quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

ENTREVISTA COM LYOTO


Foto: Divulgação/UFC
No próximo sábado, dia 10 de dezembro, Lyoto Machida entrará no octógono em Toronto, Canadá, com a missão de derrotar o melhor lutador do ano de 2011, o campeão meio-pesado do Ultimate Fighting Championship Jon Jones.
Lyoto fez sua preparação em Belém e teve o kickboxer Anderson “Braddock” Silva, Glover Teixeira, ‘King Mo’ Lawal, Zezão Trator e Ildemar Marajó como sparrings nos treinos sob supervisão de Chizô Machida e colaboração de Luiz Carlos Dórea.
Em entrevista exclusiva ao blog Mano a Mano, Machida falou sobre o treinamento mas evitou falar sobre a parte estratégica do confronto contra Johnny Bones, que será transmitido ao Brasil pelo Canal Combate, ao vivo, a partir das 20:50.
Confira a entrevista na íntegra:
Blog Mano a Mano: Quais foram os sparrings com quem você se preparou para a luta?
Lyoto Machida: Anderson Braddock, Glover Teixeira, King Mo, Zezão Trator, Queixinho [Ildemar Marajó].
Blog Mano a Mano: Algum lutador com quem você treinou simulou o jogo do Jon Jones? Houve essa preocupação?
A gente está sempre trazendo pessoas pra somar à equipe.
Blog Mano a Mano: É difícil derrotar um lutador invicto mas muitos acreditam que você é o homem certo para derrotar o Jones. Na sua concepção, qual é o caminho para a vitória?
Eu procuro não pensar no que os outros falam, nas especulações. Faço o meu treino concentrado e treino muito pensando na vitória.
Blog Mano a Mano: Você já é capaz de apontar o ponto fraco do Jon Jones? Qual seria e como você pretende explorar essa deficiência no jogo dele?
O estudo de uma luta é feito analisando os erros do adversário para neles você levar vantagem.
Blog Mano a Mano: Em que o Luiz Dorea te ajudou nesse curto período em que ele esteve contigo em Belém?
Ele acrescentou bastante nas estratégias de luta.
Blog Mano a Mano: Como você se sente com o ganho de 10kg de massa muscular? Esse aumento de massa prejudicou a sua velocidade?
Na verdade, ninguém aumenta 10kg de uma hora para outra. Esse ganho foi ao longo do ano. E sobre esse aumento, realmente ganhei bastante massa muscular, perdi muita gordura e mantive meu peso.
Blog Mano a Mano: Qual característica do seu jogo você acredita que dará mais trabalho ao americano: velocidade, movimentação ou o estilo?
Treinamos todas essas qualidades mas acho que no momento vou sentir o que vai dar mais trabalho a ele.
Blog Mano a Mano: É vantagem ter lutado somente uma vez contra as três em que o Jon Jones esteve no octógono este ano?
Acredito que existem vantagens para os dois lados, para quem lutou mais e para quem lutou menos, ou seja, cada um terá as suas vantagens no embate.
Blog Mano a Mano: Sua experiência poderá ser o diferencial nessa luta já que você possui mais lutas como profissional e é oito anos mais velho?
A experiência conta muito, mas como você acorda no dia da luta, como foi a preparação para ela, como está sua cabeça, são coisas que fazem muita diferença.
Blog Mano a Mano: Você já esteve na condição de campeão invicto do UFC. Isso te atrapalhou de alguma forma?
Quando você é campeão, a pressão é muito maior, as pessoas te estudam ainda mais o tempo todo.
Blog Mano a Mano: Você treinou algum golpe espetacular como aquele que abriu o caminho para a vitória sobre o Randy Couture?
Na luta com o Randy eu não entrei pensando “farei aquele golpe”. Saiu na hora.
Blog Mano a Mano: Há quem acredite que o Jon Jones vai querer fugir da trocação contigo. Caso ele te derrube para atacar no ground and pound. O jiu-jitsu poderá ser o fator decisivo para essa luta?
Treinamos tudo, tentamos cercar por todos os lados. A luta pode ser decidida no chão, em pé. Claro que tenho minhas preferências, mas vai muito do momento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação seja sempre bem-vindo ao nosso blog, fique em paz.
Ossssss

Related Posts with Thumbnails