 e 51 anos. São pessoas de diferentes classes sociais, beneficiadas por uma estrutura simples, que depende de doações e do trabalho de voluntários como Hebert. "Muitas vezes tiro meu tênis e os empresto para meus alunos treinarem", comenta ele. Credenciado pela Federação de Boxe do DF e Entorno, Hebert gosta do que faz e confia estar ajudando jovens a se manterem distantes dos tóxicos. "Quando eles estão aqui, estão longe das drogas e das coisas erradas. É gratificante ver os meninos evoluírem."
Evolução é o que Alexandre espera ter. Seu sonho hoje é tornar-se profissional do boxe. Antes mesmo que a meta seja atingida, ele comemora o fato de ter substituído as drogas pelo esporte. "Aqui no projeto, sirvo de exemplo para os mais novos de que usar drogas não leva a lugar nenhum", afirma, enquanto recupera o fôlego, ainda prejudicado por anos de consumo de entorpecentes.
Mas a luta não acabou. Recomeça diariamente. É o esforço contra recaídas, como as que ocorreram nas tentativas anteriores de ficar sem drogas. Nessa batalha, deixa para trás algo além dos hábitos antigos. "Cortei as amizades ruins e, quando dá vontade de voltar a usar (drogas), eu tomo água, corro, nado, treino boxe. Comecei a ir à igreja e peço a Deus sabedoria e saúde para conseguir não voltar (ao vício). Vi que o esporte é o melhor para ocupar a mente", conta o jovem boxeador.

Perfil
Nome: Alexandre da Silva de Oliveira
Nascimento: 7/12/1984, em Brasília (DF)
Altura: 1,70m
Peso: 70kg
Começo na escola: há seis meses.
Meta: tornar-se boxeador profissional

Pó, sangue e reabilitação
Alexandre Oliveira já havia tentado ingressar no mundo dos ringues antes de frequentar a Escola de Base de Boxe do Guará. O rapaz conta que, há dois anos, ele e um amigo costumavam ir de bicicleta do Guará ao complexo esportivo do Mané Garrincha, onde treinavam boxe. A prática durou uns seis meses, diz Alexandre. Quando deixou as luvas de lado, o estímulo para a prática de esportes sucumbiu ao vício. "Depois que o treino lá acabou, eu me afundei de vez", lamenta o jovem.
No fim do ano passado, encarou o pavor. "Vi que precisava parar", relata. "Eu estava em casa cheirando cocaína quando meu nariz começou a sangrar bastante. Mesmo assim não parei. Até que meu coração disparou como nunca tinha acontecido antes, e eu não conseguia mais respirar. Fui tomado pelo desespero. Pedi socorro ao meu pai, que não sabia que eu usava (cocaína), mas sempre desconfiou por causa das minhas amizades." O princípio de overdose levou Alexandre ao hospital e à reflexão sobre o que fazia com a própria vida e o exemplo que deixaria para o filho, de 4 anos.
Outro golpe o atingiu em dezembro de 2009. Wesley Oliveira Camêlo, seu primo de 24 anos, foi morto por integrantes de uma gangue de Taguatinga. Alexandre decidiu mudar de vida. "Wesley me disse, no dia do meu aniversário, que ia parar de beber. Seis dias depois, recebi a notícia de que ele tinha morrido. Ele sempre falava que eu levava jeito para ser lutador", conta o boxeador. "Outra razão para me fazer parar é meu filho. Ele fica louco quando me vê com luvas e capacete de boxe. Antes o exemplo que ele tinha era de mesa de bar e hoje é de um atleta", orgulha-se.
A decisão forja um atleta determinado. O jovem de 25 anos revela que antes desistia das lutas, vencido pelo cansaço, e hoje encara todos os rounds mesmo com dores, sem se deixar abater. Alexandre pode até apanhar, mas está de pé.

Escola de Base de Boxe do Guará
As aulas são ministradas por professores voluntários gratuitamente, de segunda a sexta-feira, na sede da Gerência de Desenvolvimento Social da Administração Regional, localizada na Colônia Agrícola Águas Claras, chácara 20 (abaixo da QE 24 do Guará II). Maiores informações pelo telefone (61) 8481-8559.
Supersportes

CAMPEONATO DE BOXE COMEÇA NA SEGUNDA

As competições serão realizadas simultaneamente de 26 a 31 de julho, no Ginásio de Esportes Charles Moritz, localizado na Rua Dom José Thomaz, 235, Bairro São José

