terça-feira, 21 de agosto de 2012

EMPRESÁRIO DE ROUSEY QUER TESTES DE ANTIDOPING EM CRIS CYBORG ATÉ OS CABELOS.

As estipulações ainda não são oficiais, mas Harvey revelou ao podcast "The MMA Hour" que vai recomendá-las à atual campeã peso-galo do Strikeforce antes da negociação do contrato de luta contra Cyborg. O empresário disse que pagaria pelos exames para garantir que os custos desses testes não se tornassem um empecilho para a brasileira. De acordo com especialistas em exames de doping, os folículos dos cabelos capturam moléculas de drogas, e testes dessas amostras podem detectar drogas até três meses após sua ingestão original.
- Acredito que não é a primeira vez que ela usou esteróides, é apenas a primeira vez que ela foi pega. Não fiquei surpreso. As pessoas especularam por anos, mas ninguém conseguia provar. Agora, foi provado. Esta é minha crença. Não sou médico, mas estou ao redor de atletas a minha vida inteira e acredito que, quando você toma esteróides, você altera seu corpo permanentemente. Talvez você perca um pouco da massa muscular, mas muito permanece. Então ela alterou seu corpo permanentemente. Quero que tudo seja para nossa vantagem. Ela vem tomando hormônios masculinos, o que não só é anti-ético, mas é muito perigoso, e você está pondo em risco as vidas dos atletas. Ela está entrando lá basicamente com força de homem - disse Harvey na entrevista ao podcast.
Harvey disse ter ouvido, por amigos em comum, que Cyborg é "uma pessoa muito boa", mas que tinha de buscar uma luta justa para sua cliente. Quanto ao debate de em que peso a luta aconteceria - a brasileira atua no peso-pena (até 65,8kg) e a americana é campeã do peso-galo (até 61,2kg) - o empresário reiterou que Rousey só lutará na sua divisão, a não ser que o combate fosse para pay-per-view e trouxesse consigo uma compensação financeira.
Ronda Rousey na luta contra Sarah Kaufman (Foto:  Esther Lin / SHOWTIME / Strike Force) 
Rousey finaliza Sarah Kaufman no Strikeforce
(Foto: Esther Lin/SHOWTIME)
- Ela vai ter que descobrir um jeito de bater o peso, e acredito que ela consegue - afirmou.
Darin Harvey ainda comentou sobre as possibilidades para a carreira de Ronda Rousey, que não deve lutar novamente até janeiro. Segundo ele, ofertas estão pipocando para sua cliente, mas ela não vai largar o MMA.
- Estamos explorando todas as avenidas possíveis para monetizar isso. Se Ronda gostar de algo, é isso que iremos considerar. Mas ela gosta de lutar. Ela não é uma pessoa malvada, mas é uma lutadora malvada - concluiu o empresário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação seja sempre bem-vindo ao nosso blog, fique em paz.
Ossssss

Related Posts with Thumbnails