sexta-feira, 29 de julho de 2011

FEDOR vs HENDERSON PALPITES...

Por Fernando Zanchetta, do Yahoo! Esportes
Fotos Josh Hedges

Muitos insistem em dizer que se o russo Fedor Emelianenko e o norte-americano Dan Henderson se enfrentassem há cerca de cinco anos, fatalmente o combate seria histórico.

Mas não se engane. O compromisso marcado entre a experiente dupla para o dia 30 (sábado), em Chicago (EUA), pelo Strikeforce, ainda tem elementos suficientes para torná-la mais que interessante. Confira abaixo alguns que podem fazer a diferença:

Davi x Golias?

Em termos gerais, a maior curiosidade é saber se a diferença de peso vai se traduzir em vantagem ou desvantagem para o desafio deste nível. Henderson será o lutador menor na arena, terá de enfrentar um peso pesado típico e que sempre atuou por esta categoria.

Contra Fedor, o norte-americano sabe que precisará de muitos atalhos para se dar bem, com base na movimentação constante, no ajuste perfeito de clinches e posições no chão. Se for mais prudente, Hendo não deve lutar para nocautear. Mas quem disse que MMA é só prudência?

Não dá para esperar mudanças significativas no estilo de Fedor. O próprio revelou que realiza o mesmo camp de treinamentos há anos e que os fãs podem esperar é a agressividade característica dentro do “mais do mesmo” sempre em busca do nocaute. Tecnicamente, o russo tem velocidade superior à grande maioria dos outros pesados. Este fator pode ser explorado como prioridade frente a um oponente originalmente mais leve.

Respaldo mútuo

A reputação adquirida em mais de uma década no MMA é invejável em ambos os lados. Fedor marcou época no Pride, onde foi unanimidade e atuou em combates históricos contra os maiores nomes da época. Com isso, conseguiu base sólida de fãs e seguidores radicais que o acompanham até hoje.

Henderson vive de ultrapassar marcas. Na carreira como wrestler, representou os Estados Unidos nas Olimpíadas de Barcelona (1992) e Atlanta (1996). Após a incursão no MMA, atuou com sucesso em três faixas de peso diferentes (médios, meio-pesados e pesados). Faturou títulos do UFC, Pride e do Strikeforce, onde atualmente detém o cinturão da categoria meio-pesado.

Estilisticamente

O fundamento básico do soco é levado com extrema seriedade pela dupla. Fedor usa e abusa de cruzados e diretos demolidores. Tradicionalmente, seu grande trunfo sempre foi subjugar adversários de forma intensa.

Na época do Pride, o atleta era o atleta mais difícil de ter o ritmo quebrado. Boa parte das vitórias foram conquistadas com o misto único de truculência e técnica. Nas últimas atuações (duas derrotas), a coisa não foi bem assim. Como será agora?

Henderson tem as famosas “H-Bombs” sempre afiadas. O forte golpe de direita se desenvolve tanto em swing (cruzado mais aberto) ou direto que dispara com o tronco inclinado e até hoje é capaz de surpreender até os mais experientes.

O lutador também tem ótimo rendimento no ground and pound, onde consegue manter a estabilidade de ataques e vantagens como poucos. Vai ser assim também com Fedor?

Antagonismos

Potencialmente, o combate pode selar o destino de Fedor. Na era pós-Pride, o lutador ficou marcado pela carreira inconstante e repleta de imbróglios administrativos que o impediram de seguir em evolução. Os empresários chegaram a recusar combate contra Brock Lesnar no UFC, pela bagatela de US$ 5 milhões, em 2009. Estagnado com a demora para competir e valorizado demais em organizações de médio porte, Fedor já revelou que a parte mais difícil dos treinos e arrumar motivação suficiente para continuar no mercado dos esportes de combate.

Para Hendo, será puramente o desafio “maior x menor”. Neste sentido, a luta tem duplo significado para o incansável norte-americano. Se vencer Emelianenko, carimba o sonoro nome do russo no cartel: terá derrotado oponente bem maior e mais novo. Se perder, tem argumento para justificar que não suportou a pressão de um adversário de maior porte.

PALPITE: Opinar sobre este combate é grande “sinuca de bico” para qualquer um. A pressão provavelmente é mais intensa sobre Fedor. O norte-americano está embalado e teoricamente tem menos a perder, o que pode ser essencial para atuar melhor e mais tranquilo. Por isso, aposto que Henderson vence na decisão por pontos.
Tatame

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação seja sempre bem-vindo ao nosso blog, fique em paz.
Ossssss

Related Posts with Thumbnails