quarta-feira, 19 de junho de 2013

VII OPEN TORRE FORTE DE JIU JITSU.


 A cidade de Currais novos será palco de mais uma batalha de Jiu Jitsu acontece nos dias 13 e 14 de julho na cidade a sétima edição do Open Torre Forte evento que já caiu nas graças dos amantes da arte suave do estado de o Rio grande do Norte e outros do nordeste brasileiro.
Contando um uma premiação em dinheiro, kimonos e kit’s para os melhores nas categorias absoluto o evento promete ser um dos mais organizados das edições passadas, com 4 áreas de lutas e árbitros equipe medica o evento tem tudo para ainda mais se consolidar no cenário da arte suave.
Na edição desse ano está com tudo, foi lançado um site onde as escuderias de lutadores podem entrar se inscrever e acompanhar em tempo real como anda a sua categoria olhando quem já está e quem está se inscrevendo além claro, de tirar todas as duvidas.
A organização está disponibilizando um colégio que fica a menos de 100 metros do local do evento esse colégio será um ponto de apoio para os atletas de outras cidades que acharem melhor dormir e descansar para seguirem viajem, os atletas terão que entrar no site e preencher um formulário de controle para que possa ter acesso as dependências do local lembramos que são disponíveis apenas 100 vagas.
E o melhor não haverá acréscimo em nada pois o prédio é uma doação da prefeitura de Currais Novos.
A organização do evento é por conta a equipe WGT HIKARI que tem a frente o professor Wanderson Marcelo faixa preta de Jiu Jitsu pela federação do estado do Rio Grande do Norte, contando com o apoio e homologação da FJJ/RN o campeonato está já com números de inscritos satisfatório.
Portanto renovamos os esforços para que todas as nações de jiujiteiros se façam presentes no evento que está sendo moldado com muito carinho e esforço para todos.
O site para maiores informações é www.campeonatodejiujitsu.com.br

Ossssss

LUTEI DE GRAÇA POR 10 ANOS

Quem vê Wanderlei Silva hoje, eternizado por sua gloriosa história no MMA, não imagina os obstáculos que ele precisou ultrapassar no seu início de carreira. No último dia 13, o “Cachorro Louco” fez uma visita a alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Dona Angelina Maffei Vita, no bairro de Casa Verde, em São Paulo, e compartilhou um pouco de sua vitoriosa trajetória.



Defensor ferrenho dos hábitos de vida saudáveis, Wand falou às crianças sobre a importância do ensino e dos esportes para fugir do mundo das drogas. Ele usou como exemplo de perseverança as vezes em que teve que lutar sem receber nada, sempre em busca de um futuro melhor e de um objetivo na vida.

“Eu fui campeão mundial por seis anos, tenho 50 lutas profissionais, e, graças a Deus, recebo muito bem para fazer o que amo, mas tive que lutar de graça por 10 anos. Tinha tudo para desistir, cair em tentações que estragariam minha vida, mas mantive o foco e a força de vontade para continuar, porque eu sabia que só assim ia chegar onde queria”, contou.

Assediado pelas crianças e jovens da escola e demonstrando sua habitual simpatia, Wanderlei também ressaltou a necessidade do conhecimento e da valorização da escola.

“Ninguém é mais inteligente do que ninguém. O que vale é o empenho e a dedicação que vocês têm em fazer as coisas. Vocês só dependem de si mesmos. Se vocês forem preguiçosos agora, terão que ralar muito quando forem adultos. A hora é agora. Vai dar trabalho, mas vocês conseguem”, incentivou.

"ELE BATE QUE NEM UMA MOCA"



A rivalidade entre Junior Cigano e Cain Velasquez tem tudo para ser uma das maiores entre pesos pesados do UFC. Após dois confrontos, com uma vitória de cada, eles irão se reencontrar possivelmente em outubro, em nova disputa pelo título da categoria.

No segundo embate entre os atletas, o brasileiro levou a pior, após cinco rounds e foi derrotado por decisão unânime. Apesar de ter saído bastante machucado da peleja, o pupilo de Luiz Dórea fez questão de cutucar o adversário.

“Não tive nenhum corte contra o Cain Velasquez. Ele bate que nem uma moça. Ele bateu muito durante os cinco rounds, mas não abriu nada, apesar de eu sair muito inchado e ter que ir para o hospital”, disse o peso pesado, em entrevista ao programa Pânico, da rádio Jovem Pan.

