sábado, 15 de outubro de 2011

TAEKWEONDO BRASILEIRO GARANTE MEDALHA NO PAN

Por Gabriele Lomba Direto de Guadalajara, México
Bastou apenas uma luta. Pré-classificado às quartas de final por ser o quarto do ranking, Márcio Wenceslau assegurou ao menos o bronze, primeira medalha do Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. Derrotou o uruguaio Mayko Votta e passou às semis da categoria até 58 kg. Como no taekwondo não há disputa de terceiro lugar, ele se garantiu no pódio. Como testemunha, o presidente do México, Felipe Calderón. As semifinais começam às 19h (de Brasília). E o adversário do brasileiro será justamente o mexicano Damián Villa, campeão mundial em 2009.
Marcio wenceslau taekwondo (Foto: Wander Roberto / Inovafoto / COB)
Marcio Wenceslau quer o ouro de presente para filha (Foto: Wander Roberto / Inovafoto / COB)
Há quatro anos, no Rio de Janeiro, Márcio conquistou a primeira medalha no taekwondo no Pan. Levou a prata. Agora, sonha com o ouro.
- Eu sou pai e vou pegar uma medalhinha para a minha filha, que faz aniversário mês que vem. Ela quer uma dourada, é uma menina de ouro - disse.
Márcio começou bem a luta, mas viu o uruguaio empatar em 2 a 2. Nos segundos finais, abriu 5 a 2 em uma série de chutes no rosto e fechou em 7 a 2.
- A primeira luta é muito complicada para todo mundo. Preciso ter um pouco mais de calma porque, como se trata de colete eletrônico, é preciso ter cuidado. Às vezes você acha que o adversário não vai pontuar, mas acaba pontuando - disse.

Brasileira supera dores no joelho na estreia, mas depois cai nas quartas
Kátia Arakaki, da categoria até 49 kg, se despediu nas quartas de final, depois de ter machucado o joelho direito na estreia. Ela perdeu para a americana Deireanne Morales na luta que garantiria a ela ao menos um bronze.
Na estreia, Kátia teve um duelo duro contra a dominicana Yajaira Peguero. A adversária saiu na frente nos primeiros pontos, mas a brasileira reagiu. Quando vencia por 6 a 4, porém, caiu no tatame, com dores no joelho direito. A dois segundos do fim, a dominicana empatou com uma série de chutes. Na decisão do primeiro ponto, a brasileira levou a melhor: 7 a 6.

- Ela bateu por cima da minha perna, mas só doeu na hora. Não houve lesão. Estou 100% - disse a brasileira.
Na segunda luta da brasileira, a maior parte do público já estava deixando o ginásio, incluindo o presidente mexicano. Kátia viu Deireanne abrir 8 a 2 ao acertar dois chutes na cabeça. A americana marcou mais um ponto, e a brasileira se machucou de novo. Levantou-se, mas não havia mais tempo e força para uma virada: 10 a 3.
Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação seja sempre bem-vindo ao nosso blog, fique em paz.
Ossssss

Related Posts with Thumbnails