A cidade de Aracaju será sede do 8° Campeonato Brasileiro de Boxe Amador Feminino e o 2º Campeonato de Boxe Masculino Juvenil. As competições serão realizadas simultaneamente de 26 a 31 de julho, no Ginásio de Esportes Charles Moritz, localizado na Rua Dom José Thomaz, 235, Bairro São José.
A solenidade de abertura será na segunda-feira, 26, às 19h, no próprio Ginásio. Cada estado terá a participação de um só atleta por categoria de peso, obedecendo as categorias determinadas. Sergipe contará com a participação no Campeonato Feminino com onze atletas, entre elas, a sergipana que é a atual campeã brasileira de Boxe na categoria 46kg, Mirelle Rocha, que atualmente treina na Seleção Brasileira, Maria Santos Gonzaga, Thais Silva, Loren Marques, Rayane Mello, Maria Nadilza, Sara Luiza, Thalana Nascimento, Danielle Lira, Marcela Almeida e Roseane Santos.
No masculino Juvenil, teremos a participação de dez atletas: Roberto Santana, Isac Santos, José Augusto, Luis Fernando, Luis Silva, Igor Costa, Felipe Santos, Thiago Lima, Matheus Araújo e Diego Lima.
Além de Sergipe participam da competição os estados do Amapá, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, e Tocantins.
No domingo, 25, estarão chegando a Aracaju os membros da Confederação Brasileira de Boxe e todas as delegações participantes. O presidente da Confederação Brasileira de Boxe (CBBoxe), Mauro Silva, estará presente durante todo o evento.

STALLONE FAZ PIADA COM O BRASIL

Os longa-metragem os mercenários tem estreia prevista para 13 de agosto no Brasil e nos EUA. O filme que é estrelado, escrito e dirigido por Sylvester Stallone, teve cenas filmadas no Rio de Janeiro e participações dos lutadores Minotauro, Steve Austin e Randy Couture.
Esta semana durante o Comic-Con, evento que reúne os fãs de histórias em quadrinhos, em San Diego, nos Estados unidos, o eterno Rocky Balboa aproveitou para divulgar seu filme. Na coletiva de imprensa, Stallone fez piada com o Brasil e demontrou insatisfação com as gravações feitas na cidade maravilhosa.
"Gravar no Brasil foi bom, pois pudemos matar pessoas, explodir tudo e eles (os brasileiros) dizem obrigado", disse o ator que faz o papel de Barney Ross, líder de um grupo de soldados.
Depois de declarar que teve problema com a equipe de filmagem (cerca de 65 pessoas), ele comentou que foi necessário um grupo de 70 seguranças para garantir o bem estar de sua equipe, se referindo a violência carioca.
Na continuação do coquetel de esculhambações, o diretor criticou o símbolo do Bope "Os policiais de lá usam camisetas com uma caveira, duas armas e uma adaga cravada no centro; já imaginou se os policiais de Los Angeles usassem isso? Já mostra o quão problemático é aquele lugar".
O garanhão italiano, apelido que recebeu em alusão ao filme pornôgrafico do mesmo nome que protagonizou na década de 70, encerrou assim sua desastroza coletiva ""podermos ter explodido vários prédios, todos ficaram felizes e ainda trouxeram cachorros-quentes para aproveitar o fogo".
MEIAGURDA

BUSTAMANTE EXPLICA A DESISTENCIA DO IMPACT FC

Aos 43 anos, Murilo Bustamante continua na ativa e garante que não pensa em aposentadoria tão cedo. Sem lutar há mais de dois anos, o faixa-preta de Carlson Gracie voltou aos ringues no último sábado, quando enfrentou Jesse Taylor no Impact FC 2, em Sydney, na Austrália. Murilo vinha bem na luta até que, ao se levantar, ficou tonto e pediu para interromper o combate. "Quando eu estava fazendo guarda comecei a ficar tonto depois de um tempo. Quando o Big John nos colocou de volta em pé, eu senti como se estivesse bêbado, fiquei tonto e tudo girava”, contou o ex-campeão do UFC ao site MMA Fighting, que no quarto do hotel voltou a sentir tonturas.
O líder da BTT revelou que não foi a primeira vez que sentiu este tipo de tontura e acredita que seja decorrente de uma lesão antiga que tem no pescoço. “A primeira vez que eu senti isso foi durante uma sessão de sparring, quando levei um soco na nuca. Quando estou dando seminários, apenas ensinando posições, as vezes eu sinto esta tontura. Eu sei dos sintomas, mas, ao assistir ao vídeo da luta, não vi qualquer soco forte que tenha atingido o meu pescoço".
Apesar dos problemas recorrentes, Murilo garante que subirá mais vezes no ringue. "Vou continuar a lutar, com certeza. Sei que estava fazendo um bom trabalho até acontecer o problema que me impossibilitou de continuar lutando. Fiquei desapontado por não poder terminar a luta, mas eu tenho certeza que foi o melhor no momento".
tatame