Em seu último compromisso, Junior Cigano venceu Mark Hunt, com um nocaute no terceiro round, em maio deste ano. Já Velasquez, campeão da categoria, não tomou conhecimento de Antônio Pezão e o bateu no primeiro assalto.

BELFORT ACREDITA QUE MERCE CHANCE PELO CINTURÃO

Foto: Jason Silva / MMA Space.Vitor Belfort acredita que apenas trabalho duro resultará em oportunidades de título no UFC. Em alta na promoção após duas brilhantes vitórias no ano de 2013, o “Fenômeno” acredita que o merecimento é a chave para o sucesso e descarta utilizar a provocação como arma para garantir grandes lutas nos próximos meses, conforme afirmações ao jornal USA Today.
“Eu não acho que é hora de pedir, eu acho que é hora de merecer. Essa é a minha ética na vida.  Vou para a academia todos os dias. Eu trabalho duro. Sei que vou trazer esse título de volta. Todo mundo está lutando pelo título apenas por saber promover as lutas falando bobagem no Twitter e provocando brigas. Eu não estou dizendo que eles estão errados. É um estilo. Não estou criticando só digo que não tenho esse direito. Você não pode ir contra os resultados. Olhe para os meus resultados . Algumas pessoas ganham, e algumas pessoas não. Tentam chegar  no topo sem merecer. Eu acredito em todas as áreas da minha vida, eu mereço – e eu conquisto com a glória de Deus”.
Os números do nocauteador são positivos no UFC. Em sete lutas, foram cinco vitórias e duas derrotas, contra Anderson Silva e Jon Jones.  Aos 36 anos de idade, Belfort ocupa o segundo posto no ranking oficial do UFC entre os médios. Com um total de 23 vitorias na carreira, o atleta obteve 16 via nocaute, especialmente por seu excelente Boxe e, mais recentemente, por surpreendentes chutes altos.
por Redação MMA Space/Rodrigo Peixoto
Foto: Jason Silva / MMA Space.

WERDUM: QUERO O CINTURÃO NÃO IMPORTA O ADVERSÁRIO

Fabricio Werdum curte a explosão de sua popularidade após finalizar Rodrigo Minotauro no inicio do mês. Reconhecido mundialmente por ter derrotado o mítico Emelianenko Fedor, “Vai Cavalo” passou a receber atenção especial em sua terra natal especialmente pelo impacto de sua atuação, transmitida em televisão aberta. Animado com os bons resultados, o gaúcho quer voltar ao octógono o mais rápido possível e garante estar preparado para o temido Cain Velasquez, atual campeão do UFC, conforme conta à Tatame.
“Só não quero ficar um ano sem lutar, como agora, por ter feito o TUF e outras coisas. Pretendo lutar o quanto antes. Botei na cabeça que vou lutar em outubro. O mais difícil é treinar sem luta marcada. Vou trabalhar com o mês de outubro na cabeça, mesmo que a luta não aconteça. Quero ficar preparado, caso alguém se machuque. Não quero que isso aconteça, mas não dá para prever. Não tenho preferência por adversário. Se tiver que esperar um pouco mais para pegar o title shot, espero. Mas só pelo cinturão.  Não quero esperar tanto tempo para fazer uma luta sem ser pelo título. Meu jogo casa com o do Velasquez. Ele gosta de botar para baixo e fazer um chão, o que seria ótimo. Mas, de repente, ele nem me derrubaria, porque venho treinando muito Wrestling. Contra o Velasquez, o combate seria visto pelo mundo inteiro como um Brasil x Estados Unidos, o que não aconteceria contra o Cigano. No fundo, quero o cinturão, independente do adversário”.
Junior Cigano e Cain Velasquez farão a terceira luta da intensa rivalidade no dia 19 de outubro. O cenário mais provável é que Werdum atue mais uma vez e, em caso de vitória, receba a oportunidade de disputar o cinturão contra o vencedor da disputa. O lutador nascido em Porto Alegre registra 17 vitórias e 5 derrotas no MMA.

por Redação MMA Space/Rodrigo PeixotoFoto: Divulgação.

MINOTAURO MESMO LESIONADO E DESAFIADO


Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty ImagesResponsável direto pela explosão do MMA em escala global, Rodrigo Minotauro ainda é considerado um dos maiores nomes da modalidade mesmo aos 37 anos. Prova disso sonho do jovem Stefan Struve de encarar o ícone em um evento ainda no ano de 2013. Fã declarado do ex-campeão do Pride, o holandês acredita que o momento seria ideal para o encontro, visto que ambos foram derrotados em suas últimas atuações, segundo declarações ao site Bleacher Report.

