domingo, 17 de março de 2013

UFC 158: ST. PIERRE DOMINA DIAZ E MANTÊM CINTURÃO

georges st pierre UFC 158: St.Pierre domina Diaz e defende cinturão dos meio médios
O clima de rivalidade e provocação proposto por Nick Diaz não afetou o jogo estratégico e cauteloso de St. Pierre. No início da disputa, o campeão esperou o primeiro ataque do desafiante para buscar a queda e levar a luta para o chão. No solo, Nick ainda tentou um aplicar uma chave de braço, mas GSP conseguiu sair do golpe e partir para o castigo com socos durante toda a parcial.

A história se repetiu nos rounds seguintes. St. Pierre esperava os ataques de Diaz, que ao tentar aplicar socos era surpreendido com as quedas. Perdido na luta, Nick até agrediu o Georges após o termino do assalto.

Sem conseguir impor seu jogo, Nick tentou gesticular, provocar e chamar o rival para a troca franca de golpes. No terceiro round ele até conseguiu uma combinação de socos, mas, novamente, foi derrubado pelo campeão.

Ao final de 25 minutos de disputa, vitória de Georges St. Pierre na decisão unânime dos juízes. (50×45, 50×45, 50×45).

Após o combate, o clima de rivalidade entre os lutadores parece ter acabado. Diaz ergueu o braço de GSP, que elogiou seu oponente. ”Nick, obrigado por promover a luta. Canadá, esse cara é legal”, disse St. Pierre, que falou de seu plano para o duelo.

“Eu tinha uma estratégia de manter a luta no solo. Eu sei que o boxe do Nick é o melhor do MMA e tentei trabalhar a movimentação do caratê para impor meu jogo”, completou o campeão.

Hendricks vence batalha Condit e pede luta contra GSP

Na segunda luta mais importante da noite, Johny Hendricks e Carlos Condit travaram uma intensa batalha durante os 15 minutos de combate. Os meio-médios, lideram o ranking de desafiantes da categoria, começaram o duelo em um ritmo alucinante.

Logo nos primeiros movimentos,  Hendricks partiu para o ataque combinando dois potentes golpes contra o rosto do rival. Por sua vez, Condit não se intimidou, assimilou bem os socos e respondeu com uma joelhada. A troca franca de golpes levantou o público canadense. Mas após levar um duro direto, Hendricks atacou as pernas de Condit e derrubou o rival.

No solo, Hendricks acertou alguns golpes curtos, mas com muita flexibilidade, Condit conseguiu se levantar. Na luta em pé, Johny acertou alguns bons socos, porém no final do primeiro round, Carlos equilibrou a disputa e terminou o round nas costas do rival.

No segundo assalto, começou como a primeira parcial. Hendricks acertou dois socos e Condit respondeu com uma joelhada. Logo em seguida, Johny tentou a queda, mas Carlos se levantou rápido e colocou o rival contra as grades. Porém, sempre com muita contundência  Hendricks acertava os golpes mais perigosos.

Atrás na marcação dos juízes, Condit abriu o jogo no terceiro round. O ex-campeão interino conectou bons socos que balançaram Hendricks, que conseguiu absorver os ataques e levar a disputa na decisão unânime dos juízes (29×28, 29×28, 29×28).

Ao final da peleja, Johny Hendricks pediu a chance de enfrentar Georges St. Pierre pelo cinturão dos meio-médios. ”St. Pierre se você vencer hoje vamos lutar daqui cinco meses. Eu sei que vocês são fãs de GSP, mas eu gostei o direito de lutar contra ele. GSP, por favor, me dê esta chance. Vamos fazer uma grande luta”, disse.

Confira abaixo os resultados completos do UFC 158:

Card Principal

Georges St-Pierre derrotou Nick Diaz na decisão unânime dos juízes;

Johny Hendricks derrotou Carlos Condit na decisão unânime dos juízes;

Jake Ellenberger derrotou Nate Marquardt por nocaute no R1;

Chris Camozzi derrotou Nick Ring na decisão unânime dos juízes;

Mike Ricci derrotou Colin Fletcher na decisão unânime dos juízes;

Card Preliminar

Patrick Cote derrotou Bobby Voelker na decisão unânime dos juízes;

Darren Elkins derrotou Antonio Carvalho por nocaute técnico no R1;

Jordan Mein derrotou Dan Miller por nocaute técnico no R1;

John Makdessi derrotou Daron Cruickshank na decisão unânime dos juízes;

Rick Story derrotou Quinn Mulhern por nocaute técnico no R1;

TJ Dillashaw derrotou Issei Tamura por nocaute no R2;

George Roop derrotou Reuben Duran na decisão unânime dos juízes.
PVT

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação seja sempre bem-vindo ao nosso blog, fique em paz.
Ossssss

Related Posts with Thumbnails