segunda-feira, 28 de março de 2011

SITE DE ESPORTE CRITICA A RELAÇÃO DO JIU JITSU COM A MORTE DE SEGURANÇA.

Indignados com a associação do esporte jiu-jitsu com a maneira com que um lutador matou um segurança neste sábado (19), em um bar de Campo Grande, um site de esporte da Capital publicou nesta quarta-feira (23), um pedido à imprensa.
Com o tema “Jiu-jitsu não é a razão da morte de segurança. Jiu-jitsu é esporte!”, o site pede que Christiano Luna de Almeida, 23, responsável pela morte de Jefferson Bruno Escobar, 23, pare de ser chamado de lutador de jiu-jitsu.
Jefferson foi morto com um soco enquanto trabalhava de segurança em um bar localizado na avenida Afonso Pena, em Campo Grande. “Quem pratica o esporte sabe que o soco e a atitude do jovem não fazem parte da modalidade”, informa o site.
O site destaca ainda que “o jiu-jitsu dito pela imprensa é na verdade o brazilian jiu-jitsu, uma adaptação do jiu-jitsu originado no Japão, sendo desenvolvido e difundido no Brasil pelo lendário Hélio Gracie. A luta consiste em técnicas de estrangulamento e pressão sobre articulações, sendo proibidos socos e chutes, por exemplo, tanto é que é conhecida como a ‘Arte Suave’”.
“Quem faz artes marciais sabe que todo lutador tem como seu principal princípio de vida o respeito ao próximo. Existe uma grande diferença entre brigar e lutar”, destaca o site de esportes.
Para finalizar, o site alerta para que, o ato do acusado não seja atribuído ao esporte. “Por isso, o Esporte Ágil dá cartão amarelo para nossos jornalistas, que ainda podem parar de tentar associar o caso ao jiu-jitsu, e cartão vermelho para a atitude do rapaz. Esporte é vida!”, ressalta.

Por Valquíria Oriqui - Capital News (www.capitalnews.com.br)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação seja sempre bem-vindo ao nosso blog, fique em paz.
Ossssss

Related Posts with Thumbnails