PERSEGUIÇÃO A LADRÃO MUDA CARD DO MAX FIGHT

A sétima edição do Max Fight, que promete ferver a cidade de Itatiba, em São Paulo, sofreu algumas alterações no card. Charles Maicon sofreu uma grave lesão no ligamento do joelho e foi substituído por Felipe Andrade, que também se machucou, dando lugar a Fábio Ramos que enfrenta Juliano Belgine. Mas ele não é o único a deixar o card.
Uma história pra lá de inusitada deixou Regiclaudio “Queixada” de fora do Max Fight. O casca-grossa estava treinando com Miguel Repanas na cidade de Itu, e durante a noite escutou um barulho no telhado do local onde dormia. Quando foi ver o que era, se deparou com um ladrão em cima do telhado. O atleta reagiu e entrou na porrada, mas o telhado cedeu e “Queixada” sofreu um corte profundo na cabeça e teve que levar vinte pontos, mas não perdeu a pose. "Mas o ladrão saiu quebrado, apanhou bastante", disse Queixada, que deu lugar a Jadyson Costa.
A terceira alteração foi a entrada de Fabiano Ferreira para encarar Samuel Quito. Organizador do evento, Ricardo lamentou as baixas, mas ficou satisfeito com as substituições. "Normalmente tenho sorte no card, pois poucos se machucam antes das lutas, mas desta vez tive várias baixas antes de divulgar o card, além de quatro após a divulgação, mas ainda bem que São Paulo está bem servida de lutadores e conseguimos substituí-los", comentou. Confira abaixo o card completo do evento e clique aqui para acessar o site oficial do Max Fight.

CARD COMPLETO (sujeito a modificações):
Max Fight Rally Brasil 7
Itatiba, São Paulo
Sábado, 24 de julho de 2010

- Pedro Iriê (Ichigeki) enfrentará Adriano Martins (Top Life AM);
- Igor Chatubinha (Relma / Minotauro Team) enfrentará Jadyson Costa (Barbosa JJ);
- Guilherme Carcaça (Impacto André Gomes / Minotauro Team) enfrentará Munil Adriano (Muay Thai Nikolai Brasil/Gold Team Fighters Usa);
- Fabiano Ferreira (Clã da Luta) enfrentará Samuel Quito (Ichigeki);
- Luis Lagarto (White Hawk PR) enfrentará Wagner Caldeirão (Celso Jr - André Gomes/ Minotauro team);
- Douglas Bertazini (Miguel Repanas Team) enfrentará Tiago Rela (CheckMat BJJ);
- Fernando Neguinho (Ichigeki) enfrentará Celso Alemão (Niniko JJ);
- Luciano (Cobra) enfrentará Rodolfo Rodrigues (Ichigueki);
- Rafa "Indio" (Alliance / Fight Fitness) enfrentará Leandro Gigante (CheckMat);
- Fábio Ramos (Master Team) enfrentará Juliano Belgine (Ichigeki).
tatame.com

quinta-feira, 22 de julho de 2010

NOVA FILIAL DA WGT HIKARI PODERÁ SER EM SÃO VICENTE /RN

ATENÇÃO CIDADE DE

SÃO VICENTE/RN

A NEGOCIAÇÃO PARA A FILIAL NA CIDADE ESTÁ EM FASE MUITO AVANÇADA CONFORME INDICA RAUL ATLETA /ALUNO DA WGT HIKARI DE QUE TREINA E CURRAIS NOVOS MAS MORA EM SÃO VICENTE; ELE ESTÁ ARTICULANDO TODO PROCESSO DE IMPLAMENTAÇÃO DA FILIAL E SERÁ O RESPONSÁVEL PELA TAL EM SUA CIDADE E A ESPECTATIVA DE COMERÇARMOS OS TREINO É NO FIM DE SETEMBRO QUANDO TERMINARÁ AS FESTIVIDADES MUNICIPAIS.



WERDUM - "TODO MUNDO TREINA COM TODO MUNDO NÃO EXISTE MAIS CREONTE"

No dia seguinte após sua vitória diante de Fedor Emelianenko no Strikeforce, Fabricio Werdum recebeu o Portal do Vale Tudo em sua casa, na Califórnia (EUA), onde nos concedeu uma entrevista exclusiva.
No bate-papo, o faixa-preta contou como treinou para a luta e aposta que a parceria entre várias academias é o futuro do esporte.
“Muitas pessoas me ajudaram pra essa luta. O Babalu, por exemplo, imitava o jogo do Fedor igualzinho, assim como o Vladimir Matyushenko, que é um cara muito duro e me ajudou muito. Tinha também o Wanderlei, o King Mo, entre outros. Essa parceria da galera está muito legal. Cada um tem sua academia, mas juntos formamos um grande time. Esse é o futuro, quem não fizer parceria com outras academias vai ficar pra trás. Esse negócio de Creonte não existe mais. Todo mundo treina com todo mundo”.
 o vídeo exclusivo que você confere abaixo, Werdum fala de sua vida nos EUA, a cirurgia que fará no braço, além de comentar o que achou de ver alguns brasileiros torcendo por Fedor em sua luta.
Confira o video: http://www.portaldovaletudo.com.br/pt/?channel=2&id=1922


ENCONTRO DAS ESTRELAS

Será realizado neste sábado, em Cruz das Almas (BA), o Desafio das Estrelas. O evento contará com lutas de vale tudo e Boxe, com as presenças, na platéia, de feras como Rodrigo Minotauro, Rogério Minotouro, Demian Maia e Junior Cigano.

