terça-feira, 9 de julho de 2013

"COLOQUEI ANDERSON NO SEU DEVIDO LUGAR"


Photo by Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images.

Vitórias surpreendentemente fácies em confrontos amplamente aguardados têm sido alvo de um novo tipo de controvérsia na atualidade. O tema “lutas armadas” retornou com força total ao centro do MMA, após a histórica vitória de Chris Weidman diante de Anderson Silva. Na ocasião do massacre sofrido por Junior Cigano pelas mãos de Cain Velasquez, o catarinense também acabou vendo seu nome envolvido em questões semelhantes. No caso do duelo do último sábado,  o novo campeão tratou de prontamente vir  a público esclarecer os acontecimentos, segundo informações do MMA Fighting.
“Eu não estou aqui para mudar a opinião de outras pessoas, mas eu vou te dizer uma coisa: ele não me deu o cinturão. Ele não entregou a luta. Não ocorreu algo do tipo. Ele estava fazendo exatamente o que ele faz em todas as suas lutas. Ele estava com as mãos para baixo, ele estava tentando me derrotar mentalmente, me fazer congelar, me fazer sentir como se eu não merecesse estar no octógono com ele. Eu não queria deixá-lo fazer isso. Eu queria colocá-lo em seu lugar, e foi isso”.
Anderson Silva registra um cartel de 33 vitórias e cinco derrotas. Destronado da divisão que dominava há 7 anos, o nocauteador também saiu do primeiro posto do ranking peso-por-peso do UFC.  Jon Jones é o novo soberano.
por Redação MMA Space / Rodrigo Peixoto.
Photo by Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação seja sempre bem-vindo ao nosso blog, fique em paz.
Ossssss

Related Posts with Thumbnails