segunda-feira, 28 de março de 2011

CRESCE O NÚMERO DE MULHERES PRATICANTES DE JIU-JITSU NO RN


Quan­do se pensa em jiu-jitsu, logo se ima­gi­nam ho­mens tra­jan­do seus qui­mo­nos e se de­gla­dian­do em um ta­ta­me ten­tan­do imo­bi­li­zar o ad­ver­sá­rio com di­ver­sas téc­ni­cas mi­le­na­res, mas aos pou­cos as coi­sas estão mu­dan­do. Com as di­ver­sas mu­dan­ças cul­tu­rais e so­ciais que o mundo en­fren­ta nos úl­ti­mos anos e ainda com a ne­ces­si­da­de da prá­ti­ca de es­por­tes e de de­fe­sas pes­soais, está che­gan­do a vez delas: as mu­lhe­res.

Cada vez mais nas di­ver­sas aca­de­mias de Natal é pos­sí­vel en­con­trar mu­lhe­res, prin­ci­pal­men­te com seus qui­mo­nos rosas, apren­den­do e aper­fei­çoan­do a arte mar­cial que foi am­pla­men­te di­fun­di­da no Bra­sil pela fa­mí­lia Grace nos anos 90, já que não há res­tri­ções entre ho­mens e mu­lhe­res para a prá­ti­ca do es­por­te.

Na aca­de­mia Ex­tre­me Com­bat, a mo­ni­to­ra Eman­nuel­le Gua­na­ba­ra, que trei­na jiu-jitsu há cerca de 10 anos, é uma das vá­rias mu­lhe­res que dão um "ex­pe­dien­te extra" para se de­di­car ao es­por­te. "O número d emulheres que procura esse esporte é cada vez maior. As mulheres tem procurado o esporte tanto como uma forma de manter o corpo em forma, quanto para aprender uma defesa pessoal", disse.

Ela acompanha uma turma de seis mu­lhe­res, que co­me­ça­ram a trei­nar em ja­nei­ro desse ano, mas que já pen­sam em dis­pu­tar com­pe­ti­ções. Entre elas Ta­tia­na Aires e Re­na­ta Plau­to. "As me­ni­nas aqui já vem de ou­tros es­por­tes, como o Muay Thai, então elas já tem esse es­pí­ri­to de su­pe­ra­ção, de com­pe­ti­ção", con­tou ao fri­sar que todas as me­ni­nas da aca­de­mia estão se pro­gra­man­do para dis­pu­tar uma com­pe­ti­ção na Ar­gen­ti­na.
As meninas se adequaram a uma rontina de dois treinos de jiu-jitsu por semana, aliado a outros três dias de treino de muay-thai. Todos com aproximadamente uma hora de duração.

Eman­nuel­le lem­brou que não exis­te um ca­len­dá­rio ofi­cial com com­pe­ti­ções ex­clu­si­va­men­te fe­mi­ni­nas, mas que as mu­lhe­res vem ga­nhan­do cada vez mais es­pa­ço nas com­pe­ti­ções ge­rais. "Sem­pre nos cam­peo­na­tos exis­tem lutas de mu­lhe­res e são boas atle­tas", des­ta­cou.

As di­fi­cul­da­des en­fren­ta­das pelas mu­lhe­res nas com­pe­ti­ções são as mes­mas das en­fren­ta­das pelos ho­mens: a falta de pa­tro­cí­nio. "A di­fi­cul­da­de para con­se­guir pa­tro­cí­nio é enor­me. Isso é nor­mal em vá­rios es­por­tes e tam­bém nas artes mar­ciais e isso in­de­pen­de se é pra homem ou pra mu­lher. Aqui no Es­ta­do, você pre­ci­sa se des­ta­car só pra poder con­se­guir al­gu­ma coisa", la­men­tou.

Mu­lhe­res são mais téc­ni­cas

Mas as mu­lhe­res não vem con­quis­tan­do mais es­pa­ço nos ta­ta­mes so­men­te por que­rer. A monitora de jiu jitsu da Ex­tre­me Com­bat ex­pli­ca que as mu­lhe­res con­se­guem ser mais téc­ni­cas que os ho­mens. "A mu­lher é muito mais con­cen­tra­da. Ela se de­di­ca muito mais aos trei­na­men­tos e ao apren­di­za­do da téc­ni­ca. Assim, as mu­lhe­res ter­mi­nam sendo muito mais téc­ni­cas que os ho­mens", jus­ti­fi­ca.

Jiu-jitsu: Um es­por­te sem ida­des

Para co­me­çar a pra­ti­car o jiu-jitsu são ne­ces­sá­rios ape­nas um qui­mo­no e ter a idade mí­ni­ma de 6 anos. O professor Nino lem­bra que o jiu-jitsu não tem idade e isso tam­bém se apli­ca a mu­lhe­res. "Temos alu­nas crian­ças, me­ni­nas pe­que­nas, que pra­ti­cam o Muay Thai aqui na aca­de­mia e da mesma forma elas tam­bém podem trei­nar o jiu-jitsu", fri­sou.

Sistema de graduação (faixas)
- Branca (Iniciante, qualquer idade)
- Cinza (04 a 06 anos)
- Amarela (07 a 15 anos)
- Laranja (10 a 15 anos)
- Verde (13 a 15 anos)
- Azul (16 anos ou mais)
- Roxa (16 anos ou mais)
- Marrom (18 anos ou mais)
- Preta (19 anos ou mais)
- Preta e vermelha [Coral] (Título de mestre)
- Vermelha

Vantagens do jiu-jistu
- Redução do stress
- Aprendizado de defesa pessoal
- Aumenta a resistência do organismo
- Definição e tonificação muscular
- Melhora da capacidade cardiovascular e respiratória
- Aumento da flexibilidade
- Aumento da coordenação motora
- Aumento dos reflexos
- Fortalecimento mental (aumento da autoestima e autoconfiança)
- Acelera o metabolismo
- Queima calórica média de 750 kcal/h
- Aumento da disciplina
Fonte:deznarede.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação seja sempre bem-vindo ao nosso blog, fique em paz.
Ossssss

Related Posts with Thumbnails