segunda-feira, 26 de março de 2012

CONHEÇA OS 16 "SOBREVIVENTES" DO TUF BRASIL


Fotos dos vencedores do 1º episódio (Divulgação/TUF Brasil)
Teve início ontem, o reality show The Ultimate Fighter – Em busca de campeões – que premiará dois atletas vencedores das categorias peso médio e pena com contratos com o Ultimate Fighting Championship.
O Brasil – terceiro maior mercado de lutas do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos e do Canadá – possui história no programa já que Rodrigo “Minotauro” Nogueira e Junior “Cigano” dos Santos foram treinadores em edições americanas do programa.
Para a edição brasileira, a primeira realizada fora dos EUA, os ídolos nacionais Wanderlei Silva e Vitor Belfort foram escolhidos para treinar os times azul e verde e se enfrentarão ao final da temporada, em junho.
Galvão Bueno apresentou um guia de informações sobre o TUF antes da realização das lutas e contou com a participação do global Tiago Leifert e do campeão peso pesado Junior dos Santos.
Tal medida foi importante para esclarecer dúvidas do grande público que passou a se interessar pelas artes marciais mistas após a consolidação do esporte nos grandes veículos de mídia do País.
As lutas
Dana White, Wanderlei Silva e Vitor Belfort testemunharam lutas de alto nível de agressividade e técnica em que foram definidos os dezesseis atletas que se ficarão confinados em uma casa, convivendo diariamente, como nos demais reality shows.

No primeiro combate, Rony Jason passou por Dileno Lopes após ter enfrentado dificuldade no início da luta, mas confirmou seu favoritismo ao nocautear o duro oponente no primeiro round.
Francisco Massaranduba teria vencido o bônus de melhor nocaute da noite pela forma relâmpago como liquidou Charles Maicon, em alguns segundos. No TUF não são pagos bônus como nos demais eventos do UFC.

Godofredo Pepey demonstrou boa técnica de solo e não aliviou a pressão imposta por um triângulo bem ajustado que forçou Johnny Cabeça a desistir da luta e conseqüentemente da competição.
Cezar Mutante, aluno de Belfort, foi melhor que Gustavo Labareda no primeiro round mas manchou sua vitória com cotoveladas ilegais nos cinco minutos iniciais. No período seguinte, finalizou o atleta do Distrito Federal com uma guilhotina inapelável.

Hugo Wolverine tomou posse das palavras de Alexandre Ramos, o Sangue, que declarou seu desejo por entrar no ringue para estirar o adversário no chão. Wolverine dominou e acabou com Alexandre após dura sequência de cotoveladas.

Daniel Serafian derrotou Richardson Monstrão por pontos em luta que demonstrou melhor técnica de troca de golpes. O paulista teve dois pontos descontados por ter aplicado uma joelhada ilegal mas sua superioridade compensou o deslize e lhe garantiu a vitória.

O experiente Rodrigo Damm enfrentou dificuldades na luta em pé contra Fabrício Guerreiro mas tão logo levou a luta para seu departamento, o solo, finalizou o confronto com um mata-leão.
Wagner Galeto e Fernando Guerra fizeram a luta menos empolgante do primeiro episódio do TUF Brasil. Com um pouco mais de iniciativa na disputa, Galeto venceu no round de desempate e prometeu melhores apresentações na casa.

Sergio Moraes e Thiago Rela fizeram uma luta interessante. Logo após Serginho ter aplicado uma bela técnica, ambos lutadores buscaram a chave de perna e ficaram frente a frente no chão trocando socos até o tricampeão de jiu-jitsu acabar com a peleja.

O emotivo Anistávio Gasparzinho derrotou Rafael Bueno na decisão. O atleta, que chorou durante a apresentação dos lutadores, foi melhor no combate mas terá que se controlar para suportar a pressão da convivência e a necessidade de vencer para seguir lutando.

Tiago Bodão lutou estrategicamente e levou a luta contra João Paulo Tuba para o solo, onde desferiu duros golpes que lhe garantiram a entrada na casa do programa. Bodão, que já superou um câncer no ombro, mostrou que vai ser um concorrente duro.

John Macapá e Giovanni Soldado conectaram acidentalmente golpes baixos no único round da disputa. Em seu reinício, o atleta da região norte do País derrubou, montou e finalizou Soldado com uma chave de braço, demonstrando frieza dentro do octógono.

O experiente grappler Delson Pé de Chumbo fez valer sua técnica de solo contra Gilerto Galvão, que foi salvo de uma finalização no primeiro round. Nos 5 minutos seguintes, Pé de Chumbo foi melhor, dominou e derrotou Giba por pontos.

Renée Forte e Fabio Bolinho trocaram chutes e socos durante os dez minutos de luta. A agressividade foi a marca do encontro entre os atletas e ao final do duelo os árbitros conferiram a vitória a Renée, que mostrou boa técnica com as mãos.

Marcus Vinícius enfrentou o duro Pedro Nobre, que possui recorde no MMA de dez vitórias e nenhuma derrota. Vina aplicou um knockdown em Nobre, que se levantou mas foi duramente atingido até cair novamente. Após a segunda queda, o arbitrou parou a luta e decretou a vitória de Vina por nocaute técnico.

Leonardo Macarrão e Samuel Trindade lutaram até a exaustão nos três rounds do combate. Macarrão, que considera o nocaute como estratégia perfeita, não conseguiu finalizar o atleta de Roraima mas merecidamente garantiu sua participação no TUF por ter sido mais efetivo e por ter demonstrado melhor preparo que Trindade, que foi valente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação seja sempre bem-vindo ao nosso blog, fique em paz.
Ossssss

Related Posts with Thumbnails