“A luta que eu sempre quis é contra o Big Nog. Eu ainda gostaria de ter essa luta. Acho que faz muito sentido agora, já que estamos ambos vindo de derrota. Tenho uma tonelada de respeito por ele, e ele sabe que eu o respeito muito. Estive observando ele desde que eu tinha 10 ou 11 anos de idade. Lembro  de acordar domingo de manhã na Holanda e colocar no computador tentando assistir ele no Pride “.
Rodrigo Minotauro acumula 34 vitórias e oito derrotas o longo de sua trajetória. Em suas últimas 5 lutas, acabou levando a pior em três. Atualmente está em recuperação pela grave lesão no cotovelo causada pela finalização de Fabricio Werdum em combate no inicio deste mês.
Figuras costumeiras do ranking oficial do UFC, tanto Minotauro como Struve não estão presentes na última atualização da relação.
por Redação MMA Space/Rodrigo Peixoto
Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images.

sábado, 8 de junho de 2013

INSPIRAÇÃO DE RONY JASON, IRMÃO VAI A FORTALEZA PARA VER SEU PRIMEIRO UFC


Rony Jason irmaos ufc mma (Foto: Adriano Albuquerque)

Citado pelo lutador durante o TUF Brasil 1, Yuri Mariano aparece com irmã mais velha no Ginásio Paulo Sarasate e exalta Jason: 'Muito humilde'
Por Adriano Albuquerque e Marcelo Russio
Fortaleza

Por toda a primeira temporada do The Ultimate Fighter Brasil - Em Busca de Campeões, o eventual campeão do torneio dos pesos-penas, Rony Jason, citou o irmão mais velho, dependente químico, como sua inspiração para lutar. Esse irmão, Yuri Mariano, esteve nas arquibancadas do Ginásio Paulo Sarasate na sexta-feira, junto à irmã Sarah Luana, para acompanhar a pesagem do TUF Brasil 2 Finale, evento em Fortaleza no qual Jason enfrenta o inglês Mike Wilkinson. Yuri contou estar recuperado e ter voltado à prática do jiu-jítsu.
- Eu estava 10 meses longe, devido à dependência química, retornei esse ano já com medalhas de bronze, prata e ouro nas três competições que fui - contou o lutador de 30 anos de idade ao Combate.com.

Yuri Mariano e Sarah Luana mostram a máscara autografada do irmão mais novo (Foto: Adriano Albuquerque)
A admiração pelo irmão mais novo é recíproca. Yuri e Sarah fizeram viagens de cerca de 1h30m e 2h, respectivamente, de suas cidades, Maranguape e Quixadá, para acompanhá-lo e levaram uma máscara de Jason autografada ao ginásio. Yuri louvou a humildade de Rony.
- Hoje mesmo eu estava conversando com um amigo meu que o Rony tem um diferencial dos outros atletas. Mesmo perdendo peso, às vezes saía do quarto e parava para dar autógrafos, tirar fotos, com sorriso escancarado na boca, e em outras oportunidades vi outros atletas mais decadentes nessa situação, não paravam, com aquele cansaço e adrenalina, desgaste todo. Isso que faz o Rony ser tão respeitado e adorado aqui - explicou.

Será a primeira vez de Sarah numa luta de MMA, e a primeira de Yuri assistindo a um UFC. A mãe ficou em Quixadá: não aguenta a emoção de ver as lutas ao vivo. A irmã admite que tem dificuldades, mas está confiante no irmão.
- A gente fica quase sem palavras, né. Irmão e sangue, você sabe como é... A adrenalina vai a mil, a gente se emociona muito, mas é o que ele quer, ele escolheu essa profissão, ele está muito feliz com ela, e a gente tem que apoiar. Ficamos muito felizes por ele estar feliz - disse Sarah, de 33 anos de idade.
O canal Combate transmite o TUF Brasil 2 Finale ao vivo e na íntegra, direto do ginásio Paulo Sarasate, a partir de 17h (de Brasília) de sábado. O Combate.com fará a cobertura de todo o evento em Tempo Real, transmitindo a primeira luta do card preliminar, entre Antônio Braga Neto e Anthony Smith. A TV Globo transmitirá as principais lutas do evento ao vivo.

