segunda-feira, 9 de julho de 2012

QUER EMAGREÇER DE FORMA RÁPIDA E SAUDAVÉL?

Que tal experimentar um tipo de treinamento diferente do habitual que além de promover ganhos de força, resistência, flexibilidade e equilíbrio, contribui também para o seu emagrecimento?
Provavelmente, você já ouviu algo sobre treinamento funcional. Mas o que é treinamento funcional? E como ele pode ajudar você a atingir a sua meta de emagrecimento?
Quando você segura um bebê se contorcendo, dá banho no seu cachorro, move o sofá para longe para aspirar por baixo dele ou pendura um quadro na parede da sala de estar, seu corpo não está usando um músculo isoladamente, mas muitos músculos que trabalham simultaneamente.
Como seres humanos, realizamos uma ampla gama de atividades motoras, como andar, correr, correr saltando, saltar, agachar, levantar, empurrar, puxar, dobrar, torcer, virar, iniciar e parar movimentos, subir, descer, etc. Portanto, o treinamento para melhorar a força funcional envolve mais do que simplesmente aumentar a capacidade de produção de força de um músculo ou grupo muscular. Pelo contrário, requer treinamento para melhorar a relação coordenada de trabalho entre os sistemas nervoso e muscular.
Nos últimos 10 anos, tem havido uma mudança no sentido de tornar o treinamento mais funcional. Um dos muitos sinais de que o treinamento funcional seria a onda do futuro foi quando os grandes fabricantes de máquinas de treinamento de força começaram a introduzir suportes de agachamento básicos e bancos de peso, bem como diversos acessórios no mercado de fitness.
O treinamento funcional tornou-se um chavão popular na indústria do fitness!
Exercícios funcionais são aqueles que incluem movimentos que imitam a maneira como seu corpo se move quando você pratica seu esporte favorito ou movimentos da sua vida cotidiana.
No extremo, algumas pessoas acreditam que imitando os explosivos, atividades balísticas de atletas de alto nível competitivo, estão treinando de forma funcional. Com demasiada frequência, no entanto, esses programas excederão em muito as capacidades fisiológicas do praticante médio, que em última análise, aumenta a possibilidade de uma lesão ocorrer.
Muitas pessoas pensam que o treinamento funcional envolve somente fazer exercícios elaborados e circenses que desafiam seu equilíbrio e coordenação, como fazer agachamentos em discos de equilíbrio ou fazer exercícios de empurrar e puxar em uma perna. No entanto, em muitos aspectos, o treinamento funcional deve ser pensado em termos de um contínuo movimento, nos três planos cardinais do movimento sagital, frontal e transversal.
Os exercícios funcionais não precisam ser complicados, nem exigem um tipo específico de equipamento. Na verdade, eles são muito básicos na natureza, muitos deles requerem apenas o seu peso corporal! Enquanto você progride em função de um programa de treinamento, no entanto, o equipamento pode ser necessário para dar-lhe bastante desafio.
Um método de treinamento funcional típico é tomar um exercício tradicional e criar padrões de movimentos diferentes. Por exemplo, você pode adicionar uma rotação do tronco ao efetuar um agachamento unilateral.
A mudança para o condicionamento funcional é fazer movimentos como agachamentos e lunges, envolvendo todos os músculos inferiores do corpo, bem como integrar o core (abdômen, lombar e quadril).
O exercício de flexão é um grande exercício funcional! Comece por progressão com a posição prancha. Você vai treinar os músculos essenciais para manter o corpo em uma posição apoiada. Para a maioria das pessoas, uma flexão de corpo inteiro é muito difícil. Então, para diminuir a carga, fique de joelhos ou de pé e realize a flexão em uma parede. Uma vez que a flexão é dominada, você pode querer evoluir para o equipamento que desafia o seu desempenho, como usar uma bola bosu.
O principal objetivo do treinamento funcional é transferir as melhorias na força obtidos em um movimento para melhorar o desempenho de um outro movimento, afetando o sistema neuromuscular inteiro. Porém, quando você está movendo várias partes do corpo e em direções diferentes, você também está aumentando seu gasto calórico, e isso contribui com o seu processo de emagrecimento! O movimento conjunto de vários músculos eleva o gasto calórico sem que você perceba. Assim, você queima calorias e emagrece mais rápido do que imaginava!
Portanto, o treinamento funcional é excelente para perda de peso porque o aumento do recrutamento de fibras musculares e também o aumento da frequência cardíaca resulta em um otimização na quantidade de calorias queimadas, elevando o seu metabolismo mesmo após ter terminado o seu treino.
A maioria dos exercícios deve ser feitos de pé e deve ser pluriarticular, mas ao mesmo tempo, deve ser dada atenção ao desenvolvimento dos grupos estabilizador do quadril, do tronco e do ombro.
Não há limite ou restrições sobre o que você pode usar em um treinamento funcional. Você pode usar o seu peso corporal, kettlebells, halteres, cordas, cabos de suspensão, fitball, barras, medicine balls, sacos de areia, caneleiras, bastão, anilhas, cabo de vassoura, elásticos, cones, bosu, aros, step, plataformas de equilíbrio, jump, etc.
Para aumentar o gasto calórico, o treinamento funcional deve ser realizado em circuito, onde cada exercício deve durar de 30 segundos a um minuto, passando em seguida para o próximo exercício. Depois de ter completado um circuito, descansar por um a dois minutos e realizar mais dois circuitos. Ou se você preferir, faça uma recuperação ativa, em vez de descansar, faça abdominais no intervalo de um circuito para outro.

Espero que tenham gostado, um grande abraço e até o róximo Post!!


O post publicado possui autorização expressa do autor, todo o conteúdo exposto é de responsabilidade do mesmo.

Enviado pela Renata Fernandes.
  • Licenciada em Psicologia | CRP 05/ 26535;
  • Licenciada e Bacharel em Ed. Física;
  • Pós-Graduada em Psicossomática, Obesidade e Emagrecimento;
  • Especializada em Programação Neurolinguística; e Coaching;

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação seja sempre bem-vindo ao nosso blog, fique em paz.
Ossssss

Related Posts with Thumbnails