terça-feira, 18 de outubro de 2011

RAFAEL CORDEIRO FALA SOBRE A KINGS MMA

Rafael Cordeiro está animado com o futuro da Kings MMA. Em entrevista exclusiva à TATAME, o treinador analisou as próximas lutas de Wanderlei Silva e Mark Muñoz no UFC, contra Cung Le e Chris Leben, revelou que Fabrício Werdum pode voltar ao UFC em dezembro e que Renato Babalu luta em 2012, e pode não ser no Strikeforce. No bate-papo, Cordeiro ainda comentou a decisão de Maurício Shogun de não treinar na Kings MMA para sua próxima luta, contra Dan Henderson. “Vindo dele, não é surpresa”, disparou. Confira:

O Wanderlei está treinando com vocês para a luta com o Cung Le?

Ele está aqui, praticamente se mudou para cá. Ele se internou aqui, está dando o sangue nos treinos. Estamos vendo os bons resultados nos treinos com Werdum, Babalu, Muñoz. Dida, pessoas de qualidade. Ele está rendendo bem. Estamos muito confiantes pelo trabalho que está sendo feito.

O que espera dessa luta? O jogo casa?

É uma luta muito boa, o estilo casa bem. Os dois gostam de trocar em pé, procuram lutar pra frente. Vai ser uma luta muito boa, bem movimentada. Vamos fazer de tudo pra trazer essa vitória. Vamos lutar de uma forma inteligente. Se precisar de três rounds pra vencer, vamos usar. Vamos respeitar o Cung Le, que tem história dentro do esporte e é um verdadeiro artista marcial.

Antes dessa luta, o Mark Muñoz, outro atleta da equipe, luta contra oi Chris Leben. Como estão os treinos dele?

Está pegando fogo também. O Mark está super dedicado, é uma pessoa muito querida, especial, que está ganhando seu espaço dentro da organização. Ele é um dos atletas que mais treina, é o “CDF” do time (risos). Às vezes ele treina até demais... Mas às vezes é melhor pecar por mais do que por menos, né?

Tem um sentimento especial pelo fato de a luta ser contra o Leben, que venceu o Wanderlei?

A gente não pode levar esse sentimento pra dentro do ringue. O que aconteceu na luta do Wanderlei foi um piscar de olhos. O Wanderlei estava muito bem preparado e infelizmente o Leben acertou primeiro. Sabendo os defeitos do Leben, vamos trabalhar em cima disso. Trazer essa vitória mais por merecimento que por clima de revanche. A luta que passou tem que ser esquecida. Sempre. O foco agora é o Leben.

Se vencer, o Mark fica bem cotado na categoria. Como veria uma possível luta contra o Anderson Silva, que inclusive já treinou na Kings MMA com você e o Muñoz?

Se acontecer isso um dia, os dois são atletas profissionais. Eu particularmente não gostaria de ver, tenho um carinho muito grande pelos dois, mas não sou eu que decido. Eles decidem isso, eu não opino. Eles se dão super bem, já treinaram juntos aqui. Se um dia o Mark merecer lutar com o Anderson, ele fez um caminho para chegar até lá.  Ele não vai lutar contra o cara, ele vai lutar pelo cinturão. Todo atleta deseja isso, quem disser que não deseja está mentindo. Se um dia for acontecer, que Deus abençoe os dois.

Tem novidades do Babalu?

O Babalu é meu braço dentro da academia, um alicerce. Sua historia já fala por si. Sou um cara muito abençoado de ter caras como o Babalu aqui dentro. Ele provavelmente vai lutar em janeiro, não sabemos o evento ainda, e vai representar a academia.

Ele está fora do Strikeforce, então?

Ele está negociando com o Strikeforce, mas pintou um evento em janeiro... O evento quer ele lá, então vamos ver.

E quanto o Werdum volta? Rolou um papo de ele assinar com o UFC...

Ele já voltou a treinar, está fazendo todo mundo dar risada. Ele provavelmente vai lutar em dezembro... Ele está conversando com o UFC, de repente pode acontecer alguma coisa em dezembro.

Como vê o retorno dele ao UFC?

Vejo com grandes olhos, ele é merecedor disso. Caso se concretize, o UFC é o lugar de onde ele nunca deveria ter saído. Ali estão os melhores, ali é o lugar do Werdum.

O Shogun treinou na Kings MMA para o UFC Rio, mas disse à TATAME que treinará em São Paulo para a luta. Como recebeu essa novidade?

Não é novidade nenhuma para mim. Ele é um atleta formado, que tem sua história, e que Deus o abençoe na luta. Ele estar treinando no Brasil não é novidade para mim. Vindo dele, não é surpresa.

Você duplicou o espaço da sua academia. Como está a Kings MMA agora?

Ficou o bicho... Está sendo muito bom esse momento que vivemos aqui. Chegamos há quatro anos sem estrutura alguma, só com o nome, e demorou quatro anos pra termos uma grande base. Isso é o resultado de um esforço não só meu, mas de todos os alunos e do Wanderlei, Babalu, Werdum, Bettega, Dida e Marlon, pessoas que estão comigo desde o começo. Se hoje a Kings está assim, devo muito a essa rapaziada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação seja sempre bem-vindo ao nosso blog, fique em paz.
Ossssss

Related Posts with Thumbnails