terça-feira, 18 de novembro de 2014

JON JONES REVELA QUEM ELE NÃO GOSTARIA DE ENFRENTAR.




Jon Jones foi uma das estrelas do superevento promovido pelo UFC nesta segunda-feira, em Las Vegas. E o futuro do campeão dos meio-pesados foi um dos assuntos. Questionado sobre superlutas e sobre uma possível subida de peso para os pesados, Jones revelou qual é o brasileiro que NUNCA aceitaria encarar e qual é o que enfrentaria “toda noite”.

Os nomes: Anderson Silva e Fabrício Werdum.

Quem Jones nunca enfrentaria é o primeiro. Segundo o norte-americano, o Spider é um dos únicos ídolos que tem no esporte e fazer uma luta com o brasileiro traria um desfecho triste de toda forma, vencendo ou perdendo.

“Eu me espelho muito nele. Eu não tenho muitas pessoas que admiro desta forma, tipo: ‘uau, como eu queria ser aquele cara’. Olhe o que ele já fez. Jordan, LeBron, Anderson, Kobe, eu os considero todos da mesma classe de atletas. Atletas com um calibre que não surge sempre. Eu não quero ser o cara a vencê-lo – mesmo que isso já tenha acontecido. Eu não gostaria de perder ou de vencer uma luta contra ele”, afirmou Jones, ao MMA Fighting.

“Eu tenho treinado com pesos pesados há anos. Eu sei como é, e acho que me daria bem. Muitos lutadores poderiam dar boas lutas ou poderiam me vencer. Tenho de manter as coisas reais, eu sou menor que eles”, afirmou Jon “Bones” Jones.

“Um cara como Werdum. Eu lutaria com ele todos os dias, o dia todo”, acrescentou o campeão. “Por que? Porque ele não é o maior dos caras. Acho que os que me dariam mais trabalho são os grandalhões. Não necessariamente os mais técnicos, mas os maiores. Os que você exigiriam muita energia para conseguir vencê-los, sabe?”.

Enquanto nada disso ocorre, Jones voltou a ficar frente a frente com Daniel Cormier, e desta vez sem brigas na encarada. Eles se enfrentam em 3 de janeiro, em Las Vegas.Jon Jones então explicou sua intenção sobre a ideia de subir para os pesados. Ele tem lutas contra Daniel Cormier e Alexander Gustafsson no horizonte. Para o lutador, vencer a ambos seria limpar a categoria, o que lhe permitiria alçar novos desafios, seja na forma de superlutas ou numa carreira como peso pesado.

É aí que surge o “desafio” a Werdum. Jones analisa como seria lutar contra caras maiores, e vê o novo campeão interino como um bom nome para um duelo.


“Eu tenho treinado com pesos pesados há anos. Eu sei como é, e acho que me daria bem. Muitos lutadores poderiam dar boas lutas ou poderiam me vencer. Tenho de manter as coisas reais, eu sou menor que eles”, afirmou Jon “Bones” Jones.

“Um cara como Werdum. Eu lutaria com ele todos os dias, o dia todo”, acrescentou o campeão. “Por que? Porque ele não é o maior dos caras. Acho que os que me dariam mais trabalho são os grandalhões. Não necessariamente os mais técnicos, mas os maiores. Os que você exigiriam muita energia para conseguir vencê-los, sabe?”.

Enquanto nada disso ocorre, Jones voltou a ficar frente a frente com Daniel Cormier, e desta vez sem brigas na encarada. Eles se enfrentam em 3 de janeiro, em Las Vegas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela sua participação seja sempre bem-vindo ao nosso blog, fique em paz.
Ossssss

Related Posts with Thumbnails