TUF Brasil 2 Finale
8 de junho de 2013, em Fortaleza
CARD PRINCIPAL
Rodrigo Minotauro x Fabricio Werdum
William Patolino x Léo Santos
Thiago Silva x Rafael Feijão
Erick Silva x Jason High
Daniel Sarafian x Eddie Mendez
Rony Jason x Mike Wilkinson
CARD PRELIMINAR
Raphael Assunção x Vaughan Lee
Godofredo Pepey x Felipe Arantes
Ildemar Marajó x Leandro Buscapé
Rodrigo Damm x Mizuto Hirota
Caio Magalhães x Karlos Vemola
Antônio Braga Neto x Anthony Smith

http://sportv.globo.com/site/combate/noticia/2013/06/inspiracao-de-rony-jason-irmao-vai-fortaleza-para-ver-seu-primeiro-ufc.html

ARENA FIGHT 6 FOI SUCESSO CONFIRA

FOTOS: DAVID DANTAS/ AGÊNCIA AVANT E PAULO HENRIQUE MORAIS.

O Arena Fight 6 que ocorreu neste dia 06/06 no estádio Nogueirão contou com um grande público. A torcida estava na expectativa para conferir a estrutura proporcionada pelo estádio e a impressão deixada foi positiva.

Ludenilson Soldado vs Janderson AMTC

A primeira luta da noite aconteceu com dois lutadores locais: Ludenilson Soldado e Janderson AMTC. Os dois estrearam no MMA e não queriam ter um cartel negativo ao final do combate.

Enquanto Janderson teve uma entrada discreta, a primeira entrada da carreira de Ludenilson Soldado vai ficar para a memória. O lutador fez referência ao exército entrando com uma boina, música militar e ao ter seu nome anunciado pelo apresentador caminhou para o centro do ring e bateu continência para o seu adversário.

O primeiro round começou a mil. Os dois estreantes não queriam ter um cartel negativo ao final do combate e partiram para cima um do outro a todo vapor. Quem esperava que Ludenilson por ser oriundo do jiu-jitsu tentasse levar a luta para o chão se enganou. Soldado não tentou derrubar em nenhum momento e a etapa inicial da luta deu-se toda em pé, com muitos chutes nas pernas e murros cruzados, com uma pequena vantagem para Ludenilson, que foi mais agressivo e caminhou para a frente o tempo todo.



No segundo round os dois mais uma vez foram para a trocação franca, até Ludenilson acertar um soco que causou o nockdown. Ludenilson foi para o chão e exerceu o seu ground and pound até ser interrompido pelo árbitro, terminando a sua estréia com um nocaute técnico.



Ezequias vs Ricardo Décio

Os dois lutadores mostraram um certo talento na trocação. Deram bons socos e bons chutes. Ricardo, bem mais alto que Ezequias, fez valer a sua envergadura aplicando bons jabs e chutes altos. Mesmo com uma trocação bem mais evoluída do que nas suas lutas anteriores, o faixa preta areia branquense preferiu levar a luta para onde se sente mais a vontade e quedou Ezequias. Ricardo ainda pegou as costas do atleta de Recife e tentou finalizá-lo com um mata leão, mas não obteve sucesso.



Nos rounds seguintes a luta ocorreu praticamente como no primeiro round. Ricardo levava a luta para o chão e demonstrava ter uma técnica maior, mas Ezequias sempre com raça conseguia fugir das finalizações, incluindo um katagatame que todos achavam está sem saída.

Ricardo venceu a luta por decisão unânime dos juízes.

Sandinho Max vs Leonardo Balinha

O mossoroense Sandinho deveria enfrentar Joelmir Gadelha, de Caicó, mas devido Joelmir não conseguir bater o peso, o adversário foi alterado. Leonardo Balinha, de Areia Branca, aceitou lutar com Sandinho no dia do evento, ás 11 horas da manhã e provou ser diferenciado.



Sandinho era maior que Balinha mas a envergadura não fez muita diferença. Com pouco mais de 1 minuto de luta Sandinho tentou dá um cruzado em Balinha e essa foi a última ação ofensiva do mossoroense na luta. Balinha conseguiu esquivar e foi para as costas do seu adversário. Sanderson continuo em pé e Balinha virou uma verdadeira mochila. Encaixou um mata leão e Sanderson não quis bater, sendo apagado com 1 minutos e 20 segundos do primeiro round.

No final da luta Balinha falou no microfone “Aceitei a proposta hoje porque sou um lutador. Lutador que é lutador bota a cara pra bater e luta” e levou o público do estádio a loucura.