No vale tudo, um dos destaques da Bahia, Renato Velame, que vem de sete vitórias seguidas, terá pela frente Paulo Roberto, lutando até 68kg. Já no Boxe, destaque para a participação de Erivan Conceição, que vem sendo apontado como o próximo brasileiro a disputar um título mundial, e fará uma luta pelo cinturão brasileiro. No Boxe amador, o campeão pan-americano, Pedro Lima, também estará em ação.
Imperdível!

portaldovaletudo

 

 

 

 

 

 

GRADUAÇÃO DE MUAY THAI MARCOU FIM DE SEMANA

Aconteceu nesse Sábado 17/7 o exame nacional reconhecido pela Confederação Brasileira de Muay Thai.
O exame aconteceu na sub sede da entidade em Copacabana, o exame que aconteceu num dia de grande chuva no Rio de Janeiro, teve a participação de varias academias com mais de cem participantes.
Aconteceu o exame de grau para graduação preta/ professor, os atletas Neto Didimo (Champions Factory) e Adriano da Silva (Boxe Thai) fizeram e são os novos professores reconhecido pela C.B.M.T. e W.M.F.
fonte: cbmuaythai

VI DESAFIO PROFISSIONAL DE MUAY THAI

Faltando pouco menos de um mês, a Federação Paulista de Lutas e Artes Marciais, já tem Card do GP Super 8 definido. O mais esperado evento do ano de Muay Thai Profissional do Estado de São Paulo, acontecerá no próximo dia 14 de agosto, no Ginásio Mauro Pinheiro – Ibirapuera, na zona sul da capital paulista. Desta vez, o maior evento do calendário oficial da FEPLAM, está encabeçando a campanha “Luva Solidária”, que será o carro chefe, deste que é o maior evento esportivo beneficente, promovido por esta entidade com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria de Esporte, Lazer e Turismo. Confira o card completo do “VI Desafio Profissional de Muay Thai” GP Super 8 – Categoria 67 kg:




Luta EXTRA GP
Jonatan "Maloqueiro" (Thai Boxe - PR) x Yugo Brasil Ohye (Veras T.K - SP)

GP Super 8 - categoria 67kg
Leonardo "Amendoim" Monteiro (Covil da Luta / Pamplona - SP);
Alex Oller (Muay Thai Brazil MMA-SP);
Marlon Moraes (Fight Co – Nova União-RJ);
Oriosvaldo da Silva "Ori" - (Muay Thai Nikolai-SP);
André Teixeira (Physical Fight - SP);
Gilmar "China" Sales (Combat Sport/Gracie Butantã-SP);
Ricardo Galheta (Gibi Thai-SP);
Alex "Cobra" dos Santos (C.T. Cobra-SP).

Cerca de 5.000 mil pessoas, além de autoridades políticas do estado, celebridades e personalidades artísticas e esportivas, são aguardadas no Ginásio Mauro Pinheiro, nesta, que promete ser uma das noites mais agitadas de São Paulo.
No GP Super 8 - Categoria 67kg, o destaque fica por conta da expectativa dos confrontos. Os atletas terão a possibilidade de escolher seu adversário através de um sorteio de chave, que será realizado no próximo dia 13 de Agosto durante a Coletiva de Imprensa. O Torneio que reunirá os melhores atletas do Brasil, contará com a participação do Campeão Mundial, Leonardo “Amendoim” Monteiro.
Campanha “Luva Solidária”
A campanha “Luva Solidária”, é uma iniciativa da Federação Paulista de Lutas e Artes Marciais-FEPLAM, que ao longo de toda sua existência tem como objetivo principal promover o esporte no estado paulista e através dele, mobilizar e conscientizar a população em incentivar a inclusão social. Com este objetivo, os ingressos serão trocados por alimentos não perecíveis. Para o setor arquibancada, a troca corresponderá a 2 kg de alimentos, já para quem preferir o acesso as cadeiras, basta trocar sua entrada por uma cesta básica.
Os ingressos são limitados e o primeiro lote já está disponível para troca, nas academias indicadas no site da Federação. Toda arrecadação será doada as instituições carentes do Estado de São Paulo.

Mais informações:
Data: 14 de Agosto de 2010
Horário: das 19h às 23h30
Local: Ginásio Mauro Pinheiro – Ibirapuera
End: Rua Abilio Soares, 1300
Site: www.feplam.com.br
Tel: (11) 3873-7872

EXÉRCITO DA BRAZILIAN FIGHT NO INTERNACIONAL


Quem acompanhou as duas primeiras etapas do ranking FJJ-Rio e o brasileiro da CBJJ, viu de perto a excelente performance dos soldados da academia Brazilian Fight. Sempre colocando seus pupilos no alto do podium, Osiris Maia, um dos 109 faixas pretas formado por Carlson Gracie, e líder da equipe do bairro de botafogo, zona sul do Rio de Janeiro, prepara sua tropa para mais uma batalha.
Agora a equipe se concentra no Internacional de Masters e Sêniors que se inicia hoje no Tijuca Tênis Clube. O pelotão da Brazilian Fight esta confiante na nova missão, e vai com tudo para conquistar o maior número possível de medalhas.
“Esse ano arrebentamos, o Osiris esta muito feliz com o trabalho realizado pela equipe. Estamos com vinte e oito atletas inscritos, só feras, vamos para vencer”, garante Felipe Frank, o Felipão, que conquistou 10 medalhas, sendo 9 de ouro e 1 só de prata, esse ano.
Confira os nomes dos principais paladinos que irão competir no Internacional de Masters e Sênior:

