sábado, 12 de janeiro de 2013

SE VENCER, BISPING ENCARARÁ ANDERSON SILVA "ELE É O MELHOR DO PLANETA".


Michael Bisping desembarca em São Paulo na próxima, pronto para enfrentar Vitor Belfort no UFC de São Paulo. Com uma chance pelo cinturão garantida em caso de vitória, o inglês quer conquistar o público brasileiro diante de um de seus maiores ídolos.
Em entrevista exclusiva à Revista TATAME #202, Bisping fala sobre o duelo com Belfort e as aspirações ao título, entre outros assuntos. Confira abaixo um trecho do bate-papo, e leia a matéria completa em nossa penúltima edição:
Como se avalia como lutador desde que desceu para a divisão dos médios?
Acredito que melhorei muito. Se você comparar as minhas lutas hoje, elas são muito diferentes das lutas que eu tive há sete anos. Meu Wrestling está muito melhor, assim como meu Jiu-Jitsu, Kickboxing.. Estou feliz com a minha evolução e estou sempre tentando melhorar. Amo artes marciais, amo treinar, aprender… Amo ser um estudante.
As pessoas te consideram um tanto quanto polêmico, eles conhecem muito o seu lado de falastrão, de trash talker. Isso te incomoda?
Sabe de uma coisa? (risos). Tento não ser um trash talker, sei que as pessoas acham que eu sou, mas geralmente eu só respondo o que alguém fala sobre mim. E aí a pessoa responde e acabo respondendo novamente e, antes de me dar conta eu já estou falando um monte de besteiras. Mas a verdade é que não falo esse tipo de coisas sem ter motivo. Também preciso confessar que sou muito bom nisso (risos), então quando alguém começa é melhor pensar duas vezes, pois se você quer entrar em uma luta, mesmo que ela seja verbal, é bom que você esteja pronto porque vou falar besteiras de volta. Geralmente tento falar coisas que façam as pessoas rirem, mas é o que é. Não fico sem dormir por causa disso, faz parte do meu jogo.
Você vai enfrentar o Vitor Belfort na luta principal do próximo UFC que acontecerá no Brasil, em janeiro. Quais são as suas expectativas?
Primeiro de tudo, estou muito ansioso para lutar no Brasil, que é o berço das artes marciais mistas. Eu mal posso esperar. Nunca estive no Brasil, mas estudei muito o Jiu-Jitsu brasileiro e quando o UFC disse que eu iria lutar lá, fiquei muito feliz. E aí quando me disseram que meu adversário seria o Vitor Belfort, que é uma lenda… Tenho muito respeito por esse cara, quando comecei a minha carreira no MMA costumava assistir às lutas dele e agora vou enfrentá-lo. Essa é uma grande honra para mim. Eu mal posso esperar. Essa vai ser uma luta dura, ele é durão, tem um excelente preparo físico, é muito rápido. Mas estou ansioso. Acredito que posso vencer esse combate. Sei que vou ouvir algumas vaias, mas estou preparado para isso e só quero ir lá e proporcionar aos fãs brasileiros uma excelente luta. Sei que o Vitor vai treinar duro, vai tentar trazer uma luta emocionante, mas vou dar o meu melhor e nós vamos fazer um grande show para os fãs brasileiros.
Dana White garantiu chance ao título a Bisping, se ele bater Vitor Belfort no UFC de São Paulo (Foto divulgação)
Já tem uma estratégia para essa luta?
Sim, vou tentar acertá-lo mais vezes do que ele vai tentar me acertar (risos). O Vitor é um bom lutador e tenho pensado muito em como posso vencê-lo. Mas esse é um segredo que vocês vão ter que descobrir.
Bisping já venceu o TUF (Foto divulgação)
Se você fosse convidado para ser o técnico de uma edição do TUF Brasil você aceitaria?
Com absoluta certeza. Adoraria fazer parte disso.
Você ainda quer enfrentar o Anderson Silva?
Sim. Estou há sete anos no UFC e nunca tive uma chance pelo titulo. O Anderson Silva é o maior lutador que já existiu no MMA. Ele é o melhor lutador do planeta, é o campeão dos médios e eu sou um lutador da categoria dos médios. Ele é o cara e quero enfrentá-lo não porque não gosto dele e sim porque ele é o melhor e quero me desafiar perante o melhor. Quero ser campeão e só tem um caminho para que eu consiga realizar esse objetivo, que e é lutando contra o Anderson Silva.
Como você acha que seria essa luta?
Só sei que não seria fácil (risos). De verdade? Ele é incrível. Todo mundo chega lá com uma estratégia diferente e o Anderson sempre coloca as estratégias dos adversários abaixo e sempre vence. Então, não faço ideia de como chegar lá, mas iria treinar feito louco, e quem sabe? Acho que teria uma boa performance contra ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação seja sempre bem-vindo ao nosso blog, fique em paz.
Ossssss

Related Posts with Thumbnails