Silvaneide Marretinha vs Danny Fenix

Uma das lutas mais aguardadas da noite. Até o astro do UFC Jussier Formiga foi ao Nogueirão para ver a Marretinha em ação, e as duas lutadoras fizeram a espera valer a pena. Silvaneide teve total apoio da platéia, que gritou seu nome o tempo todo. As duas trocaram o a luta toda, mesmo sendo boas de chão. A luta foi para o solo rapidamente quando Silvaneide acertou um nockdown na sua adversária com um soco rodado. Silvaneide entrou na guarda da adversário para socar mas quase foi surpreendida com um triângulo, mas explodiu e saiu da tentativa de finalização sem maiores dificuldades.

A luta foi se prolongando e Dany Fênix cresceu. A atleta natalense começou a ficar mais confiante e caminhou para a frente o tempo todo e demonstrou ter socos rápidos. Marretinha respondia sendo mais contundente, atacante muito bem principalmente na linha de cintura, tanto com socos como com murros frontais. Marretinha diversas vezes girava o braço ameaçando socar e animava o público local.



Marretinha ganhou a luta por decisão dividida e comemorou como uma louca. Ao final dedicou a vitória ao ex companheiro de treino Leandro, que faleceu durante a preparação da lutadora. Marretinha e Dany Fênix deixaram o octógono aplaudidas.

Janderson Fraga vs Carlos Flávio

O atleta de Natal, Carlos Flávio compareceu mas foi surpreendido ao saber que não lutaria mais.

Uma fatalidade aconteceu quando Janderson estava saindo de casa para o estádio. O mossoroense caiu na calçada de sua casa e acabou machucando o pé. Foi ao médico para ser examinado e o médico acabou vetando o atleta para a luta.



O combate foi cancelado, mas a organização do Arena Fight já informou que pretende remarcar a luta para uma outra data.

Rivanio Aranha vs Ronieli Blindado

Sem sobra de dúvidas a luta mais técnica da noite. O experiente Rivânio Arana, que possui mais de 70 lutas, enfrentando o invicto Ronieli Blindado.

Os dois além dos invejáveis cartéis, ainda se estranharam na pesagem, o que fez a luta ser bastante aguardada pelos expectadores. A luta começou com uma boa trocação, mas Aranha teve a infelicidade de errar um chute que acabou o levando ao chão. Ronieli aproveitou a oportunidade para entrar na guarda e exercer o ground and pound. Ronieli foi bastante contundente e bateu até o final do primeiro round, abrindo o rosto do seu adversário.



No segundo round Ronieli conseguiu uma queda e mais uma vez foi contundente por cima. Aranha conseguiu levantar-se após sofrer duros golpes, mas foi derrubado novamente e ficou por baixo até o final do round.

Na etapa final Aranha foi para o tudo ou nada. Defendeu as tentativas de queda de Ronieli e foi melhor na trocação, conseguindo um nock down. Aranha entrou na guarda de Ronieli mas o pernambucano mostrou experiência. Não se afobou e conseguiu segurar Aranha até o final do round, vencendo a luta por decisão dividida dos jurados e mantendo a sua invencibilidade.

Amaury Júnior vs Herisson Medeiros

A luta principal da noite travou o duelo entre o mossoroense Amaury contra o Natalense Herisson.

Herisson entrou ao som de MC Naldo, dançando e mostrou muita confiança. O atleta da Hikari estava a mais de um ano sem lutar e mostrou que sua saudade de subir no octógono estava grande. Mesmo com toda a torcida contra, Herisson foi pra cima de Amaury com sede, acertando bons socos e chutes desde os primeiros segundos do round.



Herisson tentou uma queda e Amaury o surpreendeu com uma entrada de guilhotina. Muita gente no estádio acreditou que a luta estava finalizada, mas Herisson defendeu bem e ficou por cima. Amaury conseguiu levantar-se e tentou quedar, sem sucesso. Sempre que Amaury executava uma tentativa de queda era surpreendido e Herisson que acabava o derrubando e ficando por cima. O round acabou com Herisson tendo uma boa vantagem na trocação e conseguindo boas quedas.

No intervalo do round Amaury estava sentindo dores muitos fortes no joelho, que mais tarde o lutador revelou para o site que foi em uma defesa de queda. O mossoroense não teve condições para voltar pro segundo round e Herisson venceu a luta por desistência e voltou para a sua cidade como o seu treinador Gorka planejava: silenciado o público mossoroense.