Faixa-Preta:
Osiris Maia
Marcelo Vilena
Fabio "Tom-b" Alves
Denis Machado
Alexandre Abraão
Rodrigo Savedra
Bruno Ximenes
Pablo Santos
Gabriel wilcox
Jorge Walter

Faixa-Marrom:
Felipe Frank

Faixa-Roxa:
Douglas Almeida
Francisco Oliveira
Felipe Iori
Texto-Junior Samurai

MAIQUEL FALCÃO NOCAUTEIA E PEDE PAULO FILHO

Maiquel Falcão chegou ao 21º nocaute da carreira no último sábado, em Curitiba. O chuteboxer enfrentou na luta principal do Arena Gold Fights Wendres "Godzilla" de Natal-RN. O evento promoveu um desafio entre Natal e Curitiba nas três supertlutas da noite. Como a capital paranaense estava em desvantagem nas disputas, coube a Falcão descontar no placar. Ele aplicou uma queda em Godzilla logo no início do combate, em seguida montou para desferir golpes até a interrupção do árbitro.
Após a luta o campeão comentou sua possível ida para o exterior e desconversou quando perguntamos se o destino seria o UFC. A vitória sobre Godzilla foi a estreia de Falcão na categoria 84 kg, para a qual ele baixou especialmente para encarar Paulão Filho, que ficou devendo esse combate, segundo o próprio Falcão. O striker fez questão de deixar um recado: "Paulão, estou te esperando aqui".

quarta-feira, 21 de julho de 2010

RANDY COUTURE DE OLHE EM ANDERSON SILVA


Ex-campeão do UFC em duas categorias, Randy Couture é o lutador com mais disputas de cinturão na história do evento. Malandro e bom de marketing, ele já mostrou o interesse em enfrentar Maurício Shogun pelo título dos meio-pesados e, agora, seu novo foco é uma possível luta contra Anderson Silva, mas na categoria até 93kg.
“Estou interessado em lutar até 93kg, e eu acho que Anderson seria uma grande luta. Eu o acho um lutador fantástico, e se eu sou alguém que eles gostariam de ver contra o Anderson, estou dentro”, se candidata o “Capitão América”, comentando as recentes vitórias “sem emoção” do brasileiro sobre nomes como Demian Maia e Patrick Cote. “Ele poderia ter nocauteado esses caras se quisesse correr o risco, então não sei o que está acontecendo”, disse, ao site SB Nation.
Antes de pensar em Anderson Silva, porém, Randy Couture terá que passar pelo ex-boxeador James Toney no UFC 118, que acontece no dia 28 de agosto.
Fonte: Tatame

BRAZUCA DÁ LIÇÃO DE VIDA NO PASSANDO A GUARDA

A reviravolta na vida de Darke de Souza , um lutador de Muay Thai em plena atividade. Condenado pelos médicos a abandonar os esportes de contato, o atleta passou por uma cirurgia grave no coração e, dois anos depois, venceu o campeão mundial de Muay Thai na festa de comemoração do aniversário do Rei Bhumibol Adulyadej, na Tailândia. “Nunca deixe que eles digam o que você pode ou não fazer”. A história de superação de Darke é destaque do programa Passando a Guarda desta sexta-feira, às 20 horas, no canal Combate.
No mesmo programa, você confere as semifinais e finais da Copa do Mundo de KickBoxing com a luta de Washinthai, que enfrentará Darke na segunda edição do Gringo Fight, que acontecerá no dia 14 de agosto na casa de show Rio Sampa, no Rio de Janeiro. De moto táxi, chegamos à Vila Cruzeiro, zona norte do Rio, para visitar Robson Relma, o líder da Relma Combat Team.
Tatame

RENZO GRADUA NOVO FAIXA CORAL

Tem novo faixa vermelha-e-preta na área. Destaque nas décadas de 70 e 80, Marcio Stambowsky, mais conhecido como “Macarrão”, foi graduado à faixa coral no último sábado por Renzo Gracie em Nova Iorque, Estados Unidos. Confira abaixo alguns cliques da festa montada para o veterano, pupilo do saudoso mestre Rolls Gracie.
Fotos Dan Rod
Tatame

