segunda-feira, 9 de maio de 2011

POTIGUAR TIBAU PROMETE-"NÃO VOU DECEPCIONAR"

Substituto de Cody McKenzie no UFC 130, que acontece dia 28 de maio em Las Vegas, nos Estados Unidos, o brasileiro Gleison Tibau ficou surpreso com a oportunidade que caiu em seu colo. Empolgado para entrar no octógono, nem mesmo o fato de precisar perder 18 quilos – já perdeu quatro – esfria seus ânimos.

Convocado de última hora, o potiguar afirma que não vai desapontar os organizadores do UFC, que lhe concederam a chance de figurar no card do maior evento de MMA do mundo. O atleta do Brasil, que venceu Kurt Pellegrino em seu último combate, no mês de março, terá pela frente o experiente Bart Palaszewski, cuja luta derradeira se deu em dezembro do ano passado.

O lutador polonês possui 35 vitórias e 14 derrotas em seu cartel, já Tibau tem 22 triunfos e sete resultados negativos. “Ele (Bart) encontrará um cara muito seguro de si e que estudará todos seus pontos fracos, detalhadamente”, avisa o brazuca, que falou à TATAME sobre seus treinos, a expectativa para o futuro no evento e muito mais..

De que maneira você recebeu essa oportunidade de lutar no UFC 130?

Foi uma surpresa extremamente positiva para mim. Depois da luta com o (Kurt) Pellegrino, procurei o pessoal da UFC e pedi a eles que me colocassem no maior número possível de combates. Dessa forma, vejo que a escolha do meu nome para o UFC 130 é um sinal de que estão apostando na minha carreira. E eu não vou decepcioná-los.

Como você está se sentindo fisicamente?

Eu já vinha treinando pesado desde a última luta, mas terei que perder 18 quilos para chegar ao peso ideal. Na verdade, do dia em que fui comunicado que iria lutar até hoje, já perdi quatro quilos. Passarei agora por um planejamento muito duro de treinos e um acompanhamento físico e nutricional. Não vai ser moleza, mas o pessoal do American Top Team tem os melhores profissionais para isso.

Que avaliação você faz do seu adversário, o polonês Bart Palaszewski?

O Bart é um cara muito experiente, tem mais de 50 lutas no currículo e desde a época do IFL já aparecia muito bem. Eu apontaria o Boxe dele como ponto forte principal.

Você vem de vitória e o seu oponente de derrota. De que forma isso pode influenciar na luta?

Com certeza ele virá com uma força de vontade enorme para melhorar seu “score” no UFC. Sempre quem perde passa por isso, vem com uma sede grande de vitória. No entanto, do outro lado ele encontrará um cara muito seguro de si e que estudará todos seus pontos fracos, detalhadamente.
Tatame

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação seja sempre bem-vindo ao nosso blog, fique em paz.
Ossssss

Related Posts with Thumbnails