Amaury deixou o octógono em uma maca.



O LUTADORESDORN.COM elegeu os melhores da noite e o resultado foi o seguinte:

Nocaute da noite: Ludenilson Soldado

Finalização da noite: Leonardo Balinha

Melhor luta da noite: Silvaneide Marretinha vs Dany Fênix

sexta-feira, 7 de junho de 2013

RONNY MARKUES ESTÁ FORA DO UFC FORTALEZA



Uma informação de última hora agitou os bastidores do UFC Fortaleza, que será realizado neste sábado (8), no ginásio Paulo Sarasate. O potiguar Ronny Markes, que faria sua quarta aparição no UFC contra Derek Brunson, sofreu um acidente de carro e está cortado do card.

O atleta da Nova União sofreu arranhões, foi forçado a ficar em observação e está fora do evento que será realizado em Fortaleza, Ceará. Ronny estava em companhia dos técnicos André Pederneiras e Jair Lourenço, que nada sofreram. Devido à forma física, espera-se que Markes volta a lutar em breve. A notícia foi anunciada em primeira-mão pelo Combate.com e o blog Mano a Mano confirmou a informação com a assessoria do atleta.

quinta-feira, 6 de junho de 2013

FILHO DE MICHAEL JACKSON DESFILA COM CAMISA DE JIU JITSU







Prince Jackson, filho de Michael Jackson, levou a namorada, Remi Alfalah, para jantar no restaurante Madeo, em West Hollywood, na Califórnia (EUA), na última quinta-feira (30).Prince chamou a atenção por usar uma camiseta dos Gracie, equipe brasileira de jiu-jitsu, que também trazia uma imagem do Cristo Redentor.Michael Jackson morreu no dia 25 de junho de 2009, nos Estados Unidos, após Conrad Murray aplicar doses ilegais do anestésico Propofol. O médico foi condenado a quatro anos de prisão pela morte do rei do pop.                                                                    Fonte Terra

PRIMEIRA BRASILEIRA NO UFC, AMANDA PROMETE NOCAUTE


amanda-nunes-450

Primeira brasileira a ser contratada pelo UFC e número 7 do ranking dos galos (61 kg) do evento, Amanda Nunes é só alegria. Enfim confirmada para estrear no octógono, a baiana boa de briga encara a jovem alemã Sheila Gaff em agosto e promete nocaute para os fãs.

Como o combate será realizado no Rio de Janeiro e Amanda não luta no país desde 2010, a expectativa é por uma boa apresentação, que servirá como um cartão de visitas para a nova legião de fãs do esporte, como revelou a lutadora com exclusividade ao R7.

- Meu sonho está se tornando realidade. Sempre quis que fosse assim, fazer minha estreia no UFC no Brasil. A Sheila é striker também, gosta de trocar em cima, onde é meu forte. Gosto disso.

HIKARI COM TUDO PARA O ARENA FIGHT EM MOSSORÓ


carlos

Uma das academias que será destaque esta semana no Arena Fight 6 é a academia Hikari, de Natal. Liderada por Gorka Sanchez, a equipe natalense terá dois representantes no evento e a expectativa é de boa apresentação.

A Hikari será representada em Mossoró por Carlos “Caveira” que vai enfrentar Janderson Fraga e Herisson Medeiros que fará a luta principal da noite contra Amaury Júnior. Os dois chegarão a cidade na quarta feira, na hora da pesagem. No dia seguinte virão outras pessoas da academia para darem o apoio das arquibancadas, apesar de ser a menor parte devido Janderson e Amaury serem atletas locais.

Empolgado, o líder da equipe, Gorka Sanchez, não escondeu a felicidade em vê-los representando a Hikari no Arena Fight 6.

- Mossoró é uma ótima cidade para eventos de MMA, sempre recebe um público grande e vibrante, então espero as melhores emoções. Venho acompanhando o crescimento do evento a um tempo e já na edição de Fortaleza tive o prazer de ter um atleta da Hikari lutando. Espero que de hoje em diante sempre tenha um atleta nosso no card, pois o evento está crescendo e ainda vai crescer muito no cenário do MMA – revelou Gorka.

Gorka também nos contou que Herisson e Carlos estão muito bem preparados e está confiante que os dois façam uma boa exibição.

- Os atletas estão nos cascos, em cima e no chão. O público pode esperar um verdadeiro show. Trocação franca, atletas agressivos, preparados fisicamente, loucos para ganhar o público de Mossoró e poder mostrar pra ele um verdadeiro show de MMA.