BITETTI NA LUTA PELA RECUPERAÇÃO DE DETENTOS

A violência é uma realidade em grandes cidades por todo o mundo e no Brasil não é diferente. Penitenciárias estão lotadas e os detentos que dali saem, na grande maioria, não têm qualquer perspectiva de readequação dentro da sociedade, alguma oportunidade ou atividade que o afastem de vez do crime. Pelo contrário, o próprio sistema carcerário muitas vezes não dá condições para que o ex-detento se ressocialize.
Uma chance agora pode ser através das artes marciais.
“Estarei ao lado do subsecretário de tratamento penitenciário Marcos Vinicius Lips, faixa-preta de Jiu-Jitsu, do coronel Cesar Rubens Monteiro de Carvalho e do professor de muay thai Fabio Leão num projeto de muita coragem e grande importância para a sociedade. Nossa missão é, através das artes marciais, ajudar na ressocialização de presidiários”, conta Amaury Bitetti ao GRACIEMAG.com.
As aulas ocorrerão na Penitenciária Muniz Sodré, no complexo de Bangu, com presidiários que estão próximos da liberdade. A intenção é ajudar na reintegração desses cidadãos através do esporte e, quem sabe, dar através da luta uma chance de profissão fora da prisão.
“Alguns podem até achar perigoso ensinar artes marciais a quem já esteve envolvido com o crime. Mas os exemplos mostram o contrário. O professor Fabio Leão, por exemplo, que hoje vive das artes marciais e vai trabalhar neste projeto, é um ex-detento que teve oportunidade através da luta. Será um grande exemplo para aqueles que vivem a situação que ele já viveu”, completa o bicampeão mundial absoluto.
A estrutura conta com tatames, luvas e equipamentos novos. A inauguração acontece no dia 27 de julho, às 10h.
Texto-Carlos Eduardo Ozório

LYOTO X RAMPEGE PODE SER EM NOVEMBRO

A tão esperada luta entre Quinton Rampage e Lyoto Machida pode finalmente acontecer. “Quase pronto para assinar o contrato para a luta. Eu diria quem é o adversário, mas não consigo soletrar o seu nome (risos)”, escreveu o americano em seu Twitter. Diversos sites americanos confirmaram que os ex-campeões devem se enfrentar no dia 20 de novembro, embora o contrato ainda não tenha sido assinado. O duelo entre Lyoto e Rampage pode colocar o vencedor perto de uma nova disputa de título, embora ambos venham de derrota. Fique ligado na TATAME para saber mais novidades sobre a luta.
Fonte: Tatame

FADIGA MUSCULAR DOS ATLETAS


Estudos recentes aumentaram a falta de informação (ou de esclarecimento) sobre os mecanismos causadores de fadiga muscular nos atletas. Mesmo o aumento nas concentrações de lactato sanguíneo associado à fadiga muscular (por favor, esqueça a famigerada - e errada - nomenclatura de "ácido lático", que já foi mais do que explicado que não tem nada a ver diretamente com o fenômeno de fadiga muscular) pode ser casual, não sendo, possivelmente, a principal causa da fadiga muscular com posterior interrupção do exercício. Entretanto, prevalece uma informação com diversas teorias na fisiologia do exercício, mas ainda não bem esclarecida a causa: se a intensidade do exercício aumenta, o lactato sanguíneo também aumenta.
Notavelmente, a imprensa continua utilizando o termo ácido lático ou acidose lática para descrever o fenômeno de fadiga muscular associado a lutadores. Recentemente, após a luta de Lesnar vs Carwin, com a derrota do segundo em razão declarada (e observada por todos) de sua fadiga durante o combate, foi publicado:
"Shane culpa acidose lática"
De Shane Carwin a propósito da derrota para Brock Lesnar:
- Brock venceu. Ele sobreviveu a um primeiro round que não creio muitas pessoas conseguiriam, e se eu quiser culpar alguém naquela luta, o culpado sou eu.
- Todo o negócio da acidose lática não é uma desculpa, também. Foi o que aconteceu, não tive sorte. Brock foi capaz de voltar para o segundo round e me finalizar.
- A parte difícil na verdade foi a caminhada até o vestiário. Senti que iria entrar em colapso. Na hora em que cheguei lá, colocaram-me deitado de barriga para cima. Minha pressão sanguínea estava descontrolada, assim como meus batimentos cardíacos, e nunca voltavam ao normal. Quase tive uma hiperventilação.
- Ainda acredito 100% que posso vencê-lo. As coisas poderiam ter sido diferentes? Não sei. Existem algumas lutas empolgantes, alguns enfrentamentos empolgantes no peso-pesado, estamos apenas começando a chegar neles, finalmente.
De fato, a fadiga muscular é algo limitante para o desempenho no alto rendimento de lutadores de qualquer modalidade. Sugestões para aumentar o desempenho e superar a fadiga? Fácil. Leia os artigos já publicados anteriormente neste Blog relacionados ao Jiu-Jítsu e adapte para sua Luta, Arte Marcial ou Modalidade de Combate. Eles não encerram o assunto por completo, mas podem jogar muita luz ao problema, pois são abordados enfatizando exercícios específicos. Por último, acrescento um artigo no qual relaciono fadiga e fatores nutricionais. Seguem:

Leandro Paiva
Referência
Paiva, L. Pronto Pra Guerra: Preparação Física Específica para Luta e Superação. Amazonas: OMP Editora, 2009.

