quinta-feira, 31 de março de 2011

THIAGO SILVA CONFESSA QUE FRAUDOU O EXAME ANTIDOPING

 
Depois que a Comissão Atlética de Nevada revelou que o empolgante striker brasileiro, Thiago Silva, após a luta contra o ex-top contender dos pesados do UFC, o americano Brandon Vera, no UFC 125, no dia 01 de janeiro, apresentou uma amostra de urina não-humana para o teste, o lutador brasileiro veio a publico assumir a culpa no incidente.

Em um comunicado entregue ao site americano MMAJunkie, Silva disse:

“Todos os dias, tomamos decisões em nossas vidas. Algumas são boas, e algumas são ruins. Quando você toma uma decisão ruim, pode piorar a situação, tentando encobri-la, ou mentir sobre isso, ou apenas enfiar a cabeça na areia e se recusar a reconhecê-la. Ou você pode ter uma atitude de dar uma explicação honesta, aceitar as conseqüências de suas ações, pedir desculpas às pessoas afetadas por ela, aprender com ela e seguir em frente. Eu estou escolhendo a segunda opção.”

“Eu usei um adulterante de urina quando entreguei a minha amostra na minha luta com Brandon Vera. Fiz isso na tentativa de alterar os resultados do teste e conscientemente violei as regras da Comissão Atlética de Nevada. Esta foi uma decisão terrível de minha parte e eu vou ser punido. Estou preparado para aceitar esta punição, aprender com ela e seguir em frente. Peço desculpas à comissão, ao UFC, Brandon Vera, e aos fãs de MMA.”

De acordo com a Comissão Atlética de Nevada, a amostra de urina de Thiago Silva, após o UFC 125, produziu um resultado nulo, que é incompatível com urina humana. Após primeiro teste, foi marcada uma segunda amostra, a amostra foi testada pela Sports Medicine Research & Testing Laboratory, que é credenciado pela Agencia Mundial Anti-Doping, e o resultado foi o mesmo.

Ainda por meio do comunicado entregue ao site americano, Silva disse que não quer dar uma desculpa para seu comportamento, mas sim uma satisfação sobre as suas decisões, explicando que ele tentou mascarar os resultados do exame devido a um medicamento proibido utilizado para “inibir” uma lesão pré-existente que o ameaçava ter que se retirar da luta contra Vera.

“Eu quero explicar as circunstâncias que me levaram a tomar essas ações. Por favor, não interpretem isso como uma tentativa de justificar as minhas ações. Eu sei que elas estavam erradas, e eu sei que tomei as decisões ruins, e eu sei que mereço ser punido. É por isso que eu comecei a minha declaração admitindo a fraude e pedindo desculpas, antes de entrar nesses detalhes. Esta não é uma desculpa, é apenas uma explicação.”

“Enquanto eu me preparava para a luta contra Brandon Vera, eu fui testado anteriormente em cinco ocasiões. Foram quatro dos testes de urina, e uma amostra de sangue, assim como em New Jersey, um dia antes da luta. Passei por cada um desses testes. Sofri uma lesão grave nas costas, antes da luta contra Rashad Evans. Era a maior luta da minha carreira, e eu não queria de maneira nenhuma desistir dessa luta. Eu lutei e perdi, e fui forçado há ficar um ano sem lutar para me recuperar da lesão e ficar bom para lutar novamente.”

“Eu lesionei as minhas costas 45 dias antes da luta contra Brandon Vera. Depois de ficar sem lutar por um ano, tomei a decisão de não desistir da luta. Eu também decidi que a única maneira que eu poderia lutar, era tomar injeções nas minhas costas e na minha espinha, injeções que continham substâncias proibidas pela Comissão Atlética de Nevada. Eu também tomei a decisão de usar um produto para esconder a presença destas substâncias em um teste de urina.”

O lutador também disse que agiu sem o conhecimento dos seus companheiros de equipe e da gestão da sua equipe, a American Top Team.

“Estas decisões foram minha e só minha. Eu não compartilhei esta informação com ninguém, com medo de que eu não teria permissão para lutar. Eu, obviamente, tomei uma decisão terrível.”

“Novamente, eu assumo a total responsabilidade sobre a decisão de quebrar as regras e tentar enganar o sistema. Vou aceitar a punição que eu receber e vou aprender com isso. Pretendo voltar melhor como pessoa e como profissional.”

Thiago Silva foi definido para enfrentar o ex-campeão do meio-pesados do UFC, o americano Quinton “Rampage”Jackson, em maio, porém Silva foi substituído pelo americano Matt Hamill, e muito provavelmente o brasileiro será cortado do plantel de lutadores do UFC.

Fonte: MMA By Néko

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação seja sempre bem-vindo ao nosso blog, fique em paz.
Ossssss

Related Posts with Thumbnails