sábado, 8 de junho de 2013

ARENA FIGHT 6 FOI SUCESSO CONFIRA

FOTOS: DAVID DANTAS/ AGÊNCIA AVANT E PAULO HENRIQUE MORAIS.

O Arena Fight 6 que ocorreu neste dia 06/06 no estádio Nogueirão contou com um grande público. A torcida estava na expectativa para conferir a estrutura proporcionada pelo estádio e a impressão deixada foi positiva.

Ludenilson Soldado vs Janderson AMTC

A primeira luta da noite aconteceu com dois lutadores locais: Ludenilson Soldado e Janderson AMTC. Os dois estrearam no MMA e não queriam ter um cartel negativo ao final do combate.

Enquanto Janderson teve uma entrada discreta, a primeira entrada da carreira de Ludenilson Soldado vai ficar para a memória. O lutador fez referência ao exército entrando com uma boina, música militar e ao ter seu nome anunciado pelo apresentador caminhou para o centro do ring e bateu continência para o seu adversário.

O primeiro round começou a mil. Os dois estreantes não queriam ter um cartel negativo ao final do combate e partiram para cima um do outro a todo vapor. Quem esperava que Ludenilson por ser oriundo do jiu-jitsu tentasse levar a luta para o chão se enganou. Soldado não tentou derrubar em nenhum momento e a etapa inicial da luta deu-se toda em pé, com muitos chutes nas pernas e murros cruzados, com uma pequena vantagem para Ludenilson, que foi mais agressivo e caminhou para a frente o tempo todo.



No segundo round os dois mais uma vez foram para a trocação franca, até Ludenilson acertar um soco que causou o nockdown. Ludenilson foi para o chão e exerceu o seu ground and pound até ser interrompido pelo árbitro, terminando a sua estréia com um nocaute técnico.



Ezequias vs Ricardo Décio

Os dois lutadores mostraram um certo talento na trocação. Deram bons socos e bons chutes. Ricardo, bem mais alto que Ezequias, fez valer a sua envergadura aplicando bons jabs e chutes altos. Mesmo com uma trocação bem mais evoluída do que nas suas lutas anteriores, o faixa preta areia branquense preferiu levar a luta para onde se sente mais a vontade e quedou Ezequias. Ricardo ainda pegou as costas do atleta de Recife e tentou finalizá-lo com um mata leão, mas não obteve sucesso.



Nos rounds seguintes a luta ocorreu praticamente como no primeiro round. Ricardo levava a luta para o chão e demonstrava ter uma técnica maior, mas Ezequias sempre com raça conseguia fugir das finalizações, incluindo um katagatame que todos achavam está sem saída.

Ricardo venceu a luta por decisão unânime dos juízes.

Sandinho Max vs Leonardo Balinha

O mossoroense Sandinho deveria enfrentar Joelmir Gadelha, de Caicó, mas devido Joelmir não conseguir bater o peso, o adversário foi alterado. Leonardo Balinha, de Areia Branca, aceitou lutar com Sandinho no dia do evento, ás 11 horas da manhã e provou ser diferenciado.



Sandinho era maior que Balinha mas a envergadura não fez muita diferença. Com pouco mais de 1 minuto de luta Sandinho tentou dá um cruzado em Balinha e essa foi a última ação ofensiva do mossoroense na luta. Balinha conseguiu esquivar e foi para as costas do seu adversário. Sanderson continuo em pé e Balinha virou uma verdadeira mochila. Encaixou um mata leão e Sanderson não quis bater, sendo apagado com 1 minutos e 20 segundos do primeiro round.

No final da luta Balinha falou no microfone “Aceitei a proposta hoje porque sou um lutador. Lutador que é lutador bota a cara pra bater e luta” e levou o público do estádio a loucura.

Silvaneide Marretinha vs Danny Fenix

Uma das lutas mais aguardadas da noite. Até o astro do UFC Jussier Formiga foi ao Nogueirão para ver a Marretinha em ação, e as duas lutadoras fizeram a espera valer a pena. Silvaneide teve total apoio da platéia, que gritou seu nome o tempo todo. As duas trocaram o a luta toda, mesmo sendo boas de chão. A luta foi para o solo rapidamente quando Silvaneide acertou um nockdown na sua adversária com um soco rodado. Silvaneide entrou na guarda da adversário para socar mas quase foi surpreendida com um triângulo, mas explodiu e saiu da tentativa de finalização sem maiores dificuldades.