RIKSON GRACIE X FEDOR

O EA Sports MMA será lançado no dia 19 de Outubro para as plataformas Plastation 3 e Xbox 360. O jogo da Eletronic Arts, uma das principais produtoras de games do mundo, tem a difícil missão de disputar o mercado com UFC Undisputed 2010.
O jogo licenciou o Strikeforce e terá nomes como Rickson Gracie, Fedor Emelianenko, Randy Couture, Dan Henderson, Ronaldo Jacaré, Jake Shields, Fabrício Werdum, Renato Babalu, Murilo Ninja, Roger Gracie, Gesias Cavalcante, Vitor Shaolin, entre outros.
O destaque do game é o alto nível de detalhes físicos, as réplicas reais dos lutadores e a movimentação. Os gráficos são ótimos, falta apenas testar a jogabilidade e comparar com o UFC Undisputed da THQ.
Texto-Junior Samurai

terça-feira, 20 de julho de 2010

CIGANO NÃO SUBSTIMA O "BARRIGUDO" NELSON


Grande esperança brasileira de cinturão entre os pesos pesados no UFC, Junior Cigano terá pela frente o americano Roy Nelson no UFC 117, duelo que definirá o próximo candidato ao título da categoria. Jornalista da TATAME, Guilherme Cruz entrevistou Cigano a pedido do site russo ValeTudo.ru e conversou sobre sua inspiração a Rodrigo Minotauro, a carreira, o sonho de conquistar o cinturão da categoria e muito mais. Confira abaixo o bate-papo com a fera, que venceu as cinco lutas que fez no UFC.

Como está a sua preparação para a luta contra o Roy Nelson?
Está muito boa. Comecei treinando um pouco de Wrestling lá nos Estados Unidos, com o Phill Davis e o Mark Muñoz e agora estou aqui no Brasil, em Salvador, e o treino está muito bom com o (Rodrigo) Minotauro, (Rogério) Minotouro e todo o pessoal me ajudando muito, o pessoal local, o pessoal que eu sempre treinei, e eles estão me ajudando no meu treino. Meus treinos estão ótimos e eu estou me sentindo muito bem e acho que vou estar bem preparado para essa luta.

Ele é um cara que não tem um condicionamento físico exemplar e gosta da luta em pé. Você mudou alguma coisa na sua preparação por causa disso?
Na verdade, não. A gente vem estudando um pouco do Roy Nelson e ele é um cara bastante perigoso, um cara que gosta da trocação, sai da parte do chão correndo. Mas é um cara perigoso, está com boas vitórias, então a gente tem que tomar cuidado, por mais que ele tenha um físico que não é tão benéfico para ele, mas ele é um cara perigoso. A gente continua o nosso treino normal, de sempre, e eu vejo sempre a minha próxima luta como a mais importante. Para chegar ao título, você tem que ganhar suas lutas e levar isso com muita seriedade, por isto eu estou treinando muito duro para poder surpreender ele.

Qual é a importância do Rodrigo Minotauro no seu desenvolvimento enquanto lutador?
Ele é tudo na minha carreira, é uma das pessoas que acreditou em mim, que me ensinou tudo que eu sei hoje e ajudou a alavancar a minha carreira. Sem ele, eu não teria condições de estar aqui hoje e ter os resultados que eu tenho, então eu devo tudo para o cara. Ele sempre esteve comigo, me ajudou, me ensinou, ficou colado comigo nos treinos me ensinando como é enfrentar um top do MMA e eu me sinto muito privilegiado de poder estar do lado de uma pessoa como é o Rodrigo. Além de muito humilde, ele se empenha para te ajudar e agora que ele está aqui na Bahia, ele me dá uma força aqui. Eu sou muito grato a ele, ele é como um irmão para mim, mais até do que um irmão porque ele me ajuda e me deu o caminho das pedras e eu devo muito a ele.

Se ele tem essa importância tão grande na sua formação como lutador, porque você tem a maioria das suas vitórias por nocaute e não no jogo de chão, que foi o que o tornou tão famoso?
Quando eu comecei a treinar, eu comecei no Jiu-Jitsu também. Depois de a gente treinar mais de um ano Jiu-Jitsu, eu fiz a minha primeira luta de Vale Tudo e aí eu conheci o (Luiz Carlos) Dórea, que começou a me ensinar Boxe. Comecei a treinar Boxe todo dia e gostei, então eu treinava seis vezes por semana Boxe e três vezes por semana, mais ou menos, o Jiu-Jitsu. Virou uma paixão e eu acabei me focando no Boxe porque me senti muito mais confortável na trocação do que no Jiu-Jitsu. Apesar de amar o Jiu-Jitsu, hoje em dia eu me sinto muito confortável lutando Boxe, trocando e é isso que tem trazido esses resultados aí. Como eles falam aqui, eu tenho pegada, mão pesada, então eu tenho condições de nocautear e eu acredito nisso. Procuro sempre correr atrás do nocaute contra quem quer que seja. Soltar bons golpes no meu adversário e acertando bons golpes, eu tenho certeza de que eles vão pro chão.

Nenhum dos seus adversários, nessas cinco lutas que você fez no UFC, tentou te levar para o chão para manter a luta por ali. Você acha que eles subestimaram o seu poder na trocação?
Alguns subestimaram e outros não tiveram a oportunidade de me botar para baixo, talvez fosse a intenção deles, mas não tiveram tempo. Eu treino também muito Wrestling hoje em dia, é uma das artes com a qual eu tenho me identificado muito, gosto de treinar Wrestling e eu treino bastante isso para justamente não me levarem para o chão e, se me levarem, quem vai dar a queda vai ser eu. Eu acho que o empenho nos treinos e por eu acreditar muito na minha trocação, eu consigo ficar em posições onde fica complicado dos adversários me botarem para baixo e me manterem lá. O Napão conseguiu me colocar para baixo, mas eu acredito que eu consegui um movimento bem feito e voltei para a luta em pé. Eu me sinto confortável aí, mas caso a luta vá para o chão, eu vou estar preparado porque, como você disse, eu treino com o Minotauro, e não existe escola melhor do que essa no chão.

