terça-feira, 21 de agosto de 2012

RAMPAGE CHAMA BRASIL DE "MECA" DO MMA E PEDE RING GIRLS "POPOZUDAS".

Principal atração estrangeira do UFC Rio III se diz encantado com a cidade e mostra conhecimento da língua portuguesa, com direito a expressão indiscreta...

O americano Quinton "Rampage" Jackson é o nome mais conhecido entre os lutadores estrangeiros que estarão no UFC Rio III, em 13 de outubro, na Arena da Barra. Se o lutador é a grande atração do evento, o país é a grande atração para o ex-campeão dos pesos-meio-pesados do Ultimate. Rampage afirmou que escolheu lutar no Brasil porque considera que seja a "Meca" do MMA, e desfilou simpatia pelos brasileiros nesta terça-feira, em entrevista à imprensa brasileira no Rio de Janeiro.

O veterano vai enfrentar o brasileiro Glover Teixeira, que treina a alguns quilômetros do local da luta e terá o apoio maciço da torcida. Todavia, mesmo com uma oferta para fazer o combate em seu país, Rampage preferiu vir ao Brasil, curioso para sentir a energia do público local, bastante diferente da típica audiência americana.

- É por isso que aceitei esta luta. O UFC me ofereceu enfrentar o Glover Teixeira em Las Vegas ou no Brasil, e eu escolhi o Brasil, pois sempre quis vir para cá. Não é um segredo, os americanos ainda não estão por dentro do MMA ainda, é uma novidade para eles. Sempre lutei no Japão, e os fãs japoneses sempre foram meus favoritos. Mas vejo na TV os brasileiros muito empolgados com as lutas, sempre quis experimentar isso. Os fãs americanos precisam aprender a respeitar mais os lutadores. Sinto que os fãs brasileiros entendem mais de luta que os americanos e o Brasil é a Meca do MMA. Os EUA certamente não são - contou Jackson.

Imagem
Rampage posa em hotel no Rio: elogios às mulheres brasileiras (Foto: Adriano Albuquerque/SporTV.com)

Outro fator favorável para a opção por vir ao Brasil foi a fama de mulheres lindas que o país tem. Rampage elogiou as cariocas e se mostrou espantado que o Ultimate não tem ring girls brasileiras.

- Eles não têm brasileiras? O quê?? Escute, o UFC precisa ter brasileiras "popozudas"! Se eu mandasse no UFC, as coisas seriam diferentes - afirmou o lutador.

Apesar de estar no país pela primeira vez, Rampage confessou saber algumas palavras da língua portuguesa, ensinadas pelo amigo Anderson Gonçalves, também lutador de MMA. O americano hesitou em falar algumas expressões, mas acabou abrindo o jogo, soltando inclusive uma frase indiscreta:

- Obrigado... Bom dia... Tudo bom, tudo bem... Beleza... Chupa meu p... - disse, caindo na gargalhada.

fonte: http://sportv.globo....-popozudas.html dêem uma olhada lá. pois tem o video dele falando. esse negão é muito escroto, e um mito do MMA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação seja sempre bem-vindo ao nosso blog, fique em paz.
Ossssss

Related Posts with Thumbnails