domingo, 17 de março de 2013

VENCEDORES DA PRIMEIRA EDIÇÃO, JASON E MUTANTE FALAM SOBRE O TUF BRASIL 2



Jason venceu entre os penas (Foto UFC)
No dia 23 de junho de 2012, no UFC 147, Rony Jason e Cezar Mutante deixavam de vez o anonimato e se tornavam celebridades esportiva no Brasil. As vitórias de ambos na primeira edição do TUF Brasil foram as responsáveis pela mudança, fazendo com eles passassem de meros aspirantes a lutadores contratados do maior evento de MMA do mundo.
Na véspera da estreia da segunda temporada do TUF Brasil, que vai ao ar neste domingo (17), novamente na programação da Rede Globo, a TATAME procurou os dois vencedores para destrincharem os segredos do programa.
Popular graças ao apelido cinematográfico, Jason logo caiu nas graças dos fãs no programa por seu jeito calado e seguro. Como não poderia deixar de ser, o reality show do UFC mudou a vida do cearense, que bateu seu conterrâneo Godofredo Pepey na final entre os penas.
“Como pessoa, o programa mudou pouca coisa em mim. Mas, como lutador, mudou muita coisa. Meu trabalho ficou mais exposto para as pessoas, antes eu era vagabundo, agora sou inspiração para os outros. Sempre brinco com isso (risos). Foi muito bom ter participado do programa”, analisa Jason.
Vencedor entre os médios, Mutante deixou o rótulo de “pupilo de Vitor Belfort” para trás e realizou grandes apresentações na casa, com finalizações e um belo nocaute sobre Thiago Bodão. Assim como Jason, ser o vencedor da primeira edição do TUF Brasil mudou a vida de Mutante.
“Mudou tudo. Antes não tinha emprego, evento para lutar, não sabia quando lutaria de novo. Agora tenho emprego, contrato com a maior empresa de luta do mundo. Tenho condições de viver só disso e treinar como profissional”, comemora.
Segredos para o sucesso
Mutante brilhou entre os médios do TUF Brasil (Foto UFC)
Jason e Mutante defenderam equipes diferentes no TUF Brasil. Enquanto o atleta do Team Nogueira vestiu o azul do time de Wanderlei Silva, o mineiro foi a primeira escolha de Vitor Belfort para integrar a equipe verde do programa.
Tendo sistemas diferentes de treinamentos e pouco tempo entre uma luta e outra na casa, Jason aponta como principal segredo para o sucesso na casa o equilíbrio nos treinos: “Ninguém me formou no TUF, eu cheguei pronto. Eles podem ter novas concepções de treino, mas você treinou a vida inteira no seu ritmo, conhecendo o seu corpo. Se o cara quiser impressionar o seu treinador e treinar de forma diferente do que sempre fez, sem respeitar o seu corpo, vai se arrebentar. Eu não treino um dia antes da luta, só perco peso, mas queriam me mandar treinar na casa. Disse que não iria, sempre havia feito meus treinos dessa forma, independente dos treinadores. O cara tem que ter autonomia para saber se impôr também, pois cada um tem seu corpo e tem que saber respeitá-lo. Minha dica é: respeite seu corpo”.
Já o conselho de Mutante tende mais para o lado psicológico. Para o mineiro, que conquistou a temporada após uma verdadeira batalha contra Serginho Moraes, a concentração é fundamental para ir longe na disputa pelo contrato com o Ultimate.
“Ali é complicado. É pressão de todos os lados, da próxima luta, de perder o peso, ficar preso na casa… Conviver com gente que nunca viu e que vai lutar. Acho que a concentração é o diferencial, e entrar com um objetivo também. Quem entra com a ideia de ser campeão, vai atrás disso que vai conseguir”, aconselha o peso-médio.
Sem palpites para o TUF Brasil 2
A homenagem de Jason ao programa (Foto Guilherme Cruz)
Durante a primeira temporada do programa, Rony Jason e Cezar Mutante sempre foram considerados favoritos para levarem a melhor dentro de suas respectivas categorias. Apesar disso, eles preferem não apontar um favorito entre os 28 participantes do TUF Brasil 2, que terá Rodrigo Minotauro e Fabricio Werdum como treinadores e colocará um novo lutador entre os meio-médios do UFC no dia 08 de junho, data da final do programa e do duelo entre os técnicos.
“Na primeira edição, apostava no (Thiago) Bodão. Depois que ele perdeu, eu passei a apostar no Daniel Sarafian. Então não estou bem de palpites, por isso vou ficar quieto para essa edição (risos)”, opta Jason, seguido por Mutante: “Só vi cara duro entre os selecionados. Todo mundo ali é favorito. Tem muita gente no mesmo peso, que é bem disputado e só tem cara fera no Brasil. Estou na expectativa. Vai ser um excelente show para a galera que é amante do MMA e para o público que vai assistir”.
Cezar Mutante tem compromisso agendado no octógono no dia 18 de maio, na edição de Jaraguá do Sul do UFC, contra CB Dollaway. Já Rony Jason, estará no card do evento final do TUF Brasil 2, em duelo contra o inglês Mike Wilkinson.
TATAME

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação seja sempre bem-vindo ao nosso blog, fique em paz.
Ossssss

Related Posts with Thumbnails