Desde que você entrou no UFC, em 2008, você acha que evoluiu como lutador? Você acha que é um lutador melhor hoje do que era naquela época?
Muito melhor. Hoje em dia eu tenho uma diferença, que é uma experiência maior aí. E eu posso te dizer que eu estou me sentindo melhor e mais confortável nas lutas e podendo desenvolver. Quanto mais confortável você se sente, você consegue desenvolver mais o que você sabe. Eu estou me sentindo assim e acho que é um momento de crescimento na minha carreira, se Deus quiser, eu vou continuar crescendo da mesma forma que eu estou caminhando agora: com grandes nocautes, grandes lutas e grandes vitórias.

O Minotauro acabou derrotado pelo Cain Velasquez na luta que eles fizeram. Você tem vontade de vingar essa derrota do seu ídolo?
Vingar não. Vingar não faz parte dos meus desejos, tanto que o que o Rodrigo me ensinou não foi isso e eu acho que ele mesmo pode fazer a dita “vingança” dele. Ele pode lutar e fazer o resultado dele... Luta é luta, a gente nunca sabe o resultado. Aconteceu que ele pegou ali e o Velasquez teve um resultado melhor, mas eu acredito que ele possa voltar, fazer grandes lutas e, futuramente, pegar o Cain Velasquez e poder fazer a revanche dele. Mas uma luta contra o Cain seria legal porque é o momento, o cara está muito bem no UFC e, com essa vitória sobre o Rodrigo, ele está em uma crescente muito boa, então é uma luta que me interessa muito, mas por isso, por ele estar em um momento bom. Seria uma luta boa de assistir, de se ver e o vencedor se fixaria como o top da categoria hoje.

Você acha que o auge da carreira do Rodrigo já passou ou você acredita que ele ainda possa atingir o topo da categoria?
Como eu disse, eu acho que ele tem condições ainda, é um cara muito duro, ele nasceu para ser lutador e eu tenho certeza de que, com o treinamento certo e se ele se focar bastante nesse objetivo, ele pode voltar a ser um grande aspirante ao cinturão ou até mesmo o campeão.

Muitas pessoas criticam o UFC e falam que eles protegem os americanos, principalmente no peso pesado. Você acredita que eles privilegiam esses lutadores no casamento das lutas?
Eu não sei. Acho que os americanos que estão bem na categoria têm méritos, são bons mesmo, são bons lutadores, então não vejo muito isso de proteção. Pode até ser, mas eu não vejo muito assim não e eu procuro sempre mostrar o meu melhor e estar bem preparado para poder dar um bom show para o público, seja contra quem for... Seja contra americano ou até mesmo brasileiro, não interessa o adversário. Adversário é adversário e você tem que estar pronto para fazer grandes lutas e conquistar grandes vitórias.

Quantas lutas você tem mais no seu contrato com o UFC? Você está satisfeito com a sua parceria com o evento?
Eu tenho duas lutas a mais no meu contrato com o UFC, eu acho. As coisas estão andando ainda e eu acho que esse é o meu primeiro contrato depois da luta do (Fabrício) Werdum e as coisas estão andando. Em breve eu vou estar com um contrato melhor, espero isso e vou dar o meu melhor para o pessoal sempre assistir grandes lutas e satisfazer os grandes fãs de MMA, porque hoje essa é a minha vida e eu amo fazer isso.

Você acha que as regras do UFC privilegiam os strikers ou os grapplers? Você preferiria lutar com as regras do Pride ou mesmo do Vale Tudo?
Eu acho que as regras não privilegiam os grapplers ou os trocadores, acho que foram regras que eles inventaram sim e o lutador tem que se adaptar às regras do evento aonde ele luta. Eu tento sempre estudar e usar as regras a meu favor. Sejam as regras do Pride ou do UFC, eu acho que é o lutador que tem que se adaptar.

Você é um dos pesos pesados mais atléticos, ao contrário da maioria dos lutadores que normalmente tem uma barriguinha. Você acha que esses músculos todos te ajudam ou acabam te atrapalhando nos seus treinos, na preparação e até mesmo nas lutas?
Eu tento sempre me manter bem. Acho que é o treinamento duro que me mantém assim, com o físico muito bom, o meu treino é muito duro sempre, então eu faço que isso me faça estar bem comigo mesmo e eu gosto de estar assim. É o jeito que eu me sinto bem, que eu me sinto rápido. Muitas vezes as pessoas falam para eu subir de peso e ficar no limite da categoria, mas eu acho que esse é o peso ideal para mim porque eu posso ser rápido e forte ao mesmo tempo, então eu me sinto muito bem do jeito que eu sou.

Fonte: Tatame
Related Posts with Thumbnails