segunda-feira, 16 de abril de 2012

VITOR ABRE 3 x 0 SOBRE WANDERLEI SILVA NO TUF.

Por Guilherme Cruz
Foto divulgação

Na base das famosas “palestras” de Vitor Belfort, o time verde do The Ultimate Fighter Brasil já ensaia uma goleada sobre a equipe azul, comandada por seu rival Wanderlei Silva. Neste domingo, mais um peso pena do Fenômeno se garantiu nas semifinais: Rodrigo Damm.

O episódio começou com Wanderlei expondo a necessidade de vencer após as derrotas iniciais, e o clima na casa só piorava.

Gasparzinho, provocativo e brincalhão, acabou expulso da casa e trancado do lado de fora por Sérgio Moraes e Pepey. Restou a Damm, seu desafeto, a tarefa de colocá-lo de volta à mansão do TUF.

Sem sono e estressado, Rony Jason foi bater saco às quatro da manhã, acordando os outros membros da casa. Chateado, disse que não se importava com a reclamação dos outros. Na manhã seguinte, foi conversar com Belfort e seus pupilos, e acabou ouvindo um sermão do lutador do UFC.

“Se ele quer aparecer, coloca uma calcinha e um nariz de palhaço”, provoca Gasparzinho, colecionando desafetos no TUF, antes de voltar atrás: “Se você não gostou, não vai acontecer mais”.

Será?

Chegada a hora de escolher a luta, Luiz Dórea e Francisco Filho, assistentes de Belfort, aconselham a convocação de Rodrigo Damm ou Hugo Wolverine. O capitão decide escalar Damm, mas faz mistério para a própria equipe.

“Para todos eles falaram, para nós não?”, reclamou Damm, antes de saber que seria convocado. “Protegido” de Vitor, Cézar Mutante defende o treinador.

Música de suspense, e Belfort anuncia a luta. Claro, antes parabeniza os atletas da luta anterior. Pelos penas: John Macapá (time azul) x Rodrigo Damm (time verde).

Macapá diz que já esperava pela escolha. Wanderlei, seu treinador, exalta a experiência internacional de Damm, mas diz que Macapá é um dos seus melhores.

Após a dupla bater 66,2kg na balança, chega a hora do duelo, que se desenrola de maneira emocionante.

Com uma trocação agressiva, Macapá domina a luta em pé no round inicial e, apesar de sofrer duas quedas, abre 10x9. Damm volta mais estratégico na segunda etapa e, na base das quedas, iguala o marcador, forçando o round de desempate. No mesmo tom, com quedas e pouca agressividade no solo, Damm faz o bastante para vencer.

“Foi uma das lutas mais duras que eu já fiz na minha vida”, disse Damm, que já enfrentou atletas do calibre de Gilbert Melendez, campeão do Strikeforce.

Wanderlei, revoltado, diz que seu pupilo ganhou a luta. Rony Jason apóia o “chefe” e diz que seus companheiros têm que nocautear ou finalizar, não deixar na mão dos jurados. “Viu a cara dele lá?”, reclamou o Cachorro Louco. “Injusto”.

A celebração do time verde termina com um banho de açaí em Damm, que comemora.

A Globo antecipa as emoções do próximo capítulo do reality show mais casca-grossa do mundo, e vem mais polêmica por aí: Serginho Moraes reclama de ser ignorado pela cúpula do time, Gasparzinho acusa os moradores da casa de roubo e Damm irrita Belfort ao pedir folga dos treinos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação seja sempre bem-vindo ao nosso blog, fique em paz.
Ossssss

Related Posts with Thumbnails