Uma pequena mudança de percurso que a equipe enfrentou no meio da preparação foi a ida de Herisson Medeiros para a luta principal da noite, devido a ausência de Leandro e Marcos Vinícius. Para muitos isso é prejudicial devido ser uma pressão a mais, mas o líder da Hikari fez questão de demonstrar que isso não atrapalha em nada o atleta.

- Ele esta focado, pronto pra luta, pronto pro seu adversário. Ser a luta principal não tira o foco dele de maneira nenhuma e nem acrescenta pressão. Apenas seremos os últimos a dar um show para todos os presentes e se Deus quiser deixaremos a torcida local triste pois voltaremos com a vitoria- finalizou.

RONY SONHA EM DISPUTAR O CINTURÃO CONTRA O JOSÉ ALDO

A próxima luta de Rony Jason será no TUF Brasil 2 Finale, no próximo sábado, dia 8 de junho, quando enfrenta o inglês Mike Wilkinson, mas o lutador brasileiro já pensa mais adiante. Segundo as próprias contas, caso vença este duelo e mais dois em seguida, Jason acredita que possa disputar ao cinturão do peso-leve. Ele espera que possa ser contra o brasileiro José Aldo, hoje o dono do cinturão.

- Espero que depois dessa luta e mais duas, e se Deus me abençoar com vitórias, tenha a oportunidade de disputar o cinturão e que ele permaneça no Brasil. Sempre torço para o José Aldo, espero que o cinturão permaneça com ele e eu possa disputar.
ronyjason-ivanraupp


Além da expectativa por uma possível luta futura com José Aldo – que defende o cinturão no dia 3 de agosto contra Antonhy Pettis -, Rony Jason ainda se mostra ansioso por lutar em sua terra natal. Nascido em Quixadá, no Ceará, ele vai lutar na capital Fortaleza.

- Fico muito feliz e preocupado ao mesmo tempo. Nunca tive a oportunidade de lutar lá, para mim vai ser uma estreia novamente. Sempre lutei com torcida contra, fora do meu estado. Apesar de ter nascido e me criado no Ceará, também defendo o Rio Grande do Norte, que foi onde me profissionalizei como lutador de MMA. É a primeira vez que vou lutar no Ceará, estou muito feliz, muito empolgado, e quero ganhar a finalização da noite.

O inglês Mike Wilkinson, obviamente, também esteve na pauta da entrevista com Rony Jason. O lutador brasileiro mostra estar por dentro dos detalhes de seu adversário.

- O que sei dele é que é um cara invicto, tem quatro finalizações, dois nocautes e duas vitórias por pontos, então, quando não nocauteia ou não finaliza, ele ganha por pontos. Ele caminha sempre para frente, sempre busca a luta, e é a primeira vez que ele vai lutar na minha categoria. Se for seguir pelos parâmetros normais, todos que baixaram de peso para lutar não só comigo, como com José Aldo, graças a Deus sucumbiram. Espero que ele seja mais um.

Jason destacou que, se o adversário levar a luta para o chão, vai até “dar um beijo” nele para agradecer, mostrando confiança no seu jiu-jitsu.

- Espero que a minha luta case com a dele. Se me levar para o chão, vou dar um beijo nele, vou agradecer, sou oriundo do jiu-jitsu. E se ficar em pé espero ter a oportunidade de mostra a “mandinga” como a gente fala na Team Nogueira, que é mostrar a mão dura.

O TUF Brasil 2 Finale será realizado no dia 8 de junho, no ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza. Além de Rony Jason x Mike Wilkinson, o card contra com mais grandes duelos: Rodrigo Minotauro x Fabricio Werdum, Thiago Silva x Rafael Feijão, a final do reality, entre outros.