A luta foi se prolongando e Dany Fênix cresceu. A atleta natalense começou a ficar mais confiante e caminhou para a frente o tempo todo e demonstrou ter socos rápidos. Marretinha respondia sendo mais contundente, atacante muito bem principalmente na linha de cintura, tanto com socos como com murros frontais. Marretinha diversas vezes girava o braço ameaçando socar e animava o público local.



Marretinha ganhou a luta por decisão dividida e comemorou como uma louca. Ao final dedicou a vitória ao ex companheiro de treino Leandro, que faleceu durante a preparação da lutadora. Marretinha e Dany Fênix deixaram o octógono aplaudidas.

Janderson Fraga vs Carlos Flávio

O atleta de Natal, Carlos Flávio compareceu mas foi surpreendido ao saber que não lutaria mais.

Uma fatalidade aconteceu quando Janderson estava saindo de casa para o estádio. O mossoroense caiu na calçada de sua casa e acabou machucando o pé. Foi ao médico para ser examinado e o médico acabou vetando o atleta para a luta.



O combate foi cancelado, mas a organização do Arena Fight já informou que pretende remarcar a luta para uma outra data.

Rivanio Aranha vs Ronieli Blindado

Sem sobra de dúvidas a luta mais técnica da noite. O experiente Rivânio Arana, que possui mais de 70 lutas, enfrentando o invicto Ronieli Blindado.

Os dois além dos invejáveis cartéis, ainda se estranharam na pesagem, o que fez a luta ser bastante aguardada pelos expectadores. A luta começou com uma boa trocação, mas Aranha teve a infelicidade de errar um chute que acabou o levando ao chão. Ronieli aproveitou a oportunidade para entrar na guarda e exercer o ground and pound. Ronieli foi bastante contundente e bateu até o final do primeiro round, abrindo o rosto do seu adversário.



No segundo round Ronieli conseguiu uma queda e mais uma vez foi contundente por cima. Aranha conseguiu levantar-se após sofrer duros golpes, mas foi derrubado novamente e ficou por baixo até o final do round.

Na etapa final Aranha foi para o tudo ou nada. Defendeu as tentativas de queda de Ronieli e foi melhor na trocação, conseguindo um nock down. Aranha entrou na guarda de Ronieli mas o pernambucano mostrou experiência. Não se afobou e conseguiu segurar Aranha até o final do round, vencendo a luta por decisão dividida dos jurados e mantendo a sua invencibilidade.

Amaury Júnior vs Herisson Medeiros

A luta principal da noite travou o duelo entre o mossoroense Amaury contra o Natalense Herisson.

Herisson entrou ao som de MC Naldo, dançando e mostrou muita confiança. O atleta da Hikari estava a mais de um ano sem lutar e mostrou que sua saudade de subir no octógono estava grande. Mesmo com toda a torcida contra, Herisson foi pra cima de Amaury com sede, acertando bons socos e chutes desde os primeiros segundos do round.



Herisson tentou uma queda e Amaury o surpreendeu com uma entrada de guilhotina. Muita gente no estádio acreditou que a luta estava finalizada, mas Herisson defendeu bem e ficou por cima. Amaury conseguiu levantar-se e tentou quedar, sem sucesso. Sempre que Amaury executava uma tentativa de queda era surpreendido e Herisson que acabava o derrubando e ficando por cima. O round acabou com Herisson tendo uma boa vantagem na trocação e conseguindo boas quedas.

No intervalo do round Amaury estava sentindo dores muitos fortes no joelho, que mais tarde o lutador revelou para o site que foi em uma defesa de queda. O mossoroense não teve condições para voltar pro segundo round e Herisson venceu a luta por desistência e voltou para a sua cidade como o seu treinador Gorka planejava: silenciado o público mossoroense.

Amaury deixou o octógono em uma maca.



O LUTADORESDORN.COM elegeu os melhores da noite e o resultado foi o seguinte:

Nocaute da noite: Ludenilson Soldado

Finalização da noite: Leonardo Balinha

Melhor luta da noite: Silvaneide Marretinha vs Dany Fênix

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação seja sempre bem-vindo ao nosso blog, fique em paz.
Ossssss

Related Posts with Thumbnails