JOELMIR GADELHA NÃO BATE PESO E "BALINHA" O SUBSTITUI


O líder da equipe Gadelha Team, de Caicó, não lutará mais no Arena Fight 6. O faixa marrom devia enfrentar Sanderson Max, da AMTC, mas teve seus planos frustados.
Joelmir luta na categoria até 61 kg. Durante o processo de perca de peso, o lutador acabou pegando uma virose que o impossibilitou de fazer a desidratação e Joelmir teve poucos dias para chegar aos 61 kg. O atleta de Caicó acabou pesando 2 kg a mais do que o combinado.
Após ter falhado no momento da pesagem, foi concedido a Joelmir um tempo de 2 horas para chegar ao peso combinado no contrato. Ele foi para banheira de água quente, fechou a boca tanto para comida e água, mas o esforço não foi suficiente. Joelmir continuou 900 gramas acima do combinado. Sua equipe tentou negociar com a AMTC, equipe de seu adversário, chegando a oferecer até 50% da bolsa, mas não foi chegado em um acordo e o seu nome acabou sendo cortado do evento.
20130605_163904
Com a ausência de Joelmir, a direção conseguiu um substituto. O areia branquense Leonardo Balinha, da One/Brasa é o novo adversário de Sanderson Max.
balinha
Balinha lutou na primeira edição do Arena Fight e sagrou-se vencedor nocauteando Nilton Filho no primeiro round. O lutador é viciado em treinar, o que o faz está sempre em forma, e isso explica o motivo do aluno de Talison Soares ter aceitado a luta no dia do evento.

terça-feira, 4 de junho de 2013

PERCA DE PESO DOS LUTADORES PODE MATAR

Imagine como seria eliminar até 15 quilos em apenas uma semana e sair desfilando um visual totalmente novo por ai. É mais ou menos isso o que muitos atletas do MMA chegam a perder antes do combate. Mas a realidade, segundo os especialistas, é que a “dieta mágica” dos lutadores pode até levar à morte se for usada por “pessoas normais”.
“Uma pessoa comum pode morrer. A desidratação é algo sério, e a perda brusca de sais minerais pode levar a uma parada renal e à morte. Não aconselhamos ninguém a tentar nada parecido. O atleta profissional é preparado para algo assim, treina durante meses para isso, não é para qualquer um”, comentou Rogério Camões, preparador físico de lutadores como Anderson Silva e Ronaldo Jacaré.
Mas como funciona essa perda de peso? E por que os lutadores se sujeitam a ela? A fórmula é bem simples, na teoria, combinando cortes na alimentação com um processo de desidratação severa do corpo. Os atletas passam pelo processo justamente para estarem mais pesados e fortes na hora do duelo. Com isso, podem ter alguma vantagem na luta.
Os lutadores começam a restrição alimentar cerca de uma semana antes do confronto. Eles diminuem o consumo de carboidratos, principalmente aqueles com altos índices glicêmicos, como pães e bolachas, sem parar com os treinamentos.
O campeão dos penas do UFC, José Aldo, chega a eliminar 10 kg na semana da luta, por exemplo. Nos dias que antecedem o combate, ele restringe sua dieta a alimentos como peito de frango, claras de ovo e algumas frutas antes dos treinos. Já no dia da pesagem ele realiza a desidratação para finalmente atingir os 66 kg da sua categoria.
 A perda de líquidos no dia da pesagem é com certeza a etapa mais perigosa de todas. Eles desidratam o corpo na sauna e ou na banheira quente sem ingerir nada e eliminam o máximo de água e sais do corpo quanto for possível. Vale lembrar que a perda de peso varia dependendo do tipo físico de cada lutador.
“A desidratação não é apenas uma questão física, o lutador tem que estar adaptado. Tem atletas que não se sentem bem. Mas alguns realmente extrapolam e chegam a perder até oito quilos fazendo apenas a desidratação. Mesmo assim, é algo para profissionais e pessoas acostumadas. Quem não está, pode morrer”, ressaltou o preparador Rafael Alejarra.
“Você ajeita o lutador ao longo de todo o treino para esse corte. O que é mais fácil de tirar e repor antes da luta? A água – ao contrário de gordura e músculos. Se não estiver com pouca gordura no corpo, ele não vai aguentar o corte. É por isso também que pessoas normais não podem fazer isso”, completou Camões.
Passada a pesagem um dia antes da luta, os atletas recuperam boa parte do que perderam. Voltam a ingerir líquidos e carboidratos em grandes quantidades e alguns chegam até a infiltrar soro na veia para ajudar a reidratação, principalmente nas primeiras horas após subirem na balança. Quando finalmente chega a hora da luta no dia seguinte, eles já recuperaram cerca de 70% de todo o peso eliminado.
“O corte de peso já fica automático depois que você faz algumas vezes. Não é muito fácil, mas já estamos acostumados. As pessoas falam que tenho problemas, mas a minha perda é muito bem controlada e isso não existe”, comentou José Aldo antes de seu último combate, contra Frankie Edgar, em fevereiro.
*Por Rodrigo Farah
Crédito da foto: UFC/Divulgação
Related Posts with Thumbnails